Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Overdose

Overdose é um termo utilizado em situações nas quais um indivíduo ingere uma dose excessiva de alguma substância, como medicamentos, drogas ilícitas e álcool.

Pessoa desmaiada ao lado de um vidro de remédio após ter uma overdose de medicamentos.
A overdose pode ser causada pela ingestão de doses excessivas de alguma substância, como medicamentos, drogas ilícitas e álcool.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Overdose é um termo utilizado em situações nas quais um indivíduo ingere altas concentrações de alguma substância, como medicamentos, drogas ilícitas e álcool. Ela pode resultar em danos graves à saúde, incluindo a possibilidade de morte, e pode ocorrer de forma acidental, quando alguém consome inadvertidamente uma quantidade perigosa de uma substância, ou de forma intencional, quando alguém busca deliberadamente o consumo de uma substância em excesso.

A dependência química normalmente está associada a um maior risco de overdose, mas ela também pode ocorrer devido à automedicação inadequada. O tratamento de uma overdose deve ser iniciado de maneira urgente com atendimento por uma equipe médica especializada que realizará procedimentos adequados a cada caso, incluindo a desintoxicação do corpo, a estabilização do paciente e o tratamento dos sintomas.

Leia também: Dopping — administração ilícita de alguma substância a fim de obter melhores resultados

Tópicos deste artigo

Resumo sobre overdose

  • A overdose é um termo utilizado em situações nas quais um indivíduo consome quantidades excessivas de medicamentos, drogas ilícitas ou outras substâncias.
  • Pode acontecer de forma acidental ou intencional.
  • Seus sintomas variam de acordo com a substância e quantidade dela ingerida.
  • Entre os sintomas, estão perda de consciência, alteração dos batimentos cardíacos e da frequência respiratória.
  • O tempo de duração de uma overdose varia, dependendo da quantidade e da substância ingerida.
  • O tratamento reside em garantir a estabilidade do paciente, controle dos sintomas e desintoxicação do corpo.
  • Pode gerar sequelas permanentes no paciente.
  • Pode desencadear reações no corpo capazes de levar à morte do paciente.

O que é overdose?

Overdose é o termo utilizado para designar uma situação em que o organismo é submetido a uma dose excessiva de alguma substância, como medicamentos, álcool, drogas ilícitas ou outras substâncias. Essa exposição a altas concentrações de alguma substância pode resultar em danos graves à saúde e, em casos extremos, até mesmo levar à morte.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Causas da overdose

A overdose pode acontecer de forma acidental ou de forma intencional. De forma acidental, pode acontecer quando alguém ingere acidentalmente uma quantidade maior de uma substância do que deveria ter ingerido, sem ter consciência dos riscos em que está se colocando. De forma intencional, pode acontecer quando alguém ingere quantidades maiores de uma substância intencionalmente, existindo, assim, algum objetivo ao tomar essa atitude.

Os casos de overdose normalmente são relacionados a pacientes que são dependentes químicos, uma vez que eles têm maior probabilidade de consumir substâncias em quantidades perigosas. A dependência química é uma condição na qual uma pessoa desenvolve uma necessidade física e psicológica de uma substância específica, como drogas ou álcool, a ponto de não conseguir controlar seu consumo. Isso leva a um ciclo vicioso em que o indivíduo continua a usar a substância, muitas vezes em doses crescentes, em busca de alívio temporário dos sintomas de abstinência ou para satisfazer o desejo intenso pela substância.

No entanto, a overdose também pode acontecer com pacientes que utilizam medicamentos sem a devida orientação médica. Essa prática, conhecida como automedicação, pode levar a overdoses acidentais, já que os pacientes podem não estar cientes dos perigos associados ao uso inadequado dos medicamentos. Além disso, a prescrição feita por um médico leva em consideração o histórico de saúde e possíveis interações com outros medicamentos, informações que são desconhecidas por alguém que não seja um profissional da saúde.

Tipos de overdose

O tipo de overdose ao qual um indivíduo é submetido está diretamente relacionado ao tipo de substância e à quantidade dela que foi ingerida. Cada classe de substância tem efeitos diferentes no corpo e no sistema nervoso central, o que determina os sintomas e as complicações associadas à overdose.

Uma overdose causada por drogas depressoras do sistema nervoso central, ou seja, aquelas que diminuem a atividade cerebral, podem levar a sintomas diferentes daqueles presentes em uma overdose causada por drogas estimulantes do sistema nervoso central, isto é, que aumentam a atividade cerebral. 

Entre os principais tipos de overdose, estão:

  • Overdose causada por uso de opioides e benzodiazepínicos: essas são drogas depressoras do sistema nervoso central, portanto, geram a diminuição das atividades cerebrais, causando uma sensação de relaxamento. Entre os opioides, estão drogas ilícitas, como a heroína, e analgésicos utilizados para dores, como a morfina; já os benzodiazepínicos incluem substâncias com efeitos sedativos e ansiolíticos. O uso dessas substâncias diminui a frequência respiratória, e, quando ingeridas em excesso, levam a uma abrupta diminuição da respiração, o que leva à diminuição dos níveis de oxigênio no sangue, causando sintomas como cianose (lábios e dedos azulados). A falta de oxigenação por um período prolongado afeta o funcionamento dos órgãos vitais, levando a pessoa à inconsciência e até mesmo à morte.
  • Overdose causada por uso de anfetaminas: essas são drogas estimulantes do sistema nervoso central, portanto, estimulam as atividades cerebrais, causando uma sensação de euforia e excitação. Entre elas estão drogas ilícitas como a metanfetamina e o ectasy. O uso dessas substâncias aumenta a frequência dos batimentos cardíacos e bem como a pressão sanguínea. Quando ingerida em excesso, esse processo se torna acentuado, o que pode resultar em sérias complicações cardiovasculares e até mesmo na morte.  

Veja também: Quais são os principais riscos da automedicação?

Sintomas da overdose

Os sintomas da overdose podem variar, dependendo da substância que foi ingerida e da quantidade.

  • Overdose por ingestão de substâncias depressoras do sistema nervoso normalmente causa os seguintes sintomas:
    • perda da consciência (desmaios);
    • desorientação;
    • sonolência excessiva;
    • falta de força;
    • alteração do ritmo dos batimentos cardíacos, como sua a desaceleração;
    • alteração da frequência respiratória, que pode se tornar mais fraca ou dificultosa;
    • sons incomuns ao respirar, como roncos, sibilos ou borbulhas, que indicam que o indivíduo em overdose não está respirando corretamente;
    • cianose, isto é, lábios e extremidades (pontas dos dedos e dos pés) alteram a coloração, ficando azulados pela falta de ar.
  • Overdose por ingestão de substâncias estimulantes do sistema nervoso normalmente causa os seguintes sintomas:
    • perda da consciência;
    • confusão mental;
    • alucinações;
    • agitação extrema;
    • pupilas que não se dilatam ou que ficam muito dilatadas;
    • mudanças nos batimentos cardíacos que se tornam mais acelerados;
    • dor no peito;
    • dor de cabeça;
    • febre;
    • convulsões.
  • Overdose pela ingestão de medicamentos: normalmente inclui os seguintes sintomas:
    • náusea;
    • vômito;
    • tontura;
    • desmaio.

Quanto tempo dura uma overdose?

A duração de uma overdose pode variar consideravelmente e depende de diversos fatores, como o tipo de substância envolvida, a quantidade ingerida, o estado de saúde do indivíduo e a rapidez com que o tratamento médico é iniciado. Não existe um tempo predefinido ou padrão para a duração de uma overdose, pois isso está sujeito a múltiplas variáveis.

De maneira geral, a velocidade com que os sintomas de overdose se manifestam pode variar de acordo com a substância ingerida. Alguns sintomas podem surgir minutos após a ingestão e ser controlados rapidamente com o tratamento adequado, enquanto, em outros casos, pode haver um intervalo de tempo maior até a manifestação dos sintomas, e estes podem persistir por um período prolongado.

É importante destacar que uma overdose pode resultar em danos à saúde que, em alguns casos, podem ter sequelas permanentes, mesmo após o tratamento adequado. Portanto, buscar ajuda médica imediatamente ao suspeitar de uma overdose é fundamental para minimizar os riscos à saúde e otimizar as chances de recuperação.

Tratamento da overdose

O tratamento de uma overdose é uma emergência médica que requer atendimento imediato, uma vez que o tempo desempenha um papel crítico na resposta eficaz a essa situação. Uma equipe médica especializada é responsável por conduzir o tratamento, que tem por objetivo desintoxicar o corpo do paciente da substância ingerida e estabilizá-lo, fornecendo suporte vital essencial. Isso inclui:

  • administração de oxigênio para garantir uma respiração adequada;
  • estabilização da pressão arterial;
  • manutenção dos batimentos cardíacos em níveis saudáveis.

Além disso, o tratamento dos sintomas individuais é realizado com medicamentos apropriados, adaptados aos sintomas apresentados, que podem incluir convulsões, agitação, vômitos e outros.

Sequelas da overdose

A overdose pode levar a sequelas que afetam tanto a função motora como a cognitiva. As consequências físicas incluem perda de coordenação e fraqueza muscular, tornando as atividades diárias mais desafiadoras. Em termos cognitivos, distúrbios de memória e dificuldades de concentração podem prejudicar a capacidade de aprendizado e o desempenho no trabalho ou nos estudos.

Além disso, a overdose pode gerar um aumento do risco de desenvolver epilepsia, uma condição caracterizada por convulsões recorrentes. As convulsões podem ser debilitantes e impactar significativamente a qualidade de vida. A overdose também tem o potencial de causar impactos significativos na saúde mental, aumentando o risco de desenvolver ou agravar condições como a depressão. Portanto, é essencial monitorar de perto a saúde mental de uma pessoa que tenha sobrevivido a uma overdose e garantir que ela receba apoio psicológico e tratamento quando necessário.

É fundamental reconhecer que as sequelas de uma overdose podem ser complexas e variadas, variando de pessoa para pessoa. A prevenção, o tratamento da dependência química, o acompanhamento médico e psicológico e o apoio contínuo desempenham um papel crucial na recuperação e na adaptação a possíveis sequelas resultantes de uma overdose. Além disso, a educação sobre os riscos associados ao uso de substâncias desempenha um papel fundamental na prevenção de overdoses.

A overdose pode causar a morte?

Sim, a overdose pode causar a morte, pois a ingestão excessiva de substâncias pode gerar uma intoxicação no organismo que inviabiliza o funcionamento adequado dos órgãos vitais. A morte por overdose pode ser desencadear, por exemplo, insuficiência respiratória, insuficiência cardíaca, comprometimento de órgãos como o fígado e rins, danos cerebrais, entre outros.

Fontes

GOVERNO DO PARÁ. Intoxicação por medicamentos. Disponível em: https://www.saude.pr.gov.br/Pagina/Intoxicacao-por-Medicamentos.

MORAES, Tauama. O que leva a overdose por substância química? Entenda. Casa Despertar. Disponível em: https://casadespertar.com.br/o-que-leva-a-overdose-por-substancia-quimica-entenda/.

REDE D’OR Overdose. Disponível em: https://www.rededorsaoluiz.com.br/doencas/overdose.

Escritor do artigo
Escrito por: Nicole Fernanda Sozza Formada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo. Desde 2021 atua na elaboração e revisão de conteúdos didáticos de Ciências e Biologia. Atualmente se dedica ao estudo de edição e preparação de textos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOZZA, Nicole Fernanda. "Overdose"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/drogas/overdose.htm. Acesso em 13 de julho de 2024.

De estudante para estudante