Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Sedentarismo

O sedentarismo está relacionado com várias mortes todos os anos, uma vez que é fator de risco para outros problemas de saúde, como obesidade, diabetes e hipertensão.

Mulher acima do peso comendo pipoca no sofá.
Hábitos de vida inadequados podem levar ao desenvolvimento de uma série de problemas graves de saúde, como obesidade e diabetes.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

  O sedentarismo pode impactar negativamente a vida de um indivíduo, aumentando o risco de desenvolvimento, por exemplo, de doenças cardiovasculares, diabetes tipo II e alguns tipos de câncer. Trata-se, portanto, de um grave problema de saúde que deve ser combatido. A adoção da prática de atividades físicas é benéfica para todas as pessoas, desde crianças até idosos.

A OMS recomenda que crianças e adolescentes realizem pelo menos uma média de 60 minutos por dia de atividade física moderada a vigorosa. Para adultos, a recomendação é de pelo menos 150 a 300 minutos de atividade física aeróbica de intensidade moderada por semana.

Confira nosso podcast: 10 principais causas de morte no mundo

Tópicos deste artigo

Resumo sobre sedentarismo

  • O sedentarismo pode ser definido como um comportamento diário que se caracteriza por uma grande quantidade de tempo destinada a atividades que não promovem um gasto energético significativo quando comparado ao gasto produzido em níveis de repouso ou atividades com baixo gasto de energia.

  • Uma pessoa pode praticar atividades físicas e, mesmo assim, ser sedentária, por não praticar atividade física de maneira regular ou realizá-la de maneira insuficiente.

  • De acordo com a OMS, a prática de atividades físicas é benéfica nas diferentes faixas etárias.

  • Para adultos, recomenda-se realizar pelo menos 150 a 300 minutos de atividade física aeróbica de moderada intensidade ou pelo menos 75 a 150 minutos de atividade física aeróbica de vigorosa intensidade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é sedentarismo?

O sedentarismo pode ser definido como um comportamento diário que se caracteriza por uma grande quantidade de tempo destinada a atividades que não promovem um gasto energético significativo quando comparado ao gasto produzido em níveis de repouso ou atividades com baixo gasto de energia.

Um comportamento sedentário inclui atividades como ficar muito tempo assistindo televisão ou jogando videogame, utilizando computador, passar grandes períodos sentado, dentre outros hábitos.

É importante destacar que o sedentarismo não se resume apenas à falta de prática de atividades físicas. Algumas pessoas podem praticar atividades físicas, porém passarem grandes períodos do dia com comportamentos sedentários, não realizarem atividade física de maneira regular ou insuficiente. A prática de atividades por si só, portanto, não é sinônimo de que a pessoa não é sedentária.

→ Recomendações da OMS sobre a prática de atividades físicas

A Organização Mundial da Saúde, em suas diretrizes sobre atividade física e comportamento sedentário, recomenda que todas as pessoas pratiquem atividade física de maneira regular.

  • Adultos

A recomendação é que sejam feitos, por adultos, pelo menos 150 a 300 minutos de atividade física aeróbica de moderada intensidade ou pelo menos 75 a 150 minutos de atividade física aeróbica de vigorosa intensidade durante a semana. Pode ser feita ainda uma combinação de atividades moderadas e vigorosas ao longo da semana.

A OMS ainda recomenda que adultos realizem atividades de fortalecimento muscular de moderada intensidade ou maior. Essas atividades devem envolver os principais grupos musculares e, para benefícios adicionais à saúde, devem ser realizadas em pelo menos dois dias na semana.

Adultos com problemas como esclerose múltipla, lesões na medula e problemas que comprometem a função cognitiva também devem realizar atividades físicas regulares. A quantidade e as atividades apropriadas para essas pessoas devem ser indicadas por um profissional da saúde.

  • Crianças e adolescentes

Em relação às crianças e adolescentes com idades compreendidas entre cinco e 17 anos, a recomendação da OMS é de pelo menos 60 minutos por dia de atividade física de intensidade moderada a vigorosa. Um ponto importante é a redução da quantidade de atividades recreativas em frente às telas.

Além disso, é fundamental destacar que as atividades físicas devem despertar prazer e ser divertidas para esse público, sempre respeitando a idade e habilidade de cada um. Vale destacar que crianças e adolescentes com deficiência também devem ser estimulados a realizar atividades físicas. Um profissional poderá indicar as atividades mais apropriadas para cada caso.

  • Idosos

Em relação aos idosos, a recomendação é de pelo menos 150 a 300 minutos de atividade física aeróbica de moderada intensidade ou pelo menos 75 a 150 minutos de atividade física aeróbica de vigorosa intensidade ao longo da semana. A combinação de atividades de diferentes intensidades pode ser feita durante a semana.

Recomendam-se também atividades de fortalecimento muscular, de equilíbrio funcional e de treinamento de força. O equilíbrio e a força são importantes para prevenir quedas e aumentar a capacidade funcional, sendo recomendada sua realização em pelo menos três dias da semana.

  • Pacientes com condições crônicas

Pacientes que vivem com condições crônicas, como câncer, hipertensão, diabetes e infecção pelo HIV, também podem realizar atividades físicas. Essas pessoas, no entanto, devem conversar com um profissional da saúde para que sejam adequadamente orientadas quanto às melhores atividades a serem realizadas.

  • Gestantes e mulheres no pós-parto

Ao contrário do que se pensa, gestantes e mulheres no pós-parto também podem realizar atividades físicas. Entretanto, é importante conversar com um médico sobre a segurança das atividades. Em caso de cesariana, a atividade deve ser retornada gradualmente, e o médico deverá ser consultado.

 Mulher fazendo atividade física na escada de um espaço aberto.
As atividades físicas melhoram a saúde do indivíduo como um todo.

É importante destacar que mesmo que você não consiga fazer atividades físicas como o recomendado pela OMS, a realização de uma atividade é sempre melhor do que não realizar nenhuma. Pequenas mudanças de hábitos também devem ser adotadas no dia a dia, como redução do tempo na frente da televisão e do computador, aumentar o número de passos diários, utilizar escadas no lugar de elevador, fazer pausas regulares para se movimentar após longos períodos parado, dentre outros hábitos.

Saiba mais: Aterosclerose — um problema de saúde que possui o sedentarismo como um de seus fatores de risco

Riscos do sedentarismo

O sedentarismo, atualmente, é considerado um grave problema de saúde pública, uma vez que está relacionado com o desenvolvimento de várias doenças crônicas. É considerado fator de risco para problemas como:

Além disso, a inatividade física relaciona-se com o desenvolvimento de obesidade, aumento do risco de quedas em idosos, depressão, ansiedade, alterações no humor e dislipidemia (níveis elevados de lipídios no sangue).

Em crianças, a inatividade física relaciona-se com o grande aumento da obesidade juvenil em todo o mundo. Além disso, crianças e adolescentes que possuem comportamento sedentário apresentam comprometimento do sono, da saúde cardiometabólica e do comportamento social.

Benefícios das atividades físicas e a relação com o sedentarismo

A prática de atividades físicas garante benefícios em vários campos da nossa vida, melhorando até mesmo a saúde mental. Veja a seguir alguns dos benefícios da prática de atividades físicas:

  • redução do risco de morte por doenças cardiovasculares;

  • redução da incidência de hipertensão;

  • redução da incidência do diabetes tipo II;

  • redução dos sintomas de depressão e ansiedade;

  • melhora do sono;

  • melhora da saúde cognitiva;

  • prevenção de incapacidades advindas do envelhecimento.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia  

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Sedentarismo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude/sedentarismo.htm. Acesso em 12 de agosto de 2022.

De estudante para estudante


PUBLICIDADE

Estude agora


Murilo Mendes

Nesta videoaula, você conhecerá um pouco mais sobre a vida e a obra de Murilo Mendes, um importante poeta do...

Adição e subtração de números complexos na forma algébrica

Nesta aula, vamos aprender como fazer a adição e a subtração de números complexos na forma algébrica.