Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Fábula

A fábula é uma narrativa que apresenta animais personificados e uma lição de moral. É um texto escrito em verso ou em prosa, que possui um caráter alegórico e fantástico.

Ilustração dos personagens da fábula A cigarra e a formiga.
Fábulas são narrativas cujos personagens são animais personificados. A cigarra e a formiga é uma fábula mundialmente famosa.
Crédito da Imagem: Shutterstock
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Fábula é um texto narrativo que apresenta animais personificados e uma moral da história. Por ser uma narrativa, possui tempo, espaço, ação, personagens e narrador. É um texto escrito em forma de verso ou de prosa. O principal autor do gênero é o grego Esopo, cujas fábulas foram reescritas ou traduzidas pelo francês Jean de la Fontaine.

Leia também: Apólogo — narrativa de cunho moral cujos personagens são seres inanimados

Tópicos deste artigo

Resumo sobre fábula

  • A fábula é um texto narrativo, com animais personificados, que termina com uma lição de moral.

  • Narrativa escrita em verso ou em prosa, a fábula possui enredo, tempo, espaço, narrador e personagens.

  • Fábulas são histórias de caráter alegórico e apresentam elementos fantásticos.

  • Esopo, escritor da Grécia antiga, é o principal autor de fábulas, tais como A cigarra e a formiga.

  • O francês Jean de la Fontaine foi responsável por compilar e difundir as fábulas de Esopo.

O que é uma fábula?

Fábula é uma narrativa que apresenta a personificação de animais e, principalmente, uma lição de moral no final da história.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Características e estruturas da fábula

A fábula é uma narrativa curta, que pode ser escrita em prosa ou em verso, e possui os seguintes elementos:

  • enredo;

  • tempo;

  • espaço;

  • narrador;

  • personagens;

  • presença de uma moral da história;

  • caráter metafórico;

  • aspecto fantástico;

  • personificação de animais.

Veja também: Como surgiram os contos de fadas?

Como fazer uma fábula?

O primeiro passo é definir o valor moral que deve ser defendido no final da história. Em uma fábula, a lição de moral é explicitada no desfecho da obra. Por exemplo, na fábula sobre a cigarra e a formiga, é no fim da narrativa que percebemos que a cigarra foi irresponsável, não trabalhou, e por isso foi punida. Ou que a formiga perdeu tempo por não aproveitar a existência.

Ciente do objetivo da fábula, o autor deve pensar nos personagens. São animais e apresentam características humanas. A cigarra e a formiga falam. Uma delas canta, a outra trabalha. Isso porque são alegorias, metáforas de seres humanos.

Definidos os personagens, construímos o enredo, que deve mostrar uma situação que justifique o epílogo da obra. O fabulista não deve ir direto ao objetivo, pois é a história que envolve o receptor e o convence. Observe o enredo de uma famosa fábula de Esopo:

Enredo da fábula A formiga e a cigarra

A cigarra de Esopo dançava e cantava no bosque. Ela não se preocupava com o futuro, não era previdente. Ao ver uma formiga que trabalhava, a cigarra a criticou. Afinal, era verão, tempo de aproveitar a vida e não de trabalhar.

A formiga então explicou que estava trabalhando para ter comida no inverno. Mas a cigarra não se conformava com a atitude da formiga, e sempre a chamava para a diversão. A formiga acabou sendo seduzida pelo estilo de vida da cigarra. Parou de trabalhar e experimentou viver apenas o agora.

Mas, ao ser repreendida pela rainha do formigueiro, voltou ao trabalho. A rainha advertiu a cigarra sobre o futuro. Contudo, a cigarra não ouvia conselhos de ninguém, queria apenas se divertir. E, quando o inverno chegou, ela sofreu com a fome e com o frio.

No decorrer dos séculos, surgiram versões diferentes para esse final:

  • a cigarra pede auxílio à formiga, que nega a ajuda, de modo que a cigarra morre de frio e de fome;

  • a cigarra pede auxílio à formiga, que se compadece, abriga a cigarra, a qual aprende a lição;

  • a formiga tem notícia de que a cigarra morreu e lamenta a irresponsabilidade da amiga;

  • o inverno é rigoroso demais, e a formiga acaba morrendo, sem aproveitar a vida.

Saiba mais: Sítio do Picapau Amarelo — série de livros infantis que reúne fantasia e aprendizados

Exemplos de fábulas famosas

FÁBULA

AUTORIA

A raposa e as uvas

Esopo

A cigarra e a formiga

Esopo

A tartaruga e a lebre

Esopo

O leão decrépito, o javali, o touro e o burro

Fedro

A mosca e a mula

Fedro

O homem e o burro

Fedro

Autores famosos de fábulas

  • Esopo (620-564 a. C.) — Grécia.

  • Fedro (30 a. C.-44 d. C.) — Roma.

  • Jean de la Fontaine (1621-1695) — França.

É preciso fazer aqui uma observação. Jean de la Fontaine é bastante conhecido por publicar fábulas. No entanto, a maioria delas é uma reescrita ou uma tradução de fábulas originais, algumas atribuídas a Esopo, que seria o pai da fábula. A importância de La Fontaine está no fato de o autor compilar e difundir essas fábulas.

Capa do livro Fábulas, de Monteiro Lobato, publicado pela editora Globo.
Capa do livro Fábulas, de Monteiro Lobato, publicado pela editora Globo.[1]

Por fim, devemos mencionar que, no Brasil, o escritor Monteiro Lobato (1882-1948) publicou, em 1922, seu livro Fábulas. Nessa obra, ele adapta (ou reescreve) algumas fábulas já conhecidas, como, por exemplo, a fábula intitulada A cigarra e as formigas. Tanto La Fontaine quanto Lobato estão vinculados à literatura infantil.

Créditos da imagem

[1] Editora Globo (reprodução)

Fontes

ARAÚJO, Antonia Iara Rodrigues de. Uma abordagem ética e o uso de fábulas nas práticas pedagógicas. CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 7., 2020, Maceió. Anais [...]. Campina Grande: Realize Editora, 2020.

JORGE, Gabriela Pereira. Fábula, moral e Nietzsche: contribuições para a filosofia da educação. 2016. TCC (Licenciatura em Pedagogia) – Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2016.

MISOCZKY, Maria Ceci Araujo; VECCHIO, Rafael Augusto. Experimentando pensar: da fábula de Barnard à aventura de outras possibilidades de organizar. Cadernos EBAPE.BR, v. 4, n. 1, mar. 2006.

NEVES, María Helena de Moura. A gramática pela fábula. Ou: a fábula pela gramática. Lingüística, Montevidéu, v. 30, n. 1, maio 2014.

SALEMA, Vivian de Azevedo Garcia. O discurso das fábulas de Fedro. PRINCIPIA, n. 44, 2022.

SOUZA, Loide Nascimento de. A fábula e o efeito-fábula na obra infantil de Monteiro Lobato. 2010. Tese (Doutorado em Letras) – Faculdade de Ciências e Letras de Assis, Universidade Estadual Paulista, Assis, 2010. 

Escritor do artigo
Escrito por: Warley Souza Professor de Português e Literatura, com licenciatura e mestrado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "Fábula"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/redacao/fabula.htm. Acesso em 19 de maio de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Artigos Relacionados


Apólogo

Conheça o apólogo, quais suas principais características, e como é organizada a sua estrutura a fim de compartilhar uma “lição de moral”.
Redação

Crônica argumentativa

Descubra quais são as principais características e estrutura da crônica argumentativa. Saiba também como fazer uma crônica desse tipo, e veja um exemplo.
Redação

Crônica narrativa

Entenda como reconhecer uma crônica narrativa, e aprenda mais sobre suas características, estrutura e representantes da literatura brasileira.
Redação

Enredo

Saiba quais são os tipos de enredo que existem e como ele é feito. Veja também alguns exemplos de enredo e descubra quais são os elementos de uma narrativa.
Redação

Gênero narrativo

Saiba o que é o gênero narrativo. Conheça a estrutura da narrativa e os subgêneros narrativos. Veja quais são os tipos de narrador e de discurso narrativo.
Literatura

Gêneros textuais

Comunicação e língua portuguesa: Conheça o conceito de gêneros textuais em apenas um clique!
Redação

Metáfora

Saiba o que é metáfora. Veja alguns exemplos dessa figura de linguagem. Entenda a diferença entre metáfora e comparação.
Gramática

Personificação (prosopopeia)

Aprenda mais sobre a personificação (também conhecida como prosopopeia). Veja exemplos de seu uso e pratique o que aprendeu com exercícios.
Gramática

Reportagem

Conheça as principais características da reportagem, gênero textual do universo jornalístico!
Redação

Tipos de crônica

Clique aqui, saiba o que é uma crônica, descubra quais são seus tipos e veja exemplos.
Redação