Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Mapas e gráficos

Geografia

Mapas e gráficos são recursos importantes para a reprodução de informações de forma clara e objetiva. Sua utilização é feita pela Geografia e diversas áreas do conhecimento.
Os mapas são importantes para a localização e orientação no espaço.
Os mapas são importantes para a localização e orientação no espaço.
PUBLICIDADE

Os mapas e os gráficos são importantes recursos para a representação de informações de forma clara e objetiva, contendo símbolos e elementos que facilitam a sua leitura e interpretação. Ambos são utilizados por diversos profissionais e estudantes das mais variadas áreas do conhecimento, estando muito presentes também na nossa vida cotidiana.

Enquanto os mapas trazem dados espacializados e que descrevem ou caracterizam uma determinada porção da superfície terrestre, os gráficos são representações de informações quantitativas por meio de formas geométricas.

Leia também: Mapa do Brasil representação cartográfica do território brasileiro

Resumo sobre mapas e gráficos

  • Os mapas representam a superfície terrestre ou parte dela em escala reduzida.

  • São importantes para a localização, deslocamentos, cálculos de distância e comunicação, uma vez que transmitem informações.

  • Os mapas podem ser temáticos (políticos, físicos, demográficos, econômicos), topográficos ou estilizados.

  • Sua leitura é feita pela identificação dos elementos dos mapas (título, legenda, orientação, escala e projeção cartográfica) e interpretação dos seus símbolos.

  • Os gráficos, por sua vez, são uma forma de representar informações por meio de formas geométricas. Os tipos mais importantes são os gráficos de barra ou de colunas, de setores (ou pizza) e de linhas.

  • Três elementos são essenciais no momento da elaboração dos gráficos: título, legenda e fonte.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que são mapas?

Mapa é um produto cartográfico que pode ser definido como uma representação da superfície da Terra, ou de uma parte dela, que é feita em escala reduzida sobre uma superfície plana.

Antes confeccionados à mão, a produção de mapas conta hoje com um amplo conjunto de técnicas modernas, como softwares de geoprocessamento e imagens de satélite, que garantem assim uma maior precisão das informações que são neles expressas.

Os mapas são feitos por inúmeros profissionais, como geógrafos, cartógrafos e engenheiros cartográficos. São utilizados em diversas situações e por trabalhadores de áreas variadas, estando também cada vez mais presentes no nosso cotidiano.

Importância dos mapas

Enquanto representações cartográficas da realidade, os mapas trazem uma grande quantidade de informações a respeito de onde vivemos e de diversas outras localidades, o que permite aprofundar os nossos conhecimentos sobre o espaço e fazer a descoberta de novas áreas.

O conjunto de aspectos que os mapas podem retratar é amplo, abrangendo desde características físicas de uma determinada porção da superfície terrestre até dados econômicos e informações quantitativas e qualitativas sobre a população de um lugar.

Levando em consideração o caráter das informações que podem ser reunidas nos mapas, eles se tornam importantes também para o planejamento e para a gestão pública, por exemplo, permitindo o comparativo de áreas e a análise da evolução e transformação de um ou mais aspectos de uma localidade específica, como o crescimento da área urbana de um município.

A importância dos mapas reside também, e principalmente, no fato de eles serem ferramentas que nos auxiliam na localização e nos nossos deslocamentos. Mediante a sua leitura e interpretação, podemos identificar onde estamos, traçar rotas para irmos de um ponto ao outro e, ainda, realizar o cálculo de distâncias.

Leia também: O que são latitudes e longitudes?

Tipos de mapas

Em função da diversidade de informações que podem ser espacializadas e, dessa forma, expressas em um mapa, eles são categorizados. Apresentamos abaixo quais são os principais tipos de mapas utilizados e estudados pela Geografia.

  • Mapa temático

Como o próprio nome indica, os mapas temáticos são aqueles que representam um tema em específico, indicando como e onde um determinado fenômeno acontece |1|. Dentro desse grupo se encontram:

Mapas físicos

Reúnem os aspectos físicos da superfície de um determinado território, como:

- geomorfologia;

- hidrografia;

- altitude (mapa hipsométrico);

- distribuição dos climas;

- biomas;

- cobertura vegetal, entre outros.

Mapa físico do Brasil. Fonte: IBGE.
Mapa físico do Brasil. Fonte: IBGE.

Mapa político

Representa a delimitação das fronteiras territoriais entre municípios, estados e países. Apresenta normalmente o nome dessas áreas e as suas respectivas capitais, quando é o caso.

Mapa político do Brasil. Fonte: IBGE.
Mapa político do Brasil. Fonte: IBGE.

Mapas econômicos

Expressam as diferentes atividades econômicas que são realizadas em níveis territoriais distintos. Os mapas econômicos podem, além disso, sistematizar o Produto Interno Bruto (PIB) de territórios, mostrar a distribuição espacial da sua População Economicamente Ativa (PEA) e outros dados.

 Mapa-múndi com a comparação do PIB dos países. Fonte: IBGE.
 Mapa-múndi com a comparação do PIB dos países. Fonte: IBGE.

Mapas demográficos

Retratam a distribuição da população em um determinado território, sua concentração (densidade demográfica), indicadores demográficos e outros aspectos populacionais passíveis de serem retratados no espaço.

Mapas históricos

Representam aspectos do território em algum momento do passado histórico, como a divisão política, a exemplo de mapas que mostram as capitanias hereditárias no Brasil, a distribuição populacional, as atividades econômicas e também características físicas.

Leia também: Mapa-múndi representação do globo terrestre em um plano

Mapa topográfico

São os mapas que representam o relevo de uma determinada área. Cada nível altimétrico é representado por uma curva de nível, que conecta pontos da mesma altitude. Quanto maior a proximidade das linhas, mais íngreme ou abrupto é o relevo. A maior distância indica áreas menos acidentadas e de relevo mais suave.

O conjunto de curvas de nível vistas em mapas topográficos representa o relevo de uma área.
O conjunto de curvas de nível vistas em mapas topográficos representa o relevo de uma área.

Mapa estilizado

São os mapas produzidos por meio de uma técnica denominada anamorfose geográfica. Diferentemente dos mapas temáticos tradicionais, nos quais as informações quantitativas são representadas por meio de símbolos e cores, nos mapas estilizados a forma e o tamanho dos polígonos variam proporcionalmente à variável em questão. Se tomarmos a população total dos países, por exemplo, o resultado observado em um mapa fica como o apresentado abaixo, em que os países mais populosos aparecem maiores do que os menos populosos:

Mapa da população mundial. Fonte: IBGE.
Mapa da população mundial. Fonte: IBGE.

Leitura dos mapas

A leitura de um mapa é a etapa em que se fazem o reconhecimento e a interpretação das informações nele impressas. Ela é feita por intermédio dos elementos e dos símbolos gráficos.

  • Elementos dos mapas

Os elementos dos mapas são aqueles itens essenciais que não podem ser deixados de fora no momento da sua confecção. São eles:

- título,

- legenda,

- escala,

- orientação e

- projeção cartográfica.

A imagem abaixo destaca cada um deles:

Mapa dos biomas brasileiros. Fonte: IBGE.
Mapa dos biomas brasileiros. Fonte: IBGE.

Título: posicionado na parte superior, indica qual é o assunto do mapa.

Legenda: traz o significado dos símbolos que foram utilizados na confecção do mapa. No exemplo acima, cada cor corresponde a um bioma.

Escala: pode ser numérica ou gráfica. É a relação matemática que expressa a proporção entre as medidas reais da área representada no mapa e as medidas que ela possui na representação gráfica. No mapa do exemplo, a escala é de 1:250.000.000 cm.

Orientação: geralmente representada por uma rosa dos ventos ou por uma seta, indica onde está situado o Norte.

Projeção cartográfica: identifica a projeção cartográfica da base utilizada para a composição do mapa. De maneira simplificada, podemos dizer que as projeções são maneiras de representar a esfera terrestre em um plano, as quais diferem quanto à superfície de projeção (cônicas, cilíndricas ou planas) e podem ser classificadas quanto ao grau e tipo de deformação que conferem ao mapa (equidistante, conforme, equivalente e afilática).

  • Símbolos dos mapas

Os símbolos são empregados nos mapas com a finalidade de transmitir uma determinada informação, caracterizando assim os diferentes aspectos e elementos da área que está sendo representada. Eles podem ser pontuais, lineares ou zonais.

Pontuais: normalmente indicam a localização ou posição de um determinado local, estabelecimento ou objeto no espaço. A indicação de um aeroporto, por exemplo, pode ser representada por um símbolo de avião.

Lineares: indicam elementos cujo comprimento é mais importante do que a largura. Tem-se como exemplo a representação de ferrovias, estradas e cursos de rios. Representam, ainda, os limites entre territórios.

Zonais: representam aqueles fenômenos em que há distribuição superficial, ocorrendo por meio de cores, padrões e hachuras.

  • Videoaula sobre cartografia: representações da Terra

O que são gráficos?

Os gráficos são representações de informações estatísticas por meio de formas geométricas. Nesse caso, os dados dos gráficos são do tipo quantitativo, ou seja, numéricos. Os gráficos de diversos tipos são muito empregados em estudos, análises e demonstrativos, uma vez que facilitam a visualização e a interpretação das informações.

Tipos de gráficos

Os principais tipos de gráficos são:

  • Gráfico de barras ou colunas: as informações são apresentadas por meio de barras de formato retangular, que podem ser dispostas tanto na horizontal quanto na vertical. Cada uma das barras é correspondente a uma variável, que depende do tema do gráfico, e a sua altura é proporcional ao valor a que ela corresponde.

  • Gráfico de setores ou pizza: são gráficos cujas informações estão dispostas em um círculo que é dividido em setores, os quais possuem formato parecido com uma fatia de pizza. Essas fatias têm tamanho também proporcional ao dado que está representando, no caso o número absoluto ou porcentagem.

  • Gráfico de linhas: as informações são apresentadas no gráfico por meio de pontos que se conectam formando uma linha, a qual pode ser representada de forma contínua ou pontilhada. Ele comumente demonstra a continuidade de um fenômeno em um determinado intervalo de tempo e a sua evolução.

Elementos dos gráficos

Assim como vimos com os mapas, os gráficos possuem elementos que são essenciais no momento de sua elaboração. São eles:

  • Título: indica quais são as informações contidas no gráfico.

  • Legenda: descrevem os símbolos utilizados nos gráficos e nos auxiliam na leitura e na interpretação dos dados que estão sendo apresentados.

  • Fonte: indica geralmente o veículo ou a base de dados de onde as informações utilizadas para a elaboração do gráfico foram retiradas. Pode trazer também a autoria do gráfico.

Exercícios resolvidos sobre mapas e gráficos

Questão 1 - (Unicamp 2021) Os mapas temáticos são elaborados com a utilização de técnicas que objetivam a melhor visualização e comunicação, distinguindo-se essencialmente dos topográficos, que representam fenômenos de qualquer natureza, geograficamente distribuídos sobre a superfície terrestre. O nível de organização dos dados, qualitativos, ordenados ou quantitativos, de um mapa está diretamente relacionado ao método de mapeamento e à utilização de variáveis visuais adequadas à sua representação.

(Rosely Sampaio Archela e Hervé Théry, Orientação metodológica para construção e leitura de mapas temáticos. Revista Confins. n.3. 2008, p. 1-36.)

Mapa de casos confirmados de covid-19 no Brasil, em 07/07/20.

Mapa de taxa de incidência de covid-19 no Brasil, em 07/07/20.

Os mapas temáticos anteriores mostram o cenário brasileiro da pandemia em 7 de julho de 2020. O mapa 1 apresenta o número de casos confirmados de covid-19 por ente federativo e o mapa 2, a taxa de incidência da covid-19 por Estado brasileiro. No que se refere à análise dos dados representados nos mapas, é correto afirmar:

A) O objetivo do mapa 1 é apresentar os dados de forma quantitativa, enquanto o mapa 2 prioriza uma apresentação qualitativa dos dados.

B) Os mapas 1 e 2 apresentam dados absolutos qualitativos referentes à covid-19 obtidos em órgãos oficiais do governo federal.

C) O mapa 1 apresenta os dados absolutos dos casos confirmados de covid-19, enquanto o mapa 2 apresenta a proporção de casos por milhão de habitantes.

D) Os mapas 1 e 2 apresentam dados proporcionais referentes à covid-19, pois não é possível apresentar com exatidão dados da área de saúde.

Resolução

Alternativa C. Conforme é indicado pela legenda dos mapas, o primeiro deles representa o número absoluto de casos de covid-19 por estado, dado esse que aparece também no título, enquanto o segundo mapa representa um valor relativo, que é o número de casos por milhão de habitantes.

Questão 2 - (Enem 2020) Prever a dinâmica populacional de um país é de extrema importância, pois com esse conhecimento as políticas públicas em saúde, educação, habitação e infraestrutura poderão ser executadas sem atraso e de forma eficiente. A linha cheia no gráfico mostra a evolução da população brasileira desde 1950 até 2010, e a extrapolação (previsão) até o ano 2050, representada pela linha tracejada, foi feita com base nos censos demográficos realizados até 2010.

Gráfico que mostra a evolução da população brasileira desde 1950 até 2010, e a extrapolação (previsão) até o ano 2050.
Fonte: IBGE, Projeção da população do Brasil, 2010.

Pelo gráfico apresentado, o intervalo em que se observa aumento da população é:

A) 1950 a 2010.

B) 1950 a 2040.

C) 1950 a 2050.

D) 2010 a 2040.

E) 2040 a 2050.

Resolução

Alternativa B. A trajetória ascendente da curva do gráfico cessa no marco do ano de 2040, portanto o aumento da população ocorre entre 1950 e 2040.

Nota

|1| ARCHELA, Rosely Sampaio; THÉRY, Hervé. Orientação metodológica para construção e leitura de mapas temáticos. Revista Confins, n. 3, 2008, p. 1-36. Disponível aqui. Acesso em 24 jul. 2021.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Mapas e gráficos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/os-mapas-os-graficos.htm. Acesso em 01 de dezembro de 2021.

Artigos Relacionados
Conheça a técnica de produção de mapas em curvas de nível, muito importante para estudos que envolvem a declividade e as variações do relevo terrestre.
Compreenda o conceito, a importância, os tipos e como calcular a escala cartográfica.
Veja aqui os principais elementos dos gráficos estatísticos. Entenda quais são os principais tipos de gráficos utilizados e saiba interpretá-los.
Clique aqui para ter acesso a um conjunto de mapas da Europa e aprofundar seus conhecimentos sobre o continente. Leia também algumas curiosidades sobre essa região.
Confira aqui 11 tipos diferentes de mapa do Brasil. Veja o mapa político, mapas regionais, o mapa climático, o de biomas e muito mais!
Clique aqui e conheça mais sobre o mapa-múndi. Aprenda qual é sua função e de que forma ele pode ser elaborado. Veja a disposição dos continentes e países.
Clique aqui e conheça as características das principais projeções cartográficas!
Os principais usos dos diferentes tipos de simbologia dos mapas.