Topo
pesquisar

Camelo (Gênero Camelus)

Animais

Camelus ferus (camelo bactriano)
Camelus ferus (camelo bactriano)
PUBLICIDADE

Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Artiodactyla
Família Camelidae
Gênero Camelus

O Gênero Camelus abriga duas espécies: o camelo bactriano, também chamado de camelo-asiático, ou unicamente camelo – Camelus ferus; e o dromedário, Camelus dromedarius. De cores que variam do branco ao castanho-escuro, e dotados de um longo pescoço, tais animais têm grande porte, podendo atingir dois metros e meio de comprimento, meio metro de cauda e até 900kg.

Desprovidos de casco, possuem apenas dois dedos em cada pé, com longas unhas; e a sola das patas é achatada e almofadada. Não possuem chifres nem cornos, mas crina e barba estão presentes. São herbívoros ruminantes e vivem em bandos. Podem aguentar temperaturas extremas, em curto intervalo de tempo. Além disso, conseguem suportar o calor de até 40°C, sem suarem; e, na falta de água, conseguem perder até 100 litros deste solvente, contido em seus tecidos corporais, sem comprometer a saúde.

Os representantes deste gênero começaram a ser domesticados há cerca de 4500 anos, para serem utilizados como eficientes meios de transporte. Seu leite, carne, lã e pele foram, e ainda são, utilizados na alimentação e fabricação de roupas e tendas. Na atualidade, são encontrados na Ásia, África, América e Oceania, mais especificamente na Austrália, sendo a grande maioria domesticada.

Atingem a maturidade sexual aos cinco anos de idade e a gestação dura aproximadamente um ano. Geralmente, dá origem a um único filhote, que já nasce com uma pequena corcova e pelagem espessa. A expectativa de vida é em torno de cinquenta anos.

Como estratégia de defesa, podem dar coices, cuspir saliva ou conteúdos estomacais, ou mesmo morder. Entretanto, como são animais pacíficos, tais atitudes ocorrem em situações extremas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O camelo é nativo da Ásia Central e o dromedário, do nordeste da África e da porção oeste da Ásia. A diferença visível entre estes dois animais é quanto às suas corcovas (ou bossas): o primeiro possui duas corcovas; e no segundo, apenas uma é visível. Estas são estruturas de reservas, sendo por isso que, quando estão bem alimentados, suas corcovas se apresentam cheias e altas. Desta forma, elas podem pesar até 35 quilos e, em razão de sua presença, esses animais conseguem viver por até duas semanas sem precisar se alimentar.

Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), o camelo selvagem se encontra criticamente em perigo. Já o dromedário selvagem se encontra extinto da natureza, uma vez que só são encontrados exemplares domesticados.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Camelo (Gênero Camelus)"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/animais/camelo.htm>. Acesso em 11 de dezembro de 2018.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola