Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

O que é concentração comum?

A concentração comum é uma medida da quantidade de soluto em uma solução, a qual expressa a relação entre a massa do soluto e o volume da solução em gramas por litro (g/L).

Imagem explicando o que é concentração comum.
A concentração comum é uma importante medida.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

A concentração comum é uma medida importante que mostra quanto de uma substância está presente em certa quantidade de solução. Por isso, é muito útil em várias situações, como na produção de remédios e produtos químicos, ajudando a controlar e entender melhor as propriedades das soluções que usamos no dia a dia.

Leia também: Mistura de soluções sem reação química — como isso ocorre?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre concentração comum

  • A concentração comum representa a quantidade de soluto em determinada quantidade de solvente ou solução.
  • É expressa em g/L (gramas por litro).
  • É calculada pela fórmula C = m/v, em que m é a massa em gramas da substância de interesse (soluto) e v é o volume em litros da solução.
  • É uma das formas mais comuns de expressar a concentração de soluções.
  • Existem outros tipos de concentração: concentração em quantidade de matéria, porcentagem em massa (título), molalidade e partes por milhão.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Fórmula da concentração comum

A fórmula da concentração comum (C), conforme a Iupac, é determinada pela razão entre a massa do soluto, em gramas (g), e o volume da solução em litros (L), sendo expressa, portanto, em g/L, de acordo com expressão abaixo:

\(C=\frac{m_1}{V}\)

Onde:

C = concentração
m1 = massa do soluto em gramas
V = volume em litros

É importante ressaltar que as unidades da concentração comum não se restringem a g/L, podendo ser expressas também em mg/L, mg/mL, µg/µL. Ou seja, varia em relação a como se deseja expressar.

Como calcular a concentração comum?

Xarope colocado em uma colher, uma alusão à concentração comum.
Xaropes e soluções medicinais frequentemente indicam a concentração comum do princípio ativo em g/L ou mg/mL.

Para calcular a concentração comum basta seguirmos o raciocínio da fórmula anterior, pois precisamos apenas de duas informações: a massa do soluto e o volume da solução a ser preparada. Sendo assim, vamos ver um exemplo para facilitar a compreensão:

Exemplo: Ao adicionarmos 12 g de cloreto de sódio (NaCl) em um copo e completarmos o volume com água até a marcação de 200 mL, qual concentração desse sal teremos nessa solução?

Primeiro vamos organizar os dados:

C = ?

m1  = 12 g

V = 200 mL

Veja que o volume está em mililitros, então devemos convertê-lo para litros: 200/1000 = 0,2 L. Logo,

\(C=\frac{12g}{0,2L}\)

\(C=60{g}/{L}\)

Isso significa que para cada 1 litro da solução, temos 60 g de soluto (NaCl).

Outros tipos de concentração

Além da concentração comum, existem outros tipos de concentrações que são usadas de acordo com a finalidade da solução. São elas:

  • Concentração em quantidade de matéria, ou molaridade: a concentração é dada em mols/L e é usada para expressar quantos mols do soluto existem em 1 litro de solução.
  • Porcentagem em massa (título): a concentração da solução é expressa em percentual do soluto contido na solução. É calculado pela razão massa do soluto/massa da solução.
  • Molalidade (w): é a relação da quantidade de mols do soluto distribuídos em 1 kg do solvente. É dado pela razão mols/kg. Para saber mais sobre molalidade, clique aqui.
  • Partes por milhão (ppm): é uma concentração usada para expressar concentrações em soluções extremamente diluídas, cuja concentração do soluto é pequena, porém significativa, como é o caso de contaminantes ambientais. É expressa pela razão: uma parte do soluto/1 milhão de partes da solução — ou ainda em partes por bilhão (ppb) ou trilhão (ppt). Saiba mais sobre esse tema clicando aqui.

Saiba mais: Afinal, qual é a diferença entre soluto e solvente?

Exercícios resolvidos sobre concentração comum

1) (Fuvest 2001) Considere duas latas do mesmo refrigerante, uma na versão “diet” e outra na versão comum. Ambas contêm o mesmo volume de líquido (300 mL) e têm a mesma massa quando vazias. A composição do refrigerante é a mesma em ambas, exceto por uma diferença: a versão comum contém certa quantidade de açúcar, enquanto a versão “diet” não contém açúcar (apenas massa desprezível de um adoçante artificial). Pesando-se duas latas fechadas do refrigerante, foram obtidos os seguintes resultados:

Tabela com volume de bebidas em exercício sobre concentração comum.

Por esses dados, pode-se concluir que a concentração, em g/L, de açúcar no refrigerante comum é de, aproximadamente,

  1. 0,020
  2. 0,050
  3. 1,1
  4. 20
  5. 50

Gabarito: e)

Primeiro devemos descobrir quantos gramas de açúcar há na lata de refrigerante normal. Para isso, basta fazer a diferença entre as massas das duas latas: comum – diet.

m = 331,2 – 316,2 = 15 g. Essa é a massa de açúcar contida na lata de refrigerante comum. Agora é necessário converter o volume do refrigerante de mililitros para litros, logo 300 mL/1000mL = 0,3 L. Pronto! É só aplicar na expressão: C = m/v. Sendo assim, temos:

C = 15/0,3

C = 50 g/L

2) Uma indústria química precisa preparar uma solução de hidróxido de sódio (NaOH) com concentração X. Eles têm um tanque contendo 50 kg de NaOH sólido que serão adicionados em um segundo tanque contendo 2.000 L de água. Diante disso, calcule a concentração da solução que será formada.

  1. 0,50 g/L
  2. 2,5 g/L
  3. 25 g/L
  4. 50 g/L
  5. 250 g/L

Gabarito: c)

50 kg equivalem a 50.000g. Logo, a concentração será dada por:

C = 50.000/2.000

C = 25 g/L

Fontes

ATKINS, P.; JONES, L.; LAVERMAN, L. A concentração. In: Princípios de Química: Questionando A Vida Moderna e o Meio Ambiente. 7. ed. [s.l.] Bookman, 2018. p. 54.

L. BROWN, T. et al. Concentrações de soluções. In: Química: A Ciência Central. 13. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil., 2016. p. 146–149.

SPENCER LIMA, L. Solução (Química). Revista de Ciência Elementar, v. 1, n. 1, p. 9–10, 30 dez. 2013.

Escritor do artigo
Escrito por: Jhonilson Pereira Gonçalves Graduado em ciências licenciatura/química (UEMA), mestre em química (UFMA) e pós-graduado em metodologia do ensino de física e química. Possui experiência na área da educação como professor do ensino fundamental ao superior.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GONçALVES, Jhonilson Pereira. "O que é concentração comum?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/quimica/o-que-e-concentracao-comum.htm. Acesso em 23 de abril de 2024.

De estudante para estudante


Artigos Relacionados


O que é Concentração de Soluções Químicas?

A concentração das soluções é muito importante em laboratórios, indústrias, hospitais e em outras ocasiões do dia a dia. Entenda o porquê aqui!
O que é Química?

O que é diluição?

Clique e aprenda o que é, como pode ser realizada e os cálculos envolvidos em uma diluição de soluções.
O que é Química?

O que é molalidade?

Entenda o que é a concentração de soluções denominada molalidade e aprenda quais são as fórmulas utilizadas para realizar os cálculos que a envolvem.
O que é Química?

O que é uma solução química?

Veja a definição de solução química, exemplos e como pode ser realizada a sua classificação.
O que é Química?

Partes por milhão (ppm)

A concentração em partes por milhão (ppm) é feita relacionando-se a massa de soluto presente em 1000000 gramas da solução.
Química

Mistura de soluções com ocorrência de reações químicas

Quando se mistura solução com reação, é necessário saber equacionar as reações e conhecer a proporção em número de mol dos reagentes e dos produtos.
Química

Mistura de soluções de mesmo soluto sem reação química

Clique e conheça as particularidades e os cálculos relacionados com uma mistura de soluções de mesmo soluto sem reação química.
Química

Solubilidade dos sais

Confira um estudo prático e detalhado sobre as questões que envolvem a solubilidade dos sais!
Química

Gráficos das curvas de solubilidade

Aprenda a analisar, interpretar e construir os gráficos de curvas de solubilidade. Saiba também como se relacionam com a classificação de uma solução.
Química

Como as substâncias se dissolvem

Saiba qual fator interfere na solubilidade.
Química

Concentração comum de soluções

Aprenda o que é e como é determinada a concentração comum de uma solução, isto é, a razão entre a massa do soluto e o volume da solução.
Química

Soluções

Saiba quais são as características, os tipos e os cálculos que envolvem soluções, misturas homogêneas compostas por um ou mais solutos.
Química

Coeficiente de solubilidade

Aprenda o que é o coeficiente de solubilidade, qual é a sua relação com as soluções insaturadas, saturadas e supersaturadas e como ele varia com a temperatura.
Química

Soluto e solvente

Entenda a definição de soluto e de solvente, veja exemplos e como o tipo de soluto interfere na solução química que é formada.
Química

PUBLICIDADE