Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Latitude e longitude

Latitudes e longitudes compõem o sistema de coordenadas geográficas. Elas são fundamentais para a localização exata de pontos na superfície do planeta Terra.

Ilustração de um globo indicando as latitudes e de um globo indicando as longitudes.
As latitudes e longitudes compõem o sistema de coordenadas geográficas, utilizado para a localização de pontos na superfície terrestre.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Latitude e longitude são distâncias que permitem a localização de qualquer ponto na superfície do planeta Terra. Elas formam o sistema de coordenadas geográficas, e correspondem à distância em graus medida com base na Linha do Equador, no caso da latitude, e no Meridiano de Greenwich, no caso das longitudes. Além de indicarem o posicionamento, a latitude é importante para a demarcação das zonas térmicas do planeta Terra, enquanto as longitudes são utilizadas na determinação dos fusos horários.

Saiba mais: Fusos horários no Brasil — os quatro fusos horários existentes

Tópicos deste artigo

Resumo sobre latitude e longitude

  • A latitude e a longitude são distâncias medidas com base em linhas imaginárias e, juntas, formam uma coordenada geográfica.

  • São importantes para a localização e orientação no espaço.

  • Latitude é a distância em graus de um ponto na superfície terrestre até a Linha do Equador. Ela vai de 0 a 90º tanto no Hemisfério Norte quanto no Hemisfério Sul.

  • Longitude é a distância em graus de um ponto na superfície terrestre até o Meridiano de Greenwich. Distribui-se entre o intervalo de 0 a 180º no Hemisfério Leste e no Oeste.

  • São determinadas com base nos paralelos e meridianos, linhas imaginárias traçadas sobre a superfície terrestre.

  • As latitudes são utilizadas para a demarcação das zonas térmicas da Terra.

  • As longitudes estão relacionadas diretamente com os fusos horários. Cada fuso corresponde a um intervalo longitudinal de 15º.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é latitude e longitude?

A latitude e a longitude são distâncias medidas em graus com base em linhas imaginárias traçadas sobre o planisfério. Elas nos permitem saber, com precisão, a localização de todo e qualquer ponto sobre a superfície do planeta Terra, e formam o que chamamos de sistema de coordenadas geográficas, importante para a navegação e orientação no espaço.

  • Latitude: é a distância em graus medida entre qualquer ponto na superfície terrestre e a Linha do Equador, que corresponde ao paralelo de 0º. Em direção ao norte, as latitudes aumentam até o valor de 90º, e o oposto acontece no Hemisfério Sul, no qual a distância latitudinal chega até -90º.

  • Longitude: é a distância em graus medida entre qualquer ponto da superfície terrestre e o Meridiano de Greenwich, estabelecido como o meridiano de 0º. As longitudes variam até 180º, tanto em direção leste quanto em direção oeste, adquirindo sinal negativo para indicar o hemisfério ocidental.

Para a identificação dos hemisférios aos quais a latitude e a longitude fazem referência, além do sinal de negativo (-) antes do seu valor, pode-se usar a letra inicial de cada um deles (N, S, L, O). É importante notar ainda que, para a maior precisão, as coordenadas geográficas são comumente descritas de forma completa: graus, minutos e segundos.

→ Videoaula sobre cartografia: sistemas de coordenadas geográficas

Qual a função da latitude?

A principal função da latitude é a indicação da posição de determinado ponto na superfície terrestre, demarcando a sua posição no Hemisfério Norte ou Sul. Ela é utilizada também para a identificação dos paralelos notáveis, importantes para a demarcação das diferentes zonas térmicas do planeta Terra. São esses paralelos:

  • Círculo Polar Ártico: 66º33’ N;

  • Trópico de Câncer: 23º27’ N;

  • Trópico de Capricórnio: 23º27’ S;

  • Círculo Polar Antártico: 66º33’ S.

A Linha do Equador, que possui latitude de 0º, é outro paralelo notável, e representa o marco inicial na contagem das latitudes. Ela divide o planeta em dois hemisférios horizontais, Norte e Sul, além de ser utilizada na identificação das zonas terrestres de distribuição de luz solar e calor.

Qual a função da longitude?

Assim como a latitude, a principal função da longitude é identificar a posição de um referencial na superfície terrestre, nesse caso, a posição no Hemisfério Leste ou Oeste. O Meridiano de Greenwich foi estabelecido como marco zero para a contagem, sendo por isso o meridiano de longitude 0º.

Outra função das longitudes é a contagem das horas e o estabelecimento da distribuição de fusos horários no planeta Terra. Sabe-se que cada intervalo de 15º de longitude corresponde a um fuso ou zona horária. À medida que nos deslocamos em direção a Oeste, as horas diminuem. Para Leste, elas aumentam.

Nesse contexto, estabeleceu-se outro meridiano notável, a Linha Internacional da Data. Como o próprio nome nos sugere, ela indica a passagem de um dia para o outro, ou seja, a mudança da data no calendário. É chamada também de Antimeridiano de Greenwich, e corresponde à longitude de 180º.

Veja também: Altitude — a distância vertical entre qualquer ponto da superfície terrestre e o nível do mar

Como calcular a latitude e a longitude?

O cálculo da latitude e da longitude pode ser feito mediante observação da posição dos astros no céu e passagem das horas, atentando-se para a realização do movimento de rotação pelo planeta Terra.

A latitude corresponde à declinação ou ângulo formado entre a Estrela Polar ou o Sol com relação ao plano da Linha do Equador, que corresponde ao horizonte terrestre. A variável utilizada nesse cálculo é a altura em que o astro está posicionado. A longitude, por sua vez, pode ser inferida pelo horário local e a sua diferença com relação ao horário de Greenwich (GMT), lembrando que cada fuso equivale a 15º, que corresponde a uma hora de diferença.

Com a modernização dos sistemas de navegação e de localização, entretanto, as latitudes e longitudes são dadas automaticamente no Sistema de Posicionamento Global (GPS, em inglês) por meio de dados obtidos via satélites.

GPS Garmin sobre um mapa.
Instrumentos modernos de orientação, como os GPS de navegação, já apresentam a indicação das coordenadas geográficas de forma automática. [1]

Paralelos e meridianos

Os paralelos e meridianos são linhas imaginárias traçadas sobre a superfície terrestre e utilizadas na composição do sistema de coordenadas geográficas.

  • Paralelos: linhas traçadas horizontalmente, perpendiculares ao eixo do planeta, e que perfazem toda a circunferência terrestre. O maior deles é a Linha do Equador, utilizada como referência para a determinação das latitudes.

  • Meridianos: linhas traçadas na vertical, paralelamente ao eixo terrestre. Formam um meio círculo e se encontram nos polos terrestres. Os meridianos são utilizados para a determinação da longitude, tomando como referência o Meridiano de Greenwich.

Fusos horários e longitude

As longitudes têm relação direta com os fusos horários. Por convenção, o planeta foi dividido em 24 fusos horários — faixas verticais de intervalos de 15º de longitude —, cada um deles correspondendo a uma hora. Isso porque o planeta demora 24 horas para dar uma volta completa em seu próprio eixo, perfazendo então um percurso de 360º. Todas as localidades inseridas dentro de um mesmo fuso possuem a mesma hora.

O fuso horário de referência, utilizado como marco zero para a contagem de horas no mundo, é aquele atravessado pelo Meridiano de Greenwich, sendo por isso chamado de Hora do Meridiano de Greenwich (GMT, em inglês). Todas as localidades situadas a Oeste desse referencial têm seus horários atrasados, enquanto, a Leste, o horário é adiantado.

O horário oficial do Brasil está no fuso GMT–3, o que indica uma diferença de três horas em relação ao fuso principal. Às 15 horas na cidade de Londres, por exemplo, inserida no fuso de Greenwich, os relógios marcarão 12 horas (meio-dia) na cidade de Brasília.

Exercícios resolvidos sobre latitude e longitude

Questão 1

(Enem) “Devo estar chegando perto do centro da Terra. Deixe ver: deve ter sido mais de seis mil quilômetros, por aí…” (como se vê, Alice tinha aprendido uma porção de coisas desse tipo na escola, e embora essa não fosse uma oportunidade lá muito boa de demonstrar conhecimentos, já que não havia ninguém por perto para escutá-la, em todo caso era bom praticar um pouco) “… sim, deve ser mais ou menos essa a distância… mas então qual seria a latitude ou longitude em que estou?” (Alice não tinha a menor ideia do que fosse latitude ou longitude, mas acho que eram palavras muito imponentes).

CARROLL, L. Aventuras de Alice: no País das Maravilhas, Através do espelho e outros textos. São Paulo: Summus, 1980.

O texto descreve uma confusão da personagem em relação:

A) ao tipo de projeção cartográfica.

B) aos contornos dos fusos horários.

C) à localização do norte magnético.

D) aos referenciais de posição relativa.

E) às distorções das formas continentais.

Resolução:

Alternativa D

A confusão foi em relação aos referenciais de posição relativa — latitude e longitude. Esse sistema é utilizado para a localização na superfície da Terra, e não no seu interior, onde a personagem Alice se encontra.

Questão 2

(Unesp)

1. É o valor angular do arco de meridiano compreendido entre o equador e o paralelo do lugar de referência. Será sempre norte ou sul.

2. É o valor angular, junto ao eixo da Terra, do plano formado pelo prolongamento das extremidades do arco compreendido entre o meridiano de Greenwich e o arco do lugar de referência, considerando-se este plano sempre paralelo ao plano do equador. Será sempre leste ou oeste.

(Paulo A. Duarte. Fundamentos de cartografia, 2008. Adaptado.)

No excerto, 1 e 2 correspondem, respectivamente, a:

A) longitude e latitude.

B) latitude e longitude.

C) longitude e meridiano.

D) trópico e paralelo.

E) latitude e paralelo.

Resolução:

Alternativa B

Os trechos descrevem, correta e respectivamente, a latitude e a longitude, sendo a primeira a distância em graus com relação ao Equador, sempre identificando pontos nos hemisférios Norte ou Sul, e a segunda a distância em graus com relação ao Meridiano de Greenwich, sempre a Leste ou Oeste.

Crédito de imagem

[1] Gervasio S. _ Eureka_89 / Shutterstock

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Latitude e longitude"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/latitudes-longitudes.htm. Acesso em 20 de abril de 2024.

De estudante para estudante


Lista de exercícios


Exercício 1

“É a distância em graus medida entre qualquer ponto na superfície terrestre e a Linha do Equador, que corresponde ao paralelo de 0º. Pode variar de 0º a 90º, para o Norte, e de 0º a 90º, para o Sul.”

Assinale a alternativa que aponta o elemento descrito no enunciado:

A) coordenada geográfica

B) fuso horário

C) paralelo

D) longitude

E) latitude

Exercício 2

As indicações de latitudes abaixo representam importantes linhas imaginárias do planeta Terra.

I. 66º33’ N

II. 23º27’ S

Marque a alternativa que estabelece corretamente as linhas indicadas:

A) I. Círculo Polar Ártico e II. Trópico de Capricórnio

B) I. Linha do Equador e II. Trópico de Câncer

C) I. Trópico de Câncer e II. Trópico de Capricórnio

D) I. Círculo Polar Ártico e II. Círculo Polar Antártico

E) I. Trópico de Câncer e II. Círculo Polar Antártico