Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Groenlândia

A Groenlândia é um território insular que apresenta hoje 57 mil habitantes e que está localizado entre o oceano Glacial Ártico e o oceano Atlântico.

Bandeira da Groenlândia.
Bandeira da Groenlândia.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

 A Groenlândia é um território autônomo da Dinamarca, localizado na América do Norte e banhado por dois oceanos: Glacial Ártico e Atlântico. Mais de dois terços do território groenlandês ficam acima do Círculo Polar Ártico, o que condiciona climas extremamente frios. O interior da ilha é formado por uma camada permanente de gelo, e a maioria dos seus mais de 57 mil habitantes vive na costa sudoeste. Sua economia é altamente dependente da atividade pesqueira e do comércio.

Veja também: Tonga — o país arquipélago formado por 170 ilhas

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Groenlândia

  • A Groenlândia é um território autônomo da Dinamarca.

  • É a maior ilha do mundo.

  • Situa-se na América do Norte e é banhada pelo oceano Glacial Ártico e pelo oceano Atlântico.

  • A maior parte do seu território se situa acima do Círculo Polar Ártico, condicionando a ocorrência dos climas polar (ou ártico) e subártico.

  • Sua vegetação característica é a tundra.

  • O interior da Groenlândia está recoberto por uma camada permanente de gelo, e por essa razão a maior parcela de sua população vive na faixa costeira.

  • O território possui 57 mil habitantes. A maior cidade é Nuuk, sua capital.

  • A economia da Groenlândia é baseada na atividade pesqueira e no comércio de artigos derivados da pesca.

Dados gerais sobre a Groenlândia

  • Nome oficial: Groenlândia.

  • Gentílico: gronelandês ou groenlandês.

  • Extensão territorial: 2.166.086 km².

  • Localização: América do Norte.

  • Capital: Nuuk.

  • Climas:

  • Governo: monarquia parlamentarista.

  • Divisão administrativa: cinco municipalidades.

  • Idioma: groenlandês (compreende os dialetos kalaallisut, tunumiisut e inuktun).

  • Religiões:

    • luterana evangélica;

    • inuíte.

  • População: 57.000 habitantes (ONU, 2021).

  • Densidade demográfica: 0,1 hab./km².

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,786.

  • Moeda: coroa dinamarquesa.

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 2,2 bilhões.

  • PIB per capita: US$ 41.800.

  • Gini: 0,339.

  • Fuso horário: GMT -3.

  • Relações exteriores: território autônomo do Reino da Dinamarca.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Etimologia de Groenlândia

O nome Groenlândia vem do nórdico antigo Grœnland e significa “terra verde” (grœnn = verde, land = terra). A denominação foi atribuída pelo famoso viking Erik Thorvaldsson, mais conhecido como Erik, o Vermelho, ao ser enviado para um exílio de três anos acusado de cometer uma série de assassinatos na Islândia.

Ele se instalou no oeste da Groenlândia e, passado o tempo de seu exílio, retornou para a Islândia com histórias positivas a respeito daquelas terras e principalmente um nome atrativo na tentativa de levar outras pessoas até lá para que formassem novos assentamentos, chamando a ilha então de Terra Verde. No idioma nativo, o território recebe o nome de Kalaallit Nunaat, que significa Terra dos Kalaallit.

Mapa da Groenlândia

Mapa da Groenlândia

Geografia da Groenlândia

A Groenlândia é um território autônomo que faz parte do Reino da Dinamarca. É a maior ilha do mundo em área, possuindo 2,16 milhões de km², situada na América do Norte, próximo à costa leste do Canadá. Ao norte, é banhada pelo oceano Glacial Ártico, enquanto sua parcela meridional é cercada pelo oceano Atlântico. A capital da Groenlândia é a cidade de Nuuk, no sudoeste da ilha.

→ Clima da Groenlândia

Com mais de dois terços do seu território acima do Círculo Polar Ártico, paralelo de 66°33’ N, a Groenlândia se situa em uma das regiões mais frias do planeta. Os tipos climáticos que lá ocorrem são o ártico, predominante, e o subártico, presente no sul.

Os invernos são gélidos no Norte, com média de -34 °C, enquanto no Sul as temperaturas dos meses mais frios é de -7 °C. Durante o verão, o Sul marca cerca de 7 °C, enquanto no Norte os termômetros registram 4 °C no mesmo período do ano.

Muitas áreas do Norte da Groenlândia equivalem a desertos gelados pela falta de precipitação ou por volumes baixíssimos de até 50 mm anuais, de forma distinta das áreas meridionais, que acumulam até 1900 mm de chuva.

→ Relevo da Groenlândia

O relevo da Groenlândia é formado, em sua maioria, por terrenos planos recobertos por uma camada de gelo espessa e permanente, o Permafrost, o que é proporcionado pelo clima. A calota polar da Groenlândia tem aproximadamente 1,8 milhão de km², o que representa 80% da superfície da ilha. O litoral é rochoso e formado por fiordes, vales escavados por geleiras e atualmente preenchidos pela água do mar.

Paisagem natural da Groenlândia.
A paisagem natural da Groenlândia é formada por uma cobertura permanente de gelo e áreas recobertas pela tundra.

→ Vegetação da Groenlândia

A vegetação da Groenlândia é característica do bioma Tundra, que compõe a paisagem da região centro-sul da ilha. Nas demais áreas, o solo permanentemente congelado impede o desenvolvimento de cobertura vegetal.

→ Hidrografia da Groenlândia

A Groenlândia apresenta cerca de 20 rios no total. Eles têm em comum o fato de serem curtos e derivados do derretimento das geleiras durante o verão. Os lagos que se formam sobre a ilha apresentam a mesma origem. Devido às baixas temperaturas, esses corpos d’água logo congelam, e os rios e lagos desaparecem temporariamente.

Confira nosso podcast: O que eu preciso saber sobre os fatores climáticos

Demografia da Groenlândia

A Groenlândia possui 57 mil habitantes, conforme os dados mais recentes da Organização das Nações Unidas (ONU). Dentre as terras habitadas, o território groenlandês é o menos densamente povoado do mundo, com uma distribuição de 0,1 hab./km². Isso se deve à extensa área recoberta permanentemente por gelo no interior e Norte desse território, fazendo com que a maioria da sua população se concentre na costa sudoeste, onde as condições climáticas são menos extremas.

A taxa de urbanização na Groenlândia é de 87,7%. Uma parcela de 31,5% dos groenlandeses, o equivalente a 18 mil pessoas, vive na cidade de Nuuk, capital do território situada na costa sudoeste, na região do Estreito de Davis, que faz a separação entre a ilha e o Canadá.

Os demais assentamentos e cidades da Groenlândia possuem populações não maiores do que cinco mil habitantes. O menor assentamento recebe o nome de Kangerlussuaq, com uma população de apenas 13 pessoas. Ele foi constituído no interior de um fiorde no oeste da ilha.

A taxa de emigração da Groenlândia é uma das mais elevadas do mundo e, em função disso e de fatores como baixa natalidade e alta mortalidade, o crescimento populacional da ilha é negativo (-0,01%), o que indica um encolhimento populacional em andamento. Atualmente, a expectativa de vida na Groenlândia é de 74 anos.

 Vista aérea de Nuuk, capital da Groenlândia.
 Nuuk, capital da Groenlândia.

Economia da Groenlândia

A economia da Groenlândia é altamente dependente da atividade pesqueira, e as receitas geradas são provenientes, em sua maioria, da exportação de produtos como:

Os principais compradores dos pescados groenlandeses são:

Além disso, o território recebe subsídios da Dinamarca que giram em torno de 500 milhões de dólares por ano (dados de 2017). Atualmente, o Produto Interno Bruto (PIB) da Groenlândia é de 2,2 bilhões de dólares, de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

As importações da ilha consistem em navios pesqueiros, veículos de construção e tratores e petróleo refinado, provenientes:

A criação de animais, mais precisamente ovelhas, gado e renas, é praticada em algumas regiões da ilha. O turismo tem crescido gradativamente na Groenlândia, mas a ampliação mais recente de sua economia se deve à indústria de construção. A mineração também está presente, sendo o subsolo da ilha rico em:

Saiba mais: Qual a diferença entre exportação e importação?

História da Groenlândia

Acredita-se que a ocupação da Groenlândia teve início no ano de 2500 a.C., com a chegada dos inuítes, que fizeram das ilhas canadenses no Ártico uma via para alcançarem aquela região. Desde então, há registros de grandes correntes migratórias ocorrendo para a Groenlândia durante quase quatro milênios, estendendo-se até o início dos anos 2000 da era comum. Uma dessas correntes foi a dos vikings, inicialmente com o exílio de Erik, o Vermelho, por três anos e depois com os assentamentos por ele constituídos no século X.

O século XIII marcou a chegada dos escandinavos na região, mas um século mais tarde as condições climáticas severas fizeram com que o número de povoados criados pelos nórdicos diminuísse consideravelmente.

Os dinamarqueses e ingleses sempre navegaram pelos mares que banham a Groenlândia, mas aqueles foram os primeiros a estabelecer uma colônia na ilha no século XVIII, que teve início com a monopolização do comércio com a Groenlândia em 1776. A sua incorporação integral ao Reino da Dinamarca ocorreu em 1953. Duas décadas mais tarde, em 1979, a Dinamarca assentiu a criação de um governo local da Groenlândia.

Em novembro de 2008, foi realizado um referendo que mostrou a vontade de 75% dos groenlandeses de garantir a independência total da Groenlândia com relação à Dinamarca. A proposta foi, inclusive, elaborada em conjunto com os dinamarqueses. Apesar disso, a ilha continua sendo um território autônomo do Reino da Dinamarca.

Cultura da Groenlândia

A cultura da Groenlândia, apesar de ter recebido grande influência europeia, se manifesta principalmente como a cultura dos povos inuítes. Os inuítes são povos originários das regiões gélidas da América do Norte, compreendendo trechos do Canadá, Alasca e Groenlândia. São chamados também de esquimós. As pessoas nascidas no território da Groenlândia são hoje 89,5% da população, enquanto o restante é formado por dinamarqueses e outros povos nórdicos.

A língua nativa da Groenlândia é falada pela maioria da população. O dinamarquês e o inglês também são utilizados. Quanto à religião, há grande presença de denominações cristãs, mas as crenças dos povos inuítes também fazem parte da religiosidade da população.

Iglus construídos em ambiente de clima polar.
Os iglus representam a forma como os esquimós são mais conhecidos.

Os esquimós são bastante associados às construções de gelo e neve conhecidas como iglus, construídos para proteção durante as atividades pesqueiras ou de caça em áreas de clima extremo. Os groenlandeses vivem em harmonia com a natureza e estão habituados à vida em pequenas comunidades, gerando assim um grande senso de cooperação.

Veja também: Como era mitologia nórdica na Era Viking?

Infraestrutura da Groenlândia

A Groenlândia, nos últimos anos, tem ampliado os investimentos na construção de infraestrutura logística. O território possui apenas algumas pequenas estradas em áreas específicas, sem nenhum tipo de rodovia que faça a conexão entre as suas cidades e assentamentos.

As vias aquática e aérea são as mais utilizadas para os deslocamentos internos. Há, em média, 15 aeroportos. O principal porto marítimo da Groenlândia fica na cidade de Sisimiut, na costa oeste do território, a cerca de 300 km a noroeste da capital.

Mais ao norte, algumas cidades utilizam o derretimento de gelo para o abastecimento de água. A dessalinização é também uma técnica empregada para a obtenção do recurso próprio para o consumo. Existe na Groenlândia uma empresa que realiza a distribuição de água para a maior parte das cidades da ilha.

Devido às condições climáticas, entretanto, o abastecimento e distribuição de água se mantêm como um dos seus maiores desafios estruturais. Já a energia elétrica é proveniente de hidrelétricas e dos combustíveis fósseis.

Governo da Groenlândia

A Groenlândia é um território autônomo do Reino da Dinamarca que apresenta um governo interno do tipo monárquico parlamentarista. O chefe de Estado é o monarca dinamarquês, e a sucessão ao posto ocorre exclusivamente por parentesco, isto é, hereditariamente.

O poder Executivo é exercido através do Governo Regional da Groenlândia, e o chefe de governo, ou primeiro-ministro, é indiretamente eleito pelo parlamento para um mandato de quatro anos. O poder Legislativo fica a cargo do parlamento, ou Inatsisartut, formado por 31 assentos. Destaca-se ainda que o parlamento groenlandês elege dois membros para integrarem o parlamento dinamarquês.

Curiosidades sobre a Groenlândia

  • A calota polar da Groenlândia é a segunda maior do mundo depois da Antártida.

  • A estrada mais longa da Groenlândia possui apenas 35 km.

  • É realizado na Groenlândia deslocamento por meio de trenós puxados por cães. Esse meio de transporte se tornou uma atração turística muito procurada. Os cães são conduzidos por um morador local com grande familiaridade com os animais e amplo conhecimento sobre a ilha.

  • É possível observar a aurora boreal a partir de qualquer ponto da Groenlândia, principalmente durante o período do Sol da Meia-Noite.

  • O fenômeno do Sol da Meia-Noite ocorre por dois meses durante o verão na Groenlândia. Isso se dá em função da elevada latitude, da inclinação do eixo da Terra e da posição em que o Sol se encontra no hemisfério norte durante a estação. O evento climático é caracterizado pela iluminação solar durante as 24 horas do dia, isto é, o Sol não se põe.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Groenlândia"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/groenlandia.htm. Acesso em 30 de junho de 2022.

PUBLICIDADE

Estude agora


Argumento por exemplificação

A exemplificação sempre foi um recurso importante para a explicação de conceitos mais teóricos ou mais difíceis...

Apartheid | África do Sul

Assista a nossa videoaula para entender o que foi o Apartheid na África do Sul (1948-1994). Confira também no...