O Lado Escuro da Lua

Física

PUBLICIDADE

Ao olharmos para o céu nos deparamos com diversos corpos celestes – estrelas, planetas, satélites artificiais ou naturais, ou quaisquer objetos que se encontram no espaço sideral.

A imagem que o céu nos passa torna-se mais encantadora quando estamos em uma fazenda, local onde há menor quantidade de poluição, fato que nos permite apreciar com mais clareza as estrelas, a Lua e todo o brilho “vindo das alturas” captado pelos nossos olhos.

A astronomia (palavra de origem grega, que etimologicamente significa lei das estrelas) é uma das ciências mais antigas, se não for a mais; ela faz diversas observações tanto na terra quanto fora dela, procurando respostas a diversos fenômenos.

A Lua com suas quatro fases – nova, crescente, cheia e minguante – é um satélite natural que orbita a Terra e agrega uma curiosidade bastante interessante: um lado dela é oculto para nós, ou seja, vemos somente um lado da Lua aqui da Terra; a astronomia pode nos ajudar a compreender este fato.

Assim como a Terra e outros planetas, a Lua apresenta dois movimentos básicos: o de translação (movimento realizado em torno da Terra) e o de rotação (movimento em que a lua gira em torno do seu próprio eixo), a coincidência entre o período desses dois movimentos é o fator responsável por tornar para nós, meros observadores terrestres, um lado da lua escuro, oculto, ou melhor, não observável neste referencial.

A banda Pink Floyd, inspirada por este fenômeno, compôs, em 1973, um álbum com nome Dark Side of the Moon, que quer dizer em português Lado Escuro da Lua, que fora consagrado como uma obra prima da banda.

A Lua encanta, inspira e faz com que nós, seres humanos, estejamos sempre em busca de conhecimentos sobre ela.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Face oculta da Lua vista por um referencial fora da Terra.

Por Frederico Borges de Almeida
Graduado em Física
Equipe Brasil Escola

Mecânica - Física - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ALMEIDA, Frederico Borges de. "O Lado Escuro da Lua "; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/o-lado-escuro-lua.htm. Acesso em 02 de dezembro de 2020.