Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Sucuri

Sucuri é o nome popular dado às quatro serpentes existentes do gênero Eunectes. As sucuris são animais de grande porte, de hábitos semiaquáticos, que matam por constrição.

Sucuri em um ambiente de vegetação.
Sucuris são serpentes grandes que apresentam musculatura forte.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Sucuri é o nome popular dado às serpentes do gênero Eunectes. Essas serpentes se destacam por serem animais de grande porte que não matam suas vítimas por envenenamento, mas sim por constrição. Nesse processo, as sucuris se enrolam no corpo da presa de forma tão intensa que o fluxo de sangue para órgãos vitais é impedido, levando o animal à morte.

Elas se destacam ainda por apresentarem hábitos semiaquáticos. Atualmente, existem quatro espécies de sucuris: Eunectes murinus (sucuri-verde), Eunectes notaeus (sucuri-amarela), Eunectes beniensis (sucuri-de-beni) e Eunectes deschauenseei (sucuri-malhada).

Leia também: Dragão-de-komodo — o maior lagarto do mundo

Tópicos deste artigo

Resumo sobre sucuri

  • Sucuris são serpentes do gênero Eunectes, o qual abarca quatro espécies: Eunectes murinus (sucuri-verde), Eunectes notaeus (sucuri-amarela) Eunectes beniensis (sucuri-de-beni) e Eunectes deschauenseei (sucuri-malhada).

  • Estão dentre as maiores serpentes do planeta.

  • Apresentam hábitos semiaquáticos.

  • São animais muito ágeis dentro da água, enquanto no ambiente terrestre se locomovem lentamente.

  • São animais carnívoros que matam suas presas por constrição.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Classificação taxonômica da sucuri

Atualmente, existem quatro espécies diferentes de sucuris, serpentes também conhecidas como anacondas, sucurijubas, boiaçus ou viborões. São da mesma família das jiboias, entretanto, pertencem ao gênero Eubectes. Veja, a seguir, a classificação taxonômica completa da sucuri:

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Reptilia

Ordem: Squamata

Família: Boidae

Gênero: Eunectes

Espécies: Eunectes murinus / Eunectes notaeus / Eunectes beniensis / Eunectes deschauenseei

Características da sucuri

Sucuris são reptéis de grande porte, com espécies atingindo vários metros de comprimento. A espécie Eunectes murinus, por exemplo, é descrita como a maior espécie de serpente do mundo em volume corporal. No entanto, a espécie não é a maior em comprimento.

Atualmente, a píton-reticulada é considerada a maior serpente do mundo em comprimento, podendo atingir cerca de 7 metros. A sucuri-verde, por sua vez, apresenta cerca de 6 metros. Vale destacar, no entanto, que há relatos de pessoas que afirmam já ter visto sucuris-verdes de mais de 10 metros de comprimento, sendo o tamanho máximo dessa espécie ainda motivo de muita discussão.

As cores variam de acordo com a espécie analisada. A sucuri-verde, por exemplo, apresenta cor de fundo verde ou marrom. Já a sucuri-amarela, como sugere seu nome, apresenta o fundo do corpo amarelado.

São animais com muita força muscular, característica importante para a captura de presas, uma vez que as sucuris matam por constrição. São capazes de se locomover com agilidade dentro da água, sendo mais lentas em ambiente terrestre devido ao seu grande peso e comprimento.

Espécies de sucuris

Existem quatro espécies de sucuris viventes. Todas as espécies ocorrem no Brasil, com exceção da sucuri-de-beni. Veremos cada uma delas a seguir.

→ Sucuri-verde

A sucuri-verde (Eunectes murinus) é também chamada de anaconda verdadeira e se destaca como a espécie mais bem estudada dentre as espécies de sucuri. Ocorre no Brasil e em várias outras partes da América do Sul, como Colômbia, Paraguai, Venezuela, Equador, Bolívia, Peru, Guiana, Guiana Francesa, Suriname e Trindade e Tobago.

Apresenta cor de fundo verde-oliva, sendo observada em alguns indivíduos a cor marrom. Essa espécie apresenta ainda manchas dorsais marrons com bordas pretas ao longo de seu corpo. Destaca-se pelo seu tamanho, com indivíduos apresentando, na maioria das vezes, comprimento entre 4 e 5 metros e pesando cerca de 100 kg. Maiores tamanhos podem ser observados, e o tamanho máximo da espécie ainda é motivo de discussão entre os especialistas.

 Sucuri se alimentando em ambiente aquático.
A sucuri mata sua presa por constrição.

A sucuri-verde apresenta um sistema de acasalamento conhecido como bolo de reprodução. Essa forma peculiar de reprodução consiste em vários machos enrolados ao redor de uma única fêmea. Na época reprodutiva, a fêmea libera substâncias que atraem os machos, os quais se posicionam próximo à cloaca. Nos bolos de reprodução já foram observados mais de dez machos de uma só vez. Devido ao fato de as fêmeas serem maiores que os machos, é comum que as pessoas acreditem que o bolo de reprodução seja a mãe com seus filhotes.

A gestação da sucuri-verde é de, em média, 202 dias, e a ninhada pode variar entre cinco e 75 filhotes. O mais comum é que a sucuri apresente uma ninhada entre 20 e 40 filhotes. Na natureza, uma sucuri-verde pode viver cerca de dez anos, enquanto em cativeiro a expectativa pode ser de 30 anos.

→ Sucuri-amarela

Também chamada de sucuri-do-Pantanal, a sucuri-amarela (Eunectes notaeus) possui o fundo de seu corpo amarelado. É uma serpente de grande porte. As fêmeas são maiores que os machos e podem atingir cerca de 4 metros de comprimento. Os machos apresentam cerca de 2,5 metros.

Sucuris amarelas são encontradas em áreas alagadas das bacias dos rios Paraná e Paraguai, em quatro países. A gestação nessa espécie de dura entre 120 e 180 dias.

→ Sucuri-de-beni

A sucuri-de-beni (Eunectes beniensis) é assim chamada pois os primeiros exemplares foram encontrados no departamento de Beni, na Bolívia. Até o momento, poucos indivíduos da espécie foram estudados, sendo assim, poucas informações sobre seu modo de vida são conhecidas.

Trata-se de uma espécie de médio porte. O maior indivíduo macho conhecido media 2,17 m, e a fêmea, 3,30 m. Anteriormente, essa espécie era considerada um híbrido de Eunectes murinus e Eunectes notaeus devido à sua morfologia.

→ Sucuri-malhada

A sucuri-malhada (Eunectes deschauenseei) é uma espécie com pequena distribuição geográfica, ocorrendo Brasil, Guiana Francesa e possivelmente no Suriname. É a menor espécie de sucuri conhecida, com machos atingindo até 1,92 m, e fêmeas, 3 m de comprimento. Poucos indivíduos da espécie foram estudados, portanto, informações sobre a espécie ainda são precárias.

Habitat da sucuri

Sucuri em ambiente aquático.
 A sucuri é uma serpente de hábito semiaquático.

Sucuris são serpentes encontradas sempre em associação com ambientes aquáticos, sendo observadas em rios, lagos, lagoas, pântanos e brejos da América do Sul. Ocorrem, principalmente, em corpos d’água rasos e cobertos por vegetação.

São animais que apresentam hábitos semiaquáticos, e o nome do gênero é uma referência a essa característica. O nome Eunectes é derivado de duas palavras gregas, eu e nektes, que significam “bom” e “nadador”.

Saiba mais: Ariranha — o maior carnívoro semiaquático da América do Sul

Sucuri tem veneno?

As sucuris são serpentes que não possuem veneno, portanto, a morte de suas presas não acontece devido ao envenenamento. Para matar suas vítimas, as sucuris enrolam seu corpo musculoso ao redor da presa e a apertam de modo a interromper seu fluxo sanguíneo. Essa interrupção faz com que o oxigênio não chegue aos órgãos vitais e a presa morra. Enrolar o corpo na vítima também dificulta a respiração do animal.

Alimentação da sucuri

Sucuris são animais carnívoros que podem se alimentar tanto de animais de pequeno porte quanto de grandes animais. A dieta varia de acordo com a espécie e com a área em que o animal vive. As sucuris são consideradas animais com hábitos alimentares generalistas, podendo se alimentar de anfíbios, répteis, como jacarés e tartarugas, aves, peixes e mamíferos, como capivaras, animais domésticos e até mesmo onças.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Sucuri"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/animais/sucuri.htm. Acesso em 14 de agosto de 2022.

De estudante para estudante


PUBLICIDADE

Estude agora


Funções orgânicas: Éster

Os ésteres são compostos orgânicos que derivam do ácido carboxílico pela substituição do hidrogênio da...

Adição e subtração de números complexos na forma algébrica

Nesta aula, vamos aprender como fazer a adição e a subtração de números complexos na forma algébrica.