Topo
pesquisar

Os shakes e o perigo das dietas

Saúde e Bem-estar

Os shakes são substâncias vendidas com o objetivo de causar um emagrecimento rápido, uma vez que substituem refeições importantes, como o almoço e o jantar.
PUBLICIDADE

Todos os dias vemos na TV produtos que prometem o emagrecimento rápido e sem sofrimento. Um dos produtos do momento é o famoso shake, que é usado em substituição a uma ou mais refeições. Ele é vendido na forma de pó e deve ser misturado ao leite desnatado para o consumo.

Ao substituir as refeições, a pessoa que faz uso dos shakes realmente emagrece, entretanto, não de maneira saudável, pois normalmente isso acontece em decorrência da perda de água e músculos. Após algum tempo de consumo, a pessoa pode apresentar deficiência de nutrientes, tais como vitaminas e sais minerais, e desenvolver problemas sérios de saúde.

Esses produtos possuem em torno de 200 kcal, o que não fornece energia necessária para o corpo, uma vez que o valor não é equivalente ao de uma refeição, e uma pessoa necessita em média de 2 mil kcal por dia. Os shakes também apresentam pouca quantidade de nutrientes e fibras, sendo assim, não são ideais para o funcionamento adequado do organismo e podem trazer graves problemas à saúde de quem os consome regularmente.

Além disso, a dieta tende ao fracasso, uma vez que a maioria das pessoas acaba “enjoando” do gosto do shake e abandonando esse programa. O ideal é que quem faz uso do produto utilize-o como lanche e não como substituinte de refeições importantes. É importante frisar também que o melhor é a utilização de shakes caseiros, uma vez que os industrializados podem apresentar corantes, que não são bons para a saúde do organismo.

Lembre-se de que não existe receita mágica para o emagrecimento. Uma dieta saudável deve conter todos os nutrientes, incluindo os lipídios. Para perder peso com saúde, opte por uma reeducação alimentar orientada por um nutricionista e procure sempre realizar exercícios físicos. Além de manter a boa forma, você evitará diversas doenças.

Apareceu na mídia um caso de uma mulher de 20 anos que perdeu os movimentos das pernas após substituir o almoço e a janta por shakes e chás, além de fazer uso de medicamentos inibidores de apetite. Essa substituição fez com que a mulher apresentasse uma doença denominada beribéri, que ocorre em razão da falta da vitamina B1 no organismo. Percebe-se aí que o shake não apresenta a quantidade necessária de vitaminas e outros nutrientes para uma alimentação saudável, não devendo ser usado, portanto, como substituinte de refeições importantes.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Os shakes e o perigo das dietas"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/saude/os-shakes-perigo-das-dietas.htm>. Acesso em 24 de maio de 2017.

Após compulsão alimentar, as pessoas que sofrem desse transtorno alimentar induzem o vômito, ato seguido por sentimentos de culpa
Doenças e patologias Bulimia
Provocar vômitos após alta ingestão de calorias é uma característica comportamental da bulimia
Psicologia Bulimia
Uma boa dieta contém uma dosagem equilibrada de certos elementos
Saúde e Bem-estar Dietas
Medicamentos para emagrecer às vezes podem não funcionar
Saúde e Bem-estar Remédios para Emagrecer
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA