Topo
pesquisar

Estresse

Saúde na escola

O estresse é um estado de esforço do organismo para adaptar-se a situações que modificam seu equilíbrio interno. Fatores do dia a dia podem desencadear essa resposta do corpo.
O estresse pode ser desencadeado por fatores do dia a dia
O estresse pode ser desencadeado por fatores do dia a dia
PUBLICIDADE

O estresse é definido como um estado de esforço do organismo para adaptar-se a situações que ameaçam a vida e o equilíbrio interno. Esse processo de adaptação provoca várias alterações, como o aumento de secreção da adrenalina. Atualmente, o termo estresse é utilizado tanto para nomear essa resposta do organismo como para referir-se às situações que promovem os efeitos desse estado.

De uma maneira geral, podemos dizer que esse mecanismo é necessário para o corpo, entretanto, uma sobrecarga afeta-o negativamente. Vale salientar que cada organismo lida de uma forma diferente com uma situação estressora. Essa situação pode causar até mesmo quadros de depressão, ansiedade e transtornos definitivos, como o Transtorno de Estresse Pós-Traumático.

→ Fases do estresse

O termo stress foi introduzido na área da saúde em 1936, por Hans Selye. Ele propôs que o estresse seria uma resposta geral e inespecífica a um determinado estressor e pode ser dividido em três fases:

  • Fase de alerta: É uma fase relativamente rápida que ocorre logo após o estímulo dos fatores estressores. Ao perceber esse estímulo, o corpo prepara uma resposta, a qual não será mantida por muito tempo. Nessa fase, há a participação do sistema nervoso simpático.

  • Fase de resistência: nessa fase, o corpo tenta manter-se em equilíbrio, e as manifestações agudas desaparecem. Nesse ponto, surgem sinais de desgaste, e o organismo torna-se mais suscetível a doenças e outros problemas mentais, físicos e emocionais.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Fase de exaustão: é quando todos os sintomas estão mais intensos. Nesse momento, são observadas as dificuldades para dormir, o isolamento social, queda de cabelo, problemas sexuais e irritabilidade. Quando prolongada, essa fase pode desencadear ainda problemas mais graves, como doenças cardíacas, depressão e úlceras.


→ Agentes estressores

Vários são os agentes estressores, isto é, os eventos ou estímulos que provocam o estresse. Na literatura, eles aparecem em três grupos: acontecimentos vitais, acontecimentos diários menores e situações de tensão crônica.

Os acontecimentos vitais são aqueles que envolvem acontecimentos marcantes da vida, que podem ou não ser controlados pela pessoa. Como exemplo, podemos citar o casamento ou a separação, um novo emprego, acidentes, gravidez, entre outras mudanças que podem ocorrer na vida de uma pessoa.

Os acontecimentos diários menores dizem respeito a situações do dia a dia que afetam de forma significativa a sua vida. Um vizinho barulhento, o trânsito caótico das grandes cidades, o latido de cachorros, grandes filas e outras situações cotidianas estressantes são exemplos desses acontecimentos.

Por fim, o grupo das situações de tensão crônica refere-se àquelas que permanecem por muito tempo e geram estresse intenso. Os relacionamentos abusivos, em que uma pessoa é submetida a anos de agressões psicológicas, ou até mesmo físicas, podem ser exemplos desse tipo de situação de tensão crônica.

​​​​​​​Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Estresse"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/estresse.htm>. Acesso em 16 de janeiro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola