Topo
pesquisar

10 equações de Física essenciais para o Enem

Física

Para facilitar seus estudos, reunimos as dez equações de Física que você precisa saber para fazer o Enem!
PUBLICIDADE

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é hoje um dos processos seletivos mais importantes realizados no Brasil. Ele é utilizado como porta de entrada para uma série de universidades em todo o país.

Em relação aos conteúdos de Física, geralmente seis assuntos são muito explorados: mecânica, ondulatória, eletricidade, magnetismo, termologia e óptica. Pensando nisso, selecionamos para vocês as 10 equações que fazem parte desses seis assuntos para ajudá-lo(a) a se preparar melhor para as questões de Física no Enem.

1) Velocidade média

A velocidade média é definida como a razão entre o espaço total percorrido por um móvel e o tempo gasto por ele.

v: velocidade média;

Δs: espaço percorrido;

Δt: Intervalo de tempo.

2) Função horária da posição para o movimento uniforme

A função horária da posição determina a posição ocupada por um móvel a partir da velocidade e do tempo decorrido. Faz-se necessário conhecer os gráficos que envolvem essa função.

S: posição final ocupada pelo móvel;

S0: posição inicial ocupada pelo móvel;

v: velocidade do móvel;

t: instante de tempo considerado.

3) Equação de Torricelli

A equação de Torricelli é extremamente importante por não depender do tempo.

v: velocidade final;

v0: velocidade inicial;

a: aceleração do móvel;

Δs: espaço percorrido.

4) Velocidade de propagação das ondas

As ondas propagam-se pelo espaço e possuem as suas velocidades determinadas a partir de suas frequências e comprimentos de onda característicos.

v: velocidade da onda;

λ: comprimento de onda;

f: frequência da onda.

5) 1ª lei de Ohm

A primeira lei de Ohm mostra que a diferença de potencial (ddp) entre dois pontos é fruto do produto entre a resistência elétrica encontrada e a corrente elétrica.

U: diferença de potencial (ddp);

R: resistência elétrica;

i: corrente elétrica.

6) Potência elétrica

Potência fala a respeito da quantidade de energia “gasta” por unidade de tempo. A potência elétrica é dada pelo produto entre a ddp e a corrente elétrica.

P: potência elétrica;

U: diferença de potencial (DDP)

i: corrente elétrica.

7) Transformação entre escalas termométricas

Existem três escalas em uso oficial para a determinação de temperaturas: Celsius (°C), Fahrenheit (°F) e a Kelvin (K). A equação abaixo permite a conversão de valores entre essas escalas.

 

TC: temperatura em Celsius (ºC);

TF: temperatura em Fahrenheit (ºF);

TK: temperatura em Kelvin (K).

8) Calor sensível

O calor sensível é a quantidade de energia térmica que é fornecida a um corpo sem que haja mudança de estado físico.

Q: quantidade de calor;

m: massa da substância;

c: calor específico da substância.

ΔT: variação de temperatura.

9) Dilatação linear

Quando um material é exposto a variações de temperatura, ele se dilata em virtude do calor recibo ou se contrai por causa da perda de calor. Sendo assim, é possível mensurar o aumento ou a diminuição do material.

ΔL: aumento sofrido pelo material;

L0: tamanho inicial do material;

α: coeficiente de dilatação linear

ΔT: variação de temperatura.

10) Lei de Snell

A lei de Snell está relacionada com o fenômeno da refração, quando a luz muda de meio material. Essa equação mostra que o produto do índice de refração dos meios pelos ângulos de incidência ou refração sempre será igual.

N1 e N2: índices de refração;

sin α1: seno do ângulo de incidência;

sin α2: seno do ângulo de refração.


Por Joab Silas
Graduado em Física

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

JúNIOR, Joab Silas da Silva. "10 equações de Física essenciais para o Enem"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fisica/10-equacoes-fisica-essenciais-para-enem.htm>. Acesso em 27 de abril de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA