Whatsapp

Eletroquímica

Química

A eletroquímica estuda a conversão de energia química (reações de oxirredução) em energia elétrica (pilhas e baterias) e o processo contrário (eletrólise).
PUBLICIDADE

A eletroquímica é um ramo da Química que estuda o aproveitamento das reações de oxirredução, em que há transferência de elétrons, para a formação de corrente elétrica, bem como o processo inverso: formação de energia química por meio da energia elétrica.

Desse modo, a Eletroquímica costuma ser dividida em duas partes:

  • Conversão de energia química em energia elétrica

Trata-se do estudo das pilhas (ou células eletroquímicas) e baterias, que são dispositivos onde são colocadas espécies químicas para reagirem espontaneamente, havendo transferência de elétrons entre elas, sendo que uma se reduz e a outra oxida. Essa transferência de elétrons é aproveitada para gerar corrente elétrica e é por isso que esses dispositivos também são chamados de acumuladores.

Pilhas – dispositivos produzidos através dos estudos da Eletroquímica

A diferença entre as pilhas e as baterias é que as primeiras são compostas apenas por dois eletrodos (um cátodo (polo positivo onde ocorre a redução) e um ânodo (polo negativo onde ocorre a oxidação)) e um eletrólito (solução condutora de íons também denominada de ponte salina). Já as baterias são formadas por várias pilhas ligadas em série, em que o polo positivo de uma é ligado ao polo negativo da outra e assim sucessivamente. Por exemplo, a bateria de chumbo usada nos automóveis é composta de seis pilhas com força eletromotriz igual a 2 V cada uma. Portanto, essa bateria possui 12 V.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quando a reação química se esgota, a energia para de ser fornecida. Esse é o caso das pilhas ou baterias primárias, que não são recarregáveis. Por outro lado, no caso de reações reversíveis, é necessário aplicar uma corrente elétrica para que a reação inversa ocorra e novamente os reagentes serão formados. Essas são pilhas ou baterias recarregáveis, denominadas de secundárias.

  • Conversão de energia elétrica em energia química:

Trata-se da eletrólise, um processo em que se passa uma corrente elétrica por um meio no estado líquido que possui íons, produzindo reações químicas. Se o líquido for uma substância fundida, dizemos que é uma eletrólise ígnea. Mas se for uma solução aquosa, então temos uma eletrólise em meio aquoso.

Eletrólise em meio aquoso

A eletrólise é feita em uma cuba eletrolítica, onde o líquido é colocado e são mergulhados nele dois eletrodos (geralmente inertes, feitos de platina ou grafita). Esses eletrodos estão ligados a um gerador que fornece a corrente elétrica.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

A eletroquímica estuda as relações existentes entre as reações químicas e a corrente elétrica
A eletroquímica estuda as relações existentes entre as reações químicas e a corrente elétrica

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Eletroquímica"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/eletroquimica.htm. Acesso em 12 de abril de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Artigos Relacionados
Aplicações da Eletrólise, galvanoplastia, niquelação, cromação, níquel, cromo, cátodo, sódio, alumínio, cloro, soda cáustica, gás hidrogênio, eletrólise ígnea, eletrólise aquosa, metais alcalinos, alcalino-terrosos, gás cloro.
As baterias de chumbo dos automóveis são combinações de pilhas de chumbo-ácido ligadas em série.
Experimentalmente, a diferença de potencial de uma pilha é medida por um voltímetro.
Clique aqui e aprenda sobre eletrólise em meio aquoso, desde sua definição até a forma como ocorre para produção de gases e obtenção de metais.
A eletrólise com eletrodos ativos, isto é, que sofrem reação de oxirredução, é usada principalmente na purificação do cobre e na galvanoplastia.
Conheça o processo de eletrólise da água usado para produzir os gases hidrogênio e oxigênio.
Em escala industrial é usada a eletrólise em série em enormes tanques e um único gerador. Veja como isso é feito e quais os cálculos envolvidos.
Entenda como ocorre a eletrólise, em especial a eletrólise ígnea, um processo muito importante industrialmente, pois produz substâncias que não existem na natureza.
A ponte salina permite o escoamento de íons de uma semicela para outra, de modo a permanecerem eletricamente neutras.
Conheça a história das pilhas, qual situação desencadeou os estudos relacionados a elas, que cientistas estavam envolvidos e como houve progresso nesse campo.