Topo
pesquisar

Gonçalves Dias

Literatura

Gonçalves Dias é o autor da famosa poesia “Canção do exílio”. Ele foi um dos introdutores do romantismo no Brasil, em que a exaltação à pátria e ao índio eram evidentes.
PUBLICIDADE

Antônio Gonçalves Dias nasceu em Caxias (MA) em 10 de agosto de 1823. Era mestiço, filho de um comerciante português com uma cafuza (mestiça de negro e índio). Quando foi estudar Direito em Coimbra, conheceu alguns escritores românticos portugueses, com quem estabeleceu relações importantes para a sua formação intelectual como poeta.

Ainda em Portugal, escreveu sua famosa poesia “Canção do exílio”, a qual mostra o saudosismo do autor em regressar ao Brasil. De volta ao país de origem, tem alguns casos amorosos e vive uma paixão por Ana Amélia. No entanto, a mão da jovem é recusada pelo fato de Gonçalves Dias ser mestiço. Acometido por doenças regressa à Europa em busca de tratamento. Na volta ao Brasil, o poeta morre nas costas do Maranhão, no naufrágio do Ville de Boulogne, navio no qual estava no dia 3 de novembro de 1864.

É também, junto com Gonçalves de Magalhães, introdutor do Romantismo no Brasil. Sua obra abrange o nacionalismo de duas formas: na exaltação da pátria e na figura do índio. Na obra de Gonçalves Dias o índio é valente e digno de honra e os colonizadores são figurados como destruidores. Ainda em sua temática podemos notar outros temas do Romantismo, como o amor, a saudade, a melancolia. Além disso, compôs poesias sobre a natureza e a religiosidade.

Veja o poema “Canção do exílio”, no qual há o explícito saudosismo e nacionalismo do autor:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.
Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar –sozinho, à noite–
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Obras: Poesia: Primeiros cantos (1846); Segundos cantos (1848); Sextilhas de frei Antão (1848); Últimos cantos (1851); Os timbiras (1857).
Teatro: Beatriz Cenci (1843); Leonor de Mendonça (1847).
Outros: Brasil e Oceania (1852); Dicionário da língua tupi (1858).

Por Sabrina Vilarinho
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Veja mais!

Gonçalves Magalhães - O introdutor do romantismo e do teatro no Brasil!

Escritores - Literatura - Brasil Escola

Gonçalves Dias – precursor do Romantismo no Brasil
Gonçalves Dias – precursor do Romantismo no Brasil

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VILARINHO, Sabrina. "Gonçalves Dias"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/literatura/goncalves-dias.htm. Acesso em 19 de setembro de 2019.

Lista de Exercícios
Questão 1

(UE-Londrina) Gonçalves Dias se destaca no panorama da primeira fase romântica pelas suas qualidades superiores de artista. Nele:

a) a pátria é retratada de maneira que se tenha um registro fiel da sua fauna e flora, sem interferência da emoção do poeta, como em “Canção do Exílio”.

b) a persistência de traços do espírito clássico impede o exagero do sentimentalismo, encontrado, por exemplo, em Casimiro de Abreu.

c) o indianismo é fiel à verdade da vida indígena, não apresentando a distorção poética observada em outros escritores.

d) protótipo do byroniano, convivem lado a lado o humor negro e o extremo idealismo.

e) predomina a poesia lírica de recuperação da infância, com acentuado tom saudosista, tão evidente em “Meus Oito Anos”.

Questão 2

(UFOP) A afirmativa correta é:

a) Gonçalves Dias em sua poesia busca a perfeição formal e o absoluto rigor da métrica, de acordo com o que preconiza a estética romântica.

b) Gonçalves Dias, quase unanimemente considerado pela crítica o nosso primeiro grande poeta romântico, explorou o tema indianista como afirmação da nossa nacionalidade, segundo a crença romântica, e foi mais além ao mostrar-se talentoso na exaltação da natureza e profundamente lírico em poemas como, por exemplo: Ainda uma vez — Adeus!, Como! És tu?, dentre outros.

c) Para Gonçalves Dias a poesia não narra, não descreve e não é didática. A poesia deve apenas sugerir, pois faz uso da linguagem poética em oposição à linguagem utilitária da prosa, da filosofia e da ciência que faz uso dos signos ordinários do cotidiano.

d) Talvez tenha sido Gonçalves Dias o único grande poeta brasileiro a alcançar almejado ideal da “impassibilidade”, possibilitando, com isso, uma poesia reveladora da realidade exterior, formando, com Castro Alves, a verdadeira poesia empenhada de nossa literatura.

e) Nenhuma das alternativas está correta.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola