Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Fases da lua

As fases da lua correspondem aos diferentes estágios de iluminação do satélite durante sua órbita em torno da Terra e do Sol.

Imagem esquemática indicando as diferentes fases da lua e como elas são observadas da Terra.
Imagem esquemática indicando as diferentes fases da lua e como elas são observadas da Terra.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

As fases da lua são produzidas pelas diferentes posições que o satélite assume durante a sua trajetória em torno do planeta Terra e do Sol, fazendo com que a percebamos de maneiras distintas. A lua possui quatro fases principais, sendo elas nova, crescente, cheia e minguante. Um ciclo lunar completo, que compreende todas as fases da lua, possui aproximadamente 29,5 dias.

Saiba mais: Saturno — o planeta que possui a maior quantidade de luas do Sistema Solar

Tópicos deste artigo

Resumo sobre fases da lua

  • A lua possui um total de oito fases, sendo quatro principais e quatro intermediárias.

  • As fases principais da lua são: nova, crescente, cheia e minguante.

  • As fases intermediárias da lua são: quarto crescente, crescente gibosa, minguante gibosa e quarto minguante.

  • A existência das fases da lua é explicada pelo movimento de revolução desse satélite em torno da Terra e também em torno do Sol (translação), o que faz com que haja alternância na face iluminada da lua e na maneira como ela é observada da superfície terrestre.

  • O ciclo lunar tem duração de 29,5 dias.

  • A posição da lua com relação à Terra e ao Sol produz os eclipses lunar e solar.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são as fases da lua?

A lua possui quatro fases principais e quatro fases intermediárias. Descrevemos cada uma delas abaixo.

→ Lua nova

Lua nova.

Nessa fase, a face iluminada da lua é aquela voltada integralmente para o Sol. O que se observa da Terra é a face oposta, isto é, sua região não iluminada. Por essa razão, dizemos que a lua nova é invisível aos observadores que estão na superfície terrestre. Durante o dia, entretanto, é possível observar a sua presença no céu. É durante essa fase que ocorrem os eclipses solares.

→ Lua crescente

Lua crescente.

É uma fase de transição entre a nova e o quarto crescente. À medida que a lua continua o seu movimento em torno da Terra, a sua face iluminada começa a aparecer. Na fase crescente, somente uma estreita faixa côncava se torna visível, correspondendo a menos da metade da face voltada para a Terra.

→ Quarto crescente

Quarto crescente.

É possível observar metade da face iluminada da lua. Por essa razão, ela é chamada de quarto crescente, uma vez que o que vemos da Terra é somente um quarto da superfície total da lua.

→ Crescente gibosa

Gibosa crescente.

Fase intermediária entre o quarto crescente e a cheia. Acontece quando a maior parte da face iluminada da lua está visível.

→ Lua cheia

 Lua cheia.

Nessa fase, a lua está posicionada do lado oposto ao Sol. Por essa razão, conseguimos visualizar por completo a sua face iluminada. Uma vez que a Terra está posicionada entre a lua e o Sol, é nessa fase que acontecem os eclipses lunares.

→ Minguante gibosa

Gibosa minguante.

Fase intermediária entre a cheia e o quarto minguante. A face iluminada e visível da lua diminui gradualmente, tornando-se menor do que na fase cheia. Nesse caso, ela tem aparência semelhante à fase da crescente gibosa, porém o lado que apresenta iluminação é oposto ao dessa fase.

→ Quarto minguante

Quarto minguante.

Metade da lua se encontra iluminada nessa fase, que corresponde dessa à metade oposta daquela que observamos durante o quarto crescente. Em outros termos, a parte iluminada na fase do quarto minguante é aquela que se encontrava sem iluminação na fase do quarto crescente.

→ Lua minguante

Lua minguante.

A fase minguante é uma fase intermediária entre o quarto minguante e a lua nova. Aqui se observa apenas uma estreita faixa convexa iluminada.

Por que a lua muda de fase?

A lua muda de fase pela combinação de dois fatores. O primeiro deles diz respeito ao fato de o nosso satélite natural ser uma fonte de luz secundária, o que significa dizer que a iluminação que ela apresenta é proveniente do Sol. Soma-se a isso os movimentos orbitais que ela realiza em torno do planeta Terra e também em torno do Sol, chamados de revolução e de translação, respectivamente, o que faz com que ela assuma diferentes posições em relação ao nosso planeta e ao Sol.

Em decorrência da interação entre os três astros, a face da lua que recebe diretamente a luz solar varia gradualmente à medida que ela realiza o seu movimento de órbita, o que altera a forma como a observamos do planeta Terra. Esse processo é conhecido como o de mudança na fase da lua.

Veja também: Lua de sangue — o fenômeno que ocorre no eclipse total da superlua

Ciclo lunar

Representação do ciclo lunar
Representação do ciclo lunar

O ciclo lunar, chamado também de lunação ou período sinódico, é o intervalo de tempo decorrido entre uma lua nova e outra. Esse período equivale a aproximadamente 29,5 dias ou 29 dias, 12 horas e 44 minutos. Dessa forma, podemos dizer que cada uma das fases da lua, levando em consideração as fases principais e intermediárias, possui aproximadamente 3,6 dias de duração.

Eclipses

Eclipse é um fenômeno astronômico que acontece quando um corpo celeste se posiciona entre um segundo astro e uma fonte primária de luz, interrompendo momentaneamente a sua iluminação de forma total ou parcial. No nosso Sistema Solar, há a ocorrência dos eclipses solares e lunares, os quais têm em comum o alinhamento entre a lua, a Terra e o Sol.

→ Eclipse solar

Eclipse solar.

Acontece quando a lua está posicionada entre a Terra e o Sol, impedindo de forma temporária a iluminação solar de chegar até a superfície do planeta. Ele ocorre comumente durante a fase nova da lua, que corresponde ao início do ciclo lunar.

→ Eclipse lunar

Eclipse lunar.

Acontece quando a Terra está posicionada entre a lua e o Sol. Dito de outro modo, esse tipo de eclipse é produzido quando a lua entra na zona de sombra do planeta, situando-se integralmente na região conhecida como umbra (eclipse total), na penumbra (eclipse penumbral) ou ainda entre ambas (eclipse parcial). Ele ocorre comumente durante a fase cheia da lua, quando a face iluminada está voltada para a Terra.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Fases da lua"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/as-fases-lua.htm. Acesso em 07 de julho de 2022.

De estudante para estudante


Qual a primeira lei de Newton?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Qual a fórmula do sorvete?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

PUBLICIDADE

Estude agora


Cem anos de solidão | Análise Literária

Assista a nossa videoaula para conhecer um pouco mais da obra “Cem anos de solidão”, um dos romances mais...

Direitos das crianças no Brasil

Veja nesta videoaula o histórico dos direitos das crianças no Brasil, percorrendo o período colonial até a...