Topo
pesquisar

Útero

Biologia

O útero, um importante órgão feminino relacionado com a reprodução, apresenta um formato de pera e está localizado na parte anterior da cavidade pélvica.
PUBLICIDADE

O útero é o órgão muscular e oco que está presente no corpo da mulher e é um dos componentes do sistema reprodutor feminino. Esse órgão é fundamental para a reprodução, uma vez que sua principal função é servir de local para o desenvolvimento do bebê.

Características

O útero é um órgão muscular, de parede espessa e oco, que está localizado na parte anterior da cavidade pélvica, disposto, mais precisamente, na região acima da bexiga e em frente ao reto. Um útero, que apresenta um formato semelhante ao de uma pera, em sua condição normal, apresenta cerca de 7,5 cm de comprimento e 5 cm de largura (dimensões modificadas durante uma gravidez).

O útero destaca-se por ser um órgão relativamente móvel e fixado por ligamentos. Os ligamentos que garantem a fixação do útero são: largo, redondo, cardinal e uterossacro.

Esse órgão apresenta conexão direta com as tubas uterinas, que penetram o útero pela região superior. As duas tubas uterinas são órgãos também do sistema reprodutor e caracterizam-se por serem o local onde geralmente ocorre a fecundação.

Leia também: Quais fêmeas menstruam?

Função

Durante a gravidez, o útero sofre modificações para acomodar o bebê.
Durante a gravidez, o útero sofre modificações para acomodar o bebê.

O útero é o local onde o embrião e o feto irão desenvolver-se, sendo esse órgão, portanto, essencial no processo da reprodução humana. Após a fecundação, os cílios presentes na tuba uterina garantem que o embrião siga em direção ao útero. O bebê inicia seu desenvolvimento nesse órgão após a nidação, que é a implantação do embrião na parede uterina.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Leia também: Fertilização in vitro

Partes

Quando observamos o útero, podemos identificar facilmente algumas partes. São elas:

  • Fundo: porção mais superior do útero que apresenta o formato de uma cúpula. Em cada lado do fundo, observa-se a penetração de uma tuba uterina.

  • Corpo do útero: região caracterizada por ser a parte mais dilatada do útero.

  • Cérvix, cérvice ou colo do útero: extremidade estreita e inferior do útero que se comunica com a vagina. O colo uterino mede cerca de 2 cm a 4 cm de comprimento.

Observe atentamente algumas partes do útero e outras estruturas do sistema reprodutor feminino.
Observe atentamente algumas partes do útero e outras estruturas do sistema reprodutor feminino.

Camadas

A parede do útero é bastante desenvolvida, sendo observadas três camadas. São elas:

  • Camada externa: localizada mais externamente ao útero e é constituída de tecido epitelial.

  • Miométrio: é a mediana e destaca-se por ser uma camada muscular bastante espessa de tecido muscular liso. Nessa camada, observa-se feixes de fibras musculares lisas que estão separados por tecido conjuntivo. Essa camada do útero pode ser ainda dividida em outras três camadas, as quais estão entrelaçadas e, portanto, são muito mal delimitadas. A camada localizada no meio dessas camadas caracteriza-se por apresentar uma grande quantidade de vasos sanguíneos, os quais são fundamentais para a irrigação do órgão.

  • Endométrio: reveste o interior da cavidade uterina, a qual se caracteriza por possuir um formato triangular. O endométrio pode ser dividido em duas camadas: a camada basal e a camada funcional. O nome dessas duas camadas já sugere suas principais características, sendo a primeira mais profunda e próxima ao miométrio e a segunda a que sofre mudanças durante os ciclos menstruais. É essa última parte que é perdida durante o processo de menstruação. Vale destacar que, após a menstruação, o endométrio começa a reconstruir-se por meio de divisão de novas células.

Leia também: Coletor menstrual

Colo do útero

O colo do útero é uma importante parte do útero e, como frisado anteriormente, caracteriza-se por ser a parte mais baixa desse órgão. Essa região, diferentemente do restante do órgão, apresenta uma menor quantidade de tecido muscular liso, sendo formada, principalmente, por tecido conjuntivo.

Essa parte do útero é muito importante para o processo de fecundação, uma vez que as secreções cervicais são importantes para garantir a penetração do esperma no útero. No período de ovulação, as secreções tendem a ser mais fluidas, o que facilita do deslocamento do espermatozoide.

Outro ponto importante, e que deve ser frisado a respeito do colo do útero, é o desenvolvimento do câncer cervical, também chamado de câncer do colo do útero. Esse tipo de câncer apresenta relação direta com a infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV), sendo a transmissão geralmente por via sexual. A prevenção desse câncer pode ser feita com vacinação, diminuição do número de parceiros sexuais e uso de preservativos.

Útero retrovertido

Analisando a posição do útero, podemos dizer que ele é antevertido ou retrovertido. O útero é antevertido quando está flexionado sobre a bexiga, voltado para a região anterior do corpo. Essa condição é observada na maioria das mulheres. Em algumas mulheres, no entanto, o útero apresenta-se retrovertido, ou seja, ele está flexionado para trás.

O útero retrovertido pode causar certos incômodos na mulher, a qual pode sentir dores na região baixa do abdômen e nas costas, desconforto em algumas posições sexuais e dores no momento de evacuar e urinar.

Curiosidades

  • Durante a gestação, o miométrio desenvolve-se devido a um aumento do número e do tamanho das células do tecido muscular liso, do qual ele é constituído.

  • Ao fim da gestação, algumas células musculares são degeneradas e outras diminuem de tamanho, garantindo o retorno do útero ao tamanho normal.

  • A menstruação da mulher dura, em média, de 3 a 4 dias, e nada mais é que a eliminação de pequenos pedaços do endométrio e de sangue que é liberado, graças ao rompimento de vasos durante o processo.

  • Quando ocorre a gravidez, o ciclo menstrual é interrompido.

  • Em algumas mulheres, observa-se a presença de porções do endométrio em localização extrauterina, uma condição denominada de endometriose. A mulher com endometriose pode apresentar dores pélvicas, infertilidade, dor uterina e dor durante a relação sexual.

  • O câncer do colo do útero apresenta relação direta com a infecção por HPV (Papilomavírus Humano).

  • O câncer de colo do útero, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer, é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina (excetuando-se o câncer de pele não melanoma). Esse tipo de câncer está atrás apenas do câncer de mama e do colorretal.

  • O câncer de colo de útero é, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer, a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil.

Leia também: Câncer endometrial e o consumo de refrigerantes


Por Ma.Vanessa Sardinha

O útero é o órgão do sistema reprodutor feminino em que o bebê desenvolve-se.
O útero é o órgão do sistema reprodutor feminino em que o bebê desenvolve-se.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Útero"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/utero.htm. Acesso em 16 de setembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola