Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Povos originários

O termo povos originários é usado para definir os primeiros habitantes de determinada região. No caso do Brasil, os indígenas são os povos originários.

Aborígenes australianos, exemplos de povos originários, realizando ritual.
Os aborígenes australianos são exemplos de povos originários.
Crédito da Imagem: Shutterstock.com
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Os povos originários são aqueles que foram os primeiros a habitar uma região. Sendo assim, o termo é muito utilizado para se referir aos povos que habitavam um local antes da chegada dos europeus e do início da colonização. No caso do Brasil, quando falamos de povos originários, referimo-nos aos povos indígenas.

Os povos originários no Brasil representam cerca de 1,7 milhão de habitantes, distribuídos em mais de 300 etnias. Existe toda uma mobilização e luta política para garantir os direitos desses povos, como o de acesso à terra. Outros povos originários ao redor do mundo são os indígenas de outras partes da América e os aborígenes australianos.

Leia mais: Yanomami — povo originário que habita a Floresta Amazônica na fronteira entre Brasil e Venezuela

Tópicos deste artigo

Resumo sobre os povos originários

  • Os povos originários são aqueles que foram os primeiros habitantes de uma terra.

  • No caso do Brasil, os povos originários são os indígenas.

  • O termo tem relação direta com a chegada dos europeus e a colonização.

  • Povos indígenas de outras partes da América e os aborígenes australianos são exemplos de povos originários.

  • Estima-se que existam quase 1,7 milhão de indígenas no Brasil.

Quem são os povos originários?

Povos originários são uma nomenclatura utilizada nas ciências humanas para referir-se aos povos que habitavam determinada região originalmente. Em outras palavras, os povos originários são os povos nativos de uma terra e que já a habitavam antes da chegada dos colonizadores.

Nesse sentido, atualmente os povos originários são descendentes daqueles que foram os primeiros habitantes de um território. Assim, referimo-nos aos indígenas, no caso do Brasil e de outras localidades do continente americano; aos aborígenes, no caso da Austrália, entre outros.

Povos originários do Brasil

Os povos originários do Brasil são os indígenas, com toda a sua diversidade cultural. Como o termo se refere aos primeiros habitantes de um local, é utilizado para referir-se aos indígenas no contexto brasileiro, uma vez que eles eram os habitantes originários do Brasil quando os portugueses aqui chegaram.

Os indígenas chegaram ao território brasileiro milênios e estavam muito bem estabelecidos aqui quando os portugueses chegaram, em 1500. Estima-se que a presença humana no território brasileiro remonte há, pelo menos, 12 mil anos, mas algumas evidências também sugerem um período demais de 40 mil anos.

Muitas teorias tentam explicar como aconteceu a chegada de seres humanos à América. De toda forma, quando os portugueses chegaram ao Brasil, havia milhões de indígenas espalhados por todo o território. Atualmente, existem mais de 300 etnias catalogadas no Brasil, e, segundo o Censo de 2022, existem quase 1,7 milhão de indígenas aqui. Caso queira saber mais sobre os povos indígenas do Brasil, leia nosso texto.

Diferença entre povos indígenas e povos originários

Não há diferença de sentido entre os termos “povos indígenas” e “povos originários” no contexto brasileiro. Isso porque ambos são utilizados para se referir aos primeiros habitantes do território brasileiro e seus descendentes.

Povos originários no mundo

Mulheres mapuche, um dos povos originários da América, realizando ritual contra a construção de um aeroporto.
Mulheres mapuche, um dos povos originários da América, fazendo ritual contra a construção de um aeroporto, no Chile, em 2011.

Assim como o Brasil tem seus povos indígenas como povos originários, outros locais também têm seus povos originários. No caso das nações americanas, os povos originários são diferentes povos indígenas que existiam e ainda existem no continente americano. No caso da América do Sul, existem os mapuches, os aimarás, os boras, os chiquitanos, os guaranis, entre outros.

Na América Central e do Norte, existem povos descendentes dos maias, apaches, comanches, sioux, dakotas, navajo, inuits, métis, entre outros. Os pesquisadores também destacam que os maori, na Nova Zelândia, e os aborígenes da Austrália também são exemplos de povos originários. Os historiadores, inclusive, apontam que os aborígenes australianos são descendentes de uma das primeiras levas de seres humanos que migraram para fora da África.

Leia mais: Xamanismo — conjunto de rituais ancestrais que são praticados por alguns povos originários

Diferença entre povos originários e povos tradicionais

Muitas pessoas confundem o termo povos tradicionais com povos originários, e, embora os indígenas também sejam povos tradicionais, o termo não se refere exclusivamente a eles. A legislação brasileira entende, por meio do decreto nº 6.040/2007, que os povos tradicionais são:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

“[…] grupos culturalmente diferenciados e que se reconhecem como tais, que possuem formas próprias de organização social, que ocupam e usam territórios e recursos naturais como condição para sua reprodução cultural, social, religiosa, ancestral e econômica, utilizando conhecimentos, inovações e práticas gerados e transmitidos pela tradição.”

Sendo assim, dentro dessa definição estabelecida por lei, podem ser enquadrados os indígenas porque são grupos culturalmente diferenciados, que se reconhecem em sua diferença e têm formas próprias de organizar sua sociedade. Entretanto, essa definição não inclui apenas os indígenas como também quilombolas, ciganos, comunidades de ribeirinhos, entre outros povos.

Importância dos povos originários

Os povos originários são fundamentais na cultura brasileira, uma vez que muitos costumes, palavras e tradições se consolidaram nela por meio da influência dos diversos povos originários. A preservação das formas de vida desses povos é algo de fundamental importância para a riqueza da cultura de nosso país.

Além disso, os povos tradicionais cumprem um papel crucial na preservação ambiental de nosso país. Uma vez que a relação dos povos originários com a natureza e o meio ambiente é diferente da “sociedade tradicional”, esses povos garantem a preservação de áreas ambientais, mantendo a fauna e a flora intactas.

Muitos pesquisadores apontam que as terras ocupadas pelos diferentes povos originários do Brasil têm sido fundamentais para a garantia da preservação de diferentes biomas, além de ser um obstáculo para o avanço de atividades predatórias, como a agricultura monocultora, a pecuária, a mineração, entre outras.

Povos originários e o governo

Mulher indígena segurando cartaz com escrito “Brasil é um território indígena” em defesa dos direitos dos povos originários.
Representantes dos povos originários brasileiros protestaram, em 2023, em defesa de suas terras e contra o PL 490, conhecido como Marco Temporal.

No Brasil há um constante engajamento dos povos originários, seus representantes e grupos da sociedade que lutam pelos interesses dessa população. O engajamento desses grupos visa garantir os interesses e os direitos dos povos originários em nosso país. Entre as pautas, estão a defesa das terras indígenas e a concretização do direito de demarcação dessas terras, em muitos casos.

A invasão das terras indígenas por madeireiros, pecuaristas, agricultores e mineradores também é uma pauta importante para os povos originários do Brasil. Além disso, a luta é para que o governo dê mais visibilidade aos indígenas e combata o preconceito existente contra esses povos.

A defesa dos direitos dos povos originários no Brasil levou à criação do Ministério dos Povos Indígenas, cujo propósito é defender os direitos constitucionais dos indígenas e lutar contra as violências que esse grupo sofre em nosso país. Esse ministério foi criado em 2023, durante o terceiro governo de Lula.

Leia mais: Afinal, o que é o Marco Temporal?

Povos originários na atualidade

Como mencionado, o Censo de 2022 apontou que existem quase 1,7 milhão de indígenas no Brasil, que se distribuem por mais de 300 etnias, que falam mais de 250 línguas diferentes. Esse Censo demonstrou que houve um aumento da população indígena brasileira, mas o fato é que muitos povos e línguas de povos originários estão sob risco iminente de desaparecer.

Os povos originários do Brasil fazem parte de quatro grandes troncos étnicos, que são:

  • aruak;

  • karib;

  • macro-jê;

  • tupi.

Essas diferenças étnicas, além de diferenças linguísticas, são também responsáveis por diferenças culturais, religiosas, de tradição, de modos de vida, de organização social, entre outros. Entre os diferentes povos originários que vivem no Brasil atualmente, estão:

  • ticuna;

  • caingangues;

  • macuxi;

  • yanomami;

  • guaranis;

  • terena;

  • guajajara;

  • xavante etc.

Fontes

AB’SÁBER, Aziz Nacib. Incursões à pré-história da América tropical. In.: MOTA, Carlos Guilherme (org.). Viagem incompleta: a experiência brasileira. São Paulo: Senac, 1999.

FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: Edusp, 2013.

KRENAK, Ailton. Ideias para adiar o fim do mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. O índio brasileiro: o que você precisa saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade; LACED/Museu Nacional, 2006.

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. Decreto Nº 6.040, de 7 de fevereiro de 2007. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6040.htm

REDAÇÃO. Grupos culturalmente diferenciados. Disponível em: https://anda.ibge.gov.br/sobre/povos-e-comunidades-tradicionais.html

SCHWARCZ, Lilia Moritz e STARLING, Heloisa Murgel. Brasil: uma biografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

Escritor do artigo
Escrito por: Daniel Neves Silva Formado em História pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e especialista em História e Narrativas Audiovisuais pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Atua como professor de História desde 2010.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Povos originários"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historia/povos-originarios.htm. Acesso em 22 de maio de 2024.

De estudante para estudante