Topo
pesquisar

Tecido muscular

Biologia

PUBLICIDADE

Tecido muscular é um tipo de tecido animal que apresenta como característica mais marcante sua capacidade de contração. Esse tecido é essencial para o funcionamento do nosso corpo, sendo ele o responsável por garantir, por exemplo, os nossos movimentos e o batimento do coração.

Leia também: Sistema muscular - definição, função e tipos de músculos

Características do tecido muscular

O tecido muscular apresenta células com capacidade de contração, sendo também chamadas de fibras musculares. Essas células, ou fibras, são alongadas e apresentam grande quantidade de filamentos de proteínas contráteis, como actina e miosina.

Algumas estruturas das células musculares têm denominações específicas. A membrana celular, por exemplo, é denominada sarcolema. O citosol apresenta a denominação de sarcoplasma. Já o retículo endoplasmático liso é denominado retículo sarcoplasmático.

O tecido muscular apresenta células alongadas e ricas em proteínas com capacidade de contração.
O tecido muscular apresenta células alongadas e ricas em proteínas com capacidade de contração.

Importância do tecido muscular

Devido a sua capacidade de contração, extensibilidade, elasticidade e excitabilidade, o tecido muscular desempenha um papel importante no nosso corpo. É devido à presença dele que conseguimos:

  • Movimentar nosso corpo;

  • Garantir o batimento cardíaco;

  • Permitir a movimentação de várias substâncias, como o sangue e o alimento;

  • Garantir a estabilização do corpo e a manutenção da postura;

  • Permitir que alguns órgãos aumentem seu tamanho e retornem ao tamanho original;

  • Produzir calor pela sua contração.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Classificação do tecido muscular

O tecido muscular pode ser dividido em três grupos: tecido muscular estriado esquelético, tecido muscular não estriado e tecido muscular estriado cardíaco. Falaremos um pouco mais sobre cada um desses tipos:

Observe os três tipos de tecido muscular existentes.
Observe os três tipos de tecido muscular existentes.
  • Tecido muscular estriado esquelético

Apresenta células longas, cilíndricas e com vários núcleos, os quais estão localizados na periferia delas. Como o nome sugere, esse tecido apresenta estriações, sendo elas transversais. Seus feixes de células são longos e podem atingir até 30 cm, enquanto o diâmetro das fibras varia entre 10 µm a 100 µm.

Cada fibra muscular apresenta uma série de feixes de filamentos, as miofibrilas. Quatro proteínas diferentes são encontradas nessas miofibrilas (miosina, actina, tropomiosina e troponina), e são a miosina e actina as mais abundantes.

Veja também: Composição química das proteínas

Quando vistas pelo microscópio óptico, as fibras musculares esqueléticas apresentam alternância de faixas claras e escuras que garante o padrão de estriações transversais. A faixa escura é chamada de banda A e é formada por filamentos finos (actina) e grossos (miosina), enquanto a faixa clara recebe a denominação de banda I e é formada somente por filamentos finos.

No centro de cada banda I, observa-se a presença de uma linha escura transversal, denominada de linha Z, que delimita o chamado sarcômero. A banda A apresenta uma região mais clara no centro, chamada banda H, que é formada apenas por filamentos grossos.

Observe a estrutura de um sarcômero.
Observe a estrutura de um sarcômero.

Nesses músculos observa-se a repetição de unidades chamadas de sarcômeros, que são unidades repetitivas das miofibrilas e básicas desse tipo de músculo. Cada sarcômero é constituído pela parte que fica entre duas linhas Z sucessivas: duas metades de banda I e uma banda A, ao centro.

A contração desse tipo de tecido é rápida e vigorosa, porém não involuntária. Para que ocorra a contração dessas células, são fundamentais os nossos comandos, e nesse processo verifica-se o encurtamento dos sarcômeros. Os músculos estriados esqueléticos estão presos aos nossos ossos, garantindo que a contração muscular converta-se em movimento. Como exemplo temos o bíceps e o tríceps.

Leia também: Esqueleto humano – nome dos ossos, funções e divisões

  • Tecido muscular estriado cardíaco

Está localizado no coração e, assim como o anterior, apresenta estriações em suas células. Elas são alongadas e ramificadas, sendo essas ramificações unidas por estruturas denominadas discos intercalares.

Esses discos transmitem sinais de uma célula para outra, garantem a sincronização da contração cardíaca e atuam impedindo que as células separem-se quando ocorre o batimento do coração. Diferentemente do tecido muscular esquelético, as fibras do músculo cardíaco apresentam um ou dois núcleos, que estão na posição mais central ou próxima a essa região.

As contrações do músculo estriado cardíaco são involuntárias, ou seja, acontecem independentemente do nosso controle. Nesse tipo de músculo, as células apresentam uma série de mitocôndrias, o que é fácil de ser compreendido, uma vez que elas possuem grande metabolismo e necessitam constantemente de ATP.

Saiba mais: Sistema cardiovascular – anatomia, função, órgãos e resumo

  • Tecido muscular não estriado ou liso

É formado por células que não apresentam estriações, sendo essa uma característica que permite fácil diferenciação dos outros tipos de tecido. Suas células são longas, com centro mais espesso e extremidades afiladas. Elas apresentam apenas um único núcleo, disposto no centro de cada uma delas.

O tecido muscular não estriado apresenta contração involuntária, não vigorosa como observado nos outros tecidos. A contração é controlada pelo sistema nervoso autônomo. Esse tecido é encontrado formando as paredes de vários órgãos internos, tais como as do trato digestório, da bexiga e até mesmo das artérias.

Graças aos nossos músculos, somos capazes de realizar a movimentação do nosso corpo.
Graças aos nossos músculos, somos capazes de realizar a movimentação do nosso corpo.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Tecido muscular"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/tecido-muscular.htm. Acesso em 05 de abril de 2020.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

As células do tecido muscular são ricas em proteínas que estão relacionadas à contração muscular. Que nome recebe essas proteínas?

  1. Actina e melanina
  2. Quitina e prolactina
  3. Actina e miosina
  4. Quitina e miosina
  5. Actina e quitina

Questão 2

Podemos classificar o tecido muscular em três tipos: tecido muscular estriado cardíaco, tecido muscular estriado esquelético e tecido muscular não estriado ou liso. Sobre esses tecidos, marque a alternativa INCORRETA:

  1. O tecido muscular liso é encontrado em órgãos do sistema digestório e está relacionado aos movimentos peristálticos.
  2. O tecido muscular estriado esquelético possui contração voluntária.
  3. O tecido muscular estriado cardíaco apresenta contração voluntária e é encontrado no coração.
  4. O tecido muscular estriado esquelético apresenta estrias longitudinais e transversais.
  5. O tecido muscular estriado esquelético liga-se aos ossos e atua no movimento.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola