Whatsapp

O que é sarampo?

O que é?

PUBLICIDADE

Sarampo é uma doença viral e potencialmente grave que pode desencadear, inclusive, a morte. De acordo com o Ministério da Saúde, “1 a 3 a cada 1.000 crianças doentes podem morrer em decorrência de complicações da doença”. Transmitido de uma pessoa para outra, o sarampo pode ser prevenido por meio da vacinação. Surtos recentes em nosso país trazem-nos um alerta a respeito da importância de manter-se as vacinas em dias.

Leia também: Vacinas que todas as crianças devem tomar

O que é o sarampo?

O sarampo é uma doença causada por um vírus de RNA pertencente ao gênero Morbillivirus, da família Paramyxoviridae. É uma doença altamente contagiosa e que provoca erupções cutâneas. Sua transmissão ocorre, principalmente, por meio de gotículas que são eliminadas pelo doente ao falar, tossir, espirrar, respirar próximo de outras pessoas ou ainda pelo contato direto com secreções da garganta e nariz de infectados. Estima-se que 90% das pessoas que não apresentam imunidade contra a doença e convivam com o doente contaminem-se com o sarampo.

O sarampo pode provocar o surgimento de manchas na pele.
O sarampo pode provocar o surgimento de manchas na pele.

Quais os sintomas do sarampo?

O sarampo possui um período de incubação de cerca de 10 dias, ou seja, os sintomas surgem cerca de 10 dias após o paciente ter contato com o vírus. Os principais sintomas da doença são febre alta, tosse, coriza, mal-estar, irritação nos olhos e manchas vermelhas, que, inicialmente, surgem no rosto e atrás da orelha e, posteriormente, espalham-se para todo o corpo. De acordo com o Ministério da Saúde, após o surgimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente, em crianças com idade inferior a cinco anos.

Leia também: 10 dúvidas comuns sobre o sarampo

O sarampo pode provocar complicações?

O sarampo pode desencadear complicações, incluindo a morte do indivíduo. Dentre elas, podemos destacar: encefalite (inflamação no encéfalo), otite (infecções de ouvido), pneumonia, e doenças diarreicas. Em gestantes, o sarampo pode levar ao nascimento prematuro do bebê e ao baixo peso dele.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como é feito o diagnóstico de sarampo?

O diagnóstico de sarampo é feito por meio da análise dos sintomas e realização de exames sorológicos. Febre, por pelo menos três dias, acompanhada de tosse, coriza ou conjuntivite, pode ser sugestivo da doença. Além disso, manchas brancas no interior da boca (manchas de Koplik) são observadas para a realização do diagnóstico.

Qual o tratamento para o sarampo?

O sarampo, assim como grande parte das doenças virais, não apresenta um tratamento específico. O tratamento baseia-se apenas no uso de medicamentos que visam a reduzir os sintomas da enfermidade. É recomendado o uso de vitamina A em todas as crianças com a doença a fim de reduzir-se o risco de complicações e mortalidade.

Leia também: Surto de sarampo no Brasil

Como o sarampo pode ser prevenido?

A vacinação é a melhor forma de prevenir-se contra o sarampo.
A vacinação é a melhor forma de prevenir-se contra o sarampo.

A principal forma de prevenir-se contra o sarampo é a vacinação. Antes da vacina ser oferecida à população, estima-se que cerca de 90% das pessoas adquiriam a infecção até os 20 anos de idade. Atualmente a vacina contra o sarampo é disponibilizada gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e pode ser encontrada também em clínicas particulares.

O Ministério da Saúde enfatiza que  os critérios de indicação da vacina são periodicamente avaliados, e a ocorrência de surtos, por exemplo, pode mudar as recomendações da vacinação. Atualmente, o Ministério recomenda o seguinte esquema vacinal:

  • Dose zero: devido ao aumento de casos de sarampo em alguns estados brasileiros, todas as crianças de seis meses a menores de um ano devem ser vacinadas (dose extra).
  • Primeira dose: crianças que completarem 12 meses.
  • Segunda dose: aos 15 meses de idade, última dose por toda a vida.

No que diz respeito aos adultos, o Ministério da Saúde reforça que quem tomou apenas uma dose até os 29 anos de idade e aqueles que não tomaram nenhuma dose, perderam o cartão ou não se lembram, devem ser imunizados. Além disso, é importante salientar que gestantes não podem fazer uso dessa vacina, sendo fundamental, portanto, que o planejamento de uma gravidez inclua também a atualização do cartão de vacinas.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "O que é sarampo?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/biologia/o-que-e-sarampo.htm. Acesso em 14 de abril de 2021.

Artigos Relacionados
Clique aqui e descubra como se prevenir de doenças virais. Vamos dar dicas simples que podem ajudar bastante na prevenção de patologias causadas por vírus. Além disso, falaremos a respeito de algumas viroses, os principais sintomas das doenças causadas por vírus e como é feito o tratamento da maior parte dessas doenças.
Você já se perguntou acerca da diferença entre soro e vacina? Descubra aqui o que difere esses dois agentes imunizadores.
Aprenda mais sobre o sarampo, uma doença viral grave que causa, entre outros sintomas, febre alta, tosse e manchas vermelhas no corpo.
Conheça as principais características dos seres vivos e entenda como é feita a distinção entre seres vivos e não vivos.
Breves informações sobre três doenças virais: sarampo, síndrome respiratória aguda grave e varíola.
Conheça a importância da vacinação e entenda melhor como o organismo consegue prevenir-se de doenças pela utilização de vacinas.