Topo
pesquisar

Vitamina C

Biologia

PUBLICIDADE

A vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, é um nutriente com propriedades antioxidantes encontrado em vários alimentos, em especial, nos frutos cítricos. Assim como outras vitaminas, necessita ser ingerida em pequenas quantidades, apesar disso, sua carência está relacionada com o desenvolvimento de problemas de saúde, como o escorbuto. Além do papel antioxidante, a vitamina C apresenta relação direta com a formação de fibras colágenas e a absorção de ferro pelo nosso organismo.

Leia também: Recomendações para uma alimentação saudável

Características da vitamina C

A vitamina C é hidrossolúvel e termolábil, ou seja, é solúvel em água e não suporta grande variação de temperatura. Por ser uma vitamina hidrossolúvel, o corpo não a armazena em quantidade adequada no nosso organismo, necessitando, assim, que o seu consumo seja diário.

Os seres humanos são incapazes de sintetizar a vitamina C, sendo necessário, portanto, a ingestão de alimentos que a contenham.

Leia também: Composição e aplicações da vitamina C

Alimentos ricos em vitamina C

A vitamina C é encontrada, por exemplo, em frutas cítricas, como a laranja.
A vitamina C é encontrada, por exemplo, em frutas cítricas, como a laranja.

A vitamina C é encontrada em diversos alimentos, entretanto, sua maior quantidade é observada em frutos frescos, em especial: frutas cítricas, pimentão verde e tomate. Além desses, podemos citar como fontes de vitamina C: goiaba, salsa, couve, rabanete, brócolis, leite, e fígado.

É importante deixar claro que a vitamina C é rapidamente decomposta pelo calor, desse modo, alimentos, ao passarem pelo cozimento, podem perder grande parte dela. Sendo assim, a recomendação é que, para um maior proveito, faça-se o consumo de alimentos in natura.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Importância da vitamina C

A vitamina C relaciona-se com uma série de processos em nosso organismo. Entre as funções atribuídas a ela, estão:

  • Síntese de hormônios;

  • Atuação como coenzima nas reações de hidroxilação (processo em que se introduz um grupo hidroxila em um composto orgânico);

  • Proteção antioxidante;

  • Prevenção do escorbuto;

  • Defesa do organismo contra infecções;

  • Facilitação da absorção de ferro pelo corpo;

  • Formação das fibras colágenas;

  • Manutenção da integridade dos vasos sanguíneos.

A vitamina C não é importante apenas para o nosso corpo, apresentando também uma importância econômica. Ela é utilizada atualmente para preservar cor e sabor de alguns alimentos e também como aditivo alimentar e estabilizante.

A vitamina C ajuda a manter a integridade dos vasos sanguíneos.
A vitamina C ajuda a manter a integridade dos vasos sanguíneos.

Deficiência de vitamina C

A deficiência de vitamina C está relacionada com o desenvolvimento de escorbuto. Essa doença apresenta como principais sintomas: manifestações hemorrágicas, gengivas doloridas, dentes frouxos, inchaço nas articulações, fadiga, alterações na pele, e aumento de infecções. Casos mais graves podem ser responsáveis pela morte do indivíduo.

Apesar de existirem relatos da doença de 1515 a.C., a relação entre a falta de vitamina C e o desenvolvimento do escorbuto só começou a ser feita no século XVIII, quando muitos marinheiros morreram a bordo de longas viagens marítimas.

James Lind, um médico escocês, foi o primeiro a fazer essa correlação. Ele realizou um estudo no qual se comprovou que a ingestão de sucos cítricos melhorava o quadro de escorbuto. Seu trabalho foi publicado em 1753, e, em 1795, passou-se a adotar a obrigatoriedade de ingestão de sumo de frutos cítricos pela marinha britânica.

Além de provocar o escorbuto, a falta de vitamina C relaciona-se com o retardo na cicatrização de feridas. Isso se deve ao fato de que ela apresenta papel essencial na produção do colágeno e reparação de tecidos.

Leia mais: Importância das vitaminas - funções e onde encontrar

Suplementação de vitamina C

A suplementação de vitamina C é um assunto controverso. Alguns especialistas afirmam que, em doses excessivas, ela pode ser prejudicial, causando, por exemplo, distúrbios gastrointestinais, sobrecarga de ferro e cálculos renais.

Apesar dos benefícios conhecidos, ainda não há uma definição da dose diária segura, portanto, a suplementação não deve ser feita de maneira indiscriminada, sendo fundamental a prescrição médica.

De acordo com a Anvisa, a necessidade diária de vitamina C para adultos é de 45 mg. Vale salientar que os valores são aumentados quando falamos de gestantes, lactantes e idosos.
 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Vitamina C"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/vitamina-c.htm. Acesso em 31 de março de 2020.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola