Topo
pesquisar

Alcalose e acidose

Química

A alcalose e a acidose respiratória ocorrem quando há uma diminuição ou aumento da concentração de gás carbônico no sangue, alterando o pH sanguíneo.
O pH fisiológico (normal) do sangue humano deve ficar entre 7,35 e 7,45
O pH fisiológico (normal) do sangue humano deve ficar entre 7,35 e 7,45
PUBLICIDADE

O sangue humano é uma solução-tampão, ou seja, possui mecanismos que evitam que o seu pH sofra grandes alterações. Um desses mecanismos ocorre quando o CO2, um produto terminal de nosso metabolismo, dissolve-se no sangue e forma o seguinte equilíbrio químico:

CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ H+ + HCO3-

Desse modo, o pH do sangue arterial é mantido em cerca de 7,4. O pH do sangue venoso é de 7,35, pois ele possui maior concentração de CO2.

Esquema com os teores de pH normal e patológico
Esquema com os teores de pH normal e patológico

Acidose respiratória

Algumas situações podem fazer com que essa concentração se altere, principalmente questões respiratórias. Quando uma pessoa tem enfisema pulmonar, pneumonia, bronquite ou asma, ela pode passar por momentos em que a respiração é deficiente. Em virtude dessa hipoventilação, a transferência de CO2 para o exterior é reduzida e a sua concentração aumenta no sangue, diminuindo o pH sanguíneo.

Método para evitar acidose respiratória
Método para evitar acidose respiratória

Se o pH do sangue arterial atingir valores menores que 7,4, desencadeia-se um quadro de acidose. Alguns sintomas são: falta de ar, diminuição ou supressão da respiração e desorientação, o que pode levar a pessoa ao coma. Se o pH ficar abaixo de 6,8, há risco de morte.

Outras situações que causam a acidose estão ligadas ao uso de drogas, alterações no sistema nervoso central e lesões no sistema respiratório.

Alcalose

Se uma pessoa respirar muito rapidamente, como em casos de histeria, ansiedade, uso de drogas, exercícios físicos excessivos, overdose pelo uso de aspirina e doenças pulmonares, a concentração de CO2 diminui e o pH do sangue aumenta. Nos casos em que o pH do sangue arterial fica acima de 7,4, temos um quadro de alcalose. O risco de morte com relação à alcalose ocorre se o pH atingir valores acima de 7,8.

A alcalose pode acontecer também quando alpinistas, por exemplo, atingem altitudes muito elevadas. Nesses lugares, a pressão atmosférica é menor, e a baixa pressão parcial do oxigênio aumenta a ventilação pulmonar, levando à perda excessiva de CO2.

Subir uma montanha é uma situação que pode desencadear uma alcalose respiratória
Subir uma montanha é uma situação que pode desencadear uma alcalose respiratória

Os principais sintomas da alcalose são: respiração ofegante, entorpecimento, rigidez muscular e convulsões.

Outras causas de acidose e alcalose

A alcalose e a acidose não são desencadeadas somente por problemas de natureza respiratória, mas também podem surgir em face de anormalidades metabólicas, como aumento da formação de ácidos metabólicos, perda excessiva de álcalis (eletrólitos) – como em diarreias e vômitos intensos –, doenças renais e diabetes.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Alcalose e acidose"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/quimica/alcalose-acidose.htm>. Acesso em 14 de dezembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA