Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Surrealismo

O surrealismo é um dos movimentos das vanguardas europeias. Ele é caracterizado por seu aspecto onírico. No Brasil, exerceu influência sobre alguns artistas modernistas.

A persistência da memória (1931), obra surrealista de Salvador Dalí.
"A persistência da memória" (1931), obra surrealista de Salvador Dalí.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Surrealismo é um dos movimentos europeus de vanguarda surgidos no início do século XX. Apesar de influenciar outras áreas artísticas, ele está predominantemente vinculado às artes visuais. Assim, a pintura surrealista constrói imagens que lembram ilógicos sonhos, de forma a investigar o inconsciente humano.

Foi oficialmente criado em 1924, mas desde 1919 obras com esse estilo já estavam sendo produzidas. Seus maiores representantes são os artistas espanhóis Salvador Dalí (pintor) e Luis Buñuel (cineasta). No Brasil, alguns artistas modernistas, como Ismael Nery, utilizaram elementos surrealistas em suas pinturas.

Leia também: Expressionismo — movimento de vanguarda que apresentava uma visão pessimista da realidade

Tópicos deste artigo

Resumo sobre o surrealismo

  • O surrealismo é um dos movimentos europeus de vanguarda do início do século XX.

  • Ele é caracterizado, principalmente, pela construção de imagens oníricas.

  • O pintor surrealista mais famoso é o espanhol Salvador Dalí.

  • O surrealismo foi criado, oficialmente, em 1924, no período pós-guerra.

  • No Brasil, traços desse movimento podem ser encontrados em pinturas modernistas.

Características do surrealismo

O surrealismo é um movimento estético que, apesar de influenciar outras áreas artísticas, está mais associado às artes visuais. Os artistas buscam reproduzir elementos do inconsciente, e, por isso, as obras trazem ilógicas imagens oníricas. Essa é uma forma de eles tentarem compreender o ser humano em suas múltiplas facetas.

Portanto, as obras se debruçam sobre os desejos ocultos, os impulsos primitivos que são afastados pela razão. Afinal, os surrealistas reproduzem uma realidade peculiar, que transcende o cotidiano. Esse movimento anticonvencional também é caracterizado pela técnica da colagem de objetos desconexos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Artistas do surrealismo

  • Alberto Giacometti (1901-1966) — escultor suíço.

  • André Breton (1896-1966) — escritor francês.

  • Antonin Artaud (1896-1948) — escritor francês.

  • Dora Maar (1907-1997) — pintora francesa.

  • Dorothea Tanning (1910-2012) — pintora estado-unidense.

  • Joan Miró (1893-1983) — pintor espanhol.

  • Louis Aragon (1897-1982) — escritor francês.

  • Luis Buñuel (1900-1983) — cineasta espanhol.

  • Man Ray (1890-1976) — cineasta estado-unidense.

  • Max Ernst (1891-1976) — pintor alemão.

  • Michel Leiris (1901-1990) — escritor francês.

  • Paul Delvaux (1897-1994) — escultor belga.

  • Philippe Soupault (1897-1990) — escritor francês.

  • René Magritte (1898-1967) — pintor belga.

  • Salvador Dalí (1904-1989) — pintor espanhol.

  • Victor Brauner (1903-1966) — escultor romeno.

  • Yves Tanguy (1900-1955) — pintor francês.

Salvador Dalí em 1939.
Salvador Dalí é um dos principais nomes do surrealismo.

Obras do surrealismo

  • Édipo rex (1922), de Max Ernest.

  • Manifesto surrealista (1924), de André Breton.

  • Carnaval do Arlequim (1925), de Joan Miró.

  • O jato de sangue (1925), de Antonin Artaud.

  • A tempestade (1926), de Yves Tanguy.

  • O camponês de Paris (1926), de Louis Aragon.

  • Mulher-colher (1927), de Alberto Giacometti.

  • A estrela-do-mar (1928), de Man Ray.

  • O grande masturbador (1929), de Salvador Dalí.

  • Retrato duplo (1930), de Dora Maar.

  • A idade do ouro (1930), de Luis Buñuel.

  • Aniversário (1942), de Dorothea Tanning.

  • Sinal (O vento) (1942), de Victor Brauner.

  • Aurora (1946), de Michel Leiris.

  • Isto não é uma maçã (1964), de René Magritte.

Contexto histórico do surrealismo

O surrealismo é um dos movimentos das vanguardas europeias. Ele surgiu em 1919, mas foi oficialmente criado em 1924. O movimento está historicamente localizado entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial. Nesse período, após a derrota do império alemão, a Europa foi redesenhada e novos países surgiram.

A Rússia iniciava uma nova trajetória política e econômica após a revolução de 1917. Alianças foram criadas ou confirmadas, e tratados assinados, como o de Versalhes, que trazia imposições severas à nação alemã. De qualquer forma, todos os países europeus se viram imersos em uma crise econômica.

Nesse contexto de reconstrução, sacrifícios e incertezas, nasceu o movimento surrealista, que abandonou essa pesada realidade sociopolítica para explorar o inconsciente. Desse modo, sua principal influência não artística foi o psiquiatra Sigmund Freud (1856-1939), inventor da Psicanálise e investigador do inconsciente humano.

Surrealismo no Brasil

Composição surrealista (1929), obra de Ismael Nery.
Composição surrealista (1929), obra de Ismael Nery.

No Brasil, não houve um movimento surrealista propriamente dito. Porém, alguns artistas modernistas brasileiros foram influenciados por essa estética. Assim, é possível apontar elementos surrealistas em obras de pintores como Ismael Nery (1900-1934), Cícero Dias (1907-2003) e Tarsila do Amaral (1886-1973), além do poeta Murilo Mendes (1901-1975).

Leia também: Modernismo no Brasil — as características do movimento que rompeu com a tradição proposta até então

Exercícios resolvidos sobre o surrealismo

Questão 1

(Enem) Os transgênicos vêm ocupando parte da imprensa com opiniões ora favoráveis ora desfavoráveis. Um organismo ao receber material genético de outra espécie, ou modificado da mesma espécie, passa a apresentar novas características. Assim, por exemplo, já temos bactérias fabricando hormônios humanos, algodão colorido e cabras que produzem fatores de coagulação sanguínea humana.

O belga René Magritte (1896-1967), um dos pintores surrealistas mais importantes, deixou obras enigmáticas. Caso você fosse escolher uma ilustração para um artigo sobre os transgênicos, qual das obras de Magritte, abaixo, estaria mais de acordo com esse tema tão polêmico?

a)  Decalcomania, René Magritte.

b)  Collective invention, René Magritte.

c)  O sedutor, René Magritte.

d)  A traição das imagens, René Magritte.

e)  A clarividência, René Magritte.

Resolução:

Alternativa B

Na tela surrealista de Magritte, vemos um híbrido de peixe com humano, o que é condizente com a ideia de “transgênicos” explicitada no enunciado.

Questão 2

Analise as pinturas a seguir e indique qual delas é uma tela surrealista.

a) Representação da pintura “A face da Guerra”, de Salvador Dalí.

b)  Mulher no espelho, Pablo Picasso.

c) Noite estrelada, Van Gogh.

d) O grito, Edvard Munch.

e) A Incredulidade de São Tomé, Caravaggio.

Resolução:

Alternativa A

A face da guerra, de 1940, é uma tela surrealista de Salvador Dalí caracterizada pelo ilogismo. Já a alternativa B apresenta um quadro cubista de Pablo Picasso. Uma tela pós-impressionista de Vincent van Gogh é indicada pela alternativa C. Já a alternativa D mostra uma pintura expressionista de Edvard Munch. Por fim, na alternativa E, temos uma tela barroca de Caravaggio.

 

Por Warley Souza
Professor de Literatura

Escritor do artigo
Escrito por: Warley Souza Professor de Português e Literatura, com licenciatura e mestrado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "Surrealismo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/surrealismo.htm. Acesso em 25 de julho de 2024.

De estudante para estudante