Escorbuto

Doenças e patologias

PUBLICIDADE

O escorbuto é uma doença que pode provocar hemorragias nas gengivas, problemas de cicatrização e dores nas articulações. Causada pela deficiência de vitamina C no organismo, essa doença pode ser prevenida com uma dieta que forneça as quantidades adequadas dessa vitamina. Apesar do estágio grave da doença ser considerado raro nos dias atuais, a forma moderada pode ser percebida em pessoas com baixa ingestão de vitamina C.

Leia mais: Importância das vitaminas – frutas, verduras e legumes são alimentos ricos em vitaminas

O que é o escorbuto?

O escorbuto é uma doença provocada pela carência de vitamina C, que pode ser obtida por meio da ingestão de vários alimentos, como frutas cítricas. O escorbuto ocorre pouco nos dias atuais, porém, na época das grandes navegações, a doença foi responsável pela morte de uma grande quantidade de marinheiros, sendo o pico da sua incidência entre os séculos XVI e XVII.

Isso acontecia, pois essas pessoas passavam grandes períodos em alto mar e não dispunham de alimentos frescos, o que provocava a hipovitaminose C. Estima-se que Vasco da Gama tenha perdido dois terços de sua tripulação para a doença quando realizou sua primeira viagem à Índia.

A vitamina C é uma vitamina relacionada com a síntese de colágeno em nosso corpo, e sua deficiência pode desencadear escorbuto.
A vitamina C é uma vitamina relacionada com a síntese de colágeno em nosso corpo, e sua deficiência pode desencadear escorbuto.

A princípio, não se sabia as causas do escorbuto e muitos acreditavam que se tratava de uma doença infecciosa, uma vez que afetava, por exemplo, vários marinheiros em suas longas viagens. Com o tempo, no entanto, entendeu-se que se tratava de um problema nutricional.

James Lind foi o médico responsável por essa descoberta, no ano de 1747. Ele dividiu os marinheiros que apresentavam os sintomas da doença em grupos e forneceu uma dieta diferenciada a cada grupo. O médico então percebeu que aqueles que ingeriam frutas cítricas curavam-se da doença, tornando possível relacionar a deficiência nutricional com o escorbuto.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por que a falta de vitamina C provoca escorbuto?

A vitamina C exerce diferentes papéis no corpo humano, merecendo destaque sua ação na síntese de colágeno, uma proteína que garante a resistência dos tecidos conjuntivos. A deficiência de vitamina C provoca, consequentemente, uma deficiência na produção do colágeno, que  desencadeará processos como dificuldade de regeneração dos tecidos conjuntivos e seu enfraquecimento.

A grande maioria das manifestações clínicas do escorbuto pode ser explicada pela produção inadequada da molécula de colágeno. A deficiência de vitamina C pode ser percebida com o aparecimento de sintomas, como surgimento de pequenos pontos vermelhos na pele devido a danos nos capilares (petéquias), hemorragia na gengiva, dores nas articulações, baixa cicatrização de feridas, tontura e fadiga.

Leia mais: Hipovitaminose – nome dado a doenças provacadas pela falta de vitaminas

Quais são os sintomas do escorbuto?

O escorbuto inicialmente apresenta uma série de sintomas inespecíficos, como mal-estar e fadiga. À medida que a doença evolui, outros sintomas surgem, como dores musculares e ósseas, pequenos pontos vermelhos na pele, hemorragias na gengiva, inchaço nos membros inferiores, dificuldade de cicatrização de feridas, irritabilidade e depressão. Nos casos mais graves, a doença pode provocar perda dos dentes, edema generalizado, sangramentos espontâneos, infecções e morte.

A hemorragia na gengiva é uma das manifestações clínicas do escorbuto.
A hemorragia na gengiva é uma das manifestações clínicas do escorbuto.

Escorbuto tem tratamento?

Escorbuto é uma doença que apresenta tratamento, sendo ele baseado na suplementação da vitamina C. Cada caso deverá ser analisado por um médico, entretanto, geralmente, inicia-se com uma suplementação com doses mais altas de vitamina C, e essa suplementação é reduzida ao longo das semanas do tratamento. Em geral,  nas duas primeiras semanas, já é possível perceber melhoras, por exemplo, nas lesões hemorrágicas nas gengivas. Em cerca de três meses, o paciente está recuperado.

Como prevenir-se do escorbuto?

O escorbuto pode ser prevenido mantendo-se os níveis de vitamina C adequados. Para isso, deve-se ter uma alimentação balanceada e que inclua alimentos que contenham essa vitamina, como laranja, limão, acerola, brócolis, couve-flor, goiaba e caju. Segundo o Ministério da Saúde, “a  quantidade de vitamina C necessária para prevenir a deficiência e suas doenças específicas em humanos, como o escorbuto, é em torno de 10 mg/dia”.

Ainda de acordo com dados do ministério, uma porção de frutas fornece, em média, 30 mg de vitamina C. Isso significa que manter os níveis dessa vitamina adequados pode não ser uma tarefa tão difícil.

Vale destacar que, apesar de a vitamina desencadear uma série de benefícios para nosso corpo, seu consumo exagerado está relacionado com problemas como cálculos renais e diarreia. Como a vitamina C está relacionada com a facilitação da absorção intestinal de ferro, seu excesso pode causar também uma absorção excessiva desse sal mineral.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Escorbuto"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/escorbuto.htm. Acesso em 26 de novembro de 2020.