Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Cultura do Norte

A cultura do Norte é marcada por elementos que representam a diversidade da população e a riqueza de recursos naturais vistos na arte, nas lendas e nas festividades da região.

Dançarinos fantasiados de onças-pintadas em festa popular da cultura do Norte.
As lendas e os elementos da fauna e da flora da região estão presentes nas manifestações culturais do Norte do Brasil.[1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A cultura do Norte do Brasil é composta pelo conjunto de tradições culturais, de costumes e de manifestações artísticas de sua população. Essas expressões apresentam grande influência dos povos indígenas que vivem nessa região, além de conterem elementos introduzidos pelos imigrantes vindos de outros países e de outros estados brasileiros. As festividades populares são algumas das principais manifestações da cultura do Norte, como é o caso da Festa de Parintins, que celebra a riqueza do folclore local.

Os elementos da fauna e da flora locais, que integram um dos biomas mais biodiversos do mundo, estão muito presentes na cultura do Norte por meio das lendas folclóricas, do artesanato ou da culinária, conferindo uma enorme diversidade cultural para a região.

Leia também: Tudo sobre a cultura da região Nordeste

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a cultura do Norte

  • A cultura do Norte é caracterizada pelo conjunto de tradições, costumes e manifestações culturais expressos pela sua população.

  • Suas manifestações têm forte influência da população indígena brasileira, cuja maior parcela vive nessa região do país.

  • Elementos incorporados pelos colonizadores e imigrantes europeus, pelos imigrantes de outros países e de outras regiões do Brasil e pelos africanos escravizados foram importantes para a composição da cultura do Norte.

  • A festa popular mais conhecida do Norte é o Festival de Parintins, que celebra o folclore local.

  • As danças são marcadas por uma diversidade de ritmos e de cores, como é o caso do carimbó e da desfeiteira.

  • O artesanato, realizado com elementos naturais como fibras, sementes, cascas de árvore, argila, palhas e couros, é importante para as comunidades tradicionais do Norte.

  • As lendas do folclore do Norte são muito conhecidas Brasil afora. A principal delas é a lenda do boto cor-de-rosa.

  • A riqueza de ingredientes naturais presentes no Norte é refletida em sua culinária. Alguns pratos típicos são o pato no tucupi, a maniçoba e o bolo de macaxeira.

  • As religiões cristãs são muito presentes na região Norte, especialmente o catolicismo. Como exemplo disso temos a realização anual do Círio de Nazaré, que atrai milhares de fiéis de todo o Brasil.

Quais as principais manifestações da cultura do Norte?

Festas populares da região Norte

A região Norte do Brasil apresenta um extenso calendário anual de festividades que são realizadas periodicamente e que, em alguns casos, atraem visitantes de todas as regiões do país em função da magnitude que adquiriram com o passar do tempo ou, ainda, do grande simbolismo religioso que possuem para as pessoas que seguem determinada doutrina ou fé.

  • Festival folclórico de Parintins (Amazonas)

O Festival Folclórico de Parintins, mais conhecido como Festival de Parintins, é uma das festas populares mais conhecidas da região Norte do Brasil. A celebração mobiliza, todos os anos, na última semana do mês de junho, milhares de pessoas de todo o território brasileiro até a ilha de Parintins, situada na margem do rio Amazonas, a 420 quilômetros da cidade de Manaus.

Realizado no Bumbódromo, como é conhecido o recinto, o Festival de Parintins celebra a lenda do boi-bumbá e as histórias que permeiam o rico folclore da região Norte do país, bem como as comunidades tradicionais, como os povos indígenas e os ribeirinhos, que compõem a população local.

Apresentação do boi Caprichoso em festa popular da cultura do Norte.
O boi-bumbá Caprichoso carrega uma estrela na cabeça e é representado pela cor azul.[2]

Esse festival é marcado pela disputa entre duas agremiações: a do boi Caprichoso, representada pela cor azul, e a do boi Garantido, representada pela cor vermelha. Ambos possuem torcedores fiéis, que demonstram sua paixão por meio de cânticos, das suas vestimentas, da maquiagem e da presença maciça nos dias de apresentação. Até mesmo as marcas que patrocinam o evento adotam temporariamente as cores vermelho e azul na publicidade exposta durante o Festival de Parintins.

Participantes do boi Garantido em festa popular da cultura do Norte.
O boi-bumbá Garantido é representado pela cor vermelha. O Bumbódromo é inundado com as cores das duas agremiações.[3]

O Festival de Parintins foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como Patrimônio Cultural do Brasil.

  • Círio de Nazaré (Pará)

O Círio de Nazaré é uma celebração religiosa que ocorre por 15 dias no mês de outubro na cidade de Belém, capital do estado do Pará. Trata-se de uma procissão realizada pelos devotos de Nossa Senhora de Nazaré como parte da Festividade de Nossa Senhora de Nazaré, marcada por missas, por procissões a pé e nos rios e por vigílias de oração que atraem milhões de pessoas de todo o país. O período de realização do Círio é conhecido como quadra nazarena.

Procissão do Círio de Nazaré, festa religiosa da cultura do Norte.
Fiéis acompanham a imagem de Nossa Senhora de Nazaré durante o Círio.[4]

Essa celebração da Igreja Católica acontece anualmente desde 1793, tendo sido reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco e como Patrimônio Cultural Imaterial pelo Iphan.

  • Cavalhadas (Tocantins)

A festividade das Cavalhadas tem origem portuguesa, e é celebrada em outras localidades do Brasil com a adição de elementos locais que fazem com que ela ganhe uma identidade particular. Esse é o caso da festa realizada na cidade de Taguatinga, localizada a 460 km da capital tocantinense, Palmas. Lá as Cavalhadas acontecem no mês de agosto, no mesmo período que os festejos de Nossa Senhora d’Abadia, a padroeira da cidade.

Nesse evento acontece a encenação de batalhas entre os cristãos e mouros, que utilizam trajes que remetem aos cavaleiros da Idade Média e são diferenciados pela cor de sua indumentária.

Danças típicas da região Norte

Dançarinos de carimbó, dança tradicional da cultura do Norte.
O carimbó é uma das danças tradicionais da região Norte.[5]

A dança é uma das expressões culturais tradicionais da região Norte do Brasil. Desde os movimentos característicos, dos ritmos musicais até as vestimentas utilizadas nas apresentações, as danças tradicionais do Norte apresentam referências incorporadas da cultura africana e indígena principalmente, e também da europeia. Confira, na sequência, quais são as principais danças nortistas.

  • Carimbó: dança típica do estado do Pará e incorporada à cultura do Norte pelos africanos. É dançada em pares e caracterizada pelas roupas coloridas e pelas saias amplas utilizadas pelas mulheres. Saiba mais sobre essa dança clicando aqui.
  • Dança do Maçarico: faz alusão ao pássaro de mesmo nome encontrado na região Norte. Típica do Amazonas, é uma dança também realizada em pares e marcada por cinco tipos de movimentos diferentes, feitos sob uma música alegre e produzida com instrumentos como rabeca, tambores e acordeão.
  • Desfeiteira: consiste em um conjunto de música e dança realizado por pares e em grupos. Os pares, que estão entrelaçados, passam em frente à banda tocando, e, quando a banda para, aquele que estiver de frente a ela deve recitar um verso. Se o par não souber, ambos são vaiados e devem pagar uma prenda. Essa dança tem origem no fandango português.

Arte da região Norte

A região Norte do Brasil abriga uma das maiores biodiversidades do planeta Terra, contida na Floresta Amazônica principalmente. Nas diferentes formas de vegetação e no meio natural, de modo geral, existe uma série de matérias-primas que são coletadas pela população para a produção de artesanato. Dentre esses materiais, podemos citar as fibras naturais, a madeira, o barro, a argila, o couro animal, as sementes, o cipó, e plantas como o capim-dourado. O último caso é encontrado nas áreas do Cerrado.

O artesanato da região Norte, além de uma forma de arte que expressa a identidade cultural da sua população e, especialmente, dos povos tradicionais, como indígenas e ribeirinhos, ainda representa uma importante fonte de renda para aqueles que o produzem. O artesanato dessa região inclui:

  • cerâmicas marajoaras, da ilha do Marajó (Pará);
  • bonecas ritxòkò, do povo Karajá, que vive na ilha do Bananal (Tocantins);
  • panelas e vasos de barro;
  • cestos de palha, de fibra e de madeira, variando conforme o estado;
  • miniaturas feitas em sementes e esculturas de madeira;
  • tecidos e peças de vestuário.
Cerâmicas marajoaras, artesanato tradicional da cultura do Norte.
A cerâmica marajoara, do Pará, expressa a identidade cultural da região Norte.

Lendas da região Norte

As lendas do folclore da região Norte recontam uma série de estórias protagonizadas pelos entes que chamamos de encantados, que preexistem ou não na natureza e que, dotados de alguma habilidade especial, podem entrar em contato com pessoas por meio de sua forma física original ou de uma forma adquirida, desaparecendo rapidamente logo em seguida. Nesse sentido, temos a lenda do boto cor-de-rosa, um dos mais famosos contos folclóricos da região Norte.

Diz a lenda que o boto cor-de-rosa sai da água durante as festividades de junho, ou, ainda, durante a Lua cheia, e se transforma em um homem muito bonito e sedutor, vestido de branco e portando chapéu e sapatos da mesma cor, conquistando as mulheres por onde passa. Algumas versões dessa lenda dizem que o homem escolhe a moça mais bonita da festa e passa o restante da noite com ela. Ao fim da noite, o tal homem desaparece, e a mulher por ele escolhida descobre que está grávida.

Mulher alimentando um boto-cor-de-rosa, animal que protagoniza uma lenda do Norte.
A lenda do boto-cor-de-rosa é uma das mais conhecidas da região Norte.[6]

Além da lenda do boto, a literatura folclórica da região Norte é repleta de outras estórias que recontam as aventuras e a origem de seres como a vitória-régia, a boiúna (ou cobra grande), o uiapuru e o curupira, por exemplo. Muitas dessas narrativas são inspiradas ou mesmo derivadas de crenças das populações indígenas.

Culinária da região Norte

A culinária da região Norte é rica em ingredientes típicos e preparos feitos com elementos encontrados na Amazônia brasileira, o que inclui tubérculos, como a mandioca; peixes de água doce; ervas, como jambu e coentro; e diferentes tipos de plantas e frutos, como açaí e buriti. Os pratos tradicionais da culinária nortista apresentam elementos que remetem às populações indígenas principalmente, mas também aos povos africanos e aos imigrantes europeus que se instalaram naquela região.

Pato no tucupi, representando a cultura do Norte.
Pato no tucupi, um dos pratos típicos da culinária do Norte do Brasil.

Alguns dos pratos típicos do Norte são:

  • Pato no tucupi: é a carne do pato preparada junto de um líquido derivado da mandioca-brava e do jambu.
  • Maniçoba: prato feito à base da maniva, folha da mandioca. Seu preparo leva, pelo menos, sete dias — o tempo necessário para remover o ácido cianídrico, altamente venenoso, que a folha contém em sua composição.
  • Caldeirada de tambaqui: feito com a costela do peixe tambaqui, temperos e farinha de mandioca, outro ingrediente muito utilizado na região Norte.
  • Bolo de macaxeira: chamado também de bolo de mandioca em outras regiões do país.

Religião da região Norte

A região Norte do Brasil, assim como a maior parcela do território nacional, apresenta população predominantemente cristã. A principal religião seguida pela população nortista é a católica romana, destacando-se a realização de importantes celebrações que atraem milhões de fiéis do Brasil inteiro, como o Círio de Nazaré. As religiões evangélicas e o espiritismo são, também, igualmente presentes nessa região do país.

É importante ressaltar que o Norte do Brasil concentra a maior parcela da população indígena do país. Os povos indígenas brasileiros apresentam religiões animistas que orientam, em parte, os costumes dessas populações e a maneira como elas interagem com os elementos da natureza, mantendo sempre a harmonia com o meio natural.

Saiba mais: Principais danças folclóricas brasileiras

Importância da cultura da região Norte

A cultura da Norte é bastante rica e representa a identidade da população que vive nos estados e nos municípios que formam essa que é a mais extensa região do Brasil. Os costumes expressos e as manifestações culturais dos mais diversos tipos, como vimos até aqui, são de fundamental importância para a manutenção do multiculturalismo que é característico do território brasileiro.

Além disso, vive na região Norte a maior parcela da população indígena brasileira. Essa população é responsável pela enorme contribuição cultural para o país como um todo, sendo a cultura da região Norte símbolo da importância e da diversidade cultural dos povos originários do Brasil.

Origem da cultura do Norte

A cultura do Norte, conforme estudamos, é formada por muitos elementos tradicionais dos diferentes povos indígenas que vivem nos estados que integram essa região. Assim sendo, podemos afirmar que as manifestações culturais nortistas têm origem muito antes da chegada dos colonizadores europeus àquela área, o que aconteceu somente a partir do século XVII. A introdução dos signos culturais europeus e a catequização dos indígenas começaram um século mais tarde.

Os africanos escravizados foram levados à região entre os séculos XVIII e XIX, quando os elementos da cultura africana passaram a fazer parte da cultura da região Norte, expressando-se, atualmente, nas danças, na culinária, na música e nas festividades.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No período seguinte, a exploração da borracha e o intenso fluxo migratório que se deslocou em direção aos municípios da região Norte do Brasil fortaleceram o aspecto diverso da cultura regional com a chegada de trabalhadores de outras regiões do Brasil, em especial do Nordeste, e também de outros países europeus e asiáticos.

Dessa forma, a cultura do Norte teve origem com as populações indígenas, com os africanos e com os diversos imigrantes que chegaram até o local, tanto no período colonial quanto durante o século XIX. Nota-se, ainda, que existe grande influência dos países fronteiriços na composição da cultura dos estados pertencentes ao Norte do Brasil.

Créditos das imagens

[1] James Davis Photography/ Shutterstock

[2] Wikimedia Commons

[3] Wikimedia Commons

[4] Wikimedia Commons

[5] Wikimedia Commons

[6] Wikimedia Commons

Fontes

ALVES, Márcio. A culinária da Região Norte do Brasil. Cidade e Cultura, [s.d.]. Disponível em: https://www.cidadeecultura.com/culinaria-da-regiao-norte-do-brasil/.

ALVES, Maria José de Castro; PEREIRA, Maria Antonieta. (Coords.) Lendas e mitos do Brasil. Belo Horizonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais, 2007.

CÍRIO de Nazaré. Disponível em: https://www.ciriodenazare.com.br/.

FERRETTI, Mundicarmo. Encantados e encantarias no folclore brasileiro. Apresentado no VI Seminário de Ações Integradas em Folclore. São Paulo, 2008. Disponível em: http://www.repositorio.ufma.br:8080/jspui/handle/1/198.

Festival de Parintins. Disponível em: https://www.festivaldeparintins.com.br/.

MUSEU PALACINHO. Você sabia que as bonecas “titxòkò” criadas pelo povo karajá, são declaradas patrimônio cultural do brasil desde 2012? Museu Palacinho – Museu Histórico do Tocantins, [s.d.]. Disponível em: https://museupalacinho.com/voce-sabia-que-as-bonecas-ritxoko-criadas-pelo-povo-karaja-sao-declaradas-patrimonio-cultural-do-brasil-desde-2012-2/.

TV ANHANGUERA; G1. Tradição das Cavalhadas é retomada em Taguatinga após dois anos da pandemia. G1 Tocantins, 14 ago. 2022. Disponível em: https://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/2022/08/14/tradicao-das-cavalhadas-e-retomada-em-taguatinga-apos-dois-anos-da-pandemia.ghtml.

UNICAMP. Danças Folclóricas Brasileira e Mapeamento por Estados. In: UNICAMP. Projeto Folclore: Material Didático. Disponível em: https://www.unicamp.br/folclore/material.html.

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Cultura do Norte"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/aspectos-culturais-regiao-norte.htm. Acesso em 14 de abril de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Artigos Relacionados


Amazônia

Conheça mais sobre a Amazônia e as particularidades sobre sua vegetação, fauna, flora, hidrografia, clima e relevo. Saiba também sobre o desmatamento no bioma.
Geografia do Brasil

Boto-cor-de-rosa

Acesse e conheça essa importante lenda do folclore brasileiro. Veja detalhes sobre a origem da lenda do boto-cor-de-rosa.
Folclore

Bumba meu boi

Conheça a festa do bumba meu boi, importante manifestação cultural e folclórica brasileira. Aprenda os outros nomes dessa festa e quando costuma ser comemorada.
Folclore

Carimbó

Clique aqui e saiba o que é e qual a origem do carimbó. Conheça suas principais características e seus tipos.
Cultura

Cultura brasileira

Clique aqui para conhecer um pouco mais sobre como a cultura brasileira foi formada, quais foram as referências recebidas por ela e alguns de seus exemplos.
Sociologia

Cultura indígena

Clique aqui para saber um pouco sobre a cultura indígena, um conjunto de práticas e costumes desenvolvidos pelos habitantes nativos do território brasileiro.
Sociologia

Diversidade cultural no Brasil

Acesse este link para entender como o Brasil se tornou um país com diversidade cultural tão ampla e para conhecer um pouco mais da cultura brasileira.
Geografia do Brasil

Estados do Norte

Saiba quantos e quais são os estados do Norte do Brasil. Conheça as suas capitais e as principais características dos estados dessa região.
Geografia do Brasil

Povos indígenas do Brasil

Saiba mais sobre os povos indígenas do Brasil. Veja quantos indígenas existem no território brasileiro e saiba mais sobre sua história.
Geografia do Brasil

Região Norte

Conheça a região Norte e seus aspectos gerais. Entenda a importância dessa região para o restante do país. Saiba sobre clima, relevo e hidrografia da região Norte.
Geografia do Brasil