Topo
pesquisar

Sistema muscular

Biologia

O sistema muscular atua principalmente na movimentação dos membros e das vísceras.
Os músculos do corpo realizam diversas funções, sendo a principal a garantia da movimentação.
Os músculos do corpo realizam diversas funções, sendo a principal a garantia da movimentação.
PUBLICIDADE

O nosso corpo é uma máquina complexa que apresenta diversos sistemas integrados trabalhando juntos para garantir a nossa sobrevivência. Entre esses sistemas, destaca-se o muscular, que apresenta como principais funções a movimentação dos membros e das vísceras.

O corpo humano é formado por três tipos musculares diferentes: o estriado esquelético, o estriado cardíaco e o não estriado. Os músculos estriados esqueléticos estão normalmente associados ao sistema esquelético e possuem apenas movimentação voluntária, ou seja, sua contração é consciente. O termo estriado está associado ao fato de que eles apresentam bandas claras e escuras que se dispõem de maneira alternada quando observadas em microscopia óptica.

O músculo estriado cardíaco, como o próprio nome indica, é exclusivo do coração. Ele possui aparência estriada como o esquelético, mas apresenta contrações involuntárias e vigorosas.

O músculo não estriado, por sua vez, apresenta contração involuntária e lenta e é encontrado no sistema digestório e respiratório, bem como em algumas estruturas ocas, como a bexiga urinária e o intestino delgado. Uma de suas características mais marcantes é a ausência de estriações, o que é observado nos outros tipos musculares.

Quando estudamos o sistema muscular, estudamos os músculos esqueléticos que formam nosso corpo. Isso se deve ao fato de que os músculos não estriados fazem parte dos órgãos e normalmente não recebem denominação própria.

Existem mais de 400 músculos esqueléticos no nosso corpo, o que representa cerca de 50% de toda nossa massa corpórea. Eles são classificados com base em diversos critérios, tais como a sua origem e inserção, ação, função, forma e arranjo das fibras e número de cabeças.

Entende-se por origem o local onde o músculo está mais fixado e que funciona como a base para a sua ação. Já a inserção é o ponto móvel onde é possível observar o efeito do movimento. O glúteo mínimo, por exemplo, é um músculo responsável pela abdução da coxa e tem sua origem na superfície lateral do íleo e sua inserção é na superfície anterior do fêmur, mais precisamente na região do trocanter maior (proeminência localizada na borda superior do fêmur).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quando os músculos são classificados de acordo com a sua ação, são denominados de extensores, flexores, adutores, abdutores, rotadores, supinadores e pronadores. Veja a função de cada um:

→ Extensores: estiram um membro;

→ Flexores: são responsáveis pela flexão;

→ Adutores: levam um membro em direção à linha mediana do corpo;

→ Abdutores: movem o membro para fora dessa linha.

→ Rotadores: giram os membros;

→ Supinadores: viram a palma da mão para cima;

→ Pronadores: colocam a palma da mão para baixo.

Observando-se a função, os músculos podem ser classificados em agonistas, antagonistas e sinergistas. Os músculos agonistas desempenham o movimento principal do músculo; os antagonistas realizam movimentação contrária; e os sinergistas auxiliam o trabalho dos músculos agonistas.

Em relação à forma e ao arranjo das fibras, os músculos podem ser classificados em músculos de fibras paralelas e de fibras oblíquas. Como exemplo de músculos de fibras paralelas, podemos citar o bíceps e o peitoral. Já como exemplo de músculo de fibras oblíquas, podemos citar o orbicular do olho.

Por fim, quando o critério utilizado é número de cabeças, leva-se em consideração quantos tendões de origem o músculo apresenta. O bíceps, por exemplo, apresenta duas cabeças; o tríceps apresenta três; e o quadríceps, quatro.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Sistema muscular"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/biologia/sistema-muscular.htm>. Acesso em 14 de dezembro de 2018.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola