Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Crianças podem fazer dieta?

Muitas pessoas se perguntam se as crianças podem realmente fazer dieta para perder peso, pois dietas restritivas podem afetar o desenvolvimento da criança.

Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Uma dúvida de muitos pais é se crianças podem fazer dieta. O sobrepeso e obesidade são problemas cada vez mais comuns nos dias atuais, e muitos pais se questionam o que pode ser feito para reverter esse quadro. Será que a dieta é realmente recomendada para contornar casos de sobrepeso e obesidade? O que os responsáveis podem fazer para melhorar a saúde dessas crianças?

Fato é que o ideal é que cuidemos da saúde das nossas crianças para que esse quadro de aumento de peso nunca ocorra, entretanto, quando ele ocorre, devemos tratá-lo com responsabilidade para evitar problemas futuros.

Leia também: Benefícios do esporte para as crianças

Tópicos deste artigo

Sobrepeso e obesidade infantil

Atualmente, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 41 milhões de crianças menores de 5 anos sejam obesas ou estejam acima do peso no mundo. Esse número é bastante elevado e gera um alerta a respeito de como está a alimentação de nossas crianças e se elas estão adotando hábitos de vida saudáveis.

Os altos índices de sobrepeso e obesidade refletem a sociedade atual, que incentiva uma alimentação cada vez menos saudável e o comportamento sedentário. As rotinas agitadas dos pais, que os impedem, muitas vezes, de preparar refeições em casa, e o fácil acesso a fast-food, por exemplo, expõem a criança a uma alimentação rica em gorduras, açúcares e sódio, alimentos que não deveriam ser ingeridos com muita frequência.

Além disso, muitas crianças passam grande parte do seu dia em frente à televisão, videogame ou mesmo utilizando smartphones, sendo observada, portanto, uma redução das atividades que promovem um maior gasto calórico.

 A obesidade infantil pode estar relacionada com uma alimentação inadequada.
A obesidade infantil pode estar relacionada com uma alimentação inadequada.

O sobrepeso e a obesidade infantil são problemas graves, pois afetam também a vida adulta do indivíduo. De acordo com o Ministério da Saúde,

“a consequência de obesidade na infância para a vida adulta é o aparecimento de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, que podem matar precocemente no período de grande produtividade na fase adulta.”

Leia também: Obesidade infantil — grave problema de saúde que acomete crianças em todo o mundo

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Criança pode fazer dieta?

Diante do quadro de sobrepeso e obesidade infantil que enfrentamos, muitos pais tentam reverter a situação fazendo com que as crianças realizem dietas restritivas para conseguirem a perda de peso. Entretanto, é fundamental deixar claro que cortar certos alimentos da alimentação da criança pode prejudicar seu desenvolvimento. Além disso, a cobrança para que a criança não aumente de peso e críticas sobre a sua aparência podem desencadear distúrbios alimentares, como anorexia e bulimia. Sendo assim, é fundamental que toda essa situação seja tratada com cuidado e responsabilidade por parte dos pais ou responsáveis.

O primeiro ponto ao se perceber que a criança está tendo um aumento de peso é procurar um pediatra para que ele avalie se o peso está de acordo com a idade e com o tamanho da criança. Diante de um quadro de sobrepeso ou obesidade, deve-se procurar o auxílio de um nutricionista para que esse profissional faça uma avaliação da alimentação da criança e estabeleça uma forma de conseguir realizar uma dieta com redução calórica, mas que forneça à criança todos os nutrientes que ela necessita para conseguir crescer de maneira saudável.

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, melhorar a dieta não é necessariamente excluir certos alimentos. Tudo é uma questão de equilíbrio e moderação. Além disso, retirar completamente um tipo de alimento, principalmente aqueles que a criança gosta, pode fazer com que surjam episódios de compulsão quando a criança tiver a oportunidade de comer aquele produto novamente. O melhor, portanto, é realizar uma reeducação alimentar.

 A prática de atividades físicas pode evitar a obesidade infantil.
A prática de atividades físicas pode evitar a obesidade infantil.

Além da melhora da alimentação, outro ponto importante é estimular a prática de atividades físicas pela criança. Vale destacar, no entanto, que é preciso também fazer uma avaliação prévia para que o médico possa avaliar se a criança está apta a realizar determinadas atividades físicas. Para que a criança se sinta estimulada a realizar uma atividade, é fundamental que seja proposto algo que desperte seu interesse.

Leia também: Por que as crianças não devem ir à escola sem café da manhã?

Dicas simples para evitar obesidade infantil

  • Não deixe a criança pular refeições.

  • Evite açúcar, refrigerantes, balas, salgados e guloseimas, principalmente nos primeiros anos de vida.

  • Ofereça diariamente frutas, verduras e legumes.

  • Estimule a prática de atividades físicas.

  • Respeite a saciedade da criança.

  • Seja exemplo.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Crianças podem fazer dieta?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/criancas-podem-fazer-dieta.htm. Acesso em 24 de abril de 2024.

De estudante para estudante