Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Hades

Mitologia

PUBLICIDADE

Hades era um dos deuses da mitologia grega, conhecido como o deus do submundo, o lugar para onde vão as almas dos mortos. Era irmão de Zeus e tomou parte na rebelião contra Cronos, o titã que devorava seus filhos. Casou-se com Perséfone, deusa sequestrada e levada para o submundo com ele. O submundo era protegido por Cérbero.

Acesse também: Conheça Apolo, o deus grego da música

Quem era Hades?

Hades era um dos deuses presentes na mitologia grega, conjunto de mitos que fazia parte da religiosidade dos gregos antigos. Hades é conhecido por ser o deus do submundo, o lugar dentro da cosmogonia grega para o qual iam os mortos. O submundo na mitologia grega também é conhecido como Hades. Assim, o nome pode ser usado para designar tanto o deus quanto o lugar em que ele reinava.

Hades era o deus do submundo, para onde iam os mortos, com Cérbero, o cão de três cabeças,  sendo seu guardião.
Hades era o deus do submundo, para onde iam os mortos, com Cérbero, o cão de três cabeças,  sendo seu guardião.

No Hades, as almas dos mortos eram julgadas de acordo com suas ações em vida, e aqueles que tiveram boas ações teriam acesso aos Campos Elísios, um lugar de descanso no interior do Hades. Aqueles que tivessem uma vida de más ações seriam enviados para o Tártaro, onde o sofrimento seria eterno. Aqueles que estavam à espera de julgamento, receberiam-no em Érebo.

Hades X Cronos

Na mitologia grega, Zeus e seus irmãos lutaram contra Cronos. Após vencê-lo, Hades ficou com o submundo, Zeus, com os céus, e Poseidon, com os mares.
Na mitologia grega, Zeus e seus irmãos lutaram contra Cronos. Após vencê-lo, Hades ficou com o submundo, Zeus, com os céus, e Poseidon, com os mares.

Hades era um dos deuses gregos mais temidos da mitologia grega e irmão de Poseidon, Zeus, Deméter, Hera e Héstia. Hades era filho dos titãs Cronos e Reia, e foi um dos que participou na batalha contra seu pai, conhecido por devorar seus próprios filhos. Zeus iniciou uma rebelião contra Cronos, com ele e seus irmãos saindo vitoriosos.

Depois dessa batalha, os três deuses mais poderosos ficaram cada um com um domínio. Zeus ficou com a terra e os céus, Poseidon, com os mares, e Hades, com o submundo. Por isso Hades não residia no Monte Olimpo, a morada dos deuses, mas sim em um palácio no próprio submundo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Senhor do submundo

O fato de residir no submundo criou um grande temor dos gregos quanto a Hades, e até a pronúncia de seu nome era evitada. Ainda assim, eram praticadas oferendas em homenagem ao deus, sendo que, tanto na Grécia quanto em Roma, animais costumavam ser sacrificados. Não existem evidências de que sacrifícios humanos aconteciam. Na Grécia existiam templos para prestar culto a Hades.

O deus do submundo era conhecido por utilizar um elmo, confeccionado por Hefesto, que lhe dava o poder da invisibilidade. Esse elmo foi mencionado em outras passagens, como na Ilíada, escrita por Homero, no momento em que a deusa Atena usou-o durante a luta contra Ares por conta da Guerra de Troia. Outra passagem cita Perseu, um herói conhecido por ter lutado e matado a Medusa com o elmo.

Os gregos acreditavam que a travessia das almas para o mundo dos mortos era feita pelo barqueiro Caronte.
Os gregos acreditavam que a travessia das almas para o mundo dos mortos era feita pelo barqueiro Caronte.

Durante os períodos Arcaico e Clássico da história grega, o deus do submundo era representado como um homem barbudo com um cetro na mão. Hades era visto como um deus insensível, impiedoso e repugnante. Tinha um auxiliar cujo papel era proteger a entrada do submundo. Estamos falando de Cérbero, o cão de três cabeças.

As almas chegavam ao submundo dominado por Hades por meio de Hermes, que as guiava até o rio Estige. Lá o barqueiro Caronte fazia a travessia das almas pelos rios Estige e Aqueronte até os portões do submundo. O barqueiro só fazia a travessia daqueles que recebessem os devidos ritos funerários, o que incluía a colocação de uma moeda (nos olhos dos mortos) para pagar pela viagem.

Acesse também: Como seria o fim do mundo para os nórdicos da Era Viking?

Hades e Perséfone

Escultura que retrata Hades sequestrando Perséfone.[1]
Escultura que retrata Hades sequestrando Perséfone.[1]

O mito de Hades conta que ele era apaixonado por Perséfone, deusa das ervas, flores, frutos e perfumes, e filha de Zeus e Deméter. Hades decidiu raptar Perséfone e levá-la para o submundo. A mãe de Perséfone, a deusa Deméter, enfureceu-se com o sequestro de sua filha e lançou uma grande fome sobre a Terra, resultando na morte de milhares.

Zeus interveio enviando Hermes para o submundo com a instrução de pedir para que Hades permitisse o retorno de sua filha, mas Hades enganou Perséfone e fê-la comer um pouco de romã do submundo.

Ao alimentar-se de uma comida do mundo dos mortos, Perséfone não poderia mais deixar o local sem a permissão de Hades. Para solucionar a questão, Zeus propôs que Perséfone passasse 1/3 do ano no submundo e 2/3 do ano fora dele para estar junto de sua mãe. O período que Perséfone passava com Hades era de grande tristeza para Deméter.

Esse mito foi utilizado pelos gregos para explicar as estações do ano, pois Deméter era a deusa da agricultura, e sua tristeza era usada como o motivo do inverno. O frio dessa estação, que impedia a agricultura, era causado pela grande tristeza de Deméter por estar longe de Perséfone.

Créditos da imagem

[1] Madison Kayz e Shutterstock

 

Por Daniel Neves
Professor de História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Hades"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/mitologia/hades.htm. Acesso em 04 de agosto de 2021.

Artigos Relacionados
Acesse para conhecer a história de Apolo, um dos deuses mais famosos da Grécia Antiga. Veja algumas das histórias que envolvem essa divindade.
Clique aqui para saber o que é cosmologia, qual é a relação entre a cosmologia e a Filosofia e como a cosmologia era feita na Grécia Antiga.
Saiba mais sobre os deuses gregos. Veja como eles eram vistos na religião grega, como surgiram e quais eram os principais deuses.
As concepções religiosoas vigentes nessa civilização pré-colombiana.
Confira aqui como se deu o nascimento da Filosofia, forma lógica de raciocínio que constitui melhor os conteúdos do pensamento.
Confira aqui a história da Odisseia, obra atribuída a Homero, que narra as várias aventuras de Odisseu (ou Ulisses).
Origem da Mitologia, as teorias da mitologia, a teoria da escritura, a teoria histórica, a teoria alegórica, a teoria física, a veracidade das teorias da mitologia.
Conheça as narrativas que compõem a Teogonia que trata da origem dos deuses e heróis da mitologia grega.