Topo
pesquisar

Vitamina D

Biologia

PUBLICIDADE

A vitamina D é muito importante e apresenta, entre suas funções, papel no metabolismo do cálcio. Entretanto, seus benefícios vão além, sendo importante, por exemplo, na manutenção do funcionamento do sistema imune. A vitamina D pode ser obtida por meio da ingestão de alimentos de origem animal e vegetal, além de ser produzida no nosso organismo, a nível da pele, por ação da radiação ultravioleta. Sua deficiência está relacionada com problemas ósseos.

Leia também: Importância das vitaminas - lipossolúveis, hipossolúveis, e na alimentação

O que é a vitamina D?

Vitamina D é um termo adotado para referir-se a uma molécula que apresenta quatro anéis de colesterol. Apesar de ser conhecida como uma vitamina, esse nutriente orgânico é bem diferente das outras substâncias desse tipo, uma vez que é produzido no nosso corpo e não obtido apenas na nossa alimentação. A substância, portanto, pode ser considerada um hormônio.

 A vitamina D pode ser obtida na alimentação, mas também é produzida em nosso corpo.
A vitamina D pode ser obtida na alimentação, mas também é produzida em nosso corpo.

A vitamina D é encontrada sob duas formas distintas, as quais são equivalentes do ponto de vista biológico:

  • Ergocalciferol ou vitamina D2: é uma forma encontrada em plantas e fungos. Pode ser conseguida na alimentação, sendo absorvida no intestino delgado.

  • Colecalciferol ou vitamina D3: é uma forma encontrada em fontes de origem animal. Além disso, ela é sintetizada na nossa pele pela ação dos raios ultravioleta B (UVB). Esses raios, em contato com os queratinócitos e fibroblastos, convertem o 7-dehidrocolesterol em pré-vitamina D3 e, posteriormente, em vitamina D3. Um fato curioso é que pessoas de pele negra apresentam certa limitação à penetração dos raios ultravioleta, desse modo, pode ocorrer nelas uma menor produção da vitamina D.

As duas formas de vitamina D, após sua ingestão ou formação na pele, estão na forma inativa, e, para tornarem-se ativas, necessitam passar por dois processos de hidroxilação. O primeiro ocorre no fígado, e o segundo ocorre nos rins. É nesse último órgão que a forma ativa será realizada.

Leia também: Vitaminas do complexo B – definição, função e lista

Funções da vitamina D no organismo

A vitamina D apresenta papel importante no funcionamento adequado do nosso organismo. Sem dúvidas, uma das principais funções atribuídas a ela é o seu papel no metabolismo do cálcio e da formação óssea. Não obstante, a vitamina D está envolvida também em outros processos fisiológicos, sendo sua deficiência relacionada, por exemplo, com o desenvolvimento de diabetes melito tipo 1, alergia alimentar, neoplasias, entre outros. A vitamina D é também um importante modulador do nosso sistema imune.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Deficiência de vitamina D

A deficiência de vitamina D é uma situação relativamente comum na população e pode apresentar como causas: exposição solar inadequada, síndromes de má absorção, obesidade, maior pigmentação da pele, e uso de alguns medicamentos.

Vale salientar que existe muita discussão a respeito de qual seria o nível ideal de vitamina D no organismo. De acordo com a publicação “Posicionamento oficial da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial e da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia”, o valor desejável para população saudável até 60 anos é acima de 20 ng/mL

A deficiência da vitamina D está relacionada com uma diminuição da absorção de cálcio, desencadeando uma redução na mineralização óssea. Pode provocar raquitismo em crianças e osteomalácia em adolescentes e adultos. O raquitismo pode causar baixa estatura, redução no crescimento e deformidades esqueléticas. A osteomalacia, por sua vez, pode ser assintomática, mas também pode provocar dor nos ossos e fraqueza muscular.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, não é indicada a suplementação generalizada de vitamina D. Ainda de acordo com a sociedade, os benefícios do tratamento com essa vitamina são mais evidentes nas populações com risco para desenvolver a sua deficiência, como idosos e pessoas com síndromes de má absorção intestinal.

 A suplementação da vitamina D é recomendada em apenas alguns casos. Seu uso de maneira excessiva pode desencadear problemas de saúde.
A suplementação da vitamina D é recomendada em apenas alguns casos. Seu uso de maneira excessiva pode desencadear problemas de saúde.

Vale salientar que, em excesso, a vitamina D pode provocar intoxicação. Desse modo, quando fizer a suplementação, é fundamental seguir as recomendações médicas, além disso, é importante que nunca ocorra a automedicação. Uma das consequências do uso exagerado dessa vitamina é a hipercalcemia, que é um aumento dos níveis de cálcio no sangue responsável por desencadear, por exemplo, perda da função renal.

Leia mais: Importância do cálcio no organismo, principalmente no desenvolvimento de ossos e dentes

Fontes de vitamina D

A vitamina D pode ser conseguida por meio da alimentação e da síntese cutânea. A alimentação representa apenas uma pequena parcela do total de vitamina D no nosso organismo, sendo grande parte dela sintetizada pela pele. Estima-se que, praticamente, 90% da vitamina D corpórea sejam adquiridos pela síntese cutânea.

Sendo assim, devemos expor-nos ao Sol para garantir uma maior produção de vitamina D. Entretanto, é preciso cautela, evitando-se, por exemplo, a exposição nos horários entre 10 h e 16 h. A recomendação é a exposição ao Sol por, pelo menos, 20 minutos ao dia, no início da manhã ou no fim da tarde.

No que diz respeito às fontes alimentares, podemos citar como alimentos ricos em vitamina D: o óleo de fígado de bacalhau, a sardinha, o salmão, o fígado de boi e a gema de ovo. É importante salientar que, apesar da dieta não ser a melhor forma de obter-se a vitamina D, ela tem uma grande importância para aquelas pessoas que vivem em climas temperados e para os idosos, por exemplo.



Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Vitamina D"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/vitamina-d.htm. Acesso em 08 de abril de 2020.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola