Topo
pesquisar

Fauna e Flora do Cerrado

Biologia

A fauna e a flora do Cerrado são extremamente ricas. Apesar disso, assim como animais e plantas de outras áreas, estão amplamente ameaçadas pela ação do ser humano.
O tamanduá-bandeira é uma espécie encontrada no Cerrado.
O tamanduá-bandeira é uma espécie encontrada no Cerrado.
PUBLICIDADE

A fauna e a flora do Cerrado são extremamente ricas: cerca de 5% de toda a biodiversidade do planeta é encontrada nesse bioma. Em virtude de tamanha diversidade, o Cerrado é considerado a savana mais rica do mundo.

É importante destacar que o Cerrado é formado por um mosaico de vegetações, apresentando desde formações florestais até formações campestres. Além disso, é influenciado por uma série de fatores ambientais, como regime de fogo, tipo de solo e de clima. Todos esses fatores contribuem para a diversidade de espécies do Cerrado.

Leia também: Cerrado: a caixa d'água do Brasil

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Fauna

Quando falamos em fauna do Cerrado, fazemos referência às espécies animais que vivem nessa área. No Cerrado, é possível encontrar espécies endêmicas, ou seja, exclusivas dessa região, bem como espécies que vivem em outros biomas. Veja a seguir algumas espécies de animais que podem ser encontradas no Cerrado:

  • Cachorro-do-mato-vinagre (Speothos venaticus): O cachorro-do-mato-vinagre ou apenas cachorro-vinagre é uma espécie de pequeno porte que possui corpo compacto e pernas e cauda curtas. Esses animais, que podem ser encontrados sozinhos ou em grupo, possuem uma dieta exclusivamente carnívora.

O cachorro-do-mato-vinagre é uma espécie carnívora que pode ser encontrada em grupos.
O cachorro-do-mato-vinagre é uma espécie carnívora que pode ser encontrada em grupos.

  • Ema (Rhea americana): A ema é considerada a maior e mais pesada ave brasileira. É um animal onívoro que se alimenta de frutos, sementes, folhas, insetos e animais de pequeno porte, como rãs. Apesar de serem classificadas como aves, as emas não voam.

A ema é uma ave que não voa.
A ema é uma ave que não voa.

Leia também: Aves do Cerrado

  • Lobo-guará (Chrysocyon brachyurus): O lobo-guará é um canídeo bastante típico do Cerrado, sendo considerado o maior canídeo da América do Sul. Apesar de grande, é um animal pouco agressivo. Entre os participantes de sua dieta, podemos citar alguns pequenos animais e frutos típicos do Cerrado, como a lobeira.

O lobo-guará é um animal pouco agressivo.
O lobo-guará é um animal pouco agressivo.

  • Queixada (Tayassu pecari): Queixada é um animal encontrado em grupos. Esses animais são mais ativos no começo da manhã e no fim da tarde. Sua alimentação é composta, principalmente, de frutos, apesar de se alimentarem também de insetos e minhocas.

Queixada é um animal que se alimenta de frutos e de pequenos animais.
Queixada é um animal que se alimenta de frutos e de pequenos animais.

  • Seriema (Cariama cristata): A seriema é uma ave territorial de médio porte. Alimenta-se de insetos e pequenos vertebrados. Uma característica marcante da seriema é que ela prefere correr em vez de voar.

A seriema é uma ave que prefere correr em vez de voar.
A seriema é uma ave que prefere correr em vez de voar.

  • Suçuarana (Puma concolor): A suçuarana é um animal que se destaca pelo seu tamanho, sendo classificado como o segundo maior felino das Américas, perdendo apenas para a onça-pintada. Esse animal, também conhecido como onça-parda, é carnívoro e apresenta hábito solitário, formando pares apenas no período de reprodução.

A suçuarana é o segundo maior felino das Américas.
A suçuarana é o segundo maior felino das Américas.

  • Tamanduá- bandeira (Myrmecophaga tridactyla): O tamanduá-bandeira é um animal que apresenta longos pelos, membros fortes e focinho longo. Essa espécie é, geralmente, encontrada sozinha. Sua alimentação é constituída, principalmente, de cupins e formigas.

O tamanduá-bandeira alimenta-se, principalmente, de formigas e cupins.
O tamanduá-bandeira alimenta-se, principalmente, de formigas e cupins.

  • Tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla): O tamanduá-mirim é uma espécie que apresenta pelos curtos de coloração amarelada. Podem apresentar duas listras pretas marcantes que partem da região da escápula. Esses animais alimentam-se, preferencialmente, de cupins e formigas.

O tamanduá-mirim tem um tamanho bem inferior ao do tamanduá-bandeira.
O tamanduá-mirim tem um tamanho bem inferior ao do tamanduá-bandeira.

  • Veado-campeiro (Ozotoceros bezoarticus): O veado-campeiro é um animal que vive, geralmente, em pequenos grupos. Alimenta-se de folhas, arbustos e flores, preferindo sempre aquelas porções mais fáceis de digerir.

O veado campeiro é encontrado em pequenos grupos.
O veado campeiro é encontrado em pequenos grupos.

Flora

A flora do Cerrado é bastante diversificada, apresentando plantas com as mais variadas particularidades. Apesar das diferenças, a maioria das espécies apresenta certas características em comum: árvores de pequeno porte, caule retorcido e casca e folhas grossas. Segundo o Ministério do Meio Ambiente e a Secretaria de Biodiversidade e Florestas, essas características são resultado de um desequilíbrio no teor de micronutrientes, como do alumínio.

Veja a seguir algumas importantes plantas encontradas no Cerrado:

  • Araticum (Annona crassiflora): Essa planta possui frutos com alto valor nutritivo, que podem ser comidos in natura ou utilizados para fazer geleias, sorvetes e sucos. O fruto do araticum possui ótimo sabor e aroma.

O araticum apresenta um fruto muito apreciado.
O araticum apresenta um fruto muito apreciado.

  • Baru (Dypteryx alata): O baru é uma árvore frutífera nativa do Cerrado que apresenta grande importância na alimentação. Tanto a polpa quanto a amêndoa do baru podem ser consumidas, sendo essa última ingerida in natura ou torrada.

A polpa e a amêndoa do baru são utilizadas na alimentação.
A polpa e a amêndoa do baru são utilizadas na alimentação.

  • Buriti (Mauritia flexuosa): O buriti é uma espécie de palmeira que apresenta grande aplicação econômica. Suas folhas são usadas para artesanato, e seus frutos podem ser utilizados na alimentação e na fabricação do óleo de buriti, que possui valor medicinal.

Praticamente todas as partes do buriti podem ser utilizadas.
Praticamente todas as partes do buriti podem ser utilizadas.

  • Cajuzinho-do-cerrado (Anacardium humile): Essa planta é nativa do Cerrado brasileiro e caracteriza-se pela presença de um pseudofruto (parte carnosa), que pode ser comido in natura ou ser usado para fazer doces, sorvetes e bebidas.

O cajuzinho pode ser utilizado na alimentação.
O cajuzinho pode ser utilizado na alimentação.

  • Ipê-amarelo-do-cerrado (Tabebuia aurea): Os ipês são plantas características do Cerrado. Destacam-se pela beleza de suas flores, sendo, por isso, muito usadas no paisagismo. Além disso, apresentam uma madeira resistente, que pode ser usada na marcenaria.

O ipê é bastante utilizado no paisagismo.
O ipê é bastante utilizado no paisagismo.

  • Jatobá (Hymenaea courbaril): O jatobá é uma árvore que apresenta frutos em forma de vagens, cujas sementes são envoltas por uma espécie de farinha comestível.

A farinha de jatobá é utilizada na alimentação.
A farinha de jatobá é utilizada na alimentação.

  • Lobeira (Solanum lycocarpum): A lobeira, uma planta bastante encontrada no Cerrado, apresenta frutos que servem de alimento para vários animais, como o lobo-guará.

Os frutos da lobeira servem de alimento para o lobo-guará.
Os frutos da lobeira servem de alimento para o lobo-guará.

  • Mangabeira (Hancornia speciosa): A palavra “mangaba” tem origem indígena e significa “coisa boa de comer”. Diante desse nome, fica claro que se trata de uma planta com frutos saborosos e muito consumidos.

A mangaba é um fruto muito saboroso.
A mangaba é um fruto muito saboroso.

  • Pequizeiro (Caryocar brasiliensis): O pequizeiro é uma árvore que produz frutos conhecidos como pequi, utilizados na culinária. O óleo da polpa de pequi tem aplicações medicinais, além de ser utilizado na fabricação de cosméticos.

O fruto do pequizeiro pode utilizado na culinária e na fabricação de cosméticos.
O fruto do pequizeiro pode utilizado na culinária e na fabricação de cosméticos.

Ameaças

A fauna e a flora do Cerrado estão a cada dia mais ameaçadas, principalmente em decorrência da ação humana. Entre as principais ameaças enfrentadas, podemos citar:

  • Aumento das cidades;

  • Avanço da agropecuária;

  • Queimadas;

  • Poluição;

  • Caça e pesca.

Leia também: Cerrado, um risco de extinção em Goiás


Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Fauna e Flora do Cerrado"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/cerrado-1.htm. Acesso em 26 de junho de 2019.

Lista de Exercícios
Questão 1

(Enem-2012) Muitas espécies de plantas lenhosas são encontradas no cerrado brasileiro. Para a sobrevivência nas condições de longos períodos de seca e queimadas periódicas, próprias desse ecossistema, essas plantas desenvolveram estruturas muito peculiares. As estruturas adaptativas mais apropriadas para a sobrevivência desse grupo de plantas nas condições ambientais do referido ecossistema são: 

  1. Cascas finas e sem sulco ou fendas.
  2. Caules estreitos e retilíneos.
  3. Folhas estreitas e membranosas.
  4. Gemas apicais com densa pilosidade.
  5. Raízes superficiais, em geral, aéreas.

Questão 2

Assinale como verdadeiro (V) ou falso (F) as afirmativas abaixo:

( )  O cerrado é um bioma exclusivamente brasileiro rico em biodiversidade.

( ) O fogo no cerrado é um elemento altamente devastador e sempre deve ser combatido.

( ) O cerrado apresenta sua vegetação constituída por espécies do tipo tropófilas e   caducifólias, e possui fitofisionomias distintas, tais como savanas, campo limpo, campo sujo e cerradão.

( ) O tamanduá-bandeira, maior espécie de tamanduá existente, endêmico do cerrado brasileiro, encontra-se na categoria de ameaça “vulnerável” na Lista Nacional das Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção, do MMA (2003).

Mais Questões
No cerrado predominam os latossolos vermelhos ou amarelados
Geografia do Brasil Solos do Cerrado
O Cerrado, segundo maior bioma da América do Sul e segundo maior bioma do Brasil, é uma formação vegetal rica em biodiversidade.
Geografia do Brasil Cerrado
A devastação do Cerrado pode colocar em risco a existência desse domínio natural
Geografia do Brasil Desmatamento do Cerrado
Geografia do Brasil Aves do Cerrado
Imagem do Cerrado que corresponde à vegetação brasileira mais rica em biodiversidade
Geografia do Brasil Tipos de Vegetação
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola