Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Folia de Reis

A Folia de Reis é uma festa, tradicional na cultura brasileira, cuja celebração dura 12 dias. Ela relembra e celebra a viagem e a visitação dos reis magos ao menino Jesus.

Desfile de Folia de Reis no Ceará. [1]
Desfile de Folia de Reis no Ceará. [1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A Folia de Reis é uma festa e tradição popular católica muito celebrada em alguns estados do Brasil, como Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceará e São Paulo. Também conhecida como Reisada ou Festa de Santos Reis, a festa ocorre entre os dias 24 de dezembro, véspera de Natal, e 6 de janeiro, Dia de Reis. Relembrando a visita dos reis magos ao menino Jesus, a festividade engloba músicas, orações, danças, roupas, acessórios e muitas comidas típicas em toda a sua realização.

Leia também: Carnaval — um período de festas muito popular na cultura brasileira

Tópicos deste artigo

Origem da Folia de Reis

A Folia dos Reis é uma celebração de origem espanhola e portuguesa. Há estudiosos que defendem que a celebração tenha chegado ao Brasil ainda durante o período de colonização. Dessa forma, a Folia dos Reis pode ter sido usada como forma de catequização dos povos indígenas.

A festa remonta à visita dos reis magos ao menino Jesus. De acordo com a bíblia, após seu nascimento, Jesus recebeu a visita de três reis magos: Gaspar, Melchior (ou Belchior) e Baltazar. Na visita, cada rei trouxe um presente — ouro, que representava beleza; incenso, para divindade e fé; e mirra, para a imortalidade.

A Folia de Reis dura 12 dias, do dia 24 de dezembro, antes do nascimento de Jesus, ao dia 6 de janeiro, data da chegada dos reis a Belém.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como é celebrada a Folia de Reis?

O grupo de Reisado é formado por um embaixador, contramestre, palhaços, alferes, foliões e os três reis magos. É comum que eles desfilem pelas ruas e visitem as casas daqueles que desejam receber a visita do grupo.

Nas visitas e no desfile, há músicas típicas, danças e bençãos. É comum que os grupos de folia façam viagens durante o período da tradição, percorrendo toda a cidade, zonas rurais e mesmo realizando um trajeto entre cidades. Nesse caso, a tradição também inclui os “pousos”, que são a hospedagem dos grupos em casas ou fazendas. A hospedagem inclui comida e toda a celebração com música, bênçãos e dança.

Cada grupo possui sua própria bandeira, que é levada durante toda a festa. Em alguns locais, é comum demonstrar respeito pela bandeira, beijando e tocando-a. Quando os foliões entram nas casas, aquele com a bandeira a leva a todos os cômodos, simbolizando as bênçãos para o recinto.

As roupas usadas pelos foliões sempre são coloridas. Os instrumentos musicais mais utilizados são a viola, reco-reco, sanfonas, pandeiros e gaitas.

Vista aproximada de um homem tocando sanfona na Folia de Reis.
A sanfona é um dos principais instrumentos utilizados na Folia de Reis. [2]

→ Músicas tradicionais da Folia de Reis

Uma música tradicional da Folia de Reis é a música Hino de Reis. Confira a letra:

Vinte e cinco de dezembro
Quando o galo deu o sinal
Que nasceu o menino Deus
Numa noite de Natal... ai, ai

A estrela do Oriente
Fugiu sempre dos judeus
Pra avisar os três santos
Que o menino Deus nasceu... ai, ai

Os três reis quando souberam
Viajaram sem parar
Cada um trouxe um presente
Pro menino Deus saudar... ai, ai

Nesse instante no ranchinho
Passou a estrela da guia
Visitou todos os presentes
Onde o menino dormia... ai, ai

Deus lhe salve a casa santa
Onde é sua morada
E aqui mora o Deus Menino
E a hóstia consagrada... ai, ai|1|

Uma outra música tradicional da Folia dos Reis é a Folia do Divino. Confira a letra:

Senhor e dono da casa, vai chegando a folia
Vem beijar a nossa bandeira e escutar a cantoria
Vem beijar a nossa bandeira e escutar a cantoria, ai, ai, ai

Senhor e dono da casa, se não for muito custoso
Vem abrir a sua porta que nós viemos de pouso
Vem abrir a sua porta que nós viemos de pouso, ai, ai, ai

Nosso corpo quer descanso, nós precisamos dum canto
Nossa arma quem vigia é o Divino Espírito Santo
Nossa arma quem vigia é o Divino Espírito Santo, ai, ai, ai

Senhor e dono da casa, a folia vai saindo
Fica com Deus nosso pai e a proteção do divino
Fica com Deus nosso pai e a proteção do divino, ai, ai, ai|2|

Veja também: Páscoa — uma tradição cristã que relembra a crucificação, a morte e a ressurreição de Jesus Cristo

Comidas tradicionais da Folia de Reis

A comida da Folia dos Reis é um elemento importante da festividade. Seja no almoço ou na janta, a festividade é caracterizada por um grande banquete de comida regional e caseira.

O cardápio pode variar, mas costuma-se encontrar arroz, feijão (de caldo, tropeiro ou cozido com carne), macarronada, carnes (de frango, suínas ou bovinas) e verduras, variando de acordo com o estado. Em Goiás, por exemplo, pequi e guariroba são comuns.

Como trata-se de uma festividade religiosa, os fiéis costumam fazer doações de alimentos e de dinheiro para a refeição ou até mesmo se disponibilizar para cozinhar.

Créditos de imagem

[1] Wikimedia Commons (reprodução)

[2] Paulo Nabas / Shutterstock

Notas

|1| FAMÍLIA DIAS. Hino de Reis. Composição: Criolo. Letras. Disponível aqui.

|2| IRMÃS FREITAS. Folia do Divino. Composição: Hamilton Carneiro. Letras. Disponível aqui.

 

Por Miguel Souza
Jornalista

Escritor do artigo
Escrito por: Miguel Souza Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Miguel. "Folia de Reis"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiab/folia-de-reis.htm. Acesso em 23 de maio de 2024.

De estudante para estudante