Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Guerra de Canudos

História do Brasil

Canudos, uma comunidade que desafiou a ordem vigente.
Canudos, uma comunidade que desafiou a ordem vigente.
PUBLICIDADE

A Guerra de Canudos é tida como um dos principais conflitos que marcam o período entre a queda da monarquia e a instalação do regime republicano no Brasil. No entanto, antes de sabermos maiores detalhes sobre a formação do Povoado de Canudos e o início das batalhas, devemos contemplar algumas passagens da vida de seu principal líder: Antônio Conselheiro.

Nascido na vila de Quixeramobim, no interior do Ceará, Antônio Vicente Mendes Maciel cresceu em uma família de padrão de vida mediano. Durante sua infância teve uma educação diversa que lhe ofereceu contato com a geografia, a matemática e as línguas estrangeiras. Aos vinte e sete anos, depois da morte de seu pai, assumiu os negócios da família. Não obtendo sucesso, abandonou a atividade. Na mesma época, casou-se com uma prima e exerceu funções jurídicas nas cidades de Campo Grande e Ipu.

Com o abandono da mulher, Antônio começou a vaguear pelo sertão nordestino. Em seguida, envolveu-se com uma escultora chamada Joana Imaginária, com quem acabou tendo um filho. Em 1865, Conselheiro abandonou a mulher e o filho e retornou à sua peregrinação sertaneja. Nessas andanças, começou a construir igrejas, cemitérios e teve sua figura marcada pela barba grisalha, a bata azul, sandálias de couro e a mão apoiada em um bordão.

Nessa época, sob a perspectiva de alguém influenciado pelas contrariedades pessoais e os problemas socioeconômicos do sertão, Antônio Conselheiro iniciou uma pregação religiosa defensora de um cristianismo primitivo. Defendia que os homens deveriam se livrar das opressões e injustiças que lhes eram impostas, buscando superar os problemas de acordo com os valores religiosos cristãos. Com palavras de fé e justiça, Conselheiro atraiu muitos sertanejos que se identificavam com a mensagem por ele proferida.

Desde o início, autoridades eclesiásticas e setores dominantes da população viam na renovação social e religiosa de Antônio Conselheiro uma ameaça à ordem estabelecida. Em 1876, autoridades lhe prenderam alegando que ele havia matado a mulher e a mãe, e o enviaram de volta para o Ceará. Depois de solto, Conselheiro se dirigiu ao interior da Bahia. Com o aumento do seu número de seguidores e a pregação de seus ideais contrários à ordem vigente, Conselheiro fundou – em 1893 – uma comunidade chamada Belo Monte, às margens do Rio Vaza-Barris.

Consolidando uma comunidade não sujeita ao mando dos representantes do poder vigente, Canudos, nome dado à comunidade por seus opositores, se tornou uma ameaça ao interesse dos poderosos. De um lado, a Igreja atacava a comunidade alegando que os seguidores de Conselheiro eram apegados à heresia e à depravação. Por outro, os políticos e senhores de terra, com o uso dos meios de comunicação da época, diziam que Antônio Conselheiro era monarquista e liderava um movimento que almejava derrubar o governo republicano, instalado em 1889.

Incriminada por setores influentes e poderosos da sociedade da época, Canudos foi alvo das tropas republicanas. Ao contrário das expectativas do governo, a comunidade conseguiu resistir a quatro investidas militares. Somente na última expedição, que contava com metralhadoras e canhões, a população apta para o combate (homens e rapazes) foi massacrada. A comunidade se reduziu a algumas centenas de mulheres, idosos e crianças. Antonio Conselheiro, com a saúde fragilizada, morreu dias antes do último combate. Ao encontrarem seu corpo, deceparam sua cabeça e a enviaram para que estudassem as características do crânio de um “louco fanático”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Rainer Sousa
Graduado em História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Guerra de Canudos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiab/canudos.htm. Acesso em 23 de setembro de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

A campanha militar empreendida para exterminar o arraial de Canudos contou com a participação de um célebre escritor que, a partir do que viu, escreveu uma das obras clássicas da literatura brasileira. Indique a alternativa que aponta corretamente o nome do escritor e a obra produzida.

  1. Euclides da Cunha – Os Sertões.
  2. Lima Barreto - Os bruzundangas.
  3. Mário de Andrade – Macunaíma.
  4. Castro Alves – Os Escravos.
  5. Graciliano Ramos – Vidas Secas.

Questão 2

(UFC)

Na manhã do dia seis

Canudos foi destruída

Com bombardeios e incêndios

Não ficou nada com vida

Dizem que o Conselheiro

Tinha morrido primeiro

Na Belo Monte Querida

FRANÇA, A.Q. de; RINARÈ, R. do. Antônio Conselheiro e a Guerra de Canudos. Fortaleza; Tupynanquim, 2002, p. 32.

Em relação aos movimentos como o de Canudos, é correto afirmar que:

  1. foram movimentos que se limitaram às regiões Norte e Nordeste do Brasil, marcadas pela presença dos latifúndios.
  2. foram movimentos sem grande repercussão, visto que se situavam no campo e a maior parte dos trabalhadores do país encontrava-se nas cidades.
  3. no campo o domínio dos coronéis era absoluto, e esses movimentos sociais tiveram que se disfarçar como um movimento de conteúdo religioso, para evitar a repressão.
  4. foram movimentos nos quais se combinavam conteúdos religioso e social, pois questionavam o poder das autoridades civis e religiosas.
  5. foram movimentos de conteúdo exclusivamente religioso, marcados pelo fanatismo, reprimidos por Pedro II e pelos republicanos que se esforçavam para construir um país civilizado.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Saiba quem foi Euclides da Cunha. Leia sua biografia, entenda quais são suas características literárias e a importância de sua obra para a literatura brasileira.
Veja os principais acontecimentos que marcaram o governo de Deodoro da Fonseca, primeiro presidente do Brasil. Entenda o contexto da época e o fim desse governo!
Acesse o site e conheça mais sobre a Guerra do Contestado. Veja quais foram as suas causas, como se deu o conflito e as suas consequências.
Clique e acesse o texto para saber detalhes da vida de Lampião. Conheça as origens do mais famoso chefe cangaceiro que já existiu no Brasil.
Clique no link para ter detalhes da vida de padre Cícero, importante figura da religiosidade popular. Saiba qual milagre ele supostamente presenciou.
Clique e acesse este texto para saber um pouco mais sobre a Primeira República, período inicial da República no Brasil. Entenda as características desse período.
Acesse para ter detalhes a respeito da Proclamação da República. Entenda o processo de crise da monarquia e veja quais eram os grupos mais insatisfeitos.
Veja como a República Oligárquica estava ligada às oligarquias agrárias que dominaram o poder político no Brasil através da política dos governadores apoiada no coronelismo.
Neste link você terá acesso a informações sobre o primeiro período da experiência republicana do Brasil: a República da Espada.
Acesse o site e conheça mais sobre a Revolta da Armada. Veja quais foram as causas e os objetivos da revolta e sua ligação com a Revolução Federalista.