Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Evapotranspiração

Biologia

PUBLICIDADE

A evapotranspiração é um processo que pode ser definido como a evaporação da água do solo mais a transpiração das plantas. Por meio desse processo, a água é devolvida à atmosfera, portanto ele está diretamente relacionado com o ciclo da água.

O termo evapotranspiração foi utilizado pela primeira vez em 1944, por Thornthwaite & Wilm, em referência à ocorrência simultânea da água presente no solo e a transpiração dos vegetais.

Leia também: Água — tudo que você precisa saber sobre esse recurso essencial para a vida

O que é evaporação?

Antes de compreendermos melhor o que é evapotranspiração, precisamos definir evaporação. A evaporação é um processo pelo qual a água passa do estado líquido para o gasoso de maneira lenta e gradual, a uma temperatura inferior à de ebulição. Para que a evaporação ocorra, fatores como temperatura, radiação, vento e umidade do ar devem ser considerados.

Processo de evapotranspiração

A evapotranspiração é um processo relacionado com o ciclo da água, pois permite que a água seja devolvida à atmosfera.
A evapotranspiração é um processo relacionado com o ciclo da água, pois permite que a água seja devolvida à atmosfera.

A evapotranspiração pode ser definida como a perda de água por evaporação do solo e transpiração das plantas. Esse processo ocorre em maior quantidade em áreas com temperatura mais elevada e com precipitação abundante. Para que a evapotranspiração ocorra, fatores como disponibilidade de água no solo e a fase de desenvolvimento da vegetação devem ser considerados.

Em uma região de matas e florestas com árvores, a transpiração do vegetal pode variar de acordo com a quantidade de folhas da planta, o estado de suas folhas e também a estação do ano. No caso de culturas agrícolas, a taxa de transpiração varia durante as fases de semeadura, crescimento do vegetal, maturidade e colheita.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Importância da evapotranspiração

A evapotranspiração é essencial para o ciclo da água, uma vez que é por meio desse processo que uma grande quantidade de água retorna para a atmosfera. Ao retornar para a atmosfera, o vapor de água pode ajudar na formação das nuvens, colaborando, portanto, para a regulação do regime de chuvas. Além disso, a evapotranspiração afeta a umidade atmosférica, o balanço hídrico de microbacias e o desenvolvimento e rendimento de culturas.

Leia também: Bacias hidrográficas — área de drenagem de um rio principal e seus afluentes

Evapotranspiração na Floresta Amazônica

A Floresta Amazônica é a maior floresta tropical do planeta e ocupa grande parte do território brasileiro. Ela é responsável pela formação de massas de ar carregadas de vapor de água, conhecidas como “rios voadores”. A água do Oceano Atlântico evapora, graças ao calor do sol, e o vapor formado entra no continente devido à ação dos ventos alísios. Ao chegar à região da Amazônia, a coluna de ar úmido vinda do oceano recebe a umidade liberada pelas árvores da floresta pelo processo de transpiração.

Os “rios voadores” garantem que a chuva da Amazônia seja levada para as regiões centrais e do Sudeste do país. O desmatamento da Floresta Amazônica, no entanto, coloca em risco a rota desses “rios”, afetando, diretamente, o regime de chuvas em várias partes do Brasil. Para saber mais, leia: Rios voadores da Amazônia.

Conceitos básicos relacionados ao processo de evapotranspiração

  • Evapotranspiração potencial

A evapotranspiração potencial pode ser definida como o total de água transferida por evaporação e transpiração para a atmosfera, em uma área com extensa superfície natural, coberta totalmente por vegetação de porte baixo e bem suprida de água. Em outras palavras, podemos dizer que evapotranspiração potencial é a máxima evapotranspiração que ocorreria se o solo dispusesse de um suprimento de água suficiente.

  • Evapotranspiração de referência

A evapotranspiração de referência é um conceito usado para se referir à perda de água de uma superfície cultivada com grama, que apresenta altura de 0,08 a 0,15 m, em fase de desenvolvimento ativo, cobrindo todo o solo e que não apresenta deficiência de água.

  • Evapotranspiração real ou atual

Evapotranspiração real ou atual se refere à quantidade de água transferida para a atmosfera por evaporação e transpiração, considerando as condições reais de umidade do solo e fatores atmosféricos. Podemos definir a evapotranspiração real também como a evapotranspiração que realmente ocorre em função da limitada disponibilidade de água no solo e da variabilidade do ciclo do vegetal. Essa evapotranspiração deve ser sempre igual ou menor que a evapotranspiração potencial.

Transpiração no vegetal

A transpiração é um processo que consiste na perda de água pelo vegetal na forma de vapor. Ela pode ocorrer em qualquer parte do vegetal, mas o principal órgão relacionado com o processo são as folhas. Nas folhas, a presença de cutícula serve como uma barreira efetiva contra a perda de água, entretanto uma pequena fração de água é perdida por esse revestimento. A maior perda, no entanto, ocorre por meio dos estômatos.

A transpiração nos vegetais está diretamente relacionada com a movimentação da seiva bruta.
A transpiração nos vegetais está diretamente relacionada com a movimentação da seiva bruta.

A abertura e fechamento dos estômatos afeta diretamente a taxa de transpiração de uma planta. Quando estão fechados, os estômatos evitam a perda de água por transpiração, mas também impedem a entrada de dióxido de carbono. Assim sendo, o processo de transpiração está diretamente ligado à absorção de gás carbônico pela folha, um processo que é fundamental para a realização da fotossíntese. Desse modo, a transpiração é considerada um mal inevitável. Vale salientar que a transpiração em excesso é prejudicial ao vegetal, podendo até mesmo matar a planta por desidratação.

Outro ponto que merece destaque em relação à transpiração nos vegetais é a teoria da tensão-coesão. De acordo com essa teoria, a água se move das raízes em direção às partes aéreas da planta, devido a uma tensão gerada pela transpiração e/ou uso da água nas folhas e à coesão das moléculas de água, que permitem que essa tensão seja transmitida ao longo de todo o xilema. Para saber mais, leia: Transporte de água pelo corpo do vegetal.



Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Evapotranspiração"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/evapotranspiracao.htm. Acesso em 20 de setembro de 2021.

Artigos Relacionados
Aprenda um pouco mais a respeito do ciclo da água, um ciclo essencial para a sobrevivência dos seres vivos. Neste texto, falaremos um pouco a respeito do que é um ciclo biogeoquímico, as etapas e a importância do ciclo da água e apresentaremos um pequeno resumo desse processo.
A resposta está nas alterações de pressão e temperatura.
Saiba mais sobre os estados físicos da matéria e veja quais são. Aprenda também o que é o Bose-Einstein e onde podemos encontrar matéria no estado de plasma.
Entenda a estrutura dos estômatos e compreenda a sua classificação.
Saiba mais sobre a gutação, processo importante para a planta que só ocorre quando a umidade está elevada e a planta está sofrendo pouca transpiração.
Líquidos, Tensão superficial, fusão de um sólido, condensação de um gás, viscosidade, fluido, volume constante, moléculas de um gás, forças intermoleculares, compressão, evaporação de um líquido.
Entenda como pode ocorrer o transporte de água pelo corpo do vegetal em momentos com pouca transpiração e em momentos com grande transpiração.