Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Competência 1 da redação do Enem

Redação

PUBLICIDADE

A competência 1 da redação do Enem analisa o domínio das regras e convenções gramaticais da língua portuguesa, por parte do aluno, na escrita do texto. Sendo assim, nessa modalidade, o corretor observa se as orações estão completas, organizadas e bem divididas, além de verificar se as palavras estão com grafia correta e se aspectos como acentuação e pontuação são bem aplicados. Para que o candidato apresente um bom desempenho, é essencial exercitar a leitura e o estudo da gramática da língua.

Leia também: Competência 2 da redação do Enem

O que se avalia na competência 1 da redação do Enem?

“Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.”

A competência 1 avalia a variedade padrão da língua portuguesa, ou seja, analisa se o aluno conhece e aplica as regras gramaticais na escrita do seu texto. A redação precisa evitar uso de gírias, expressões informais bem como vícios de linguagem. O candidato deve apresentar um texto de linguagem formal, tanto na ortografia quanto na organização sintática das frases, pois a competência 1 divide-se em:

  • Estrutura sintática: na análise das frases, o corretor avaliará a ordem na qual o candidato organiza seus períodos, se essa ordem contribui no sentido, se os períodos apresentam todos os sintagmas obrigatórios e se estão corretamente pontuados. Entre os principais cuidados para esse tópico, está a divisão inadequada das frases. O candidato não deve separar elementos que pertencem a uma mesma unidade frasal nem justapor estruturas que devem ser separadas por ponto.

  • Desvios gramaticais: além da análise sintática, a competência 1 avalia os desvios gramaticais, que abarcam diferentes tópicos da variedade padrão da língua. Nesse sentido, o cuidado se divide, entre outros, em:

- acentuação

- uso de maiúscula e minúscula

- translineação

- concordância verbal e/ou nominal

- grafia correta das palavras

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais os erros mais recorrentes na competência 1 da redação do Enem?

O candidato que não exerce a variedade padrão da língua portuguesa pode cometer diversos desvios, mesmo sem consciência. Isso ocorre porque existem diferentes convenções que ignoramos nos textos cotidianos, mas que, na redação do Enem, podem ser penalizadas. Os erros mais comuns na competência 1 são:

  • Crase indevida: estudar o uso da crase é essencial, pois muitos candidatos aplicam indevidamente o acento gráfico. A crase ocorre em situações específicas e exige a presença da preposição + artigo (a + a = à), tanto o uso excessivo como a falta dele são prejudiciais à redação.

  • Vírgula indevida: a vírgula é um antigo problema da escrita. Muitas vezes, o candidato utiliza-a baseado em uma perspectiva oral, considerando as “pausas” respiratórias. Entretanto, a vírgula é um elemento sintático e é gerido por regras e convenções específicas. É essencial estudar o uso da vírgula.

  • Maiúscula e minúscula: na redação Enem, é comum utilizar expressões que se referem a instituições, projetos, programas, disciplinas, conceitos etc. Muitos candidatos apresentam dúvida sobre o uso de maiúscula e minúscula para essas expressões. Sendo assim, é relevante verificar quais nomes exigem inicial maiúscula, para evitar inseguranças e equívocos.

  • Translineação: a separação de uma palavra, entre o fim e início de duas linhas consecutivas, deve vir acompanhada do uso hífen “-”, que marca a divisão silábica. Por mais simples que pareça, muitos candidatos erram a separação de sílabas e, com isso, perdem pontos na competência 1.

  • Concordância verbal e nominal: todo verbo precisa concordar com seus elementos obrigatórios, bem como os nomes devem concordar com seus qualificadores. Muitos alunos se esquecem de verificar a concordância textual e ignoram pequenos desvios, que, acumulados, podem prejudicar o candidato.

Veja também: Como evitar 10 erros comuns de português

Cinco dicas para tirar a nota máxima da competência 1 da redação do Enem

Todo candidato deve apropriar-se do estudo gramatical da língua para escrever bons textos.
Todo candidato deve apropriar-se do estudo gramatical da língua para escrever bons textos.

Como é possível verificar, com a leitura dos tópicos anteriores, a competência 1 avalia e exige diferentes fatores, convencionados pela variedade padrão da língua portuguesa. O candidato deve estar munido de repertório e seguro das estratégias disponíveis, para que seu texto contemple as exigências da correção. Para facilitar o domínio da modalidade padrão, seguem cinco dicas práticas:

  • Leia muito: ler sempre será a ferramenta primordial para toda produção textual. O processo de leitura e escrita são complementares, logo, para escrever bem, é preciso ler muito. Além disso, estudar a gramática é útil e necessário, mas não suficiente para amadurecer a aplicação dos recursos linguísticos. A leitura de textos do tipo textual dissertativo-argumentativo ajuda a internalizar as regras e fornece exemplos práticos.

  • Estude sintaxe: como dito, o estudo gramatical também é essencial para ter um bom desempenho na competência 1. Entre os conteúdos mais relevantes, a sintaxe ganha destaque, pois estuda especificamente a organização das frases, sendo, portanto, essencial ao candidato do Enem.

  • Reveja as convenções: como pôde ser observado, a competência 1 abrange diversas regras da língua portuguesa. O candidato já possui habilidades bem desenvolvidas e deve observar quais são os seus “pontos fracos”, para concentrar-se no estudo dessas convenções.

  • Estude crase: de todos os acentos gráficos, a crase é aquele que apresenta maior uso inadequado na redação. É essencial saber em quais circunstâncias ela é obrigatória e evitar sua aplicação inadequada.

  • Cuidado com a grafia das palavras: é essencial rever todas as palavras sobre as quais o candidato não tem segurança quanto à escrita. A grafia incorreta é penalizada na competência 1, por isso, já nas leituras, o aluno deve atentar-se à forma correta das expressões, principalmente as flexões verbais, muitas vezes escritas de modo incorreto.

Quais são as 5 competências da redação do Enem?

As cinco competências do Enem são:

  • Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

  • Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

  • Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

  • Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

  • Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

 

Por Talliandre Matos
Professora de Redação

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

MATOS, Talliandre. "Competência 1 da redação do Enem"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/redacao/competencia-1-da-redacao-do-enem.htm. Acesso em 03 de agosto de 2021.

Artigos Relacionados
Dúvidas de português: Clique e conheça cinco dicas sobre o uso da crase que serão muito úteis no seu dia a dia.
Dicas de português: Cinco erros gramaticais que ninguém deveria cometer!
Leia nossas dicas e fique por dentro da competência 2 da prova de Redação do Enem, sugerida na matriz de referência para avaliação.
Em busca da redação nota 1000: Clique e conheça importantes dicas de redação para o Enem.
Saiba mais a respeito da elaboração das propostas de intervenção do Enem.