Fosfatos: poluentes ou não?

Química

PUBLICIDADE

Os fosfatos ficaram famosos devido à fama de serem poluentes. Isso é verdade? Será justo jogar toda a culpa do “caos” ambiental que vivemos hoje, em um simples composto?

Vamos ao início de tudo, quando as fábricas de produtos de limpeza resolveram aderir fosfatos na produção, mais precisamente o tripolifosfato de sódio (STPP). Este fosfato já foi um dos principais ingredientes em detergentes, ele age tornando a água menos pesada. Uma vez que sujeiras como gorduras, por exemplo, já tenham se desprendido da roupa, o STPP se encarrega de mantê-las em suspensão na água, para que possam ser retiradas posteriormente.

A eficiente ação de limpar, dos detergentes, rapidamente se difundiu, o que tornou este produto um sucesso de vendas. Com a crescente demanda veio uma terrível acusação por parte de ambientalistas: o fosfato seria um poluente em potencial. A partir da década de 80, a porcentagem de STPP em detergentes foi decrescendo até chegar à marca zero. Daí em diante, os produtos que apresentassem no rótulo os dizeres “sem fosfato”, tinham uma maior aceitação pelo público consumidor.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Agora precisamos entender o porquê de tal ameaça por parte dos fosfatos. A partir do momento em que o STPP entra nos esgotos, se associa aos fosfatos presentes em efluentes industriais e segue até ser despejado em rios. Assim se inicia, então, um desequilíbrio ecológico.

A disponibilidade de fosfato governa a taxa de crescimento de muitos organismos, como por exemplo, das algas marinhas. Fosfatos podem ocasionar uma superpopulação de algas de superfície, que diminuem o teor de oxigênio dissolvido na água. A falta de oxigênio traz consequências diretas à fauna aquática, uma delas pode ser a morte de centenas de peixes.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Química Ambiental - Química - Brasil Escola

Detergente sem fosfato
Detergente sem fosfato

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "Fosfatos: poluentes ou não?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/fosfatos-poluentes-ou-nao.htm. Acesso em 15 de janeiro de 2021.

Artigos Relacionados
Conheça o que é a demanda bioquímica de oxigênio e saiba importância desse fator indicativo para medir a poluição das águas.
Conheça a diferença existente entre os adubos químicos inorgânicos e os adubos orgânicos; e, ao ler as vantagens e desvantagens de cada um, chegue à conclusão de qual é melhor.
Conheça os tipos principais de poluição das águas, que incluem poluição biológica, poluição térmica, poluição sedimentar, poluição química e radioativa.
Conheça a técnica de coagulação e floculação realizada em estações de tratamento de água para retirar impurezas muito pequenas.
Conheça os principais tipos de tratamentos de efluentes gerados pelos esgotos domésticos, pela agricultura e pelas indústrias.
Conheça os principais tratamentos secundários de efluentes usados para retirar o material biodegradável por métodos biológicos.
Aqui você verá os tratamentos terciários de efluentes mais importantes, como ultrafiltração, osmose reversa, cloração e processos avançados de oxidação.
Veja como pode ser feita a reciclagem do óleo de cozinha usado, a melhor opção de descarte desse resíduo.
Entenda por que o óleo de cozinha usado não deve ser despejado na pia, no ralo ou mesmo no lixo comum.