Topo
pesquisar

Psoríase

Doenças e patologias

PUBLICIDADE

A psoríase é uma doença dermatológica benigna, não contagiosa e crônica – com fases de piora e fases de melhora. Ela atinge de 1 a 3% da população mundial e se manifesta em pessoas de todas as idades e de ambos os sexos. Seu surgimento ou piora estão relacionados a fatores desencadeantes, como o estresse, medicamentos, clima e algumas doenças, como diabetes.

Em aproximadamente 30% dos casos, os portadores possuem histórico familiar para esta doença – o que revela seu caráter genético herdável. As regiões afetadas são, principalmente, joelhos, cotovelos, couro cabeludo, palma das mãos e sola dos pés e, em razão de suas características, pode ser confundida com outras doenças, tais como micose, alergia e câncer de pele.

De acordo com o aspecto e localização, a doença recebe um nome específico:

- Psoríase vulgar: placas avermelhadas bem definidas, com escamas secas. Ocorre mais frequentemente no couro cabeludo, cotovelos, joelhos e umbigo. Quando as placas regridem, costumam deixar as áreas afetadas mais claras;

- Psoríase invertida: lesões úmidas, localizadas nas dobras do corpo (entre as nádegas, região genital, etc.);

- Psoríase gutata: pequenas e numerosas lesões em forma de gota que surgem no tronco, braços e coxas e estão associadas a infecções, principalmente de garganta;

- Psoríase eritrodérmica: ocorre em 75% do corpo ou mais;

- Psoríase ungueal: as alterações ocorrem nas unhas, principalmente nas das mãos, sendo a principal característica o descolamento destas;

- Psoríase artropática: compromete, principalmente, articulações das pontas dos dedos, mas pode estar presente nos joelhos ou cotovelos;

- Psoríase pustulosa: lesões estáveis com pus, localizadas nas palmas das mãos e plantas dos pés;

- Psoríase palmo-plantar: envolvimento das palmas das mãos e/ou planta dos pés, podendo apresentar rachaduras;

- Artrite psoriásica: inflamação articular que ocorre, principalmente, nos dedos das mãos. Promove dor, dificuldades nos movimentos e alterações na forma das articulações.

Banhos de Sol melhoram o quadro das lesões em 80% dos casos e o uso de cremes hidratantes melhora as descamações e evita rachaduras. Estresse, alguns fármacos, o uso de álcool e cigarro e coçar as lesões são fatores que pioram o quadro.

As formas de tratamento dependem do tipo da psoríase: em casos mais brandos, considera-se o uso de medicação tópica, como xampus, pomadas e loções e, nas formas mais avançadas, o uso de medicamentos orais ou injetáveis e sessões de fototerapia.

Essa doença, que causa impactos na vida do portador em razão de questões relacionadas a preconceito em ambientes sociais e locais de trabalho, pode ser controlada com auxílio de um médico especializado. Infelizmente, ainda não se sabe como preveni-la.

Dia 29 de outubro é o Dia Nacional da Psoríase.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Psoríase"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/doencas/psoriase.htm>. Acesso em 25 de julho de 2016.

A urticária é uma reação na pele que atinge principalmente pessoas com alergias respiratórias ou de pele
Doenças e patologias Urticária
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA