Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Aquecimento global

O aquecimento global é um grave problema ambiental, ocasionado pela intensa emissão de gases poluentes na atmosfera provocada pela ação humana, resultando nas mudanças climáticas.

Termômetro com temperatura elevada apontado para o Sol ao lado de representação da Terra, uma alusão ao aquecimento global.
Aquecimento global é o aumento da temperatura média do planeta Terra.
Crédito da Imagem: shutterstock.com
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Aquecimento global é nome dado ao fenômeno de aumento anormal das temperaturas do planeta Terra, tomando como referência de medição os níveis pré-industriais. Esse aumento é causado pela emissão de gases do efeito estufa (GEE), como o dióxido de carbono, proveniente da atividade antrópica e das alterações que os seres humanos provocam no meio ambiente.

Como resultado, tem-se mudanças nos padrões do clima global, derretimento de geleiras, aumento do nível dos oceanos e perda de biodiversidade. A ação urgente de Estados, empresas e populações é necessária para a minimização do aquecimento global.

Leia também: Efeito estufa — detalhes sobre o fenômeno natural diretamente ligado ao aquecimento global

Tópicos deste artigo

Resumo sobre o aquecimento global

  • Aquecimento global é o aumento anormal da temperatura média do planeta Terra.

  • Estima-se que a Terra esteja 1,1 ºC mais quente hoje do que no período pré-industrial.

  • A emissão de gases do efeito estufa, como CO2, é a principal causa do aquecimento global.

  • A atividade industrial, a agropecuária, o desmatamento e outras atividades antrópicas são as responsáveis pela emissão de gases do efeito estufa na atmosfera.

  • A maior emissão desses gases poluentes intensifica a retenção de calor na atmosfera (efeito estufa) e promove o gradual aumento das temperaturas do planeta.

  • As mudanças climáticas estão entre as principais consequências do aquecimento global.

  • O Brasil integra a lista de um dos maiores poluentes do mundo, contribuindo negativamente para o aquecimento global.

  • O que faz com que o Brasil seja incluso nessa lista é o desmatamento, principalmente, e a atividade agropecuária.

  • Mecanismos de ação internacional como os acordos do clima são importantes para a atuação dos países na busca de soluções para o aquecimento global.

  • Os principais acordos do clima que versam sobre esse problema ambiental são o Protocolo de Kyoto (1997) e seu substituto, os Acordos de Paris (2015).

  • Apesar das evidências do aquecimento global, existem muitos críticos que o contestam.

O que é aquecimento global?

Aquecimento global é o fenômeno de aumento das temperaturas do planeta Terra para além do patamar considerado normal e é entendido como a intensificação do efeito estufa. A Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) estima que a Terra estava 1,36 ºC mais quente no ano de 2023 do que a média do período pré-industrial. A maior parte do aquecimento aconteceu a partir da segunda metade da década de 1970. Não somente isso, as temperaturas registradas nos últimos 10 anos foram as mais altas já registradas desde o início das medições.

Devido às consequências danosas ao meio ambiente e aos seres humanos, o aquecimento global é classificado como um problema ambiental grave. Aliás, por conta de seu agravamento, em 2023, o então secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, cunhou a expressão “ebulição global” para descrever a atual fase do aquecimento global.

Acesse também: Ebulição global — detalhes sobre o agravamento do aquecimento global

Causas do aquecimento global

Várias indústrias emitindo gases poluentes na atmosfera, a principal causa do efeito estufa.
A emissão de gases poluentes na atmosfera é a principal causa do efeito estufa.

Sabe-se que as temperaturas do planeta Terra começaram a aumentar significativamente após o advento da Primeira Revolução Industrial na Inglaterra, no século XIX. Ainda que esse tenha sido um momento-chave na história da humanidade, sobretudo pelo desenvolvimento do sistema econômico capitalista, vigente até hoje, houve a intensificação da emissão de gases do efeito estufa (GEE), entre os quais o dióxido de carbono (CO2), e da exploração comercial do meio ambiente.

Tudo isso contribuiu para a degradação do meio e para o início do processo que conduziria ao aquecimento global. Levando em consideração o exposto acima, podemos afirmar que as causas do aquecimento global são as atividades humanas (ou antrópicas), que se desenvolveram e se tornaram cada vez mais complexas com o passar do tempo.

Em outras palavras, as atividades antrópicas e seus produtos são os causadores do aquecimento global, o que abrange:

  • Aumento da queima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão mineral, gás natural): por meio de motos a combustão e da atividade industrial, inclusive na geração de eletricidade.

  • Remoção da cobertura vegetal e ampliação das áreas desmatadas: o que promove a liberação de uma grande quantidade de carbono na atmosfera.

  • Promoção de queimadas na vegetação: o que, muitas vezes, está associado à abertura de áreas para a instalação de infraestrutura ou para a produção agropecuária.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aquecimento global e efeito estufa

 Ilustração representativa do efeito estufa, fenômeno natural diretamente ligado ao aquecimento global.
O efeito estufa é um fenômeno natural que retém parte do calor do Sol na superfície terrestre.

Aquecimento global e efeito estufa são dois conceitos relacionados e que frequentemente aparecem juntos, tanto em textos acadêmicos quanto em artigos ou reportagens que saem na mídia comum. No entanto, é muito importante compreendê-los como fenômenos distintos que não podem ser confundidos. Veja, na tabela a seguir, as principais diferenças entre aquecimento global e efeito estufa, bem como a correlação entre eles:

Efeito estufa

Aquecimento global

Fenômeno natural resultante da retenção de uma parte do calor emanado pelo Sol para o planeta Terra.

Fenômeno de origem antrópica, isto é, causado pela ação dos seres humanos. Mesmo surgindo da atividade humana, reflete diretamente no meio natural.

Ocasionado pelos chamados gases do efeito estufa (GEE), os quais impedem que parte do calor retorne para o espaço, ficando retido no planeta. Tais gases são vapor d’água, dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e clorofluorcarboneto (CFC).

Ocasionado pela ampliação da emissão de gases do efeito estufa, principalmente o CO2, o que aumenta a retenção de calor pela atmosfera e torna o efeito estufa mais intenso.

Por conta do efeito estufa, foi possível o desenvolvimento e a manutenção de diferentes formas de vida no planeta, inclusive a humana. É, portanto, muito benéfico para a Terra.

Por conta do aquecimento global, as temperaturas médias do planeta Terra têm aumentado acima da média, o que causa problemas como as mudanças climáticas, que ameaçam o equilíbrio ambiental e a manutenção das espécies.

Como acontece o aquecimento global?

O aquecimento global é resultado da intensificação da emissão dos GEE, entre os quais, estão:

  • dióxido de carbono (CO2);

  • metano (CH4);

  • clorofluorcarboneto (CFC);

  • óxido nitroso (N2O).

Todos os gases acima mencionados são provenientes das ações antrópicas, sejam atividades econômicas, como a indústria e a pecuária, sejam transformações que os seres humanos produzem no meio ambiente. No segundo caso, muitas vezes, as modificações são provocadas para a abertura de áreas agropastoris, para a extração de recursos naturais de forma intensiva ou para a expansão das áreas urbanizadas. Em todo caso, tal prática pode se tornar danosa ao meio ambiente e ameaçar o equilíbrio dos ecossistemas quando não realizada de maneira sustentável.

Os gases do efeito estufa, aliados com a ausência de vegetação, são os principais responsáveis pelo aquecimento global. Isso acontece porque o calor emanado do Sol para a Terra consegue penetrar a atmosfera e chegar até a superfície, mas, em seu caminho de volta, uma parte dele fica retida no planeta: esse é o efeito estufa. Com o aumento das emissões, o que acontece é a intensificação dessa retenção de calor. Por conseguinte, as temperaturas médias do planeta Terra aumentam com o passar do tempo.

Relacionado com a dinâmica explicada acima está a destruição da camada de ozônio, outro fator que acelera o aquecimento global. A camada de ozônio é uma fina camada atmosférica situada na estratosfera e formada essencialmente por 90% de todo o gás ozônio (O3) da atmosfera terrestre. Tem como função proteger o planeta de raios ultravioleta (UV) provenientes do Sol.

Por ser pouco espessa, essa camada apresenta áreas de maior afinamento em que, de tempos em tempos, são formados buracos, que acabam posteriormente fechados pela própria dinâmica atmosférica.

A emissão dos GEE, em especial o CFC, tem dificultado a recuperação da camada de ozônio nas áreas em que os buracos se formam. Em função disso, parte do envólucro protetor do planeta Terra perde a sua eficácia, o que resulta em consequências negativas para os seres humanos e as demais formas de vida, como a maior retenção de calor.

Consequências do aquecimento global

Moradores em bairro alagado durante enchente provocada pelas mudanças climáticas, uma consequência do aquecimento global.
Chuvas volumosas e grandes inundações são algumas das consequências do aquecimento global.[1]

As consequências do aquecimento global estão sendo debatidas pela comunidade científica desde, pelo menos, a década de 1970, quando aconteceu a primeira conferência dedicada à discussão sobre o clima global e o meio ambiente. Muitas das consequências do aquecimento global previstas no passado estão sendo identificadas no momento presente, especialmente as alterações na dinâmica climática do planeta. Algumas das consequências da elevação das temperaturas terrestres são as seguintes:

  • Mudanças climáticas causadas pelas alterações na dinâmica atmosférica, como é o caso do aumento das temperaturas do planeta.

  • Derretimento das calotas polares e das geleiras e consequente aumento do nível dos oceanos.

  • Aquecimento das águas dos oceanos, resultando na sua acidificação.

  • Perda de biodiversidade e extinção de espécies de animais e plantas devido à não adaptação às novas condições climáticas impostas pelo aquecimento global.

  • Desequilíbrio de ecossistemas e dos ciclos biogeoquímicos que acontecem na natureza e que são os principais responsáveis pela manutenção da biota.

  • Diminuição das reservas de recursos naturais essenciais para a vida humana.

  • Problemas com a produção agrícola e perda de lavouras, o que resulta em uma menor produção de alimentos e pode ocasionar a escassez de itens.

  • Aumento do número de doenças provocadas pela poluição, pelo calor e pelas demais alterações no clima do planeta Terra.

  • Aumento do número de refugiados do clima, pessoas atingidas pelos fenômenos extremos decorrentes das mudanças climáticas.

Aquecimento global e mudanças climáticas

O aquecimento global está diretamente relacionado com as mudanças climáticas. A Organização das Nações Unidas (ONU) define as mudanças climáticas como as transformações no padrão de temperatura e de clima observadas no médio e longo prazo no planeta Terra. Tais mudanças na dinâmica climática em escala global já são identificadas atualmente, sendo elas resultado das ações cumulativas dos seres humanos ao longo dos séculos, e que se aceleraram a partir da segunda metade do século XX.

Uma das principais evidências das mudanças climáticas é, justamente, o aumento da temperatura média do planeta Terra, que foi de 1,1 ºC desde o início da industrialização. Segundo o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), caso nada seja feito para impedir o avanço do aquecimento global, o aumento poderá ser de até 1,5 ºC nas próximas duas décadas. Acima desse limite, considera-se o quadro irreversível.

As mudanças climáticas causam, sobretudo, a ocorrência, cada vez mais frequente, de fenômenos atmosféricos extremos, como:

  • períodos de frio muito intenso;

  • calor exacerbado e ondas de calor cada vez mais duradouras;

  • intensificação do El Niño e da La Niña, que têm se instalado com maior recorrência;

  • chuvas muito volumosas que não se comparam a outras registradas nas mesmas localidades;

  • secas severas que perduram por muito mais tempo do que seria considerado normal.

Todas essas alterações afetam o equilíbrio natural e são extremamente prejudiciais para os seres humanos, especialmente aqueles que moram nas cidades. Para saber mais sobre as mudanças climáticas, clique aqui.

Aquecimento global no Brasil

 Cenário de desmatamento e de queimada, uma das principais causas do aquecimento global no Brasil.
O desmatamento e as queimadas são as principais causas de emissão de GEE no Brasil.

O Brasil é listado como um dos maiores emissores de gases do efeito estufa do mundo, ficando ao lado de países como China, Estados Unidos e Japão. Essa realidade acontece principalmente em função da atividade agropecuária, que promove a liberação do gás metano (CH4) na criação de animais principalmente, além dos desmatamentos provocados para a abertura de novas áreas destinadas à produção primária. Recentemente, o desmatamento tem sido a maior causa das emissões de poluentes no Brasil.

Ainda nesse contexto, as queimadas são um método de desmatamento que acabam por intensificar a liberação de carbono na atmosfera. A produção de energia elétrica e as indústrias são também apontadas como emissoras de GEE no território brasileiro.

Nas últimas conferências do clima, o Brasil tem sido visto como um importante porta-voz dos países emergentes e como uma via de diálogo entre os países desenvolvidos e os países subdesenvolvidos, em função do potencial ambiental que o território brasileiro apresenta. Por conta dos seus recursos naturais e biológicos, em especial a Floresta Amazônica, o país se encontra no centro das discussões acerca da preservação ambiental e da importância de se recuperar áreas desmatadas e diminuir as emissões de GEE a fim de frear o avanço do aquecimento global e das mudanças climáticas.

Em se tratando dos efeitos do aquecimento global no país, recentemente o Brasil vivenciou uma série de eventos extremos relacionados com a dinâmica atmosférica que evidenciaram a urgência na tomada de medidas para lidar com a pauta climática.

Esses eventos incluem ondas de calor muito fortes que atingiram quase todo o território nacional e os efeitos danosos do El Niño e da La Niña, como secas no Amazonas seguido por chuvas intensas que provocaram inundações no mesmo estado. As mesmas chuvas atingiram a Bahia e o Rio Grande do Sul entre 2021 e 2024, provocando cheias históricas e grandes inundações que vitimaram pessoas e deixaram milhares desabrigadas. Para saber mais sobre o aquecimento global no Brasil, clique aqui.

Lista de países que mais contribuem para o aumento do aquecimento global

Países e regiões que mais contribuem para o aquecimento global segundo suas emissões de gases do efeito estufa (GEE)

País / Região

Localização

China

Ásia

Estados Unidos

América do Norte

Índia

Ásia

União Europeia

Europa

Rússia

Ásia

Japão

Ásia

Brasil

América do Sul

Irã

Ásia

Indonésia

Ásia

México

América do Norte

Lista de países mais afetados pelo aquecimento global

Países mais afetados pelo aquecimento global segundo a sua vulnerabilidade socioeconômica e ambiental

País

Localização

Chade

África

Somália

África

Síria

Ásia

República Democrática do Congo

África

Afeganistão

Ásia

Bangladesh

Ásia

Sudão do Sul

África

Etiópia

África

Nigéria

África

República Centro-Africana

África

Acordos climáticos e aquecimento global

Desde a década de 1970, a comunidade internacional está empenhada em discutir o equilíbrio ambiental e a degradação gerada pelas intervenções humanas na natureza. Nesse sentido, a primeira grande convenção foi a Estocolmo-72. Vinte anos mais tarde, no Rio de Janeiro, aconteceu a ECO-92, quando o clima se tornou a principal pauta de discussão. Durante essa importante reunião, determinou-se que o aquecimento global tinha se tornado uma preocupação internacional que demandava soluções imediatas.|1|

As metas e as propostas de ações determinadas pelos representantes dos Estados nacionais são dispostas nos chamados acordos climáticos, que buscar nortear a atuação dos países, visando à contenção do aquecimento global. Os principais acordos do clima são os seguintes:

Possíveis medidas para reduzir o aquecimento global

 Painéis solares próximos a turbinas eólicas, uma alusão às possíveis medidas de redução do aquecimento global.
A adoção de uma nova matriz energética é uma das medidas possíveis para reduzir o aquecimento global.

O atual estágio do aquecimento global tem sido chamado de ebulição global, por conta do aumento expressivo da temperatura média do planeta Terra, chegando quase ao ponto de irreversibilidade previsto pelo IPCC. Segundo esse órgão, até o ano de 2040, a temperatura terrestre aumentará em 1,5 ºC com relação ao nível pré-industrial, caso nenhuma medida seja tomada para conter as emissões de poluentes e as ações que degradam o meio ambiente. Dentre as medidas possíveis para reduzir o aquecimento global, citamos:

  • Alteração da matriz energética para fontes renováveis e limpas, reduzindo, assim, a dependência dos combustíveis fósseis, tanto para a frota de automóveis quanto para a geração de energia elétrica.

  • Implementação de novas maneiras de se produzir tanto no setor primário quanto no setor secundário, visando à adoção de métodos sustentáveis que garantam a menor produção de poluentes e a redução dos impactos ambientais.

  • Recrudescimento da fiscalização e da punição aos indivíduos e empresas que provocam danos ao meio natural, como desmatamentos sem autorização, queimadas ilegais, descarte irregular de dejetos, entre outras atitudes prejudiciais.

  • Desenvolvimento de projetos de reflorestamento e de recuperação de áreas degradadas.

  • Ampliação da educação ambiental, de modo a conscientizar a população, que também deve colaborar na luta contra o aquecimento global por meio de ações como a mudança de hábitos de consumo, a escolha por combustíveis menos poluentes, a reciclagem, e outras.

Críticas ao aquecimento global

Não obstante os inúmeros estudos que comprovem a existência do aquecimento global — muitos deles provenientes de organismos que acompanham a evolução da temperatura do planeta Terra e de suas causas por quase meio século —, há críticos que contestam a sua ocorrência.

Parte dos críticos argumenta que o aquecimento é um processo natural pelo qual a Terra passa, e que a situação será revertida em algum momento no futuro. Outros explicam que as mudanças climáticas de nada têm a ver com a elevação das temperaturas terrestres, enquanto uma parcela dos críticos acredita que o planeta esteja perdendo calor, o que causa o seu resfriamento com o passar do tempo.

Acesse também: Quais são os principais problemas ambientais?

Exercícios resolvidos sobre aquecimento global

Questão 1

(Fuvest)

 Imagem mostrando a origem da emissão de gases do efeito estufa (GEE) no Brasil em questão da Fuvest sobre aquecimento global.

Revista Fapesp, 2022. Adaptado.

Segundo os dados apresentados e seus conhecimentos, é possível afirmar que, no Brasil,

A) a agropecuária é a atividade econômica com maior emissão na forma de gás metano, resultante do processo fermentativo da digestão celulósica nos ruminantes.

B) os resíduos agrícolas têm pouca contribuição no total emitido à atmosfera na forma de cloretos e sulfetos originados de seu intemperismo, com baixos teores de carbono.

C) os processos industriais contribuem com emissões significativas de GEE na forma de gás metano, resultante da atividade microbiana sobre os compostos nitrogenados.

D) as mudanças no uso da terra, em que há a substituição de florestas por áreas cultivadas, respondem por cerca de metade da emissão de GEE a partir de bactérias e fungos.

E) o setor de energia é um grande emissor de GEE na forma de óxido nítrico, metano e dióxido de carbono, resultantes de todos os processos de geração de energia.

Resolução:

Alternativa A

A criação de animais (pecuária) é a principal atividade responsável pela emissão de gás metano pelo Brasil, sendo ele um dos gases que contribuem para o agravamento do efeito estufa.

Questão 2

(Enem)

Simulação das mudanças da temperatura de média anual e da pluviosidade média anual no aquecimento global em questão do Enem.

PIVETTA, M. O clima no Antropoceno. Revista Pesquisa Fapesp, n. 307, set. 2021.

Qual medida é capaz de minimizar as mudanças apresentadas nas simulações?

A) Expandir o transporte marítimo.

B) Incentivar os fluxos migratórios.

C) Monitorar as atividades vulcânicas.

D) Controlar as emissões de carbono.

E) Priorizar a utilização de termoelétricas.

Resolução:

Alternativa D

O aquecimento global condiciona mudanças climáticas que provocam a intensificação de fatores como a pluviosidade média anual em algumas regiões. Tal situação pode ser minimizada por meio do controle das emissões de gases poluentes, como o dióxido de carbono e o metano.

Nota

|1|MODELLI, Laís. O que trouxeram acordos climáticos até agora? Deutsche Welle, 07 nov. 2022. Disponível em: https://www.dw.com/pt-br/o-que-trouxeram-acordos-climáticos-até-agora/a-63666779.

Créditos da imagem

[1]Joa Souza / Shutterstock

Fontes

IBERDROLA. Which countries are most threatened by and vulnerable to climate change? Iberodrola, [s.d.]. Disponível em: https://www.iberdrola.com/sustainability/top-countries-most-affected-by-climate-change.

IPCC. Climate change widespread, rapid, and intensifying. IPCC, 09 ago. 2021. Disponível em: https://www.ipcc.ch/2021/08/09/ar6-wg1-20210809-pr/.

PADDISON, Laura; CHOI, Annete. As climate chaos accelerates, which countries are polluting the most? CNN, 02 jan. 2024. Disponível em: https://edition.cnn.com/interactive/2023/12/us/countries-climate-change-emissions-cop28/.

MODELLI, Laís. O que trouxeram acordos climáticos até agora? Deutsche Welle, 07 nov. 2022. Disponível em: https://www.dw.com/pt-br/o-que-trouxeram-acordos-climáticos-até-agora/a-63666779.

NASA. World of Change: Global Temperatures. NASA’s Earth Observatory, [s.d.]. Disponível em: https://earthobservatory.nasa.gov/world-of-change/global-temperatures.

NUNEZ, Christina. What is global warming, explained. National Geographic, 22 jan. 2019. Disponível em: https://www.nationalgeographic.com/environment/article/global-warming-overview.

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Aquecimento global"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/aquecimento-global.htm. Acesso em 19 de julho de 2024.

Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

O aquecimento do globo é um processo natural, mas que vem sendo intensificado pelas ações humanas, especialmente por meio da

A) utilização de recursos renováveis.

B) elevação do volume de água do mar.

C) acentuação do processo de arenização.

D) concentração de chuvas nas cidades.

E) emissão de poluentes na atmosfera.

Exercício 2

Qual fenômeno natural está diretamente relacionado à ocorrência do aquecimento global?

A) Efeito estufa

B) Chuva ácida

C) Inversão térmica

D) Ilhas de calor

E) Arenização