Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Asteroides

Os asteroides são corpos celestes rochosos que realizam órbita em torno do Sol e têm em sua composição materiais oriundos do princípio da formação do Sistema Solar.

Asteroide no espaço, próximo à Terra.
Asteroides são grandes fragmentos de rocha que orbitam o Sol. São visíveis apenas quando estão mais próximos da Terra.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Asteroides são corpos celestes rochosos que realizam órbita em torno do Sol. Formados a partir de materiais que remontam ao princípio do Sistema Solar, os asteroides estão localizados, em sua maioria, entre as órbitas de Marte e Júpiter. Apresentam formato irregular e tamanho inferior ao de um planeta-anão, sendo compostos por silicatos, níquel e ferro. Os asteroides foram descobertos a partir do século XIX, e atualmente já se sabe da existência de cerca de 1,3 milhão desses corpos celestes no Sistema Solar.

Leia também: Cometa Halley — quando será a sua próxima aparição?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre asteroides

  • Asteroides são corpos celestes rochosos que orbitam o Sol.

  • Trata-se de objetos de pequenas dimensões, menores do que os planetas-anões. A forma e o tamanho dos asteroides são variáveis.

  • Diferenciam-se dos cometas pela composição de sua estrutura e pela visibilidade.

  • A maioria dos asteroides conhecidos está no Cinturão de Asteroides, entre as órbitas de Marte e Júpiter.

  • São classificados em tipo C, tipo S e tipo M de acordo com o material que os compõe.

  • Os asteroides começaram a ser descobertos no início do século XIX.

  • Formados a partir da junção de partículas e poeira, ou da fragmentação de corpos celestes maiores, os asteroides contêm material do início da formação do Sistema Solar.

  • Vesta é, atualmente, o maior asteroide conhecido. Possui 560 km de diâmetro.

  • Antes de Vesta, Ceres era considerado o maior asteroide. No entanto, Ceres é classificado, agora, como um planeta-anão.

Videoaula sobre asteroides

O que são asteroides?

Os asteroides são corpos celestes rochosos que realizam órbita em torno do Sol. Esses objetos se formam predominantemente em uma região que ficou conhecida como Cinturão de Asteroides, localizada entre as órbitas de Marte e de Júpiter. De acordo com a Nasa, existem, atualmente, 1.300.687 asteroides conhecidos viajando pelo Sistema Solar.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Características dos asteroides

Os asteroides são corpos celestes que não possuem uma forma definida, tendo em vista que eles são fragmentos de outros objetos que existiram há muito tempo no Sistema Solar. Boa parte deles tem formato esférico ou oval, contendo uma superfície bastante acidentada e irregular em que se observa a formação de buracos.

O tamanho dos asteroides também é variável. No entanto, para que um objeto seja classificado como asteroide ele deve ser menor do que um planeta-anão. Embora a maioria dos asteroides seja de pequena dimensão, eles podem ter desde 10 metros até quase 600 quilômetros de diâmetro. Nesse sentido, o que difere os asteroides dos cometas é a sua estrutura e o fato de os asteroides serem corpos inativos e formados por rocha, enquanto os cometas são classificados como corpos ativos e são compostos por gelo.

Asteroide com crateras no espaço.
Os asteroides são menores do que planetas-anões e apresentam formato irregular com superfície acidentada.

Por se tratarem de pedaços de rocha, os asteroides são compostos, em sua maioria, por silicato, ferro e níquel. Os objetos mais antigos apresentam estrutura formada por argilas e silicatos, razão pela qual, segundo a Nasa, eles têm coloração mais escura do que os demais asteroides.

Alguns asteroides contêm um satélite natural próprio realizando órbita ao seu redor, enquanto o corpo celeste maior realiza uma órbita elíptica em torno do Sol. Há casos, ainda, de asteroides que viajam juntos, em dupla, pelo Sistema Solar. Nota-se, entretanto, que a órbita de um asteroide pode mudar drasticamente por conta da interferência da gravidade de Júpiter, principalmente, e de Marte, fazendo com que eles sofram desvios e se desloquem em direção à órbita de outros objetos e de planetas do Sistema Solar.

Esses objetos se movem muito rapidamente, podendo se deslocar com velocidade entre 40 mil e 120 mil quilômetros por hora.

Veja também: Por que a nossa galáxia se chama Via Láctea?

Tipos de asteroides

Os asteroides são classificados de acordo com a sua composição em:

  • Tipo C: formados rochas argilosas e silicatadas. Apresentam coloração mais escura.

  • Tipo S: formados por rochas silicatadas e por ligas de ferro e níquel.

  • Tipo M: formados por ferro e níquel, sendo compostos, portanto, por rochas metálicas.

Descoberta dos asteroides

Durante o século XVIII, uma fórmula matemática desenvolvida pelos astrônomos Johan Daniel Tietz (1729-1796) e Johann Elert Bode (1747-1826) prometia o cálculo da distância entre os planetas. A expressão recebeu a denominação de Lei de Tietz-Bode e foi aplicada pelos astrônomos contemporâneos aos seus desenvolvedores de modo a tentar encontrar os planetas ou corpos celestes que estariam, em tese, entre as órbitas de Marte e Júpiter. A descoberta de Urano mediante a aplicação dessa lei deu ainda mais esperanças para os astrônomos da época.

No ano de 1801, o monge e astrônomo italiano Giuseppe Piazzi (1746-1826) descobriu Ceres, planeta-anão que por muito tempo foi classificado como um asteroide e cuja órbita fica no Cinturão de Asteroides, exatamente entre Marte e Júpiter. Inicialmente Ceres foi tratado como um planeta, mas o cálculo do seu diâmetro, que é de aproximadamente 940 km, levou à sua categorização como um asteroide e, mais tarde, um planeta-anão.

Ainda no início do século XIX, novos “planetas menores” foram descobertos: Pallas, Vesta e Juno, que mais tarde receberiam a classificação de asteroides. No decorrer do tempo, as novas descobertas indicaram a presença de um cinturão formado por esses corpos celestes entre as órbitas de Marte e Júpiter.

A palavra asteroide foi cunhada no mesmo período, mais precisamente no ano de 1802. Sua criação é atribuída ao astrônomo alemão William Herschel (1738-1822) e significa “como uma estrela” ou “semelhante a uma estrela”, em grego.

Como os asteroides se formaram?

Fragmentos rochosos no espaço, em alusão à origem dos asteroides.
Asteroides são fragmentos de planetas e outros corpos celestes que estavam presentes no Sistema Solar desde a sua formação.

A formação dos asteroides que existem hoje no Sistema Solar aconteceu há centenas de milhões de anos, e a maioria deles é constituída por material que data do início o Universo, há 4,6 bilhões de anos.

Os asteroides são fragmentos rochosos destacados de planetas e outros corpos celestes através de impactos em sua superfície ou, ainda, podem ter origem a partir da acreação, que é a junção de poeira e pequenas partículas. Novas partículas são atraídas para esse aglomerado pela força da gravidade, dando origem aos blocos irregulares que conhecemos como asteroides.

Saiba mais: Afinal, existem planetas fora do Sistema Solar?

Quais são os maiores asteroides do Sistema Solar?

Maiores asteroides do Sistema Solar

Asteroide

Diâmetro

Massa

Ano de descoberta

Vesta

560 km

259.000 x 1015 kg

1807

Pallas

513 km

205.000 x 1015 kg

1802

Hígia

444 km

86.700 x 1015 kg

1849

Interamnia

316 km

27.250 x 1015 kg

1910

Europa

306 km

24.000 x 1015 kg

1858

Diferenças entre asteroides, meteoros e cometas

Asteroide

Meteoro

Cometa

Fragmentos rochosos que orbitam o Sol.

Fenômenos luminosos que decorrem da entrada de um meteoroide na atmosfera do planeta Terra.

Corpos celestes de pequenas dimensões formados por poeira e gelo e que orbitam o Sol.

Localizados, em sua maioria, no Cinturão de Asteroides, entre Marte e Júpiter.

Surgem apenas quando entram na atmosfera terrestre.

Localizados no Cinturão de Kiuper e na Nuvem de Oort.

Formados por rochas que são fragmentos de outros corpos celestes.

Formados por fragmentos de cometas e de asteroides.

Formados por poeiras e gases do processo de desenvolvimento do Sol.

Visíveis apenas quando próximo da Terra.

Visíveis na atmosfera pela formação de uma cauda incandescente. Saiba mais sobre meteoros clicando aqui.

Visíveis pela sua cauda longa e com brilho intenso. Saiba mais sobre cometas clicando aqui.

Curiosidades sobre asteroides

  • Não existe um critério para a escolha dos nomes dos asteroides. Existem asteroides com nomes de músicos famosos, personagens de séries, e também há sete asteroides nomeados em homenagem aos tripulantes do ônibus espacial Columbia que perderam suas vidas na explosão do veículo em 1º de fevereiro de 2003.

  • Somando a massa de todos os asteroides conhecidos, obtemos um valor inferior à massa da Lua.

  • Alguns asteroides, em função do desvio de sua órbita, se transformaram em luas de planetas, como Netuno, Urano, Saturno, Júpiter e Marte.

  • Milhares de fragmentos de asteroides já se chocaram com o planeta Terra. Esses fragmentos recebem o nome de meteoroide e, quando em contato com a atmosfera, recebem o nome de meteoros.

  • Quando um asteroide tem massa o suficiente para desempenhar órbita dominante, ele pode ser elevado à categoria de planeta-anão. Foi o que aconteceu com Ceres, que antes era classificado como o maior asteroide do Sistema Solar.

Fontes

ESA. Asteroids: The discovery of asteroids. European Space Agency, [s.d.]. Disponível em: https://www.esa.int/About_Us/ESA_history/Asteroids_The_discovery_of_asteroids.

LEA, Robert. What are asteroids? Space, 29 jul. 2023. Disponível em: https://www.space.com/51-asteroids-formation-discovery-and-exploration.html.

NASA. Asteroids: Overview. NASA – Solar System Exploration, 19 jul. 2021. Disponível em: https://solarsystem.nasa.gov/asteroids-comets-and-meteors/asteroids/in-depth/.

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Asteroides"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/asteroides.htm. Acesso em 25 de maio de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Artigos Relacionados


Big Bang

Acesse e saiba mais sobre a teoria do Big Bang. Entenda como essa hipótese surgiu e o que ela propõe. Saiba quais são os elementos que corroboram essa ideia.
Geografia

Cinturão de Kuiper

Saiba mais sobre o Cinturão de Kuiper, um conjunto de asteroides localizado nos confins do sistema solar!
Geografia

Cometa Halley

Clique aqui e descubra quando o cometa Halley aparecerá novamente! Conheça suas principais características e saiba quando foi sua última aparição.
Geografia

Cometas

Acesse o link e descubra o que são cometas. Saiba como um cometa se forma, veja as suas características, estrutura e conheça os cometas mais famosos.
Geografia

Estrelas

Clique aqui e entenda o que são estrelas. Saiba como esses corpos celestes se formam e como ocorre a sua evolução. Descubra quantas estrelas existem no céu.
Geografia

Exoplanetas

Você sabe o que é um exoplaneta? Descubra quantos exoplanetas já foram descobertos, como eles são detectados e quais deles se parecem com o nosso planeta Terra.
Geografia

Meteorito

Clique aqui e descubra o que é um meteorito. Entenda sua origem e saiba como identificá-lo. Conheça também os principais meteoritos encontrados no Brasil.
Geografia

Meteoro

Afinal de contas, o que é um meteoro? Clique aqui e saiba tudo sobre esse fenômeno. Entenda como ele se forma. Saiba diferenciá-lo de asteroides e cometas.
Geografia

Planetas anões

Você conhece os planetas anões? Descubra suas principais características. Conheça os planetas anões mais próximos da Terra e curiosidades sobre o tema.
Física

Sistema Solar

Saiba mais sobre as características do Sistema Solar. Descubra como ele foi formado e as principais características dos oito planetas que o compõem.
Geografia