Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Animais do Pantanal

Alguns dos animais do Pantanal mais conhecidos são o tuiuiú, a onça-pintada e o tamanduá-bandeira. No Pantanal, há poucas espécies endêmicas, isto é, nativas desse bioma.

Onça-pintada, animal do Pantanal, sendo observada por turistas em seu habitat.
Os animais do Pantanal podem ser facilmente observados devido à vegetação aberta e à abundância de espécies nesse bioma.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Entre os animais do Pantanal, estão espécies encontradas também em diversos biomas vizinhos. Apesar de serem encontradas populações numerosas de algumas espécies, há poucos registros de endemismo nesse bioma. Entre as espécies animais mais conhecidas dele, estão: o cervo-do-pantanal, a onça-pintada, o jacaré-do-pantanal, o tuiuiú, o tamanduá-bandeira, o dourado, o tuiuiú e a ariranha. O tuiuiú é considerado um símbolo pantaneiro.

O Pantanal é considerado um santuário da biodiversidade brasileira mesmo sendo o menor dos biomas no país em área (150 mil km²). Ele está distribuído nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e é considerado a sexta maior área inundada do mundo.

Esse bioma é classificado como uma região de transição quanto à sua cobertura vegetal na América do Sul, justificando, em parte, a sua riqueza de espécies. A alternância entre períodos de escassez e abundância de água favorece uma maior produtividade primária, dando suporte ao restante da cadeia alimentar e contribuindo para uma alta densidade populacional.

Leia também: Lista de espécies ameaçadas de extinção — no Brasil e no mundo

Tópicos deste artigo

Resumo sobre os animais do Pantanal

  • O Pantanal é o menor dos biomas brasileiros. Apesar disso, é considerado um santuário da biodiversidade do país.
  • O bioma é considerado um ecótono (região de transição entre duas áreas).
  • Há poucos registros de espécimes endêmicas nele.
  • O tuiuiú é considerado um símbolo do bioma.
  • Outras espécies presentes são o cervo-do-pantanal, a onça-pintada, o jacaré-do-pantanal, o dourado e a ariranha.
  • A onça-pintada, o tamanduá-bandeira, o cervo-do-pantanal, a ariranha e a anta estão entre os maiores animais pantaneiros.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

10 animais mais famosos do Pantanal

→Tuiuiú (Jabiru mycteria)

É a maior ave com capacidade de voar do Pantanal, e, apesar de sua distribuição ocorrer do sul do México até o norte da Argentina, 50% de sua população encontram-se no Brasil, principalmente na planície pantaneira. A ave é conhecida por sua aparência exuberante: apresenta pernas longas, bicos compridos, corpo branco, cabeça preta e uma faixa vermelha no pescoço. Possui até 1,60 metro de altura, envergadura de 3 metros, e pesa em torno 8 quilos. Seus ninhos são reconhecidos como obras arquitetônicas devido a sua complexidade.

Tuiuiú sobrevoando um rio, espécie de animal do Pantanal.
O tuiuiú é a ave símbolo do Pantanal.

→ Onça-pintada (Panthera onca)

É considerada o maior felino das Américas e um predador de topo de cadeia alimentar no Pantanal. É uma espécie carnívora e se alimenta de mais de 80 espécies diferentes, como capivaras, queixadas, antas e cutias. O desmatamento, a fragmentação de habitat e a caça ilegal têm impactado o número de indivíduos dessa espécie, que hoje se encontra em estado de conservação vulnerável. Para saber mais sobre ela, clique aqui.

Onça-pintada, espécie de animal do Pantanal.
A onça-pintada é um predador de topo de cadeia alimentar no Pantanal.

→ Jacaré-do-pantanal (Caiman yacare)

Habita áreas alagadas dos países Bolívia, Brasil, Paraguai e Argentina e é considerado um dos maiores predadores aquáticos do Pantanal. Alimenta-se de peixes, aves, mamíferos e até outros répteis. Seu couro é considerado valioso e utilizado como matéria-prima para peças de vestuário, sendo necessário implementar leis de proibição de caça e comércio de pele para evitar a redução no número de indivíduos dessa espécie.

Jacaré-do-pantanal, espécie de animal do Pantanal.
O jacaré-do-pantanal pode pesar até 300 kg, e é considerado um dos maiores predadores aquáticos do Pantanal.

→ Tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla)

Presente em todos os biomas brasileiros e em diversos países da América latina, esse mamífero tem como principal fonte de alimento formigas e cupins. Suas garras são utilizadas para quebrar os formigueiros e cupinzeiros, e, com sua língua comprida, ele captura esses insetos. Um único indivíduo pode comer até 30 mil formigas e cupins por dia. Para saber mais sobre essa espécie, clique aqui.

Tamanduá-bandeira com seu filhote, animais do Pantanal.
A alimentação base do tamanduá-bandeira é composta por formigas e cupins.

→ Arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus)

É considerada a maior espécie de arara do mundo, com aproximadamente 98 centímetros. É encontrada principalmente no Pantanal mas também está presente em outros biomas, como a Amazônia. Sua alimentação é especializada em frutos de palmeiras. As ações do Projeto Arara Azul têm contribuído para reduzir os riscos de extinção da espécie. Saiba mais sobre ela clicando aqui.

Arara-azul-grande, espécie de animal do Pantanal.
A arara-azul-grande tem tido o número de indivíduos da espécie recuperado com os esforços de projetos ambientais.

→ Ariranha (Pteronura brasiliensis)

É a maior lontra do mundo. Passa o maior tempo na água e se alimenta principalmente de peixes. As ariranhas fazem suas tocas nas margens dos rios, onde criam seus filhotes. Possuem uma cauda robusta e achatada, além de membranas interdigitais, que auxiliam na locomoção na água. Sua distribuição abrange do Pantanal à Amazônia. Para saber mais sobre essa espécie, clique aqui.

Ariranha, espécie de animal do Pantanal, comendo um peixe dentro de um rio.
As ariranhas se alimentam principalmente de peixes.

→ Sucuri-amarela (Eunectes notaeus)

São animais solitários que se alimentam principalmente de peixes, aves e mamíferos de pequeno a médio porte. Sua ocorrência abrange do Pantanal até o Sul do país, e inclui outros países, como Paraguai, Bolívia, Argentina e Uruguai. Durante o período reprodutivo, vários machos se enrolam em uma única fêmea e competem para acasalar com ela. Essa “bola” de cobras geralmente ocorre na água.

Sucuri-amarela, espécie de animal do Pantanal.
A sucuri-amarela está entre os maiores répteis do Pantanal.

→ Cervo-do-pantanal (Blastocerus dichotomus)

É o maior cervídeo da América do Sul. As fêmeas são menores do que os machos e apenas estes apresentam galhadas (chifres ramificados). Possui ampla abrangência, ocorrendo na Amazônia, Caatinga, Cerrado, Pampas e em outros países sul-americanos. Alimenta-se de plantas aquáticas, gramíneas e leguminosas. Seu casco apresenta uma membrana interdigital, que facilita a locomoção nas áreas alagadas.

Cervo-do-pantanal, espécie de animal do Pantanal.
O cervo-do-pantanal apresenta membranas interdigitais, que auxiliam na locomoção em áreas alagadas.

→ Surucucu-do-pantanal (Hydrodynastes gigas)

É uma serpente de grande porte que pode alcançar até três metros de comprimento. É encontrada do Pantanal ao Sul do Brasil, além de outros países da América do Sul. Alimenta-se principalmente de peixes e pequenos mamíferos.

Surucucu-do-pantanal, espécie de animal do Pantanal.
A surucucu-do-pantanal pode alcançar até três metros de comprimento.

→ Dourado (Salminus brasiliensis)

É um peixe de água doce caracterizado por sua coloração predominantemente dourada com nadadeiras alaranjadas. Mede em torno de 1 metro e pesa 25 quilos. Ocorre principalmente na bacia do Prata. Ele era um peixe comum no Pantanal, mas, devido à pesca predatória, se tornou escasso.

Dourado, espécie de peixe que está entre os animais do Pantanal.
O dourado é um peixe atualmente escasso nas águas do Pantanal.

Quantos animais existem no Pantanal?

No Pantanal, há registro de aproximadamente 1300 espécies animais. No entanto, estima-se que esse número possa ser muito maior, especialmente porque há uma lacuna significativa de conhecimento em relação aos invertebrados. É interessante destacar que o Pantanal possui a maior densidade de espécies de mamíferos por km² e é a área úmida com maior riqueza de espécies de aves no mundo.

A fauna pantaneira é composta por espécies de diversos biomas vizinhos, tendo predomínio de mamíferos do Cerrado, aves do Chaco, da Amazônia e da Mata Atlântica, e peixes da Amazônia.

Há poucas espécies endêmicas (ou seja, exclusivas) no Pantanal. Isso se deve, em parte, à sua história geológica recente e à instabilidade climática ao longo de milhares de anos, além da pouca variação do relevo. Portanto, não houve espaço evolutivo suficiente para que as espécies animais passassem por um processo de especiação, e a instabilidade climática demanda alta adaptabilidade por parte delas.

A seguir, conheça alguns dos animais que habitam o Pantanal.

  • Aves (cerca de 620 espécies):
  • tuiuiú (Jabiru mycteria);
  • arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus);
  • ema (Rhea americana);
  • tucano (Ramphastos sp., existem várias espécies de tucanos);
  • garça-branca (Ardea alba);
  • seriema (Cariama cristata).

 

  • Peixes (cerca de 320 espécies):
  • piranha (gênero Pygocentrus ou Serrasalmus, há várias espécies diferentes);
  • pacu (gênero Piaractus ou Colossoma, também há várias espécies diferentes);
  • pintado (Pseudoplatystoma corruscans);
  • dourado (Salminus brasiliensis);
  • cachara (Pseudoplatystoma fasciatum);
  • curimbatá (Prochilodus lineatus);
  • jaú (Zungaro jahu).

 

  • Mamíferos (cerca de 150 espécies):
  • onça-pintada (Panthera onca);
  • capivara (Hydrochoerus hydrochaeris);
  • veado-campeiro (Ozotoceros bezoarticus);
  • lobo-guará (Chrysocyon brachyurus);
  • tamanduá (Myrmecophaga tridactyla);
  • ariranha (Pteronura brasiliensis);
  • anta (Tapirus terrestris);
  • cervo-do-pantanal (Blastocerus dichotomus).

 

  • Répteis (cerca de 130 espécies):
  • jacaré-do-pantanal (Caiman yacare);
  • sucuri (Eunectes sp., existem diferentes espécies);
  • jiboia (Boa constrictor);
  • cobra-d’água (Liophis miliaris);
  • calango-verde (Ameiva ameiva);
  • jabuti (gênero Chelonoidis, existem diferentes espécies);
  • cágado (gênero Podocnemis, existem diferentes espécies).

 

  • Anfíbios (cerca de 60 espécies):
    • perereca-de-bananeira (Hypsiboas raniseps);
    • sapo-cururu (Rhinella schneideri);
    • perereca-do-brejo (Dendropsophus nanus);
    • rã-do-chaco (Leptodactylus chaquensis).

Veja também: Avestruz — onde vive a maior ave do planeta?

Qual animal é símbolo do Pantanal?

Embora a onça-pintada seja considerada um animal emblemático do Pantanal, o tuiuiú (Jabiru micteria) é o verdadeiro símbolo desse bioma. A importância desse animal é tão grande que a lei nº 5950/1992 o determina como ave símbolo do Pantanal.

Qual é o maior animal do Pantanal?

É desafiador determinar o maior animal do Pantanal devido às características específicas de cada espécie. No entanto, podemos destacar alguns animais que, inclusive, se encontram entre os maiores do mundo:

  • Onça-pintada (Panthera onca): apresenta comprimento de 1,1 a 1,6 metro, altura de cerca de 70 centímetros e peso variando de 60-158 kg para os machos adultos.
  • Jacaré-do-pantanal (Caiman yacare): possui de 2,5-3,0 metros de comprimento e pode pesar até 300 quilos.
  • Tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla): mede entre 1,0-1,4 metro de comprimento (com a cauda variando entre 65-90 centímetros) e pesa entre 35-45 quilos para os machos adultos.
  • Cervo-do-pantanal (Blastocerus dichotomus): apresenta altura de 1,1-1,3 metro, comprimento médio de 1,9 metro e peso variando entre 100-150 quilos para os adultos. Os machos possuem chifres que podem alcançar até 60 centímetros de comprimento.
  • Anta (Tapirus terrestris): pode medir cerca de 2 metros de comprimento, atingir uma altura de aproximadamente 1,2 metro e pesar até 300 quilos.
  • Capivara (Hydrochoerus hydrochaeris): possui aproximadamente 1,3 metro de comprimento, cerca de 50 centímetros de altura e pesa até 70 quilos.
  • Ema (Rhea americana): pode atingir 1,7 metro de comprimento e pesar até 36 quilos quando adulta. Sua envergadura, de uma ponta da asa até a outra, pode chegar a 1,5 metro.
  • Ariranha (Pteronura brasiliensis): pode alcançar até 1,8 metro de comprimento e pesar de 22-35 quilos.
  • Sucuri-amarela (Eunectes notaeus): pode atingir até 5 metros de comprimento e pesar mais de 100 quilos.

Existe cachorro no Pantanal?

No Pantanal, é comum encontrar cachorros domésticos, especialmente em propriedades rurais e comunidades próximas. Esses animais são de estimação ou utilizados para auxiliar nas atividades rurais, como o pastoreio. No entanto, é crucial garantir que eles não representem uma ameaça à vida selvagem nativa e não interfiram no equilíbrio do bioma local.

Dupla de cachorros-vinagre, espécie de animal do Pantanal.
O cachorro-vinagre é encontrado no Pantanal.

Além dos cachorros domésticos, existem também espécies de canídeos nativas do Brasil presentes no Pantanal, como o cachorro-vinagre (Speothos venaticus). Esses canídeos têm pequeno porte, orelhas e patas curtas, e são considerados os canídeos silvestres mais sociáveis do país. Eles possuem cerca de 30 centímetros de altura e pesam entre 5-8 quilos. Normalmente vivem em grupos de 2 a 12 indivíduos, aproveitando essa característica para caçar presas maiores. Sua alimentação é carnívora e inclui ratos, coelhos, gambás, teiús, cobras e aves terrestres.

Esses animais são encontrados principalmente nas proximidades da água e possuem membranas interdigitais entre os dedos, o que facilita sua locomoção na água. A espécie pode ser encontrada desde o Panamá até o Sul do Brasil.

Curiosidades sobre os animais do Pantanal

  • Se o Pantanal fosse um país, ele estaria na 39ª posição entre os países com maior biodiversidade do mundo.          
  • O bioma abriga poucas espécies de primatas, sendo o bugio-preto uma das mais conhecidas.
  • O Pantanal é considerado um destino turístico famoso por sua beleza cênica. A abundância de vida animal e a presença de uma vegetação aberta possibilitam uma observação fácil das espécies que habitam a região.
  • As atividades agropecuárias têm causado um grande impacto no bioma, principalmente por meio do desmatamento, da introdução de espécies não nativas e de incêndios criminosos.
  • A cada ano, o Pantanal experimenta períodos de seca severa, e isso pode ser parcialmente atribuído aos impactos das mudanças climáticas. De acordo com modelos, espera-se uma redução de até 30% nas precipitações nos próximos anos.
  • Há espécies em risco de extinção no Pantanal, como a onça-pintada, a ariranha e a arara-azul-grande.
  • Algumas espécies invasoras do Pantanal são: tucunaré (Cichla sp.), mexilhão-dourado (Limnoperna fortunei), javali (Sus scrofa) e búfalos asselvajados.

Saiba mais: Fauna e flora do Cerrado — principais espécies encontradas nesse bioma brasileiro

A riqueza da biodiversidade do Pantanal

O Pantanal é conhecido pela sua rica biodiversidade, tanto em número de espécies quanto em abundância de indivíduos. É considerado um ecótono, ou seja, uma área de transição quanto à cobertura vegetal, justificando a presença de uma alta diversidade biológica.

Nessa região, há o encontro entre cinco biomas: Amazônia, Bosque Seco Chiquitano, Cerrado, Chaco e Mata Atlântica. Dessa forma, o Pantanal abriga espécies animais de diferentes ecossistemas.

A alta abundância populacional está relacionada à alternância entre períodos de escassez e abundância de água na região, considerada uma das maiores planícies alagadas do mundo. Essa mudança, ao longo do tempo, favorece uma maior produtividade primária, dando suporte ao restante da cadeia alimentar.

Fontes

JOHNSON, M. 5 interesting facts about the Pantanal, the world`s largest tropical wetland. In: WWF. Disponível em: https://www.worldwildlife.org/stories/5-interesting-facts-about-the-pantanal-the-world-s-largest-tropical-wetland. Acesso em: 11 jul. 2023.

MATAVELI, G.A.V. et al. 2020 Pantanal's widespread fire: short- and long-term implications for biodiversity and conservation. Biodivers Conserv. 2021. 30(11): 3299-3303.

SOS Pantanal. Conheça 10 animais icônicos do Pantanal. In: SOS Pantanal. Disponível em: https://www.sospantanal.org.br/conheca-10-animais-iconicos-do-pantanal/. Acesso em: 11 jul. 2023.

THIELEN, D. et al. Quo vadis Pantanal? Expected precipitation extremes and drought dynamics from changing sea surface temperature. PLoS One. 2020. 15(1): e0227437.

VICENTE, J.P. Pantanal. In: National Geographic (NatGeo Ilustra). Disponível em: https://www.nationalgeographicbrasil.com/natgeo-ilustra/pantanal. Acesso em: 11 jul. 2023. 

Escritor do artigo
Escrito por: Heloísa Fernandes Flores Bacharela, licenciada e mestre em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo. Atualmente, é doutoranda em Entomologia e cursa uma especialização em Gestão Escolar na mesma instituição. Desenvolve pesquisas com análise de conteúdo de livro didático e evolução de insetos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FLORES, Heloísa Fernandes. "Animais do Pantanal"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/os-animais-pantanal.htm. Acesso em 18 de julho de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Artigos Relacionados


Amazônia

Conheça mais sobre a Amazônia e as particularidades sobre sua vegetação, fauna, flora, hidrografia, clima e relevo. Saiba também sobre o desmatamento no bioma.
Geografia do Brasil

Biomas brasileiros

Veja as características dos seis biomas brasileiros: Cerrado, Amazônia, Mata Atlântica, Pantanal, Pampa e Caatinga.
Geografia do Brasil

Caatinga

Saiba mais sobre a formação vegetal conhecida como Caatinga, bioma exclusivamente brasileiro e que abrange boa parte da Região Nordeste do Brasil. Confira aqui aspectos dessa unidade ecológica, como localização, fauna, flora, clima, vegetação, solo e devastação. Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre esse bioma!
Geografia do Brasil

Fauna e Flora do Cerrado

Leia este texto e descubra mais sobre a fauna e a flora do Cerrado. Nele, falaremos um pouco a respeito dos principais animais e plantas encontrados no Cerrado. Destacaremos ainda algumas espécies de animais e de vegetais encontradas nesse bioma, bem como suas principais características.
Biologia

Mata Atlântica

Acesse e aprenda um pouco mais sobre a Mata Atlântica. Saiba sobre sua fauna e flora, bem como sobre suas características e importância.
Biologia

Onça-pintada

Que tal conhecer melhor a onça-pintada, uma espécie que se destaca nas Américas pelo seu tamanho? Neste texto, falaremos a respeito de algumas importantes características desse animal, sua alimentação, habitat e reprodução. Além disso, falaremos sobre a ameça que essa espécie sofre e sobre algumas curiosidades.
Animais

Pantanal

Saiba mais sobre o Pantanal. Entenda a fauna e a flora desse bioma. Conheça os impactos ambientais causados no Pantanal.
Geografia do Brasil

Pantanal Mato-Grossense

Conheça mais sobre a maior planície de inundação do planeta.
Biologia

Queimadas no Pantanal

Entenda o perigo das queimadas no Pantanal e as consequências desses eventos para esse bioma. Veja também os motivos de tais queimadas.
Geografia do Brasil

Sucuri

Quer saber mais sobre a sucuri? Clique aqui, descubra as principais características de suas espécies e saiba qual é o seu habitat e a sua forma de alimentação.
Animais