Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Dia da Páscoa

O dia da Páscoa, no calendário cristão, é uma data móvel que marca a celebração da ressurreição de Cristo. Foi estabelecida no Primeiro Concílio de Niceia, em 325.

Ilustração 3D do túmulo vazio de Cristo e, ao fundo, três cruzes; os cristãos celebram no dia de Páscoa a sua ressurreição.
A Páscoa cristã é celebrada no primeiro domingo após o equinócio da primavera, uma alusão ao dia da ressurreição de Cristo.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O dia da Páscoa é a data mais importante do calendário litúrgico do cristianismo, relembrando a crucificação de Jesus Cristo e celebrando a sua ressurreição. É a celebração mais importante porque atesta, para os fiéis do cristianismo, o caráter divino de Jesus e confirma a mensagem trazida pelos Evangelhos.

A Páscoa é uma celebração que possui datas móveis, portanto é celebrada em diferentes dias a cada ano. A escolha das datas da Páscoa foi estabelecida pela Igreja Católica durante o Primeiro Concílio de Niceia, em 325. Por meio desse evento, determinou-se que o equinócio da primavera (no Hemisfério Norte) e as fases da Lua determinariam o dia da Páscoa.

Leia também: Por que algumas pessoas não comem carne na Sexta-Feira Santa?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre o dia da Páscoa

  • A Páscoa é a celebração mais importante do calendário litúrgico do cristianismo.

  • Essa data relembra a crucificação de Jesus Cristo e celebra a sua ressurreição.

  • A Páscoa cristã se estabeleceu a partir da ressignificação da celebração realizada pelos judeus chamada de pessach.

  • A Páscoa é uma celebração que possui a data móvel.

  • O critério para a escolha da data foi determinado no Primeiro Concílio de Niceia, em 325.

  • A definição do dia da Páscoa leva em consideração o equinócio da primavera e as fases da Lua.

Significados do dia da Páscoa

O dia de celebração da Páscoa é o principal dia do calendário litúrgico cristão, pois é nesse dia que se comemora a ressurreição de Jesus Cristo, sendo a partir dele que todas as outras datas importantes do cristianismo são calculadas (Semana Santa, Quaresma, Quarta-feira de Cinzas etc.). A celebração da ressurreição de Jesus Cristo é, portanto, um elemento central da Páscoa cristã, pois atesta a divindade de Jesus e confirma a mensagem trazida nos Evangelhos.

A Páscoa cristã deriva de elementos da tradição judaica. A celebração judaica é conhecida como pessach. Esse termo hebraico significa “a travessia” ou “passagem” e, tradicionalmente, designa o momento em que o povo hebreu, guiado por Moisés, saiu da escravidão no Egito e atravessou o mar Vermelho em direção à Terra Prometida. Sendo assim, a Páscoa possui outra conotação para os judeus em comparação com a celebração cristã.

As bases do ritual da Páscoa judaica podem ser verificadas no capítulo 12 do livro do Êxodo, na Bíblia. O acontecimento da libertação dos hebreus do domínio egípcio ocorreu na época da primavera, de modo que, desde então, em toda primavera sacrificava-se um cordeiro como oferenda ao Deus que havia os libertado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dia da Páscoa para os cristãos

No início da formação da cristandade, alguns grupos da Igreja Primitiva deram continuidade ao ritual judaico (incluindo o sacrifício do cordeiro), enquanto outros rejeitaram essa prática, pois interpretavam que Cristo era o símbolo do último cordeiro (o cordeiro e filho de Deus), que foi enviado como vítima para a remissão dos pecados e salvação dos homens.

Os rituais católicos relacionados com a Páscoa passaram a ser organizados, então, com base em autossacrifício, como o jejum e as penitências da Quaresma. Os cristãos então realizaram uma ressignificação da celebração judaica, adaptando-a à crença cristã. O antigo historiador da Igreja Primitiva Eusébio de Cesareia deu testemunho dessa adaptação:

Por este tempo levantou-se uma questão bastante grave, por certo, porque as igrejas de toda a Ásia, apoiando-se em uma tradição muito antiga, pensavam que era preciso guardar o décimo quarto dia da Lua para a festa da Páscoa do Salvador, dia em que os judeus deviam sacrificar o cordeiro e no qual era necessário a todo custo, caindo no dia que fosse na semana, pôr fim aos jejuns, sendo que as igrejas de todo o resto do mundo não tinham por costume realizá-lo deste modo, mas por tradição apostólica, guardavam o costume que prevaleceu até hoje: que não é correto terminar os jejuns em outro dia que não o da ressurreição de nosso Salvador. (EUSÉBIO DE CESAREIA. História Eclesiástica. Livro V, XXIII, §1.)

Veja também: Jesus Cristo — a história do profeta judeu que deu origem à religião do cristianismo

Como foi definido o dia da Páscoa?

Pintura representando autoridades da Igreja Católica em torno de uma Bíblia definindo o dia da Páscoa no Concílio de Niceia.
Em junho de 325, o Concílio de Niceia definiu que a Páscoa cristã deve ser celebrada no equinócio da primavera.

Com a consolidação da celebração cristã da Páscoa, as autoridades da Igreja Católica se reuniram para estabelecer critérios para determinar a data de celebração da Páscoa. Isso se deu no Concílio de Niceia, realizado na cidade de Niceia (localizada na atual Turquia) entre os dias 20 de maio e 19 de junho do ano 325.

Nesse concílio, ficou determinado que a Páscoa seria celebrada no equinócio da primavera (no Hemisfério Norte), podendo ser então comemorada entre os dias 22 de março e 25 de abril. Como podemos perceber, a celebração cristã é móvel, e sua data muda todos os anos, embora sempre fique dentro do período citado.

O critério estabelecido para definir a data de celebração da Páscoa foi o seguinte: a Páscoa seria celebrada no primeiro domingo depois da primeira Lua cheia que acontece após o equinócio da primavera (Hemisfério Norte) e equinócio de outono (Hemisfério Sul). O equinócio da primavera no Hemisfério Norte acontece sempre entre os dias 20 e 21 de março.

Saiba mais: Símbolos da Páscoa e seus significados

Dia da Páscoa em 2024

Sendo assim, por causa desse critério, a Páscoa de 2024 para os cristãos é celebrada em 31 de março. Isso porque o equinócio da primavera para o Hemisfério Norte acontece em 20 de março, e a primeira Lua cheia após o equinócio da primavera será em 25 de março, uma segunda-feira. O domingo mais próximo dessa data é o domingo do 31 de março, portanto, Domingo de Páscoa.

Essa tradição permanece até hoje, e o dia da Páscoa varia em função dela. Os dias do Carnaval e do período da Quaresma também existem em função do dia da Páscoa. Esse processo de instituição de comemoração da Páscoa também assimilou vários mitos do Norte da Europa, como o mito da deusa germânica Ostara, com o qual estão relacionados os símbolos dos ovos e do coelho. Hoje em dia, todos esses elementos se entrelaçam com a indústria dos ovos de chocolate, formando a festa que comemoramos.

A celebração cristã da Páscoa inclui elementos já tradicionais, como o jejum da Quaresma (os quarenta dias que antecedem a Páscoa) e a realização de missas, em especial durante a Semana Santa e no próprio dia de Páscoa. Muitas famílias se reúnem para fazer uma celebração, e várias encenações da crucificação de Cristo — conhecidas como Paixão de Cristo — são realizadas.

Dia da Páscoa nos próximos anos

A data da Páscoa nos próximos anos será a seguinte:

Ano

Páscoa

2024

31 de março

2025

20 de abril

2026

5 de abril

2027

28 de março

2028

16 de abril

 

Por Daniel Neves Silva e Cláudio Fernandes
Professores de História

Escritor do artigo
Escrito por: Cláudio Fernandes Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FERNANDES, Cláudio. "Dia da Páscoa"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/pascoa/datadapascoa.htm. Acesso em 02 de março de 2024.

De estudante para estudante


Artigos Relacionados


Coelho da Páscoa

Acesse este texto e conheça um pouco da história do coelho da Páscoa. Entenda como ele se consolidou enquanto símbolo dessa importante celebração cristã.
Páscoa

História da Páscoa

Conheça as principais características da história da Páscoa e entenda por que essa é uma data de suma importância para o cristianismo.
Páscoa

Origem do ovo de páscoa

De onde veio essa cobiçada iguaria do período pascoal?
Páscoa

Ovo de Páscoa

Clique para conhecer a história e simbologia do ovo de Páscoa, um dos itens mais consumidos durante a Páscoa. Veja também como esse item era visto na Antiguidade.
Páscoa

Por que Quarta-Feira de Cinzas?

Clique no link e acesse este texto para saber mais sobre a Quarta-Feira de Cinzas, dia que marca o início da Quaresma. Veja curiosidades sobre esse dia.
Religião

Páscoa Cristã

Clique no link e saiba mais sobre a Páscoa Cristã, celebração importante do cristianismo que relembra a crucificação, morte e ressurreição de Jesus Cristo.
Páscoa

Páscoa judaica

Acesse e saiba sobre a Páscoa judaica, comemoração milenar que relembra a libertação dos hebreus da escravidão no Egito. Entenda como os judeus comemoram essa data.
Páscoa

Páscoa: época de chocolate

Nesse período as prateleiras dos supermercados ficam recheadas.
Páscoa

Quaresma

Clique no link para saber mais detalhes sobre a Quaresma, uma tradição do cristianismo. Entenda o que representa e quando surgiu.
Páscoa

Símbolos da Páscoa

Conheça o significado dos símbolos da Páscoa e a importância que eles têm para esse dia em que se celebra a Ressurreição de Cristo.
Páscoa