Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Lado oculto da Lua

O lado oculto da Lua é o lado da superfície lunar que não pode ser visto da superfície terrestre em razão do movimento sincronizado entre a Lua e a Terra.

Foto do lado oculto da Lua tirado pela Apollo 16.
41% da superfície da Lua não podem ser vistos da Terra.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O lado oculto da Lua é a parte do hemisfério lunar que nunca vemos ao observarmos o satélite. Muitas vezes, ele é chamado erroneamente de lado escuro da Lua, dando a impressão de que não é iluminado, mas, na verdade, tanto o lado visível quanto o lado oculto da Lua estão expostos aos raios luminosos solares durante parte do seu movimento ao redor da Terra.  

Leia também: Quais são as fases da Lua?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre o lado oculto da Lua

  • Não se tem muitas informações a respeito da superfície do lado oculto da Lua, mas sabemos que ela apresenta crateras mais visíveis e menos mares do que o lado observado da Terra.
  • Com base nas informações obtidas pela sonda Yutu-2, sabe-se que a superfície do lado oculto é grudenta, mais fria e apresenta crateras mais recentes que as do lado observado da Terra.
  • Em 1959 foi fotografado o lado oculto da Lua.
  • Em 1968, por meio da missão Apollo 9, foram transmitidas mundialmente imagens ao vivo da superfície lunar.
  • Não vemos o lado oculto da Lua em razão da sua rotação e translação sincronizadas com os movimentos da Terra.

O que é o lado oculto da Lua?

O lado oculto da Lua é a face da superfície lunar que não é observada da Terra, estando sempre oculta a nossos olhos. Da Terra, conseguimos observar em torno de 59% da superfície lunar, e os 41% que não observamos correspondem ao lado oculto desse satélite natural.

A superfície do lado oculto da Lua é livre dos sinais de rádio artificiais provenientes da Terra, assim, a instalação de um telescópio seria um avanço para o ramo da radioastronomia, que estuda as emissões e reflexões das radiações eletromagnéticas pelos corpos celestes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como é o lado oculto da Lua?

A superfície da Lua já foi completamente mapeada por naves orbitais, mas pouco se sabe sobre seu lado oculto, acredita-se que a composição da sua superfície seja a mesma do lado visto da Terra, que já foi muito bem explorado pelas missões Apollo.

Outra informação que temos é que o lado oculto possui crateras mais visíveis formadas pelo impacto de asteroides com a superfície, e pouca quantidade de mares, planícies formadas por atividade vulcânica, devido aos impactos dos asteroides. Esses mares foram em torno de 1% do lado oculto e 31% do lado visível.

Primeira imagem capturada do lado oculto da Lua, tirada pela Luna 3 em 1959.
Primeira imagem capturada do lado oculto da Lua, tirada pela Luna 3 em 1959.

No dia 19 de janeiro de 2022, foram publicadas, na revista Science Robotics, novas informações sobre o lado oculto da Lua, cuja superfície tem aspecto grudento, é mais fria do que se imaginava e possui crateras mais recentes do que as do lado visível da Terra, de acordo com o que os cientistas analisaram com base nas informações coletadas pela sonda Yutu-2, da missão chinesa Chang’e-4.

Saiba mais: Evidências de que o homem realmente foi à Lua

Exploração do lado oculto da Lua

em 1959 a humanidade pôde observar o lado oculto da Lua em uma imagem capturada pela sonda espacial soviética Luna 3. Em 1968, na missão estadunidense Apollo 8, a humanidade pôde observar a superfície lunar com os próprios olhos via transmissão televisiva na véspera de Natal, na qual os três astronautas a bordo leram os 10 primeiros versos do livro Gênesis da Bíblia.

Em 3 de janeiro de 2019, a missão chinesa Chang’e-4 enviou a sonda Yutu-2 para o lado oculto da Lua, sendo a primeira sonda a pousar por lá. Ela transmite dados que estão sendo analisados pelos cientistas a fim de compreender a superfície do lado oculto da Lua e até fenômenos que possam existir por ali.

Por que vemos sempre o mesmo lado da lua?

Nós sempre vemos o mesmo lado da Lua porque os movimentos rotacional e translacional da Lua estão sincronizados com os da Terra, o que quer dizer que, ao mesmo tempo que a Lua conclui uma volta ao redor da Terra pelo movimento de translação, ela também conclui uma volta ao seu redor pelo movimento de rotação, assim, sempre a mesma face da Lua está voltada para nós.

Caso a Lua estivesse parada ou rotacionasse no dobro da sua velocidade normal, nós conseguiríamos ver toda a sua superfície uma ou várias vezes por volta.


Por Pâmella Raphaella Melo
Professora de Física 

Escritor do artigo
Escrito por: Pâmella Raphaella Melo Sou uma autora e professora que preza pela simplificação de conceitos físicos, transportando-os para o cotidiano dos estudantes e entusiastas. Sou formada em Licenciatura Plena em Física pela PUC- GO e atualmente curso Engenharia Ambiental e Sanitária pela UFG.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

MELO, Pâmella Raphaella. "Lado oculto da Lua"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/o-lado-escuro-lua.htm. Acesso em 05 de março de 2024.

De estudante para estudante