Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Curitiba

Geografia do Brasil

Curitiba é a capital do estado do Paraná, na região Sul do Brasil. A cidade conta hoje com mais de 1,94 milhão de habitantes e consiste em uma das capitais mais ricas do país.
Bandeira de Curitiba.
Bandeira de Curitiba.
PUBLICIDADE

Curitiba é uma cidade brasileira situada no estado do Paraná, na região Sul do país. Abriga a sede do governo estadual, desempenhando, dessa forma, a função de capital. Trata-se da cidade paranaense mais populosa, com pouco mais de 1,94 milhão de habitantes. Representa também a quinta maior economia municipal do Brasil, o que a torna o principal centro econômico do Paraná e um dos mais importantes do sul do país.

Leia também: Quais são as capitais dos estados brasileiros?

Resumo sobre Curitiba

  • Curitiba é um município brasileiro pertencente ao estado do Paraná. Desempenha o papel de capital estadual desde 1854. Sua fundação ocorreu, entretanto, em 29 de março de 1693.

  • A cidade possui clima Subtropical e um relevo ondulado. Situa-se em uma região planáltica a mais de 900 metros acima do nível do mar. Curitiba está inserida no bioma Mata Atlântica.

  • É a oitava capital mais populosa do Brasil e a maior cidade do Paraná, com 1.948.626 habitantes. Curitiba é também densamente povoada, contando, hoje, com 4.027,04 hab./km².

  • Divide-se em bairros e regionais, sendo a mais extensa destas a Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Algumas das mais importantes empresas instaladas em Curitiba ficam nessa regional.

  • A cidade possui o quinto maior PIB municipal do Brasil, cujo valor é de R$ 87,15 bilhões. O setor terciário é o mais representativo na economia curitibana.

  • Destaca-se pelo seu sistema de transporte urbano.

  • Possui inúmeros atrativos turísticos, como o Jardim Botânico, a Ópera de Arame, museus, memoriais, parques e bosques.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais de Curitiba

  • Gentílico: curitibano

  • Localização

    • País: Brasil

    • Unidade federativa: Paraná

    • Região intermediária[1]: Curitiba

    • Região imediata[1]: Curitiba

    • Região metropolitana: Região Metropolitana de Curitiba

      Formada pelos seguintes municípios: Curitiba, Adrianópolis, Agudos do Sul, Almirante Tamandaré, Araucária, Balsa Nova, Bocaiúva do Sul, Campina Grande do Sul, Campo do Tenente, Campo Largo, Campo Magro, Cerro Azul, Colombo, Contenda, Doutor Ulysses, Fazenda Rio Grande, Itaperuçu, Lapa, Mandirituba, Piên, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras, Quitandinha, Rio Branco do Sul, Rio Negro, São José dos Pinhais, Tijuca do Sul e Tunas do Paraná.

    • Municípios limítrofes: Almirante Tamandaré, Colombo, Pinhais, São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande, Araucária, Campo Largo, Campo Magro.

  • Geografia

    • Área total: 434,892 km² (IBGE, 2020)

    • População total: 1.948.626 habitantes (IBGE, 2020)

    • Densidade: 4.027,04 hab./km² (IBGE, 2020)

    • Clima: Subtropical

    • Altitude: 945 m

    • Fuso horário: GMT -3

  • Histórico

    • Fundação: 29 de março de 1693

Geografia de Curitiba

Curitiba é uma cidade brasileira localizada na região Sul do Brasil. Pertence ao estado do Paraná, desempenhando o papel de capital estadual por abrigar a sede do governo e as suas principais funções administrativas. O município possui área de 434,892 km² e está situado na porção leste do território paranaense, a, aproximadamente, 100 km do litoral.

Seu território faz fronteira com outros seis municípios paranaenses, sendo eles:

  • Almirante Tamandaré, ao norte;

  • Colombo, a nordeste;

  • Pinhais e São José dos Pinhais, a leste;

  • Fazenda Rio Grande, ao sul;

  • Araucária, a sudoeste;

  • Campo Largo e Campo Magro, a oeste.

Como uma metrópole, Curitiba é o centro da Região Metropolitana de Curitiba, formada por um total de 29 municípios.

Foto do Jardim Botânico de Curitiba.
Uma das mais conhecidas paisagens de Curitiba, que fica no seu Jardim Botânico.
  • Clima de Curitiba

Estando localizada abaixo do Trópico de Capricórnio, Curitiba possui clima predominantemente Subtropical. Esse tipo climático é marcado pela distinção das quatro estações do ano, com verões amenos e chuvosos e invernos mais secos. Na capital paranaense, as temperaturas variam de 21 ºC, em média, no verão e 13 ºC no inverno, podendo haver variações. O volume anual de chuvas é de 1500 mm aproximadamente.

  • Relevo de Curitiba

A capital paranaense está situada em uma região planáltica a que se atribui o nome de planalto de Curitiba. Seu relevo urbano é marcado pela presença de feições onduladas, cujas altitudes variam na faixa dos 900 m aos 1000 m acima do nível do mar.

Veja também: Quais são os agentes endógenos de transformação do relevo?

  • Vegetação de Curitiba

A cobertura vegetal da cidade de Curitiba pertence ao bioma Mata Atlântica.

Muito da vegetação original da região, formada por floresta ombrófila mista, pode ser encontrada nas chamadas reservas particulares do patrimônio natural (RPPN), que constituem unidades de conservação de caráter privado. Até o final de 2020, o município contava com 34 dessas reservas. Além dessas, outras áreas destinadas ao mesmo fim são encontradas em Curitiba entre parques, bosques e o próprio Jardim Botânico.

Dentre as espécies arbóreas presentes na paisagem urbana curitibana, destacam-se as araucárias e os ipês-amarelos.

  • Hidrografia de Curitiba

A rede de drenagem de Curitiba está divida em seis bacias hidrográficas, que são as bacias dos rios:

  • Atuba

  • Barigüi

  • Belém

  • Iguaçu

  • Passaúna

  • Ribeirão dos Padilhas

Alguns dos cursos d’água que dão nome às bacias fazem as vezes de linha fronteiriça entre a capital paranaense e seus municípios vizinhos, como os rios Passaúna, Atuba e Iguaçu. Além deles, compõem a rede municipal diversos riachos, córregos e lagos.

Mapa de Curitiba

Localização de Curitiba no estado do Paraná, no sul do Brasil:

Foto de mapa brasileiro com o foco no litoral do Sudeste e Sul e com marcação em Curitiba.

A imagem abaixo mostra a divisão da cidade de Curitiba por regionais e os seus municípios vizinhos.

 Mapa de Curitiba.

Demografia de Curitiba

Curitiba é o centro urbano mais populoso do estado do Paraná e a oitava capital com maior número de habitantes no Brasil. De acordo com os dados do IBGE para 2020, o município possui uma população de 1.948.626 pessoas. Esse valor é equivalente a 16,9% de todos os moradores do Paraná. Além disso, Curitiba concentra aproximadamente 54% da população que vive na sua região metropolitana e que era de 3,22 milhões de pessoas, conforme o último Censo do IBGE.

A cidade possui alta concentração populacional. Em 2010, a densidade demográfica de Curitiba era de 4027,04 hab./km², representando, assim, o município mais populoso e também mais povoado do Paraná. No Brasil, fica em 22º lugar com relação à distribuição populacional. Levando em consideração a localização domiciliar, a pesquisa do IBGE aponta que todos os curitibanos vivem na sua zona urbana.

A maior parte da população de Curitiba se autodeclara branca, sendo a parcela de 78,88%. Os pardos representam 16,79%, enquanto os negros são 2,85%. Os curitibanos que se declaram como amarelos somam uma parcela de 1,32%, e os indígenas, apenas 0,15%.

Com relação aos indicadores sociais, Curitiba fica na 10ª colocação entre os maiores IDH do Brasil. O valor é de 0,823, considerado muito alto. É a cidade com maior IDH do estado do Paraná.

Confira o nosso podcast: O que é preciso saber sobre teorias demográficas?

Divisão geográfica de Curitiba

A capital paranaense é formada nos dias atuais por um conjunto de 75 bairros. Esses bairros, por sua vez, estão dispostos nas chamadas regionais, que se constituem em unidades administrativas criadas visando a integrar e centralizar as atividades atreladas à gestão de cada uma dessas áreas da cidade. Curitiba possui 10 regionais, que são:

  • Bairro Novo

  • Boa Vista

  • Boqueirão

  • Cajuru

  • CIC

  • Fazendinha/Portão

  • Matriz

  • Pinheirinho

  • Santa Felicidade

  • Tatuquara

Economia de Curitiba

Curitiba é uma das cidades mais ricas do Brasil. Seu Produto Interno Bruto (PIB) é de R$ 87,15 bilhões, o maior entre os municípios paranaenses e o quinto mais expressivo em escala nacional. Excluindo-se as atividades administrativas e de caráter público, o setor terciário, que corresponde ao comércio e aos serviços, responde por quase 70% do PIB curitibano. Destacam-se nessa área as atividades comerciais e também aquelas ligadas ao setor turístico.

Não obstante o setor secundário responda por uma parcela de 17,68% do PIB de Curitiba, a indústria desempenha importante papel econômico, tanto no município quanto na sua região metropolitana, os quais concentram algumas das maiores indústrias nacionais e internacionais de diversos ramos produtivos.

A regional Centro Industrial de Curitiba (CIC) abriga as principais plantas instaladas na cidade, e consiste na maior regional em extensão do município. Algumas das empresas encontradas em Curitiba atuam no ramo da construção civil, químico e petroquímico, farmacêutico, siderúrgico, moveleiro e outros.

A participação do setor primário na economia municipal é de apenas 0,02%, conforme apontam os dados do IBGE para 2018, uma das mais baixas do Paraná. A maior parte das terras estava ocupada com lavouras temporárias, das quais se destacam as de feijão, batata, mandioca, milho e soja. A criação de animais, por sua vez, é liderada pela pecuária bovina.

Governo de Curitiba

A cidade de Curitiba tem um governo do tipo democrático representativo. Os governantes municipais são eleitos pela população curitibana, a cada quatro anos, para exercerem mandato de tempo equivalente. É o prefeito a autoridade máxima do Poder Executivo municipal. O Poder Legislativo do município fica a cargo dos 38 vereadores, que compõem a sua Câmara Municipal.

Curitiba desempenha a função de capital do estado do Paraná. Isso significa que fica na cidade a sede do governo estadual, a qual se encontra alocada no Palácio Iguaçu, situado no Centro Cívico da cidade. Lá se concentram as principais funções político-administrativas do estado.

Infraestrutura de Curitiba

A cidade de Curitiba possui a totalidade dos seus domicílios em área urbanizada. De acordo com o IBGE, 96,3% dessas unidades têm acesso a esgotamento sanitário adequado. Aproximadamente 76% estão situados em vias arborizadas, enquanto os domicílios em vias públicas adequadas chegam a 59%. A rede municipal de abastecimento de água chega a quase todas as casas curitibanas (99,1%), e o mesmo ocorre com o sistema de energia elétrica, que atende 99,6% dos domicílios.

A capital paranaense se destaca pela sua Rede Integrada de Transporte Coletivo (RIT), que promove a interligação entre diferentes estações de ônibus por meio dos terminais de integração, permitindo ao passageiro o pagamento de uma só tarifa e o trânsito por diferentes linhas. Em determinadas áreas, os ônibus transitam por corredores exclusivos para esse tipo de transporte. A cidade dispõe, ainda, de uma Linha Turismo, que funciona exclusivamente para os deslocamentos entre os principais pontos turísticos curitibanos.

Foto de um ônibus de Curitiba recebendo passageiros.
Curitiba se destaca pela sua rede de transporte coletivo.[1]

Cultura de Curitiba

Curitiba dispõe de uma rica vida cultural, que se expressa por meio dos seus cinemas, teatros, bibliotecas, museus, locais históricos, pontos turísticos e centros culturais da cidade. O calendário de celebrações e festividades é composto por festivais de música, de teatro, dos quais se destaca o Festival de Teatro de Curitiba, considerado o maior da América Latina, de cinema e outros, como o Festival de Etnias do Paraná e as bienais internacional e de quadrinhos.

Muitas das manifestações culturais tradicionais da capital paranaense e do sul do país podem ser vistas nas feiras de artesanato e de artes plásticas que ocorrem pela cidade.

Localiza-se na cidade o Museu do Holocausto, que reúne um acervo de itens e elementos que mantêm viva a memória daqueles que perderam suas vidas nos campos de concentração, além de dar voz aos sobreviventes do genocídio perpetrado pelos nazistas. Outros museus compõem a cena cultural curitibana, bem como memoriais dedicados às culturas dos imigrantes ucranianos, japoneses, árabes e poloneses.

Entre os locais de ampla visitação estão o Jardim Botânico, a Ópera de Arame, a Torre Panorâmica, o Mercado Municipal e o setor histórico da cidade.

Confira no nosso podcast: Cultura material e imaterial

História de Curitiba

Curitiba foi fundada, no dia 29 de março de 1693, sob o nome de Vila de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais. Os primeiros séculos de ocupação se deram com base em regras bem estabelecidas de construção de residências e em harmonia com os espaços naturais. A sua economia era ainda pequena e baseada principalmente na agricultura de subsistência e nas atividades auríferas. O desenvolvimento econômico de Curitiba se deu com o tropeirismo, a partir da primeira metade do século XIX, marcado pelo maior fluxo de comércio na cidade e a sua expansão populacional.

O final do século XIX se caracterizou pela intensa corrente migratória que chegou à cidade originária de países europeus e asiáticos. À época, a economia curitibana prosperava com base na erva-mate e na exploração madeireira. Levando em consideração o status da cidade, tem-se que, em 1854, com o estabelecimento do estado do Paraná, Curitiba se tornou oficialmente a sua capital. A cidade se tornou, com o tempo, o principal centro urbano paranaense e um dos mais populosos do Brasil, destacando-se também em termos econômicos.

Créditos das imagens

[1] Marcio Jose Bastos Silva / Shutterstock

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Curitiba"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/curitiba.htm. Acesso em 17 de outubro de 2021.

Artigos Relacionados
Conheça um pouco mais de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. Leia a respeito de seus aspectos geográficos, populacionais, economia, história e cultura.
Conheça quais são as capitais do Brasil e seus respectivos estados. Saiba como essas capitais distribuem-se pelo Brasil e quais foram as capitais federais.
Clique aqui para ler nosso texto sobre São Paulo, a maior cidade do Brasil. Conheça melhor os aspectos geográficos, econômicos e culturais da capital paulista.
Clique aqui e leia nosso texto sobre o Rio de Janeiro, chamado também de Cidade Maravilhosa. Conheça seus aspectos geográficos, econômicos e populacionais.
Leia nosso texto sobre Cuiabá e conheça mais sobre a capital mato-grossense. Descubra sua geografia, aspectos econômicos e populacionais e um pouco de sua história.
Leia nosso texto e conheça Florianópolis, chamada também de Ilha da Magia. Entenda a origem do apelido e saiba mais sobre a geografia da capital catarinense.
Tire um tempo para ler sobre a cidade de Salvador. Ela foi a primeira capital do Brasil e é a maior cidade do Nordeste. Conheça sua geografia, economia e população.
Leia nosso texto sobre Vitória e conheça um pouco da capital do Espírito Santo. Saiba mais sobre seus aspectos físicos, econômicos, demográficos e culturais.