Topo
pesquisar

Tamisação, Ventilação e Imantação

Química

Vários métodos para separar misturas heterogêneas são comumente utilizados e fazem parte de nosso cotidiano, como tamisação, ventilação e imantação.
A ventilação é um processo de separação de misturas heterogêneas muito utilizado na agricultura.
A ventilação é um processo de separação de misturas heterogêneas muito utilizado na agricultura.
PUBLICIDADE

Os métodos de separação de misturas heterogêneas que veremos a seguir são retirados de práticas do dia a dia, portanto, não estranhe se sua cozinha ficar parecida com um laboratório.

Tamisação

Quem melhor que as próprias cozinheiras para descrever esse método, que surge da necessidade de tornar produtos mais refinados para uso na culinária.


A parte mais fina da farinha passa pelas malhas da peneira.

A imagem acima retrata a farinha de trigo sendo peneirada: procedimento comum no preparo de bolos e quitandas. A tamisação parte do princípio da separação de impurezas presentes em alimentos. Como nem toda farinha apresenta aspecto homogêneo, ou seja, totalmente refinada, é preciso separar a farinha boa da que está empelotada. É o que podemos comprovar pelas pedras retidas na peneira.

O termo tamisação vem da prática em laboratório, onde se usa peneiras muito finas chamadas “tamises” para separar misturas mais complexas.

Imantação

Como o próprio termo já diz, a imantação vem da propriedade dos ímãs de atrair materiais ferromagnéticos. Misturas complexas de sólidos que contenham ferro requerem métodos especiais de separação. Um bom exemplo é a mistura de limalha de ferro e pó de enxofre.

A imantação permite separar o enxofre em pó da limalha de ferro.

Aproximando o ímã da mistura, a limalha de ferro prende-se a ele, separando-se do enxofre.

Ventilação

A ventilação é o método de separação de substâncias sólidas de densidades diferentes por meio de uma corrente de ar.

Novamente, é a dona de casa quem pode explicar como esse método funciona. Em tempos remotos, os cereais e legumes não recebiam tratamento prévio antes de serem distribuídos, vinham com cascas, impurezas, folhas, etc., constituindo uma verdadeira mistura heterogênea. O arroz e amendoim, por exemplo, precisavam receber tratamento prévio antes de serem usados.

Como a casca de arroz é menos densa que o resto do grão, ela pode ser levada junto com a corrente de ar. Portanto, se submetermos os grãos a uma ventilação, estaremos purificando-os.


Feijão sendo ventilado.

Atualmente as máquinas de beneficiar arroz é que ficam com o trabalho pesado, separando a casca do grão como se estivessem assoprando.

Por Líria Alves
Graduada em Química
 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "Tamisação, Ventilação e Imantação"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/tamisacao-ventilacao-imantacao.htm>. Acesso em 17 de dezembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA