Topo
pesquisar

Primeiro homem a pisar na Lua

Física

O primeiro homem a pisar na Lua foi Neil Armstrong, um engenheiro aeroespacial que se tornou um dos astronautas da missão Apollo 11.
PUBLICIDADE

No dia 20 de julho de 1969, Neil Armstrong tornou-se o primeiro homem a pisar na Lua. A bordo do módulo lunar Eagle, os astronautas Neil Armstrong e Buzz Aldrin, ambos a serviço da missão Apollo 11, pousaram sobre a superfície da Lua, realizaram diversos experimentos, hastearam a bandeira estadunidense e coletaram diversas amostras de rochas e do solo lunar.

Neil Armstrong tinha 39 anos de idade quando deu o seu primeiro passo na Lua. Cerca de 20 minutos após a sua chegada, foi a vez do astronauta e piloto Buzz Aldrin. Conheça um pouco mais sobre a vida e a carreira do primeiro homem da história a pisar na Lua.

Leia também: Mitos e verdades sobre a chegada do homem na Lua

Biografia de Neil Armstrong

Neil Alden Armstrong (1930-2012) nasceu em Ohio, nos Estados Unidos, em 1930. Sua infância foi pacata, era uma criança calma e que gostava muito de ler. Com oito anos, foi passado diretamente do segundo para o quarto ano da escola, era considerado por seus professores como um aluno “nota dez”. De acordo com algumas das entrevistas dadas por sua mãe, Viola Armstrong, Neil era extremamente focado em seus estudos.

A infância de Armstrong não foi somente de estudos. Com dez anos de idade, o futuro astronauta trabalhou como cortador de grama. Posteriormente foi entregador de uma farmácia. Também trabalhou como auxiliar em uma padaria, e foi funcionário administrativo em uma loja de materiais de construção e em uma mercearia.

Com 17 anos de idade, Armstrong começou a cursar Engenharia Aeroespacial, na Universidade Purdue. Seus estudos foram pagos por meio de um programa de estudos no qual os aplicantes comprometiam-se a fazer dois anos de treino de voo e a servir, em seguida, por um ano na Marinha dos Estados Unidos, a fim de obterem o grau de bacharel.

Neil Armstrong foi convocado pela marinha dos Estados Unidos em 1949. Após diversos voos, foi qualificado e então formou-se como aviador naval em 1950. Participou de sua primeira missão de guerra em 1951, quando escoltou um avião de reconhecimento, durante a Guerra da Coreia. Ao todo, Armstrong completou 78 missões na Coreia, passando cerca de 121 horas no ar. Dessa forma, foi condecorado com a Medalha do Ar por destacar-se como piloto em missões bélicas.

O ainda futuro astronauta permaneceu a serviço da marinha por oito anos, até voltar para a universidade, para concluir seus estudos. Em 1955 formou-se como bacharel em Engenharia Aeroespacial, cinco anos depois finalizou seu mestrado na mesma área, pela Universidade do Sul da Califórnia.

Durante a sua graduação, Neil conheceu sua esposa, Janet Elizabeth Shearon, com quem teve três filhos: Eric, Mark e Karen, essa última faleceu precocemente após a descoberta de um tumor cerebral que limitou seu desenvolvimento e suas capacidades de locomoção e de fala.

Depois de tornar-se um bacharel, Armstrong passou a atuar como piloto de testes, tendo voado em mais de 200 modelos diferentes de caças, revelando para seus colegas e superiores a sua grande habilidade de pilotagem. Para saber mais a respeito de Neil Armstrong, recomendamos a leitura deste texto: Neil Armstrong: ida à Lua, serviço militar, vida e morte.

Veja também: 7 perguntas que a Física ainda não respondeu

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Carreira de astronauta

Em 1958, Armstrong foi selecionado pelo programa Man in Space Soonest (MISS), cujo objetivo era colocar um ser humano no espaço antes que a União Soviética o fizesse. Pouco tempo depois, o governo estadunidense cancelou o financiamento do programa, de modo que a Nasa pôde chefiar o seu próprio programa de exploração espacial: o Mercury.

Armstrong não estava habilitado a tornar-se um dos astronautas do programa Mercury, pois nele só se permitia militares para tal função. Entretanto, em 1960, ele foi selecionado como consultor e posteriormente convidado a atuar como um dos pilotos e engenheiros no projeto X-20 Dyna Soar, cujo intuito era a produção de um avião espacial que pudesse ser usado em missões de reconhecimento, resgate espacial, manutenção de satélites, bombardeios etc.

Em 1962, a Nasa anunciou que receberia a candidatura de mais astronautas, só que dessa vez para o programa Gemini, e que nesse projeto seriam aceitos pilotos civis qualificados para a missão. Armstrong candidatou-se para o trabalho, no entanto, sua candidatura chegou com uma semana de atraso. Por sorte, um ex-colega de trabalho viu sua aplicação e colocou-a junto às demais candidaturas, antes que alguém percebesse a irregularidade. Em 13 de setembro de 1962, o civil e engenheiro Neil Armstrong foi convocado para integrar o time de astronautas da Nasa.

O primeiro acoplamento de espaçonaves da história teve a participação de Neil Armstrong. (Créditos da imagem: Nasa / Reprodução)
O primeiro acoplamento de espaçonaves da história teve a participação de Neil Armstrong. (Créditos da imagem: Nasa / Reprodução)

Ele participou da equipe reserva do voo tripulado Gemini V, seu papel enquanto integrante da equipe foi o de auxiliar a confecção de equipamentos e procedimentos necessários para um voo tripulado de longa duração. Armstrong participou da equipe principal em uma das missões mais cruciais do programa Gemini VIII. Nesse caso, ele e o astronauta David Scott realizaram a primeira manobra de acoplamento de espaçonaves na órbita terrestre.

Leia também: Sputnik 1: O primeiro satélite a orbitar a Terra

Neil Armstrong e o programa Apollo 11

No dia 27 de janeiro de 1967, os astronautas Neil Armstrong, Gordon Cooper, Richard Gordon e Jim Lovell estavam reunidos em Washington para a assinatura do Tratado do Espaço Sideral. Na ocasião, os astronautas foram informados sobre o fracasso da missão Apollo 1, que levou à morte os três tripulantes que estavam na nave.

Em 5 de abril de 1967, 18 astronautas do programa Apollo foram reunidos para discutir a causa do acidente sofrido pela tripulação da espaçonave lançada pela missão Apollo 1. Nessa reunião, de acordo com os presentes, foi afirmado que os primeiros homens que iriam chegar à Lua estavam naquela sala.

Apesar disso, Armstrong não demonstrou nenhuma reação à frase, para ele isso era natural, uma vez que os veteranos do projeto Gemini eram as únicas pessoas do mundo capazes de levar adiante as missões até a Lua.

Em 1968, Donald Slayton, astronauta e também supervisor dos voos tripulados da Nasa, ofereceu a Neil Armstrong o posto de comandante da missão Apolo 11. Na época, a espaçonave Apollo 8 estava na órbita da Lua. Poucos dias depois, a tripulação da Apollo 11 foi oficialmente divulgada e era composta por: Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collins.


Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collins preparando-se para o lançamento do Saturn V. (Créditos da imagem: Nasa / Reprodução)

Durante uma reunião com os diretores da missão Apollo 11, em março de 1969, ficou decidido que Armstrong seria o primeiro homem a pisar na Lua. A justificativa dos diretores era o projeto da cabine do módulo lunar Eagle, cuja disposição dificultaria a saída do piloto, Buzz Aldrin.

A decisão foi polêmica, Aldrin tentou, por várias vezes, alterar o cronograma do pouso para que ele pudesse ser o primeiro homem a pisar na Lua. No entanto, os diretores do programa permaneceram com o projeto assim como ele fora concebido

Em 16 de julho de 1969, às 13h:32min UTC, o foguete Saturn V lançou a espaçonave Apollo 11 em direção à Lua. Durante a alunissagem, Armstrong percebeu que o módulo lunar encontrava-se em queda com velocidade superior à planejada e que, por isso, poderia cair a muitos quilômetros de seu local de pouso. Assim, ele assumiu o controle semimanual do módulo Eagle e conseguiu pousá-lo com segurança, quando lhe restava apenas 20 segundos de combustível.

Uma das poucas fotos de Armstrong na Lua, capturada por Buzz Aldrin. (Créditos da imagem: Nasa / Reprodução)
Uma das poucas fotos de Armstrong na Lua, capturada por Buzz Aldrin. (Créditos da imagem: Nasa / Reprodução)

Algumas horas após o pouso, Armstrong saiu do interior do módulo lunar, ao dar o seu primeiro passo na Lua, e proferiu a sua famosa frase, que foi transmitida ao vivo para cerca de 530 milhões de espectadores:

É um pequeno passo para um homem, um grande passo para a humanidade.”

Até hoje há uma polêmica acerca da frase dita por Armstrong. Essa polêmica baseia-se em torno da citada frase do astronauta, dita logo após ter pisado sobre a Lua. Enquanto a proferia, acredita-se que Armstrong tenha esquecido de usar o artigo “um” antes de “homem”, já que ele não pôde ser ouvido na transmissão. Apesar da polêmica, hoje, acredita-se que a frase foi proferida corretamente e que o erro tenha sido das limitações tecnológicas do sistema de transmissão usado na época.

Cerca de 20 minutos após a saída de Armstrong, Aldrin saiu do interior do módulo lunar. Junto ao primeiro, instalou diversos experimentos que estão presentes na superfície da Lua até os dias atuais. Armstrong hasteou uma bandeira estadunidense e deixou uma placa comemorativa.

O tempo de permanecimento dos astronautas no exterior do Eagle foi reduzido a poucas horas devido à temperatura extremamente alta da superfície da Lua iluminada pelo Sol. No entanto, enquanto esse lado pode atingir a casa dos 127º C, algumas regiões do lado escuro da Lua podem chegar a -247º C.

Após um pouco mais de 21 horas na superfície do satélite, os astronautas decolaram em direção ao módulo de comando, que se encontrava em órbita. Aldrin e Armstrong amerissaram no Oceano Pacífico, em 24 de julho de 1969, após uma viagem que durou cerca de oito dias

Neil Armstrong aposentou-se após a missão Apollo 11. Em 1971, o astronauta tornou-se professor e ministrou até o ano de 1979. Mesmo quando idoso, manteve-se ativo, participando de grupos que estudavam temas como aeronáutica e viagens espaciais. O primeiro homem a pisar na Lua faleceu no dia 25 de agosto de 2012, aos 82 anos de idade.

Leia também: Por que o homem ainda não voltou à Lua?

Astronautas que pisaram na Lua

Depois de Neil Armstrong e Buzz Aldrin, mais dez astronautas pisaram sobre a superfície lunar. Todos esses astronautas eram do programa Apollo, ou seja, ao todo, 12 pessoas já pisaram na superfície do nosso satélite natural.

Apesar de terem sido realizadas seis missões tripuladas em direção à Lua, com três astronautas em cada uma, em todas elas, um dos astronautas permaneceu em órbita da Lua, no módulo de comando.

Por Me. Rafael Helerbrock

Neil Armstrong foi o primeiro homem a pisar sobre a superfície da Lua. (Créditos da imagem: Nasa / Reprodução)
Neil Armstrong foi o primeiro homem a pisar sobre a superfície da Lua. (Créditos da imagem: Nasa / Reprodução)

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

HELERBROCK, Rafael. "Primeiro homem a pisar na Lua"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/primeiro-homem-pisar-na-lua.htm. Acesso em 22 de novembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola