Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Instituto Butantan

Curiosidades

PUBLICIDADE

O Instituto Butantan é um centro de pesquisa biomédica brasileiro, localizado no estado de São Paulo e fundado em 1901. O Butantan é uma instituição reconhecida mundialmente como um dos principais centros de pesquisas científicas na área de saúde pública.

Entre as principais responsabilidades do instituto, está a produção de imunobiológicos para a fabricação de soros e vacinas no Brasil. O Butantan está ligado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e atua, com o Ministério da Saúde, no Programa Nacional de Imunizações (PNI), fornecendo seus insumos à população brasileira de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A base da instituição é a pesquisa científica na área da saúde e, por isso, o Butantan também é muito conhecido por abrigar em suas dependências coleções científicas zoológicas, como serpentes e artrópodes. O instituto é referência na produção de soros imunoterápicos, utilizados para recuperar vítimas de acidentes causados por cobras, aranhas, escorpiões, lacraias e outros animais venenosos.

Leia também: IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

História do Instituto Butantan

Instituto Butantan está localizado em São Paulo e tem mais de cem anos de história. [1]
Instituto Butantan está localizado em São Paulo e tem mais de cem anos de história. [1]

A peste bubônica, mais conhecida como peste negra, começou a disseminar-se no estado de São Paulo em meados de 1899. O surto se propagou do porto de Santos (SP), e, para encontrar uma medida de conter a disseminação da doença, a administração pública de São Paulo decidiu que deveria criar um laboratório para produzir a medicação que combateria a peste.

A doença é causada por uma bactéria encontrada em pulgas localizadas em ratos contaminados. Quando as pulgas têm contato com humanos, a transmissão da doença acontece. Com isso, o governo adquiriu o terreno da Fazenda Butantan, na zona oeste de São Paulo, para instalar o laboratório, que foi vinculado ao Instituto Bacteriológico (atual Instituto Adolfo Lutz).

Instituto Butantan em 1914.
Instituto Butantan em 1914.

Foi em 1901 que o laboratório se tornou uma instituição autônoma e recebeu a denominação de Instituto Serumtherápico. Posteriormente, em 1925, tornou-se o atual Instituto Butantan e teve como primeiro diretor o médico Vital Brazil, imunologista reconhecido internacionalmente.

Muito famoso pela relação que tem com as serpentes no Brasil, o Butantan inaugurou o serpentário em 1912. Como o Brasil se destacava na produção do café, pessoas que trabalhavam na zona rural estavam sendo feridas pelas cobras, e, com muitas espécies venenosas, o número de mortes começou a preocupar, já que a situação, além da peste, também afetava o desenvolvimento da região.

Na época, o tratamento para as picadas de cobras ainda era pouco conhecido, e, com o trabalho de pesquisa desenvolvido no instituto, logo a produção de soros antiofídicos do Butantan se tornou conhecida no mundo.

Com o passar dos anos, as pesquisas do instituto foram naturalmente expandindo-se para áreas como herpetologia (ramo da zoologia dedicado ao estudo dos répteis e anfíbios), imunologia, microbiologia e outras. Consequentemente, o orçamento destinado ao instituto foi ampliado, assim como a sede da instituição, transformando o Butantan na instituição de pesquisa mais importante do estado e uma das principais do Brasil e do mundo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Incêndio no Butantan

No dia 15 de maio de 2010, um incêndio de grande proporção, causado por um curto-circuito proveniente de uma sobrecarga elétrica, atingiu um dos galpões de estudos do Instituto Butantan e destruiu, em poucas horas, a maior coleção de serpentes do mundo.

O prejuízo do incêndio foi considerado gigantesco para a pesquisa científica, levando em consideração que destruiu milhares de espécimes da Coleção Científica de Serpentes, Aranhas e Escorpiões do instituto.

Os animais estavam mortos e eram preservados em formol e álcool dentro de potes de vidro, e, como o material é inflamável, isso contribuiu para que o fogo se alastrasse. O acervo continha mais de cem anos de pesquisas, contava com: 85 mil exemplares de cobras, 450 mil espécimes de aranhas e escorpiões, algumas ainda não classificadas pelos biólogos. Havia muitos animais de espécies raras e extintas.

Veja também: O que foi perdido no incêndio do Museu Nacional?

Vacinas do Butantan

A prevenção de muitas doenças graves se dá por meio da vacinação, e o instituto produz diversas vacinas para a proteção da população brasileira. Para que seja possível realizar toda a demanda, o instituto conta com uma estrutura de tecnologia avançada para gerar os antígenos vacinais e laboratórios externos.

Veja as vacinas já desenvolvidas pelo Butantan:

  • Vacina influenza sazonal trivalente (fragmentada e inativada)

  • Vacina adsorvida hepatite A (inativada)

  • Vacina adsorvida hepatite B (recombinante)

  • Vacina papilomavírus humano tipo 6, 11,16 e 18 (recombinante)

  • Vacina raiva (inativada)

  • Vacina DTP, DT e dT

  • Vacina DTPa

Coronavírus (Covid-19)

Diante da pandemia do coronavírus enfrentada entre 2020 e 2021, uma mobilização mundial iniciou a produção da vacina contra a Covid-19 (SARS-CoV-2). Inúmeros estudiosos e fabricantes de medicamentos começaram a trabalhar com parcerias em prol de desenvolver a vacina de imunização contra esse tipo de vírus, que infectou mais de 100 milhões de pessoas e matou mais de dois milhões no mundo.

Com isso, o Instituto Butantan resolveu firmar uma parceria com a Sinovac Biotech, uma biofarmacêutica chinesa que já havia desenvolvido a vacina para o SARS-CoV-1, um vírus da mesma família que causou uma epidemia de SARS, na China, entre 2002 e 2004.

Butantan foi o responsável pela produção da vacina contra o coronavírus no Brasil. [2]
Butantan foi o responsável pela produção da vacina contra o coronavírus no Brasil. [2]

A parceria permitiu que o Butantan e a Sinovac estivessem juntos nos processos de pesquisas, estudos, testes e desenvolvimento da vacina CoronaVac, contra a Covid-19. As Fases 1 e 2 de testes foram realizadas na China, e, ao final de 2020, uma equipe da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi enviada à fábrica da Sinovac para checar a produção dos materiais da vacina e validar a parceria, concedendo à farmacêutica a Certificação de Boas Práticas de Fabricação de Medicamentos.

A validação permitiu que a Fase 3 de testes fosse realizada no Brasil, e a matéria-prima da Sinovac foi enviada ao Butantan para que o instituto começasse a produção da vacina aqui. A parceria entre as duas instituições permitiu a troca de informações sobre a vacina, mas a produção da CoronaVac foi feita no Butantan.

No dia 17 de janeiro de 2020, a Coronavac foi aprovada pela Anvisa para uso emergencial e a primeira etapa de vacinação iniciou-se no Brasil, no estado de São Paulo. A primeira pessoa vacinada foi a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, que trabalha na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Emílio Ribas, na linha de frente de combate a Covid-19.

No final de março de 2021, o Instituto Butantan anunciou que havia desenvolvido a primeira vacina 100% nacional contra a Covid-19: a ButanVac. Caso seja autorizado pela Anvisa, o Butantan deve iniciar as fases 1 e 2 de testes em abril. A ButanVac foi desenvolvida e produzida integralmente no instituto, sem necessidade de importação do IFA (Insumo Farmacêutico Ativo).

Acesse também: Coronavírus: a família de vírus que causou a pandemia de Covid-19

Gripe suína (H1N1)

Em 2009, houve um surto de gripe suína, também conhecida como gripe A ou influenza A. Os registros de casos foram feitos no México, Estados Unidos, Canadá, Brasil e outros países. A vacina de prevenção no Brasil também teve como responsável pela produção o Instituto Butantan para fornecer o imunizante aos brasileiros.

Soros do Butantan

Responsável também pela produção de diversos tipos de soros contra animais peçonhentos, o instituto reserva a solução para tratar diversos acidentes com esse tipo de animal. Geralmente, os soros antiofídicos do Butantan são enviados para outros estados no tratamento imediato de vítimas.

Profissionais trabalham com toda a segurança para a produção dos medicamentos. [3]
Profissionais trabalham com toda a segurança para a produção dos medicamentos. [3]

Veja os soros já desenvolvidos pelo Butantan:

  • Soro antibotrópico (pentavalente)

  • Soro antibotrópico (pentavalente) e antilaquético

  • Soro anticrotálico

  • Soro antibotrópico (pentavalente) e anticrotálico

  • Soro antielapídico

  • Soro antiescorpiônico

  • Soro antiaracnídico (Loxosceles, Phoneutria e Tityus)

  • Soro antilonômico

  • Soro antidiftérico

  • Soro antitetânico

  • Soro antibotulínico AB

  • Soro antirrábico

Curiosidades sobre o Butantan

O parque é muito frequentado para atividades de lazer em família e com amigos. [4]
O parque é muito frequentado para atividades de lazer em família e com amigos. [4]

O Instituto Butantan está localizado na avenida Vital Brasil, na região do Butantã, em São Paulo/SP. Além dos laboratórios de pesquisa e produção, o Butantan também é uma atração turística da cidade paulista e conta com museus e parques que atraem visitantes diariamente.

Os visitantes podem ter acesso:

  • ao Museu Biológico;

  • ao Museu de Microbiologia;

  • ao Museu Histórico;

  • ao Museu Emílio Ribas;

  • ao Macacário;

  • ao Serpentário;

  • ao Reptilário;

  • ao Parque do Instituto Butantan.

Algumas das atrações exigem ingressos que podem ser adquiridos em uma bilheteria da instituição. A mais visitada é o serpentário, que permite a observação das serpentes em um ambiente semelhante ao seu habitat.

Serpentário é um dos locais mais visitados do Instituto Butantan.
Serpentário é um dos locais mais visitados do Instituto Butantan.

Já no parque a entrada é gratuita, e, com uma área de 750 mil m², é possível encontrar diversas árvores consideradas raras. A extensa área verde atua como importante refúgio para a biodiversidade, além de melhorar a qualidade de vida da população do entorno. No parque também há prédios históricos, laboratórios de pesquisa e alguns dos museus, incluindo, ainda, um grande complexo industrial, responsável pela produção de vacinas e soros. As pessoas costumam visitá-lo em família e com amigos para atividades recreativas e de lazer.

Leia também: História do Museu Nacional – instituição criada por meio de um decreto de d. João VI

Cursos do Butantan

O Instituto Butantan também é um reconhecido centro de educação, e, por meio da Escola Superior Instituto Butantan, oferece:

  • cursos de pós-graduação;

  • mestrados;

  • especializações em saúde;

  • programas de estágios;

  • cursos de extensão universitária;

  • cursos de divulgação científica e muitos outros ligados direta e indiretamente às áreas que atuam na saúde.

Atendimento médico

Desde 1945, o Hospital Vital Brazil (HVB) oferece atendimento gratuito 24 horas a vítimas de acidentes com animais peçonhentos. O hospital é reconhecido como uma das mais importantes referências na área de envenenamentos por animais, e mantém e dispõe de 10 leitos para observação ou internação das vítimas.

Além dos atendimentos, o HVB desenvolve um papel importante nas linhas de pesquisas para os tratamentos de acidentes humanos causados por animais venenosos.

Créditos das imagens

[1] Horus2017 / Shutterstock

[2] rafapress / Shutterstock

[3] Instituto Butantan

[4] Luiz Barrionuevo / Shutterstock

 

Por Giullya Franco
Jornalista 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FRANCO, Giullya. "Instituto Butantan"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/instituto-butantan.htm. Acesso em 04 de agosto de 2021.

Artigos Relacionados
Saiba quem foi Chico Mendes, símbolo da luta pela preservação da Amazônia. Conheça a sua causa, o ativismo ambiental que desempenhava e os motivos da sua morte.
Saiba mais sobre a Funai, o órgão indigenista no Brasil. Veja quais são suas funções, responsabilidades e como esse órgão atua na proteção dos direitos indígenas.
Saiba detalhes sobre a Fundação Oswaldo Cruz, mais conhecida como Fiocruz. Conheça a história, as atividades, as vacinas e as unidades da fundação no Brasil.
O que você sabe sobre a História do Museu Nacional? Clique para conhecer a trajetória desse museu criado em 1818 por um decreto real de D. João VI, então rei de Portugal. Veja também momentos importantes da história do Brasil que aconteceram nesse local, o qual foi destruído por um incêndio em setembro de 2018.
O surgimento, a importância e as atribuições do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE.
Órgão criado com o objetivo de promover maior agilidade na análise de licenças ambientais e proteção às Unidades de Conservação.
Acesse este link para saber o que é patrimônio histórico cultural, quais as suas aplicações, quem define e como é definido o que deve ser preservado como patrimônio.
Clique aqui para saber o que é o Sistema Único de Saúde, como ele é organizado, qual é a sua história, e qual a importância desse sistema em nossa sociedade.