Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Cultura do Nordeste

A cultura do Nordeste é formada por manifestações que foram introduzidas na região pelas populações indígenas, pelos africanos e por colonizadores e imigrantes europeus.

Bumba meu boi, elemento da cultura do Nordeste.
Diferentes manifestações artísticas compõem a cultura do Nordeste. [1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A cultura do Nordeste do Brasil é o conjunto de tradições e de manifestações artísticas e culturais que exprimem a identidade da sua população. A riqueza e a diversidade cultural nordestina teve origem a partir dos elementos indígenas, africanos e europeus que foram introduzidos na região com o passar do tempo, resultando em um verdadeiro mosaico cultural que oferece importantes contribuições para a composição de uma cultura nacional do Brasil, desde as festas e danças típicas, como o São João, a Festa de Iemanjá e o frevo, até a culinária, com o baião de dois e o bolo de rolo.

Leia também: Indígenas do Brasil — quem são, de onde vieram e como vivem atualmente

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a cultura do Nordeste

  • A cultura da região Nordeste é o conjunto de tradições, costumes e de manifestações artísticas e culturais que caracteriza a sua população e tem grande importância para a formação cultural do Brasil.

  • As festas populares e as festas religiosas estão entre as principais manifestações culturais do Nordeste. Entre elas se destacam a Festa de São João, o Carnaval, a Festa de Iemanjá e a Lavagem do Bonfim.

  • As danças típicas do Nordeste expressam os diferentes ritmos presentes na região, como o frevo, o maracatu e o forró.

  • O artesanato é uma importante fonte de renda e de manifestação cultural do Nordeste. É feito a partir de matérias-primas naturais, como fibras, folhas, cipós, madeira, areia e barro.

  • A literatura nordestina contribuiu enormemente para a composição da literatura brasileira, com grandes nomes como Jorge Amado e Rachel de Queiroz.

  • Na região Nordeste foi criada a literatura de cordel.

  • Algumas lendas do Nordeste são o bumba meu boi, o Quibungo e a Cabra Cabriola.

  • A culinária nordestina é rica em sabores e utiliza muitos ingredientes típicos da região. Entre os pratos do Nordeste estão o baião de dois e o acarajé.

  • A religiosidade do Nordeste é caracterizada pelo sincretismo religioso.

  • A cultura nordestina teve origem a partir de influências das culturas indígena, africana e europeia.

Quais as principais manifestações da cultura do Nordeste?

Festas populares do Nordeste

As festas populares do Nordeste são parte fundamental das manifestações culturais dessa região. Muitos festejos acontecem localmente e representam tradições particulares de cada área, ao passo que existem determinadas festas que, embora sejam celebradas em todas as partes do Brasil, ganharam elementos da cultura nordestina e se popularizaram como festas típicas da região, atraindo milhares de visitantes de todo o país e também do mundo.

  • Festa de São João ou festa junina

A festa junina é uma celebração muito comum no território nacional e, como o nome indica, acontece durante todo mês de junho, mas principalmente próximo do dia de São João (24 de junho). Em muitos casos, os festejos se estendem para o mês de julho. No Nordeste, entretanto, o São João adquire uma roupagem própria que se tornou referência em todo o país. Além disso, a festa realizada na cidade de Campina Grande, na Paraíba, é considerada o Maior São João do Mundo.

Quadrilha tradicional da cultura do Nordeste.
A Festa de São João é uma das mais tradicionais do Nordeste, com destaque para o São João de Campina Grande (PB).[2]

O São João de Campina Grande recebe esse título por diversas razões. O festejo se estende por 31 dias, e a primeira edição aconteceu no ano de 1983. Campina Grande tem, ainda, a maior quadrilha de festa junina do país. No ano de 2022 a festa recebeu oficialmente o título de maior festa junina do Brasil pelo Instituto Ranking Brasil, o que se deveu principalmente à sua estrutura e ao enorme público que atraiu. É importante destacar, ainda, a festa junina de Caruaru, em Pernambuco, que acontece por 29 dias.

  • Carnaval no Nordeste

O Carnaval é a festa de maior popularidade do Brasil. Assim como o São João, o Carnaval que é celebrado em diversas partes da região Nordeste se tornou tradição e referência no país, sendo um dos grandes atrativos turísticos de cidades como Salvador, na Bahia, Recife e Olinda, ambas em Pernambuco, durante os meses de fevereiro e março.

O tradicional Carnaval de Salvador é conhecido pelos blocos de rua puxados por trios elétricos e movem, literalmente, milhões de pessoas. Em Recife há, também, a cultura dos blocos, com destaque para o Galo da Madrugada, considerado o maior bloco carnavalesco do mundo. Em Olinda, por sua vez, o Carnaval é marcado pelo frevo e pelos famosos bonecos de Olinda que desfilam pela cidade.

Bloco carnavalesco Galo da Madrugada, típico da cultura do Nordeste.
O Galo da Madrugada, de Recife, é considerado o maior bloco de Carnaval do mundo. [3]
  • Festa de Iemanjá

A Festa de Iemanjá é uma celebração religiosa que acontece todo dia 2 de fevereiro em Salvador, capital baiana. Ela celebra o orixá Iemanjá, uma das divindades cultuadas nas religiões brasileiras de matriz africana, como o candomblé e a umbanda.

Iemanjá é um orixá feminino da vida e das águas salgadas, e algumas das oferendas levadas a ela são flores (em sua maioria brancas, mas todas as flores são aceitas), espelhos, pentes e perfumes. Na festa, os fiéis colocam esses elementos em pequenas embarcações e lançam no mar, como oferenda a Iemanjá. Na praia é comum a realização de orações por meio de cânticos tradicionais (chamados de pontos) e a oferta de velas, geralmente brancas ou azuis, para a realização de pedidos e agradecimentos.

Devotos vestidos de branco na festa de Iemanjá, celebração cultural do Nordeste.
Celebração do Dia de Iemanjá (2 de fevereiro) em Salvador (BA). A vestimenta branca é tradicional. [4]

Danças típicas do Nordeste

Os ritmos tradicionais do Nordeste são expressos através de diversas danças típicas dessa região do Brasil, danças essas que foram constituídas a partir da influência das culturas africana, europeia e indígena.

Grupo de maracatu, dança típica da cultura do Nordeste.
O maracatu é uma das danças tradicionais do Nordeste. [5]

Entre as principais danças típicas da região Nordeste podemos citar:

  • Frevo, tradicional do estado do Pernambuco e caracterizado pelo uso de pequenas sombrinhas coloridas na composição dos movimentos, que são rápidos.
  • Maracatu, que se divide entre o maracatu rural e o maracatu nação, tipicamente pernambucano e que tem origem na influência dos ritmos e danças africanos. Saiba mais sobre essa dança clicando aqui.
  • Capoeira, que, na verdade, é uma junção de dança e arte marcial que surgiu como um mecanismo de autodefesa dos escravizados no Brasil. Para saber mais sobre a capoeira, clique aqui.
  • Forró, um gênero musical e também um estilo de dança típico do Nordeste brasileiro e amplamente difundido pelo território nacional. Saiba mais clicando aqui.
  • Torém, dança típica do estado do Ceará e que tem origem e apresenta elementos tradicionais da cultura indígena.

Arte da região Nordeste

Uma das manifestações artísticas da região Nordeste é o artesanato. O artesanato é uma atividade de grande importância cultural e econômica para uma ampla parcela da população nordestina, em especial para aqueles que vivem e fazem parte de comunidades tradicionais, como quilombolas, indígenas e ribeirinhos. As matérias-primas utilizadas nos trabalhos manuais são diversas: areia, barro, argila, madeira, fibras vegetais, cipós, sementes, conchas, couros, bambu e diferentes tipos de tecido. Os métodos de produção variam de estado para estado.

Redes, cestos e artesanatos típicos da cultura do Nordeste.
O artesanato é um elemento cultural importante também para a economia do Nordeste.

Algumas das peças artesanais características da região Nordeste são:

  • rendas (renascença, de bilro), crochês e bordados (boa noite, de labirinto);
  • cestas, chapéus, tapetes e esteiras de fibra vegetal;
  • jarros, panelas e moringas de barro;
  • redes de tecido, almofadas, cangas e vestuário;
  • artes em areia colorida no interior de garrafas;
  • instrumentos musicais produzidos com madeira e couros (atabaque, berimbau, etc.);
  • xilogravuras.

Poesia e literatura popular do Nordeste

A literatura é uma das principais formas de expressão cultural do Nordeste. Essa região pode ser descrita como um importante polo da literatura brasileira, tendo em vista que alguns dos mais renomados escritores e escritoras nacionais são oriundos de estados nordestinos. Entre os maiores nomes da literatura do Nordeste estão:

  • Jorge Amado (Bahia);
  • Rachel de Queiroz (Ceará);
  • Graciliano Ramos (Alagoas);
  • Ariano Suassuna (Paraíba);
  • João Cabral de Melo Neto (Pernambuco);
  • Castro Alves (Bahia);
  • Nísia Floresta (Rio Grande do Norte).

Existem muitos outros nomes importantes da literatura do Brasil que são naturais do Nordeste. Outro aspecto importante da literatura e da poesia produzidas nessa parcela do território nacional é o desenvolvimento de um estilo próprio que apresenta a identidade regional do Nordeste, que é a literatura de cordel.

Literatura de cordel, aspecto da cultura do Nordeste.
A literatura de cordel nasceu na região Nordeste. [6]

Lendas nordestinas

As lendas da região Nordeste têm origens diversas, notadamente indígena, africana e europeia, e representam as histórias dos seres encantados e de criaturas misteriosas que permeiam o imaginário da população nordestina desde o princípio de sua história. Algumas das principais lendas presentes no folclore da região Nordeste são:

  • Bumba meu boi: uma das lendas mais conhecidas e difundidas do Nordeste, e está presente em outras regiões do país. Essa figura tão importante do folclore nordestino, o bumba meu boi, remete à história de um casal de escravizados e o boi mais bonito da fazenda em que viviam, que era o favorito do fazendeiro. Para satisfazer o desejo da mulher, grávida, por língua de boi, o marido matou o animal. A ira do patrão não durou muito tempo, pois o boi ressuscitou no final. Saiba mais sobre essa lenda clicando aqui.
  • Quibungo: incorporada ao folclore nordestino pelos africanos, a lenda do Quibungo fala sobre uma criatura humanoide que possui uma boca enorme na região das costas e devora crianças.
  • Cabra Cabriola: de origem portuguesa, essa lenda fala sobre uma cabra com dentes enormes e chifres afiados que devora crianças que não se comportam.
  • Comadre Fulozinha: uma menina, chamada Flor, preocupada com os efeitos do fogo na floresta acabou se tornando a Mãe da Mata, protetora das florestas. Essa lenda está muito presente na região da Zona da Mata, no litoral nordestino.

Culinária da região Nordeste

A culinária nordestina representa o conjunto de ingredientes, pratos típicos salgados e sobremesas que caracterizam individualmente todos os estados da região. Nos preparos é possível identificar a diversidade de referências e de elementos provenientes dos povos e culturas que participaram da formação do Nordeste brasileiro, como indígenas, africanos, europeus (holandeses, portugueses, espanhóis) e asiáticos.

Um ponto a se destacar da culinária nordestina é que, além dos ingredientes típicos das demais partes do Brasil, essa região conta com matérias-primas encontradas apenas nos cerrados e nos campos que formam o Sertão e o Agreste, tornando os pratos típicos do Nordeste ainda mais particulares e únicos na gastronomia brasileira.

Baião de dois, um prato típico da culinária nordestina.
Baião de dois, um prato típico da culinária nordestina.

Listamos, a seguir, alguns dos pratos típicos da região:

  • Baião de dois: oriundo do Ceará, preparado com arroz, feijão-fradinho, queijo coalho, carne seca, manteiga de garrafa e outros ingredientes que tornam o prato uma refeição completa.
  • Acarajé: um bolinho frito no azeite de dendê e preparado com feijão-fradinho e recheado com vatapá, vinagrete e camarão seco. Original do continente africano, é muito comum na Bahia.
  • Buchada de bode: preparo feito com as entranhas do animal (miúdos), acompanhado de outros ingredientes, como cebola, tomate e coentro, e servido no interior do bucho.
  • Cuscuz de milho: feito com flocos de milho hidratados e cozidos no vapor. Pode ser consumido puro ou com manteiga, ou ainda acompanhado de queijo, carne seca, linguiça e outros ingredientes.
  • Bolo de rolo: patrimônio imaterial de Pernambuco, esse bolo enrolado é feito com uma fina massa de pão de ló recheada com goiabada.

Religião da região Nordeste

A religião da região Nordeste reflete a religiosidade da maior parcela da população brasileira. As doutrinas cristãs são aquelas que apresentam mais adeptos comparativamente às demais, destacando-se a religião católica, as religiões evangélicas e, além dessas, o espiritismo.

O Nordeste, entretanto, é marcado pelo forte sincretismo religioso entre as fés cristãs e aquelas de matriz africana, com grande participação de religiões como o candomblé e a umbanda nos calendários de festividades e na vida cotidiana da população, especialmente na Bahia. Para além das religiões afro-brasileiras, o Nordeste é marcado por práticas de origem indígena. Uma das principais religiões dessa natureza é a Jurema, ou Jurema Sagrada, que apresenta, aliás, muitos elementos em comum com as linhas da umbanda.

  • Festas religiosas do Nordeste

A região Nordeste, como vimos, é marcada pelo sincretismo religioso. Uma das festas tradicionais da região celebra esse encontro de diferentes doutrinas, que é a Lavagem do Bonfim, realizada na cidade de Salvador. A data varia, mas essa celebração acontece sempre depois do Dia de Reis (6 de janeiro), em uma quinta-feira do mês de janeiro. Ela reúne cristãos e seguidores de religiões afro-brasileiras, como o candomblé, em uma romaria que tem como atividade final a lavagem das escadas da Igreja do Bonfim com água e flores.

Lavagem da escadaria do Bonfim, aspecto da cultura do Nordeste.
A lavagem do Bonfim é um símbolo do sincretismo religioso da Bahia. [7]

Outra importante festa religiosa cristã realizada em várias localidades do Nordeste é a Folia de Reis, também chamada de Reisado. De origem espanhola e portuguesa, essa festividade celebra a visita dos Três Reis Magos ao menino Jesus, razão pela qual acontece entre os dias 24 de dezembro (um dia antes do nascimento de Jesus) até o dia 6 de janeiro, que, segundo a Bíblia, é quando os reis magos chegaram à cidade de Belém, na atual Palestina.

Destaca-se, ainda, a Festa do Padre Cícero, celebrada todo dia 24 de março na cidade de Juazeiro do Norte, no Ceará. As celebrações incluem a realização de romaria, missas, músicas tradicionais e realização de ações sociais em homenagem a uma das figuras religiosas de maior importância na região Nordeste.

Escultura do Padre Cícero, homenageado na cultura do Nordeste.
A Festa de Padre Cícero atrai milhares de romeiros para Juazeiro do Norte (CE). [8]

Importância da cultura do Nordeste

A cultura do Nordeste é a expressão da identidade da população de mais de 54 milhões de pessoas que vivem nessa região, o que representa quase um terço dos habitantes do Brasil. Assim sendo, a cultura do Nordeste tem importância para a diversidade cultural que é característica do território nacional, oferecendo contribuições valiosas para a composição de uma cultura tipicamente brasileira.

A cultura nordestina expressa, além do mais, muitos elementos originários das populações africanas e das populações indígenas, o que estende a sua importância para a representatividade que suas manifestações culturais exprimem e para o fato de auxiliar na preservação das tradições desses povos que formaram a população do país.

Veja também: Folclore brasileiro — principais manifestações da nossa cultura popular

Origem da cultura do Nordeste

Muito antes de os colonizadores europeus adentrarem na Bahia, o estado e as demais áreas pertencentes ao Nordeste brasileiro eram habitadas pelas populações indígenas, que constituem a base da cultura da região Nordeste e, em maior escala, do Brasil. Nesse período, que antecede o século XV, existiam centenas de etnias indígenas que apresentavam manifestações culturais muito individuais e características, garantindo uma enorme diversidade cultural do Brasil pré-colonial. Hoje em dia a população indígena do Nordeste é a segunda maior do país, e observam-se elementos culturais e referências à cultura desses povos na cultura do Nordeste.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A chegada dos portugueses representou a imposição da cultura europeia e da religião cristã sobre os indígenas brasileiros, e esse sistema foi mantido durante todo o Período Colonial. Por essa razão encontramos muitos elementos de origem portuguesa na cultura do Nordeste, alguns dos quais se misturam com as tradições originárias. A vinda de outros povos europeus para a região, como os holandeses e, mais tarde, outros imigrantes europeus, contribuiu para a introdução cada vez maior de elementos da cultura europeia no Nordeste.

Os africanos que foram escravizados trouxeram consigo a cultura dos seus respectivos países de origem, refletidas em elementos como as lendas da região Nordeste, as danças, a gastronomia e a religiosidade. A união das manifestações culturais dos africanos, dos imigrantes europeus e dos povos indígenas deu origem à cultura da região Nordeste do Brasil.

Créditos das imagens

[1] Erica Catarina Pontes/ Shutterstock

[2] e [8] Cacio Murilo/ Shutterstock

[3] Xaxas/ Shutterstock

[4] Joa Souza/ Shutterstock

[5] PHOENIX1423/ Shutterstock

[6] Zoroasto/ Shutterstock

[7] Wikimedia Commons

Fontes

BANDEIRA, Katarina. Conheça os principais personagens do folclore nordestino. Uninassau, 31 out. 2017. Disponível em: https://www.uninassau.edu.br/noticias/conheca-os-principais-personagens-do-folclore-nordestino.

BRITO, Lara. Maior São João do Mundo: veja cinco motivos que dão o título a Campina Grande. G1 PB, 01 mar. 2023. Disponível em: https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2023/03/01/maior-sao-joao-do-mundo-veja-cinco-motivos-que-dao-o-titulo-a-campina-grande.ghtml.

COUTO, Bruna. Cultura na região Nordeste: origem, festas, ritmos, culinária e artes. Jornal da Paraíba, 07 jul. 2023. Disponível em: https://jornaldaparaiba.com.br/qualeaboa/cultura-na-regiao-nordeste/.

DANÇAS TÍPICAS. 7 Danças Típicas da Região Nordeste do Brasil - Danças Nordestinas. Danças Típicas, 17 nov. 2018. Disponível em: https://www.dancastipicas.com/brasileiras/dancas-regiao-nordeste/.

SALVADOR da Bahia. Disponível em: https://www.salvadordabahia.com/.

TV BRASIL. Comadre Fulozinha. TV Brasil, 10 jun. 2019. Disponível em: https://tvbrasil.ebc.com.br/um-conto-em-cada-ponto/2019/06/comadre-fulozinha.

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Cultura do Nordeste"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/aspectos-culturais-regiao-nordeste.htm. Acesso em 13 de abril de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Artigos Relacionados


A cultura Indígena

Conheça a cultura dos primeiros habitantes do território brasileiro.
Cultura

As religiões afro-brasileiras e o sincretismo

Uma reflexão sobre o contato das religiões no contexto histórico brasileiro.
Religião

Cangaço

Clique aqui, saiba o que foi o cangaço, conheça suas origens históricas e descubra quais foram suas principais consequências.
Geografia do Brasil

Cultura indígena

Clique aqui para saber um pouco sobre a cultura indígena, um conjunto de práticas e costumes desenvolvidos pelos habitantes nativos do território brasileiro.
Sociologia

Danças folclóricas

Clique aqui, saiba o que são danças folclóricas e conheça as características das principais danças folclóricas que existem no Brasil.
Folclore

Estados do Nordeste

Você sabe quais são os nove estados do Nordeste? Clique aqui e descubra o nome, as características e as capitais dos estados da região Nordeste do Brasil.
Geografia do Brasil

Folclore brasileiro

Acesse e saiba mais sobre o folclore brasileiro. Veja os estudos produzidos na área e conheça personagens e manifestações do nosso folclore.
História do Brasil

Origem da festa junina

Clique neste link do Brasil Escola e tenha acesso a algumas informações referentes aos acontecimentos que explicam as origens da festa junina.
Festa Junina

Região Nordeste

Conheça os aspectos gerais da região Nordeste. Entenda o clima, a hidrografia e o relevo dessa região. Saiba sobre as manifestações culturais nordestinas.
Geografia do Brasil

Sub-regiões do Nordeste

Clique para conhecer as peculiaridades das sub-regiões do Nordeste!
Geografia do Brasil