Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Variante delta da covid-19

Doenças e patologias

Variante delta é uma das variantes do vírus causador da covid-19. Caracteriza-se por ser mais transmissível, porém não há comprovação de que seja mais letal.
Mutações fazem com que surjam novas variantes do vírus SARS-CoV-2, causador da covid-19.
Mutações fazem com que surjam novas variantes do vírus SARS-CoV-2, causador da covid-19.
PUBLICIDADE

A variante delta do vírus SARS-CoV-2, causador da covid-19, foi descrita inicialmente na Índia e posteriormente em várias regiões do planeta. É considerada uma variante preocupante, pois destaca-se por ser mais transmissível que outras. Estima-se que a variante delta seja 60% mais transmissível que a variante alfa (B.1.1.7), detectada, pela primeira vez, no Reino Unido, e seja tão transmissível quanto a catapora.

Leia mais: Síndrome respiratória aguda (Sars) – doença causada por um vírus da família dos coronavírus

Resumo sobre variante delta da covid-19

  • A variante SARS-CoV-2 B.1.617.2, ou variante delta, foi detectada em 2020 na Índia.

  • Estudos demonstram que a variante delta é mais transmissível que outras variantes.

  • Ainda não há indícios que permitam afirmar que a variante delta provoque casos mais graves da covid-19.

  • Pessoas vacinadas apresentam um risco reduzido de contraírem infecções sérias.

  • Para maior proteção, é fundamental que todas as pessoas recebam as duas doses das vacinas contra covid-19 (com exceção da vacina Janssen, administrada em dose única).

  • A vacinação, o distanciamento físico, a higienização das mãos, o uso de máscaras e evitar aglomerações são medidas essenciais para evitar a contaminação pela variante delta bem como por outras variantes do vírus causador da covid-19.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é a variante delta?

A SARS-CoV-2 B.1.617.2, mais conhecida como variante delta, é uma variante do vírus causador da covid-19 detectada na Índia, em outubro de 2020, e que está se difundindo por todo o mundo. Em algumas regiões, como é o caso do Reino Unido, ela se tornou dominante em relação a outras linhagens. No Brasil, casos da variante já foram diagnosticados, porém ela não é ainda considerada dominante em nosso território.

A variante delta apresenta mutações em seu material genético na região do genoma responsável por orientar a produção da chamada proteína Spike. Essa proteína está relacionada com a capacidade do vírus de infectar as células do nosso corpo. Alterações na proteína Spike podem trazer vantagens ao vírus, garantindo, por exemplo, que ele aumente sua capacidade de infectar as células e seja capaz de escapar do sistema imunológico.

Qual a maior preocupação em relação à variante delta?

A variante delta causa preocupação, pois estudos sugerem que ela é mais transmissível que outras variantes do vírus causador da covid-19. Devido a essa alta transmissível, sua presença pode provocar um aumento rápido no número de casos da doença. Até o momento, não há evidências claras de que a variante delta provoque casos mais graves da covid-19 ou seja capaz de escapar totalmente da proteção garantida pela vacinação.

Há evidências, no entanto, de que ela seja capaz de escapar dos anticorpos produzidos por pessoas que já foram infectadas por outras variantes, o que faz com que ela apresente maior capacidade de provocar reinfecção. Vale destacar que as pessoas vacinadas podem adquirir a variante delta, entretanto, elas apresentam um risco reduzido de desenvolverem o quadro grave da doença.

Leia também: 5 mitos sobre vacinas

O que podemos fazer para nos protegermos da variante delta?

Professora e alunos em sala de aula e usando máscara.
O uso de máscara continua sendo recomendado mesmo para pessoas vacinadas.

Para nos protegermos da variante delta, é fundamental que continuemos adotando as medidas de prevenção contra a covid-19. Isso significa que ações como uso de máscara, higienização adequada das mãos, distanciamento físico e evitar aglomerações não podem ser ignoradas.

Outro ponto importante diz respeito à vacinação, sendo fundamental que todas as pessoas aptas a receber a vacina se dirijam até os postos de vacinação de sua cidade para receber a dose do imunizante.

É fundamental também que as pessoas que receberam a primeira dose da vacina procurem, na data adequada, os postos de saúde para o recebimento da segunda dose (com exceção da vacina Janssen, administrada em uma única dose). Completar o esquema vacinal é fundamental para garantir maior proteção contra as diferentes variantes do SARS-CoV-2, incluindo a delta.

É importante salientar que mesmo aqueles que já completaram seu esquema vacinal devem permanecer adotando as medidas de prevenção contra covid-19. Apesar de casos graves de covid-19 serem raros em pessoas vacinadas, eles ainda podem ocorrer. Além disso, uma pessoa vacinada pode ainda transmitir o vírus e contaminar outras pessoas.



Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Variante delta da covid-19"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/variante-delta-da-covid-19.htm. Acesso em 07 de dezembro de 2021.

Artigos Relacionados
Tudo que você sabe sobre vacinas é realmente verdadeiro? Clique aqui e conheça 5 mitos sobre vacinas que necessitam ser derrubados.
Entenda o que são os coronavírus, o que eles causam no homem, quais são as formas de tratamento e como se prevenir!
Saiba mais sobre a COVID-19 clicando aqui. Confira as principais informações sobre a mais recente pandemia do século.
Você sabe a diferença entre COVID-19, gripe e resfriado? Clique aqui e aprenda mais sobre essas doenças virais presentes no Brasil! Saiba o que são e seus sintomas!
Entenda o que é a segunda onda de covid-19 no Brasil e compreenda por que é necessário não se descuidar das medidas preventivas.
As máscaras de proteção são importantes para proteger as vias aéreas. Clique aqui e entenda a diferença entre as máscaras e quando e como elas devem ser usadas.
As vacinas são substâncias que salvam milhares de vidas todos os anos. Entenda o que são vacinas, como elas são feitas e a importância da vacinação.