Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Economia do Acre

Extrativismo vegetal, principal atividade econômica do Acre
Extrativismo vegetal, principal atividade econômica do Acre
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Localizado na Região Norte do território brasileiro, o estado do Acre possui extensão territorial de 164.122,280 quilômetros quadrados, sendo habitado por 733.559 pessoas, conforme dados divulgados em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2008, o Acre contribuiu com 0,2% para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. No âmbito regional, sua participação foi de 4,3%, sendo a segunda menor do Norte, superior apenas a Roraima (3,1%). A composição do PIB estadual é a seguinte:

Serviços: 68,1%.
Indústria: 14,7%.
Agricultura: 17,2%.

Historicamente, a economia acriana baseia-se no extrativismo vegetal, sobretudo na exploração da borracha, que foi responsável pelo povoamento da região. Atualmente, a madeira é o principal produto de exportação do estado, que também é grande produtor de castanha-do-pará, fruto do açaí e óleo da copaíba.

Os cultivos de mandioca, milho, arroz, feijão, frutas e cana-de-açúcar são a base da agricultura. A indústria, por sua vez, atua nos seguintes segmentos: alimentício, madeireiro, cerâmica, mobiliário e têxtil.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O Acre apresenta dois grandes polos econômicos: o vale do rio Juruá, que tem a cidade de Cruzeiro do Sul como principal núcleo urbano; e o vale do rio Acre, que é mais industrializado, possui maior grau de mecanização e modernização no campo, apresenta maior potencial nas atividades agrícolas, grande produtor de borracha e alimentos (mandioca, arroz, milho, frutas, etc.), além de abrigar a capital estadual, Rio Branco.

Exportações e Importações do Acre:

Exportações: 21,9 milhões de reais.

Madeira compensada e perfilada: 49%.
Madeira serrada ou em folha: 27%.
Frutas: 21%.
Outros: 3%.

Importações: 1,1 milhão de reais.

Aviões: 35%.
Peças para motor: 23%.
Manivelas: 14%.
Máquinas e equipamentos: 9%.
Papel: 4%.
Bronze: 4%.
Outros: 11%.

Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Wagner de Cerqueira e Francisco Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FRANCISCO, Wagner de Cerqueira e. "Economia do Acre"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/economia-acre.htm. Acesso em 23 de maio de 2024.

De estudante para estudante