Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Acre

Acre está localizado na região Norte do Brasil. Está situado em uma porção da Floresta Amazônica, caracterizada pelo elevado nível de biodiversidade de espécies.

Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

O Acre está situado no Norte do Brasil, em uma região de fronteira, mais precisamente com a Bolívia e o Peru. Historicamente, o Acre pertencia à Bolívia e foi anexado ao Brasil por meio de acordos diplomáticos. O ciclo da borracha foi crucial para a anexação do Acre ao território brasileiro.

O estado possui aspectos geográficos uniformes, baseados no clima e na vegetação equatorial. Já nos aspectos humanos, a cultura acriana é marcada pela influência dos povos indígenas da região. A forma de governo do Acre é baseada na divisão dos Três Poderes.

Economicamente são desenvolvidas no Acre atividades primárias, como a exploração de borracha, de madeira e de castanhas. O estado é um dos menos desenvolvidos do Brasil, sendo que o isolamento geográfico e a falta de investimento público culminaram em problemas de infraestrutura. No entanto, é considerado uma das regiões mais ambientalmente preservadas do país.

Leia também: Tocantins – estado da região Norte e o mais jovem do Brasil

Tópicos deste artigo

Dados gerais do Acre

  • Região: Norte
  • Capital: Rio Branco
  • Governo: Gladson Cameli (2019-2022)
  • Área territorial: 164.173 km² (IBGE, 2019)
  • População: 894.470 habitantes (IBGE, 2020)
  • Densidade demográfica: 4,47 hab./km² (IBGE, 2010)
  • Fuso: UTC -5
  • Clima: Equatorial

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

História do Acre

O Acre era um território pertencente à Bolívia. Contudo, ao longo do século XIX, a região recebeu muitos imigrantes provenientes do Brasil, principalmente da região Nordeste do país. O interesse pelo Acre estava atrelado à exploração da borracha, que despontava no mercado internacional como um recurso natural muito valorizado. Dessa maneira, a crescente ocupação da região por parte dos brasileiros criou tensões com a Bolívia, em especial no final do século XIX, em razão do crescimento exacerbado da população de origem brasileira na região.

Na tentativa de resolver as tensões com o país vizinho, o Brasil propôs, em 1903, a assinatura de um tratado para assumir de maneira definitiva a posse do Acre. A proposta brasileira perpassou pelo pagamento de valores em dinheiro para a Bolívia assim como pela cessão de partes do território brasileiro e pela construção de uma ferrovia na região, a chamada Estrada de Ferro Madeira-Mamoré.

A Bolívia aceitou o acordo, logo, o território acriano passou a fazer parte, de maneira definitiva, do Brasil. O Acre foi integrado ao Brasil no formato de território federal, sendo que, em 1962, tornou-se oficialmente um estado brasileiro.

No século XX, o estado continuou sendo um polo de atração de imigrantes, em especial, por meio da exploração da borracha. No entanto, com a queda do preço da borracha no mercado mundial, assim como o aumento da concorrência estrangeira e o surgimento da borracha sintética, a produção acriana de borracha declinou. Na atualidade, a produção de borracha no estado perdeu espaço para outras atividades econômicas, como a agropecuária e a extração de madeira.

Geografia do Acre

A Floresta Amazônica, marcada por rios caudalosos e vegetação equatorial, está presente em todo o território acriano.
A Floresta Amazônica, marcada por rios caudalosos e vegetação equatorial, está presente em todo o território acriano.

O Acre está localizado na região Norte do Brasil, sendo a sua localização na porção mais oeste do país, na fronteira com Bolívia e Peru. Além disso, ele faz divisa com os estados brasileiros:

No ponto extremo mais a oeste do Brasil, está localizado, no Acre, a nascente do rio Moa, na serra da Contamana. O Acre possui um território pequeno em dimensão territorial e extremamente preservado do ponto de vista ambiental. As suas características físicas são uniformes, com relevo predominantemente formado por planícies, vegetação de floresta equatorial, típica da Floresta Amazônica, e também, clima Equatorial, marcado pela alta temperatura e pluviosidade. Os rios mais importantes do Acre são o Juruá e o Purus.

Veja também: Quais são as bacias hidrográficas do Brasil?

Mapa do Acre

Fonte: IBGE.
Fonte: IBGE.

Divisão geográfica do Acre

O estado do Acre possui 22 municípios. A divisão geográfica do estado, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é composta por duas regiões geográficas intermediárias e cinco regiões geográficas imediatas. São elas:

Regiões geográficas intermediárias

Regiões geográficas imediatas

Rio Branco

Rio Branco

Brasileia

Sena Madureira

Cruzeiro do Sul

Cruzeiro do Sul

Tarauacá

Fonte: IBGE.

Demografia do Acre

O Acre possui cerca de 890 mil habitantes, sendo um dos menores estados em população absoluta e relativa do Brasil. A população acriana foi formada, em especial, por descendentes de tribos indígenas da região assim como por brasileiros que migraram para ela desde o século XIX. Na atualidade, a população estadual apresenta taxas de crescimento, apesar da estagnação econômica e das condições de vida, principalmente do ponto de vista sanitário, ruins.

A maior cidade em população do Acre é a capital, Rio Branco, que possui cerca de 400 mil habitantes. A cidade de Cruzeiro do Sul, com quase 100 mil habitantes, também é um centro urbano importante. Além dessas, são cidades importantes do estado, em relação à população, Sena Madureira, Tarauacá e Feijó.

Aspecto de uma moradia típica do Acre, construída com placas de madeira e de maneira elevada, a fim de evitar os alagamentos recorrentes na região.
Aspecto de uma moradia típica do Acre, construída com placas de madeira e de maneira elevada, a fim de evitar os alagamentos recorrentes na região.

Economia do Acre

O estado do Acre possui uma economia pequena e amplamente baseada na exploração dos recursos naturais. Dessa maneira, é uma economia de base primária, ancorada principalmente na exploração de madeira, de borracha e de castanhas.

A borracha foi o principal produto de exportação do estado, mas, nos últimos tempos, com o aumento da concorrência no mercado internacional, tem perdido espaço na economia acriana. A extração de madeira é, na atualidade, o principal produto de exportação do estado. A coleta de castanha tem se destacado, principalmente por meio de técnicas de manejo agroflorestal.

Além desses, o setor primário registra produção de gêneros agrícolas, como milho e soja, assim como a prática de pecuária extensiva e a pesca de peixes de água doce.

Por sua vez, o setor secundário é praticamente inexistente, estando voltado para o beneficiamento dos produtos florestais. Já o setor terciário está ancorado no comércio local e também no setor público.

Leia também: Agrossistemas – conjuntos de técnicas produtivas no espaço agrário

Governo do Acre

A forma de governo do Acre está baseada nos Três Poderes. Sendo assim, há o Poder Executivo, baseado na figura do governador; o Poder Judiciário, representado pelas unidades de justiça; e, também, o Poder Legislativo, composto pelos legisladores. O Acre possui oito deputados federais, três senadores e 24 deputados estaduais, que são os representantes do Poder Legislativo estadual.

Bandeira do Acre

Infraestrutura do Acre

O Acre é um dos estados mais isolados do Brasil em termos geográficos e também estruturais. Dessa maneira, apresenta uma infraestrutura ainda ineficiente nos termos de transporte, energia e telecomunicações.

O Acre possui algumas rodovias federais e estaduais, mas o principal meio de transporte utilizado pela população é o fluvial, por meio dos rios da região. O atendimento de energia e comunicações é deficitário e prejudicado pelo isolamento espacial de várias localidades acrianas. O atendimento de água e esgoto é precário, sendo um dos principais problemas estruturais e sociais do estado.

O Acre possui redes públicas de saúde e educação para atendimento da população. Entretanto, a sua distribuição espacial é prejudicada pelo baixo investimento e pelas grandes distâncias entre as localidades, principalmente as rurais e indígenas.

Cultura do Acre

A cultura do Acre é baseada nas tradições folclóricas dos povos indígenas que habitam a região e influenciaram de maneira direta na constituição dos hábitos culturais dos acrianos. Além disso, percebe-se a influência da cultura de outros estados brasileiros, principalmente do Norte e do Nordeste.

O artesanato acriano é produzido com elementos da floresta, em especial, cipós, sementes e madeiras. Já a culinária é marcada pelo uso de peixes e ervas amazônicas. A cultura do Acre é fortemente marcada, ainda, pela defesa da floresta, sendo o estado um dos mais preservados em termos ambientais do Brasil. A figura de Chico Mendes, lendário defensor da preservação ambiental no Acre, foi uma das mais proeminentes na defesa da natureza e da cultura acriana.

 

Por Mateus Campos
Professor de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CAMPOS, Mateus. "Acre"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/acre.htm. Acesso em 05 de julho de 2022.

Lista de exercícios


Exercício 1

O Acre é um estado brasileiro que está localizado em qual Região do país?

a) Sul

b) Nordeste

c) Centro-Oeste

d) Norte

e) Sudeste

Exercício 2

O mapa abaixo está destacando uma unidade federativa do Brasil.

mapa brasil

Marque a alternativa que indica corretamente esse estado e sua capital.

a) Acre (estado) e Rio Branco (capital)

b) Amapá (estado) e Macapá (capital)

c) Rio Branco (estado) e Acre (capital)

d) Rondônia (estado) e Porto Velho (capital)

e) Acre (estado) e Porto Velho (capital)

PUBLICIDADE

Estude agora


Cem anos de solidão | Análise Literária

Assista a nossa videoaula para conhecer um pouco mais da obra “Cem anos de solidão”, um dos romances mais...

Apartheid | África do Sul

Assista a nossa videoaula para entender o que foi o Apartheid na África do Sul (1948-1994). Confira também no...