Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Principais problemas ambientais

Os principais problemas ambientais do Brasil e do mundo são ocasionados pela intensa atividade dos seres humanos sobre a natureza.

Cenário de poluição atmosférica, um dos principais problemas ambientais que existem na atualidade.
Os principais problemas ambientais observados hoje no Brasil e no mundo têm origem no descompasso entre a ação humana e o meio natural.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Os principais problemas ambientais que existem no Brasil e no mundo são ocasionados pela intensificação das atividades humanas, como a produção industrial e a urbanização, pelo manejo inadequado dos solos e pelo uso intensivo e não sustentável dos recursos naturais. Os principais problemas ambientais são os seguintes:

  • poluição atmosférica;

  • aquecimento global;

  • poluição hídrica e dos solos;

  • desmatamento e queimadas;

  • desertificação;

  • perda de biodiversidade;

  • descarte irregular de lixo.

Leia também: Conferências ambientais — as reuniões realizadas a fim de discutir questões sobre o meio ambiente

Tópicos deste artigo

Resumo sobre os principais problemas ambientais

  • Os principais problemas ambientais observados no mundo são a poluição atmosférica, o aquecimento global, a poluição hídrica e dos solos, o desmatamento, as queimadas, a desertificação e a perda de biodiversidade.

  • Intensificaram-se após a Revolução Industrial, com a ação cada vez mais intensa dos seres humanos sobre a natureza.

  • Os principais problemas ambientais observados no Brasil são o desmatamento, as queimadas, a poluição das águas, a poluição do ar, a perda de biodiversidade e o descarte irregular de lixo.

  • O crescimento acelerado das cidades aliado à falta de acesso a serviços básicos de saneamento e o avanço de atividades econômicas exploratórias e intensivas no meio rural estão entre as causas dos problemas ambientais no Brasil.

  • Prejudicam a qualidade de vida da população atual e ameaçam as gerações futuras. Colocam em risco, ainda, a biodiversidade do planeta Terra.

  • A educação ambiental, a adoção de um modo de vida sustentável, a ação coordenada dos gestores públicos em escala nacional e internacional e a elaboração de políticas públicas voltadas ao meio ambiente são algumas das soluções para os problemas ambientais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são os principais problemas ambientais do mundo?

Os principais problemas ambientais do mundo foram causados pela ação antrópica sobre a natureza. Esse processo se intensificou a partir da Revolução Industrial, que data do século XVIII, e começou a ser amplamente discutido em escala internacional a partir da década de 1970, com a realização das conferências ambientais e sobre o clima. Confira a seguir quais são os principais problemas ambientais enfrentados hoje no mundo.

Poluição atmosférica

A poluição do ar ou atmosférica pode ser descrita como a presença, no ar, de gases poluentes, material particulado, agentes biológicos e outros elementos que alterem a sua qualidade. Esse problema é ocasionado principalmente pela queima de combustíveis fósseis e pela atividade industrial nos grandes centros urbanos, atividades essas que liberam substâncias como gás carbônico (CO2), monóxido de carbono (CO), óxidos de enxofre (SO2 e SO3) e óxido de nitrogênio (NOx) na atmosfera.

Esse tipo de poluição é causador de outros problemas ambientais, como as chuvas ácidas (chuvas com elevada acidez) e as ilhas de calor (maior temperatura das cidades em relação às áreas vizinhas), típicas de áreas urbanas. Em maior escala, a poluição do ar afeta o equilíbrio atmosférico e intensifica o efeito estufa, o que causa o aquecimento global. Entre os países com maior poluição atmosférica estão Índia, Burkina Faso, Tailândia, China e Azerbaijão.

Aquecimento global

Ursos polares em área de derretimento de geleira, consequência do aquecimento global, um dos principais problemas ambientais.
O derretimento das geleiras e calotas polares é uma das consequências das mudanças climáticas provocadas pelo aquecimento global.

O aquecimento global é o aumento anormal da temperatura média do planeta Terra. Esse fenômeno tem como causas a intensa exploração da natureza pelos seres humanos, ocasionando problemas como o desmatamento, e a emissão direta de gases poluentes na atmosfera por meio da atividade industrial e da queima de combustíveis fósseis. Segundo o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), a temperatura média da Terra é, atualmente, 1,5º C maior do que no período que antecede a Revolução Industrial.

Esse aumento da temperatura também gera outros problemas ambientais. Uma das principais consequências desse fato são as mudanças climáticas e o acontecimento cada vez mais recorrente de fenômenos extremos, como secas severas, chuvas muito volumosas e intensas, além do derretimento das calotas polares, aumento do nível dos oceanos e a perda da biodiversidade.

Poluição hídrica

A poluição hídrica acontece quando substâncias são lançadas nos corpos d’água e alteram as suas propriedades físicas, químicas e biológicas, o que pode causar a contaminação e, como consequência, gerar severos prejuízos para a população que depende daquele recurso e para a biodiversidade aquática. O descarte irregular de lixo e de resíduos urbanos, como esgoto, e industriais estão entre as principais causas da poluição hídrica.

Uma das discussões acerca da poluição hídrica gira em torno da quantidade de plástico e microplástico presente nos oceanos. O acúmulo dessas substâncias prejudica a fauna marinha e pode até mesmo afetar a saúde humana, pela contaminação da cadeia alimentar de espécies de água salgada.

Poluição dos solos

A poluição dos solos é descrita como a degradação química do substrato. Tem origem no descarte irregular de lixo e dejetos urbanos, industriais, da mineração e das usinas geradoras de eletricidade, no uso intensivo de defensivos agrícolas e agrotóxicos para a produção, no desmatamento e outros eventos que contribuem para a perda de fertilidade dos solos.

De acordo com a Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO), agência especializada da ONU, a poluição dos solos ameaça a qualidade das águas e dos alimentos que ingerimos, além de afetar a garantia da segurança alimentar para uma maior parcela da população mundial devido a isso. Entre as áreas onde esse problema é mais recorrente estão a Ásia Central, o Norte da África e a Europa.

Desmatamento

Também chamado de desflorestamento, o desmatamento é a retirada da cobertura vegetal parcial ou total de um determinado lugar. A perda da cobertura vegetal deixa os solos desprotegidos e mais vulneráveis, ao mesmo tempo que afeta o funcionamento dos ecossistemas, contribui para o assoreamento dos rios e interfere na dinâmica dos climas locais e, a longo prazo, do clima global.

Queimadas

Helicóptero jogando água sobre um incêndio florestal (queimada), um dos principais problemas ambientais.
O calor extremo e a vegetação seca aumentam as chances de ocorrência de grandes incêndios florestais.

Também chamadas de incêndio florestais, as queimadas humanas são uma prática de limpeza de uma área com o uso fogo. O fogo das queimadas elimina parte da biodiversidade das matas e contribui para a emissão de gases poluentes na atmosfera. Em alguns casos, como observamos recentemente na costa oeste dos Estados Unidos, na Austrália e no Sul da Europa, os incêndios são causados pelo calor extremo e pelo tempo seco, que resseca a vegetação e facilita o espalhamento das chamas.

Desertificação

A desertificação é um fenômeno de degradação química e física dos solos, resultante do esgotamento da capacidade de produção do solo, o que tem como causas a exploração desse recurso de maneira intensiva para fins econômicos, o manejo inadequado, as queimadas sucessivas e o desmatamento. Fatores de ordem natural podem contribuir para a desertificação de áreas, como a presença de climas secos e as propriedades naturais do substrato.

Deserto do Níger, na África, como representação do processo de desertificação, um dos principais problemas ambientais.
A desertificação avança em um ritmo alarmante em algumas partes do mundo, como no Norte da África.

Esse processo tem como efeitos a degradação física dos solos, a salinização e o aumento do potencial destrutivo das chuvas nas regiões áridas. Além disso, impacta direta e negativamente a população e a biodiversidade, tendo em vista que a desertificação deixa o solo impróprio para o plantio, dificulta a criação de animais e impede a formação de reservatórios de água potável. Uma das áreas mais afetadas pela desertificação é o Sahel, na região norte do continente africano.

Veja também: Quais são os principais problemas ambientais rurais?

Quais são os principais problemas ambientais do Brasil?

Os principais problemas ambientais do Brasil foram agravados com a industrialização tardia e com a urbanização acelerada que aconteceu na segunda metade do século XX e que gerou fenômenos como o da macrocefalia urbana. No meio rural, o avanço da fronteira agrícola e de atividades econômicas como o extrativismo estão entre os maiores causadores de impactos ao meio ambiente. A seguir, veja quais são os principais problemas ambientais do Brasil.

Desmatamento

Área de ocorrência de desmatamento ilegal na Floresta Amazônica, um dos principais problemas ambientais do Brasil.
A Amazônia e o Cerrado são os biomas mais afetados pelo desmatamento no Brasil.

O desmatamento é um dos problemas ambientais do Brasil e está presente em praticamente todos os biomas do país. Em um período recente, observou-se um crescimento expressivo da remoção da vegetação nativa na Amazônia e no Cerrado em decorrência da abertura de novas áreas para a prática do agronegócio, com destaque para o plantio da soja, e do extrativismo vegetal e mineral. No segundo caso, temos acompanhado recentemente os impactos do garimpo ilegal no interior da Floresta Amazônica.

Nos últimos 30 anos, a Amazônia perdeu aproximadamente 800.000 km² de área coberta com vegetação nativa. Já no Cerrado, a perda foi de 265.000 km², conforme as informações do MapBiomas.

Queimadas

As queimadas são fenômenos que podem acontecer naturalmente em áreas quentes e que apresentam vegetação ressecada em função do calor. Em muitas dessas localidades, há plantas com adaptações capazes de resistir à ação do fogo, como se identifica no Cerrado brasileiro. No entanto, o Brasil experimentou um aumento das queimadas ilegais realizadas com o intuito de abrir novas áreas para a exploração econômica dos recursos naturais.

Poluição das águas

A poluição das águas no Brasil é um problema ambiental que tem como uma de suas principais causas a falta de coleta e tratamento adequado do esgoto, o que resulta no seu descarte irregular diretamente nos corpos hídricos. Cabe ressaltar que, de acordo com o Painel Saneamento Brasil, 44,2% da população brasileira não possui acesso a esse tipo de serviço, o que representa um número absoluto de mais de 92 milhões de pessoas.

Além disso, os dejetos industriais e da mineração, o lixo e o agrotóxico e outros defensivos agrícolas estão, também, entre as causas da poluição hídrica no país. Considerando a poluição e fatores como as mudanças climáticas e o desvio de cursos d’água para a construção de hidrelétricas, o Brasil perdeu 15,7% de seus recursos hídricos nos últimos 30 anos, uma área equivalente a 3 milhões de hectares.|1|

Poluição do ar

A poluição do ar é, no Brasil, um problema ambiental associado aos grandes centros urbanos, ao desmatamento, em especial aquele ocasionado pelas queimadas ilegais, e ao manejo inadequado dos solos, que são responsáveis pela liberação de uma quantidade elevada de dióxido de carbono na atmosfera.

Um levantamento do site Carbon Brief, do Reino Unido, mostra o Brasil na quarta posição entre os maiores emissores de CO2, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, da China e da Rússia. A pesquisa levou em consideração um período de tempo bastante amplo, que vai de 1850 a 2021. Nesse intervalo, o país respondeu pela emissão de mais de 100 milhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera.|2|

Perda de biodiversidade

Biodiversidade é a variedade de seres vivos de um local. Sendo assim, a perda da biodiversidade é um grave problema ambiental, que ameaça a fauna e a flora do Brasil e põe em risco os seus principais biomas, em especial a Amazônia e o Cerrado. O desmatamento e a consequente destruição do habitat de muitas espécies de animais estão entre causas da perda da biodiversidade brasileira. Em relação à fauna, a lista de animais ameaçados de extinção no Brasil é de quase 1400 espécies, metade das quais foi adicionada entre 2014 e 2022.|3|

Mico-leão-dourado em um galho como exemplo da perda de biodiversidade, um dos principais problemas ambientais do Brasil.
O mico-leão-dourado é uma das espécies ameaçadas de extinção no Brasil.

Descarte irregular do lixo

Causador de outros impactos como a poluição dos solos e da água, o descarte irregular do lixo é um problema ambiental gerado pelo crescimento do total de detritos gerados pela população e pela falta de acesso a serviços essenciais de saneamento, como a coleta de lixo, nos municípios brasileiros.

O IBGE estima que 20 milhões de pessoas não possuem acesso a esse tipo de serviço no Brasil, o que leva ao descarte nas ruas, terrenos baldios, áreas de mata ou nos rios e riachos próximos. Nas cidades, um dos problemas gerados pelo lixo jogado nas ruas de maneira inadequada é o alagamento das vias durante o período chuvoso.

Acesse também: Enchentes no Brasil — fenômenos naturais que têm sido intensificados por práticas humanas

Consequências dos principais problemas ambientais

Os principais problemas ambientais do Brasil e do mundo prejudicam a qualidade de vida da população, causando quadros de doenças respiratórias e infecciosas em decorrência da poluição, ampliando a insegurança alimentar dos grupos mais vulneráveis, gerando uma série de transtornos no meio urbano, como os alagamentos, e intensificando a ocorrência e a gravidade dos desastres ambientais.

Mulher usando máscara em uma região de poluição atmosférica, um dos principais problemas ambientais do Brasil e do mundo.
A poluição do ar e outros problemas ambientais afetam a qualidade de vida da população.

Esses problemas são responsáveis pelo desequilíbrio ambiental e pela destruição de ecossistemas inteiros, terrestres e aquáticos, colocando em risco a sobrevivência de espécies de animais e plantas. O clima da Terra e a dinâmica das águas sofreram transformações derivadas dos problemas ambientais, o que impacta negativamente os ciclos naturais fundamentais para a manutenção das diferentes formas de vida presentes no nosso planeta.

Observa-se de forma cada vez mais recorrente a redução da disponibilidade de recursos naturais, o que pode culminar na sua escassez em um curto espaço de tempo. Com isso, podemos afirmar que, além da geração presente, os principais problemas ambientais ameaçam, também, as gerações futuras.

Possíveis soluções para os principais problemas ambientais

É urgente a adoção de medidas capazes de conter o avanço dos principais problemas ambientais, de modo que seus impactos, que já são significativos, sejam reduzidos em médio e longo prazo. Isso garante uma melhor qualidade de vida para a população e proporciona a manutenção da fauna e da flora do nosso planeta. Veja algumas soluções que podem ser adotadas para a redução dos problemas ambientais:

  • educação ambiental;

  • garantia do acesso a saneamento básico para toda a população;

  • realização da reciclagem e da coleta seletiva;

  • reflorestamento e recuperação de áreas degradadas;

  • rotação de culturas;

  • manejo adequado dos solos;

  • aumento da utilização de fontes de energia renováveis;

  • evitamento do descare de lixo em terrenos, rios e outros locais inadequados;

  • consumo consciente;

  • economia de água e de energia elétrica;

  • adoção de medidas sustentáveis pelo setor industrial e na agropecuária;

  • proteção das espécies de animais e plantas ameaçadas de extinção;

  • maior fiscalização em áreas de desmatamento ilegal;

  • elaboração e aplicação de políticas de proteção e preservação ambiental.

Exercícios resolvidos sobre os principais problemas ambientais

Questão 1

(Enem)

TEXTO I

Rio Tietê e arredores urbanos em foto em preto e branco.
Rio Tietê. São Paulo (SP). Foto: Delfim Martins/Pulsar.

TEXTO II

O rio Tietê está morto. Ao menos uma parte dele: 137 quilômetros, para ser mais preciso. Uma pesquisa da Fundação SOS Mata Atlântica mostra que, em 2016, o trecho do rio com qualidade de água classificada como ruim ou péssima começa em Itaquaquecetuba, passa por toda a região metropolitana de São Paulo e chega até Cabreúva, já no interior de São Paulo. Nesse trecho, a água não tem oxigênio suficiente para abrigar vida.

Disponível em http//epoca.globo.com. Acesso em: 7 dez 2017 (adaptado).

Considerando a análise dos textos, a condição atual desse rio tem como origem a:

A) valorização do sítio urbano.

B) extinção da vegetação nativa.

C) recepção de densa carga de dejetos.

D) captação desordenada do regime pluvial.

E) expansão do uso de defensivos químicos.

Resolução:

Alternativa C.

A poluição e contaminação das águas do rio Tietê são causadas pelo descarte de grandes quantidades de dejetos e do lixo urbano, o que acontece em maior escala na região metropolitana de São Paulo, uma área densamente povoada.

Questão 2

(Enem)

Trata-se da perda progressiva da produtividade de biomas inteiros, afetando parcelas muito expressivas dos domínios subúmidos e semiáridos em todas as regiões quentes do mundo. É nessas áreas, ecologicamente transicionais, que pressão sobre a biomassa se faz sentir com muita força, devido à retirada da cobertura florestal, ao superpastoreio e às atividades mineradoras não controladas, desencadeando um quadro agudo de degradação ambiental, refletido pela incapacidade de suporte para o desenvolvimento de espécies vegetais, seja uma floresta natural ou plantações agrícolas.

CONTI, J. B. A geografia física e as relações sociedade-natureza no mundo tropical, In: CARLOS, A. F. A. (Org.). Novos caminhos da geografia. São Paulo: Contexto, 1999 (adaptado).

O texto enfatiza uma consequência da relação conflituosa entre a sociedade humana e o ambiente, que diz respeito ao processo de:

A) inversão térmica.

B) poluição atmosférica.

C) eutrofização da água.

D) contaminação dos solos.

E) desertificação de ecossistemas.

Resolução:

Alternativa E.

O trecho fala na perda de produtividade dos biomas, uma característica atrelada aos solos desses domínios. Assim, o processo descrito é o de desertificação dos ecossistemas, um problema ambiental presente em diversas regiões do mundo.

Notas

|1| MODELLI, Laís. Brasil perdeu 15% dos seus recursos hídricos em 30 anos, uma perda de quase o dobro da superfície de água de todo o Nordeste. G1, 23 ago. 2021. Disponível aqui.

|2| PASSARINHO, Nathalia. Brasil é 4º no mundo em ranking de emissão de gases poluentes desde 1850. BBC News Brasil, 27 out. 2021. Disponível aqui.

|3| REDAÇÃO. Lista de animais ameaçados de extinção no Brasil dobra em oito anos. Jornal Nacional, 12 mar. 2022. Disponível aqui.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Principais problemas ambientais"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/principais-problemas-ambientais.htm. Acesso em 13 de abril de 2024.

De estudante para estudante


Lista de exercícios


Exercício 1

O aquecimento global, o problema ambiental mais preocupante na atualidade, é a elevação acelerada das temperaturas médias da Terra.

São causas desse problema, exceto:

a) queima de combustíveis fósseis, que libera grande quantidade de gases de efeito estufa.

b) queimadas e desmatamento de áreas florestais.

c) poluição dos oceanos, que promove a redução dos fitoplânctons, fundamentais na produção de oxigênio.

d) redução das geleiras presentes nos polos do planeta e nos topos das montanhas.

Exercício 2

A poluição da água, um dos principais problemas ambientais do mundo, é causada principalmente por atividades antrópicas, ou seja, é derivada das ações dos seres humanos. Marque a alternativa que NÃO indica uma ação humana geradora de poluição da água.

a) Utilização de produtos químicos nas lavouras, o que gera resíduos químicos nos cursos de água.

b) Lançamento de lixo em locais não adequados, podendo atingir cursos de água doce e oceano.

c) Plantio em curvas de nível em terrenos acidentados como forma de evitar erosões e, consequentemente, assoreamento.

d) Ineficiência da rede de saneamento básico, o que permite o lançamento de esgoto sem tratamento nos rios e oceano.

e) Vazamento de combustíveis das embarcações que circulam por hidrovias e pelos oceanos.