Topo
pesquisar

Impactos ambientais causados pela mineração

Geografia

São diversos os impactos ambientais causados pela mineração, como a alteração da paisagem e a contaminação do solo, do ar e dos recursos hídricos.
A mineração é uma atividade econômica e industrial associada a diversos impactos ambientais, como a contaminação de recursos hídricos.
A mineração é uma atividade econômica e industrial associada a diversos impactos ambientais, como a contaminação de recursos hídricos.
PUBLICIDADE

São muitos os impactos ambientais causados pela mineração, atividade econômica e industrial que consiste na pesquisa, exploração, extração e beneficiamento de minérios presentes em depósitos no subsolo.

Apesar de ser considerada sinônimo de desenvolvimento socioeconômico e ser essencial à sociedade — considerando-se que os minérios encontram-se em praticamente todos os bens de consumo —, a atividade mineradora apresenta alto potencial de impactos ambientais. Como é o caso da poluição dos recursos hídricos e do solo, além da perda de biodiversidade tanto em relação à fauna quanto à flora.

Leia também: Ações antrópicas no meio ambiente

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Principais impactos ambientais gerados pela mineração

De acordo com a Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), o impacto ambiental é definido no artigo 1º da Resolução Conama-001 como: “[…] qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que, direta ou indiretamente, afetam o bem-estar e a saúde da população; as atividades socioeconômicas; a biota; as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; e a qualidade dos recursos ambientais.

Na mineração, os impactos ambientais podem ser gerados desde o planejamento do projeto, perpassando as etapas de implantação, operação e desativação. Por isso é necessário, antes de qualquer implementação da atividade mineradora, avaliar quais são os possíveis impactos negativos que podem ser causados ao meio ambiente na área a ser explorada.

Leia também: Impactos ambientais do acidente em Mariana (MG)

São estes os principais impactos ambientais causados pela mineração:

1) Degradação da paisagem

A mineração mais comum no Brasil é a lavra a céu aberto. A exploração de minério dessa forma requer desmatar uma determinada área e retirar o solo fértil (também chamado pelas mineradoras de solo estéril, pois possui baixo teor de minério). A área é "recortada" em blocos, que conferem à região uma paisagem repleta de "degraus", modificando então toda a paisagem.

2) Desmatamento

Para realizar a mineração de lavra a céu aberto, a primeira etapa refere-se à retirada da cobertura vegetal. Diversas áreas são desmatadas, provocando possíveis alterações climáticas e causando prejuízos à fauna e à flora.

3) Poluição e contaminação dos recursos hídricos

A contaminação dos recursos hídricos pode ocorrer de três maneiras na mineração:

- Por meio do alto consumo de água para beneficiamento do minério;

- Por meio do rebaixamento do lençol freático durante a etapa de extração do minério, diminuindo o fluxo de água dos rios e impactando também a recarga dos aquíferos;

- Possível contaminação das águas por meio de rejeitos com concentração de substâncias tóxicas que são levadas até os recursos hídricos pelo escoamento superficial das águas ou através do solo, o qual, ao contaminar-se, pode também contaminar os recursos hídricos. As minerações de ferro, areia e granito, por exemplo, podem contaminar e poluir as águas pela lama gerada durante o processo de mineração. Essa lama precisa ser contida por barragens.

Leia também: Rompimento da barragem em Brumadinho

4) Poluição, contaminação e compactação do solo

Uma das etapas da mineração é a retirada do solo fértil e seu posterior recorte. Ao deixar o solo desnudo, pode haver perda de fertilidade e favorecimento da sua compactação. Ao longo da extração de minérios, os solos podem ser contaminados, como é o caso das minerações de chumbo e zinco, as quais possuem grande concentração de arsênio em seus rejeitos. Algumas áreas acabam  tornando-se inutilizadas, visto que algumas substâncias podem permanecer por um longo tempo no solo.

5) Poluição sonora e alteração da qualidade do ar

O preparo das áreas para mineração dá-se, muitas vezes, por meio de explosões. Maciços rochosos muito compactados passam pelo processo de desmonte com o auxílio de explosivos, causando então ruídos que perturbam a biodiversidade e muitas vezes espantam animais de suas áreas. Outro problema é a alteração da qualidade do ar. Durante os processos de construção da infraestrutura necessária, bem como na fase de transporte dos minérios, há emissão de partículas sólidas e poluentes à atmosfera.

Saiba também: Poluição atmosférica

6) Redução da biodiversidade

O desmatamento, a poluição sonora, bem como a contaminação e poluição dos recursos hídricos e do solo provocam também a perda de biodiversidade. Muitos animais perdem seu habitat e acabam fugindo para outras áreas, bem como há perda de espécies de plantas na região devido à retirada da cobertura vegetal.

7) Redução da disponibilidade de minerais

Em algumas áreas de mineração, há o esgotamento total do recurso mineral extraído, o que as torna inutilizáveis.

8) Geração de resíduos e disposição inadequada de rejeitos

A produção de rejeitos (resíduos que sobram após o beneficiamento do minério valioso) não é um problema desde que esses sejam contidos ou remanejados para recuperação de áreas. Contudo, durante a fase de extração, se não realizada de maneira correta, esses resíduos podem alcançar os recursos hídricos, contaminando-os.

Outro problema é o volume dos depósitos de rejeitos contidos por barragens, que, se não fiscalizadas, podem romper e ter esse volume transportado a áreas mais baixas, alcançando cursos d'água e poluindo o meio ambiente. O volume do depósito pode ser também um problema, quando em elevado nível, pois pode ser levado pelas águas das chuvas até outros recursos hídricos.

O que são barragens de rejeito?

Basicamente, as barragens de rejeitos são construções formadas por barramentos maciços impermeáveis e com dispositivos de drenagem, destinadas ao depósito de resíduos gerados pelo beneficiamento dos minérios (etapa em que são separados os materiais que possuem valor dos que não serão utilizados).

Impactos ambientais causados pela mineração do ferro

A mineração de ferro provoca alteração na paisagem, desmatamento e devastação do solo.
A mineração de ferro provoca alteração na paisagem, desmatamento e devastação do solo.

No Brasil, a mineração de ferro acontece principalmente nos estados de Minas Gerais (Quadrilátero Central), Pará (Serra do Carajá) e Mato Grosso do Sul (Maciço do Urucum). O Brasil possui grandes reservas de minério de ferro, sendo esse um dos protagonistas na balança comercial do país, especialmente a nível de exportação, e a China seu maior comprador. Segundo o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), o Brasil é o segundo maior produtor do minério de ferro do mundo. As reservas alcançam cerca de 29 bilhões de toneladas.

Os principais impactos ambientais associados à mineração de ferro são:

  • Poluição atmosférica, devido ao uso de explosivos nas minas que emitem gases poluentes;
  • Poluição sonora, devido às explosões;
  • Poluição das águas pela lama gerada e que requer construção de barragens para conter os rejeitos e, consequentemente, evitar a contaminação química dos recursos hídricos e do solo.

O desmatamento também é um grande problema ambiental, principalmente nas áreas do Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais. Essa região é abrangida pelo bioma Mata Atlântica, e parte dos remanescentes das áreas de Mata Atlântica pertence às mineradoras. Nas áreas de exploração do ferro, a vegetação é removida para dar lugar à lavra a céu aberto, iniciando também  outro impacto ambiental, a exposição dos solos, os quais perdem a sua fertilidade e ficam expostos a processos erosivos. O Ministério do Meio Ambiente também aponta problemas nas áreas de mineração de ferro como a presença de antigas barragens de contenção, que podem romper-se e provocar sérios danos ao local em que se encontram.

Leia também: Desmatamento e poluição do ar

Impactos ambientais causados pela mineração do ouro

A mineração de ouro provoca poluição dos recursos hídricos e do solo por meio do uso de mercúrio.
A mineração de ouro provoca poluição dos recursos hídricos e do solo por meio do uso de mercúrio.

A mineração do ouro, especificamente no Brasil, dá-se, principalmente, nos estados do Pará, Minas Gerais e Mato Grosso. O principal impacto causado por essa atividade está relacionado ao uso do mercúrio no processo de garimpagem, o qual auxilia na concentração do ouro na bateia (utensílio utilizado na mineração que ajuda na busca de minérios).

O mercúrio possui alta volatilidade, podendo ser oxidado e metilado. Torna-se, assim, uma substância tóxica, o que afeta tanto o ser humano quanto os animais. O escoamento superficial das águas também pode levar o mercúrio até os recursos hídricos, contaminando-os e colocando em risco a ictiofauna (conjunto de peixes existentes em uma região) e a qualidade da água.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, os principais impactos ambientais provocados pela mineração do ouro, além do uso inadequado de mercúrio, são:

- Aumento expressivo da turbidez da água, especialmente em Minas Gerais. Turbidez da água refere-se à dificuldade que um feixe de luz encontra ao atravessar uma quantidade de água, devido à concentração de substâncias nela.

- As áreas de garimpo, especialmente em Minas Gerais, na província aurífera do Quadrilátero Ferrífero, apresentam rejeitos ricos em arsênio. Rejeitos de minérios com concentração de arsênio foram depositados às margens de rios, contaminando os recursos hídricos e o solo.

Impactos ambientais causados pela mineração em Minas Gerais

Minas Gerais é um dos estados mais ricos em minérios no Brasil, representando cerca de 67% das reservas minerais do país. Segundo o Departamento Nacional de Produção de Minerais (DNPM), o estado é o maior produtor brasileiro de minérios, representando cerca de 47% da produção.

Leia mais: Mineração no Brasil colonial

A intensa atividade mineradora no estado vai de encontro a diversos problemas ambientais. A mineração também provoca contaminação dos cursos d'água na região e degradação do solo. De acordo com o relatório "Mineração e Meio Ambiente no Brasil", elaborado para o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, os principais minérios encontrados em Minas Gerais associados a impactos ambientais são o ferro, o ouro e o calcário.

Rompimento da barragem de rejeitos em Brumadinho, Minas Gerais. (Crédito da imagem: Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.)
Rompimento da barragem de rejeitos em Brumadinho, Minas Gerais. (Crédito da imagem: Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.)

Nos últimos anos, Minas Gerais vivenciou dois grandes impactos sobre o meio ambiente por meio da mineração. No ano de 2015, houve o rompimento da barragem do Fundão, pertencente à mineradora Vale e controlada pela Samarco Mineração, na cidade de Mariana, o que provocou um dos maiores impactos ambientais do país. Em 2019, um novo rompimento de barragem, também da mineradora Vale, deixou a cidade de Brumadinho em Minas Gerais sob lama de rejeitos, causando destruição da cidade, centenas de mortes, perda de biodiversidade, poluição e contaminação dos recursos hídricos e do solo.


Por Rafaela Sousa
Graduada em Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rafaela. "Impactos ambientais causados pela mineração"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/os-problemas-gerados-pela-mineracao.htm. Acesso em 16 de junho de 2019.

Lista de Exercícios
Questão 1

(Inep – Enade 2011) A extração de minérios e rochas é realizada a céu aberto quando os depósitos são rasos ou espessos e ocorrem próximos da superfície. Essa atividade recebe o nome de mineração, na qual os impactos sobre o meio ambiente estão presentes em todas as fases da extração: pesquisa, implantação, operação e fechamento da mina. Durante a fase de operação, pode ocorrer o arraste de material particulado pela água da chuva, das áreas de lavra, depósitos de estéril e estradas.
Constitui impacto ambiental direto na mineração causado pelo arraste de material particulado pela água da chuva, o(a)

  1. desmatamento da mata ciliar.

  2. assoreamento de corpos hídricos.

  3. alteração da qualidade do ar por partículas em suspensão.

  4. alteração das características físico-químicas da água, tais como o pH e a condutividade.

É correto apenas o que se afirma em 

a) III

b) IV

c)I e II

d)I e III

e)II e IV

Questão 2

(Consulplan – Prefeitura de Congonhas – MG) “Os impactos ambientais consequentes da mineração têm sido intensos e cada vez mais têm contribuído para a degradação do meio ambiente.” A partir dessa temática, é INCORRETO afirmar que:

a) A mineração e o garimpo são atividades que exercem forte influência no ambiente natural e contribuem para a sua deterioração.

b) A extração de minerais mais nobres concentram-se principalmente nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Pará, Mato Grosso e Rondônia. Essa atividade está associada basicamente às áreas dos dobramentos antigos correspondentes aos cinturões orogênicos e às intrusões ígneas que possibilitam a mineralização.

c) A operação de garimpo emprega uma volumosa quantidade de pessoas, trazendo aos países, inúmeros benefícios como: alta produção, controle da produção e comercialização desses metais.

d) O uso do mercúrio nas operações de garimpo é prejudicial à fauna e à saúde do homem.

e) Os minerais de grande valor comercial como ouro, diamante e até cassiterita, são muito explorados no Brasil, através do garimpo.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola